fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

Em tempos de pandemia lavadora e secadora de piso ofertada pela Empresa Kärcher otimizará o tempo de higienização da instituição

 

RIBEIRÃO PRETO/SP - O Hospital de Câncer de Ribeirão Preto recebeu a doação de uma Lavadora e Secadora de Piso KARCHER BR 30/4. A doação foi feita pela Kärcher, empresa líder mundial em soluções de limpeza. A entrega será realizada no dia 22 de outubro, às 15h, na sede da instituição.

O equipamento irá otimizar o tempo de limpeza, bem como algumas outras necessidades primordiais para um setor tão importante que está ligado diretamente à saúde dos pacientes, pois a lavadora permitirá uma limpeza mais segura e eficiente do local. Com ela será possível limpar até 200m² por hora, possibilitando uma maior frequência na higienização exigida, principalmente, durante os tempos de pandemia.

De acordo com o presidente do conselho curador do Hospital de Câncer de Ribeirão Preto, Antonio Carlos Maçonetto, ações de empresas de reconhecimento internacional, como é o caso da Kärcher, trazem ainda mais credibilidade para o hospital.

“A doação incentiva outras empresas a abraçarem a causa e também contribuírem com a finalidade da instituição que é atendimento àqueles que por algum motivo não conseguiram ter seus direitos garantidos”, afirma.

Para Antônio Henriques, diretor de vendas e marketing da Kärcher, a iniciativa foi um pequeno gesto de agradecimento à entidade.

“A Kärcher é feita de pessoas, e acreditamos que todas elas devem ajudar outras da forma que podem. Nós produzimos equipamentos de limpeza que são muito mais do que máquinas. Com eles, temos a nossa forma de ajudar: podemos transformar o dia a dia das pessoas, porque a limpeza eficiente transmite bem-estar e saúde”, explica.

Henriques também destaca que ações como essa são essenciais porque só trazem consequências positivas, para quem doa e para quem recebe. “Se todas as empresas doassem um pouco do que produzem, com certeza estaríamos caminhando para um futuro mais próspero para todos, finaliza”.

Mais informações sobre o Hospital de Câncer de Ribeirão Preto, fundação para pesquisa, prevenção e assistência do câncer podem ser obtidas através do site www.ribeiraocontraocancer.com.br, pelo número (16) 3878-9700 ou pelas redes sociais, na página do Facebook pelo link: www.facebook.com/hospitaldecancerribeirao/ ou pelo perfil @hospitaldecancerribeirao.

A sede do Hospital, sem fins lucrativos, está localizada na Rua Octávio Martins Braga, n° 50 no Residencial Flórida.

Sobre o Hospital do Câncer de Ribeirão Preto | Fundação SOBECCan

O Hospital de Câncer de Ribeirão Preto, mantido pela Fundação SobecCan, é o único hospital exclusivamente oncológico da região metropolitana de Ribeirão Preto (SP) e atua nas áreas de pesquisa, prevenção e assistência do câncer. A instituição realiza cerca de 800 atendimentos por mês, abrangendo, gratuitamente, 27 cidades da região.

É uma fundação de direito privado, sem fins lucrativos que existe há mais de 25 anos e conta com a ajuda da comunidade e de iniciativas privadas para manter todos os serviços para os pacientes, que recebem atendimento nas seguintes áreas: ginecologia, mastologia, oncologia, fisioterapia, psicologia (pacientes e familiares), odontologia e assistência social.

Todo trabalho é respaldado por voluntários identificados com a causa da instituição, por um quadro de funcionários envolvidos com a fundação e por um corpo clinico voltado aos pacientes que aqui são atendidos. Todos os membros da Diretoria Executiva, do Conselho Curador e Conselho Consultivo trabalham sem qualquer remuneração.

Sobre a Kärcher

Desde o início, a Kärcher sempre foi caracterizada por sua engenhosidade e pensamento inovador. A empresa foi fundada em 1935 pelo inventor Alfred Kärcher, quem começou a fabricar e comercializar suas ideias que culminaram em produtos pioneiros no campo da tecnologia de aquecimento. O grande marco da empresa líder mundial em soluções de limpeza aconteceu em 1950, com a invenção da primeira lavadora de alta pressão de água quente da Europa. Quando Alfred Kärcher morreu em 1959, sua esposa Irene continuou a obra de vida de seu marido até sua própria morte em 1989. Kärcher manteve-se uma empresa familiar até hoje, com sede em Winnenden, perto de Stuttgart e no Brasil, na cidade de Vinhedo.

SÃO CARLOS/SP - Durante a Campanha Outubro Rosa, o Fundo Social de Solidariedade de São Carlos arrecadará alimentos não perecíveis e, na troca, entregará aos participantes uma máscara facial de proteção na cor rosa. Todos os itens recebidos serão destinados a pessoas de baixa renda e em situação de vulnerabilidade social. Para apoiar a iniciativa, a Via Armênia, no Iguatemi São Carlos, também é um ponto de coleta e fará a entrega da máscara a todos que fizerem a doação de alimentos. Os interessados poderão colaborar com a ação ao longo de todo o mês, ou enquanto durarem os estoques de máscaras.

É o oitavo ano consecutivo que o Fundo Social de Solidariedade promove a Campanha Outubro Rosa, que visa compartilhar informações sobre o câncer de mama, conscientizar quanto aos riscos da doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

 

Serviço

Shopping Iguatemi São Carlos

Endereço: Passeio dos Flamboyants, 200, São Carlos

Informações: www.iguatemi.com.br/saocarlos

Devido ao estoque baixo, as cirurgias eletivas de pacientes com essa tipagem sanguínea precisaram ser suspensas por 3 dias

 

SÃO CARLOS/SP - Os estoques do Banco de Sangue da Santa Casa despencaram na última semana. A situação mais crítica é dos tipos O positivo e negativo: as doações diminuíram 80%. A queda foi tão grande que, com a falta de sangue, as cirurgias eletivas para essa tipagem sanguínea precisaram ser suspensas na última sexta-feira (9) e foram retomadas nesta terça-feira (13).

“É um problema que não apenas o nosso Banco de Sangue está enfrentando. Nós entramos em contato com vários bancos de sangue da região e também de São Paulo. Nenhum deles tinha estoque de sangue do tipo O. As cirurgias eletivas aqui em São Carlos foram retomadas hoje, porque um grupo de Descalvado se mobilizou e veio doar sangue. Mas a agenda de doações para os próximos dias ainda não está completa. Então, estamos preocupados com a possibilidade de que o hospital tenha que suspender as cirurgias eletivas de novo", explica a coordenadora do Banco de Sangue, Ariane Iazorli.

As quedas no estoque vêm acontecendo com frequência por vários motivos. Em função da pandemia da COVID-19, a Associação Brasileira de Hematologia e o Ministério da Saúde determinaram que as doações passassem a ser agendadas para evitar as aglomerações, e isso fez com que as doações diminuíssem. Além disso, muitos doadores continuam agendando as doações e não comparecendo. E o terceiro motivo é a retomada das cirurgias eletivas, o que aumentou de novo a demanda por sangue.

“Por conta de todas essas dificuldades, ampliamos os horários para doações para conseguir aumentar o estoque. E a partir desta semana, vamos abrir o Banco de Sangue para doações às terças e quintas à tarde. Com alguns períodos a mais para doação, o objetivo é incentivar outros voluntários a virem doar e, assim, conseguirmos manter os nossos estoques equilibrados”, afirma coordenadora do Banco de Sangue, Ariane Iazorli.

 

SERVIÇO:

BANCO DE SANGUE DA SANTA CASA

AGENDAMENTO DE DOAÇÕES:

(16) 99104-6748 (WhatsApp) e (16) 3509-1230 (fixo)

De segunda a sexta-feira, das 8h às 15h

 

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta-feira –  7h30 às 12h

Terças e quintas – 13h30 às 15h30

Sábados – 8h às 11 h

No campus de São Carlos, 5,5 mil litros de álcool já foram produzidos e doados

 

SÃO CARLOS/SP - Desde o início da pandemia que a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) colocou-se na linha de frente no combate à pandemia da COVID-19. Iniciativas como a produção de álcool gel e álcool 70% vêm apoiando diversas instituições. No campus de São Carlos, a produção de álcool já gerou a doação de 5,5 mil litros do produto.

A produção, em São Carlos, está sendo feita de acordo com a demanda da região. "A Universidade tem nos auxiliado bastante. Quando a gente precisa, é só ligar que eles fornecem para a gente", afirma Denise BragaDiretora de Gestão do Cuidado Ambulatorial do município de São Carlos.

Doações - Para apoiar a produção de álcool realizada pela Universidade, galões e frascos podem ser doados. Frascos plásticos de 5 litros são utilizados para envasar o álcool 70%; frascos menores, de 500 a 100 ml, serão utilizados para armazenar o álcool gel. "A pandemia ainda não passou, então todas as doações são bem-vindas pois há muitas instituições que necessitam da doação de álcool", afirma o Prof. Dr. José Mario de Aquinodo Departamento de Química (DQ) da UFSCar.

Dra. Ana Marta Ribeiro Machado, Diretora do Departamento de Gestão de Resíduos (DeGR) da Universidade, destaca que os recipientes doados precisam ser novos. "Isso é necessário para não haver risco de contaminação do álcool, pois este será utilizado em hospitais, unidades de saúde, asilos etc", explica.

Contato:
- Departamento de Gestão de Resíduos (DeGR) da UFSCar: (16) 3351.8015 e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
- Departamento de Química (DQ) da UFSCar: (16) 3351.8206 e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Quem vier doar sangue, pode trazer um brinquedo que será entregue às crianças da Pediatria

 

SÃO CARLOS/SP - O Banco de Sangue da Santa Casa começa, nesta segunda-feira (5), a Campanha “Doe um Brinquedo, Doe Sangue, Doe Amor”. Durante todo o mês de outubro, o voluntário que vier doar sangue, pode também trazer um brinquedo que vai ser entregue para as crianças da Pediatria.

Os brinquedos doados podem ser novos ou semi-novos, desde que estejam em boas condições. E além do brinquedo, as doações de sangue também são muito importantes. Em média, 20% das transfusões são para as crianças que passam pelo Centro Cirúrgico, Pronto-Socorro, UTI Neonatal e Pediatria da Santa Casa.

“Nós decidimos fazer essa Campanha, porque as nossas crianças também precisam de sangue. E com as doações de brinquedo, além de salvar vidas, conseguiremos trazer também um pouco de alegria nesse mês dedicado a elas”, explica a Coordenadora do Banco de Sangue, Ariane Iazorli.

 

SERVIÇO:

CAMPANHA “DOE UM BRINQUEDO. DOE SANGUE. DOE AMOR”

BANCO DE SANGUE DA SANTA CASA

AGENDAMENTO DE DOAÇÕES:

(16) 99104-6748 (WhatsApp) e (16) 3509-1230 (fixo)

De segunda a sexta-feira, das 8h às 15h

 

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta-feira – 8h às 12 horas

Sábados – 8h às 11 horas

As novas macas devem acelerar o trabalho das equipes e garantir mais qualidade e rapidez no socorro aos pacientes

 

SÃO CARLOS/SP - A Santa Casa recebeu a doação de 10 macas do Sindicato Rural de São Carlos para ajudar no transporte dos pacientes. As macas possuem suporte de soro, grades laterais, suporte para cilindro de oxigênio e são acompanhadas de colchonetes. No total, foram investidos R$ 14.400,00. No início da pandemia, o Sindicato já havia feito também a doação de um computador para ajudar nos atendimentos.

Atualmente o hospital possui 41 macas para auxiliar na necessidade de todos os setores. Devido à pandemia da COVID-19, o hospital aumentou o número de atendimentos. Isso faz com que as macas necessitem de manutenção, e esse número tende a reduzir diariamente. O ideal seria ter, pelo menos, 54 macas para atender toda a assistência ambulatorial, internação, urgência e emergência.

O Presidente do Sindicato Rural, Olinto Petrilli, soube da falta de maca e decidiu, junto à diretoria, ajudar. “Entregamos essa doação com muita satisfação, pois conhecemos o trabalho que a Santa Casa presta na cidade e região. Com o aumento de pacientes, essas macas vão ajudar a atender mais demandas”, comenta o Presidente.

O vice-presidente do Sindicato Rural, Cláudio Di Salvo, reforça que “demos nossa cota de contribuição, pois sabemos das necessidades da Santa Casa, principalmente em um momento de pandemia. Sabemos do trabalho sério que o hospital presta na cidade e em toda região. O pouco que cada um ajuda, já é um grande benefício a todos”.

De acordo com o Provedor da Santa Casa, Antônio Valério Morillas Júnior, essa doação vai contribuir para a redução de tempo de espera por maca. “Essa doação é muito importante, principalmente em um momento de pandemia em que o número de atendimentos aumentou. Muitas vezes, pela falta de maca, atrasa o atendimento do SAMU que precisa esperar pela desocupação. Dessa maneira, vai acelerar o trabalho das equipes e garantir a qualidade e rapidez no socorro aos pacientes. Agradecemos a diretoria do Sindicato que sempre organiza campanhas para ajudar o hospital”.

Também estiverem presentes na cerimônia de entrega, a Gerente de Vendas da Santa Casa, Angela Oioli, e o Tesoureiro do Sindicato Rural, João Paulo Pica.

RIO DE JANEIRO/RJ - O grupo de empresas que anunciou uma doação de R$ 100 milhões para auxiliar a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) na produção da futura vacina contra o coronavírus repassou, até agora, o total de R$ 70 milhões – 70% do valor prometido.

O consórcio é formado por Ambev, Americanas, Itaú Unibanco, Stone, Instituto Votorantim, Fundação Lemann, Fundação Brava e a Behring Family Foundation.

O estudo clínico da vacina no Brasil é desenvolvido conjuntamente pela universidade de Oxford e pela empresa AstraZeneca.

O valor é destinado ao aprimoramento de instalações usadas na produção da vacina da covid-19. O anúncio foi feito do dia 7 de agosto, em uma nota publicada na página da Fiocruz.

“A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recebeu a doação de uma coalisão de empresas e fundações para adequações em seu parque fabril e aquisição de equipamentos necessários à produção da vacina para covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, por meio do acordo com a AstraZeneca. A doação também auxiliará na expansão da estrutura de controle de qualidade, em função da grande demanda de testes que a nova vacina irá gerar”, informou a entidade.

 

Retomada do estudo

Os testes da vacina foram suspensos no dia 8 de setembro depois que 1 dos voluntários teve uma reação adversa grave.

4 dias depois, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou a retomada dos estudos clínicos. A decisão considerou as informações recebidas da agência reguladora britânica (MHRA), do Comitê Independente de Segurança do estudo clínico e da empresa farmacêutica.

“Após avaliar os dados do evento adverso, sua causalidade e o conjunto de dados de segurança gerados no estudo, a Anvisa concluiu que a relação benefício/risco se mantém favorável e, por isso, o estudo poderá ser retomado”, disse a agência em nota.

O presidente Jair Bolsonaro assinou no dia 6 de agosto uma medida provisória que abre crédito extraordinário de R$ 1,9 bilhão para viabilizar a produção e aquisição da vacina.

O dinheiro destinado à Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) é para incorporar a tecnologia desenvolvida pela empresa britânica na fabricação da vacina. Com isso, caso a eficácia do imunobiológico seja comprovada, o Brasil deverá produzir 100 milhões de doses até o 2º trimestre de 2021.

 

 

*Por: PODER360

O ideal seria ter pelo menos 100 bolsas de sangue, mas o Banco de Sangue tem apenas 30 bolsas em estoque

 

SÃO CARLOS/SP - O Banco de Sangue da Santa Casa precisa com urgência de doadores de todos os tipos sanguíneos, principalmente de O positivo. O estoque de bolsas de sangue está 60% abaixo da média de segurança. Para se ter um estoque seguro, o ideal seria ter, no mínimo, 100 bolsas de sangue. No momento, o Banco conta com apenas 30 bolsas. Essa quantidade deve durar apenas pelos próximo dois dias. Uma situação extremamente preocupante, já que o hospital atende todas as demandas de urgência e emergência, cirurgias eletivas, oncológicas e cardíacas, UTI Pediátrica, UTI Neonatal, UTI Adulto e Coronariana, Centro Cirúrgico, Maternidade e, em alguns casos, os pacientes com COVID-19 que necessitam de transfusão de sangue. Além das demandas da Santa Casa, o Banco também dá suporte para o Hospital Universitário e hospitais da região.  

Um dos principais motivos para a queda é o não comparecimento dos voluntários que agendam o horário para fazer a doação. Para se ter uma ideia, no último sábado (19), dos 30 doadores que fizeram o agendamento, apenas 9 compareceram para doar. Na segunda-feira (21), dos 30 doadores agendados, apenas 7 foram ao Banco de Sangue para fazer as doações.

Nesta semana, a agenda de doações ainda não está completa. E na semana que vem, está completamente vazia. Por isso, a Coordenadora do Banco de Sangue da Santa Casa, Ariane Iazorli, faz um apelo à população. “Precisamos ter um estoque mínimo para restabelecer o nível necessário e, assim, suprir todas as demandas de procedimentos cirúrgicos e transfusão de sangue. Peço também para que os doadores que agendarem as doações, que compareçam para não prejudicar o fluxo, já que contamos com cada bolsa de sangue. Caso o doador tenha algum imprevisto, ele deve avisar o Banco de Sangue 24 horas antes do horário marcado, para que a equipe tenha tempo hábil para acionar um outro doador. Outro problema que estamos enfrentando é a falta de doador. Ligamos para os doadores cadastrados e, muitas vezes, não nos atendem ou não querem doar. Se não normalizar e as pessoas não atenderem nosso chamado, vamos precisar cancelar as cirurgias. Peço o apoio de toda população”, explica a Coordenadora.

Desde o início da pandemia, o Banco de Sangue tem seguido as regras da Associação Brasileira de Hematologia. É obrigatório o uso de máscara de proteção facial. Foi proibida a entrada de acompanhantes. Pra facilitar, as doações estão sendo agendadas pelo WhatsApp ou pelo telefone fixo para evitar aglomerações. Sendo assim, é possível garantir a proteção de todos os doadores e profissionais.

Vale ressaltar que para ser doador, é preciso ter entre 18 e 69 anos, ter mais de 50 Kg e estar em boas condições de saúde. O voluntário também não pode fumar uma hora antes da doação e nem ingerir bebida alcoólica 24 horas antes. E é preciso apresentar um documento oficial com foto.  Quem vier para fazer a doação, pode estacionar de graça no estacionamento PARAKI, que fica em frente à Santa Casa (Rua Paulino Botelho de Abreu Sampaio, 672).

 

SERVIÇO:

BANCO DE SANGUE DA SANTA CASA

AGENDAMENTO DE DOAÇÕES:

(16) 99104-6748 (WhatsApp) e (16) 3509-1230 (fixo)

De segunda a sexta-feira, das 8h às 15h

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta-feira – 8h às 12 horas

Sábados – 8h às 11 horas

Transmissão marca o Dia Nacional de Doação de Órgãos e terá a participação do médico Reginaldo Carlos Boni

 

SÃO CARLOS/SP - Nesta quarta-feira, 23 de setembro, a partir das 20 horas, a Unimed São Carlos irá realizar uma live para esclarecer sobre doação de órgãos no cenário da Covid-19. A transmissão será realizada pela plataforma Teams e toda população pode participar.

O evento terá a participação do médico urologista, vice-presidente da Unimed São Carlos e presidente da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) do Hospital Unimed, Ivan Linjardi, e de Reginaldo Carlos Boni, médico nefrologista, coordenador da Organização de Procura de Órgãos do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, Fundador da Life's Donor e consultor Sênior da Donation and Transplantation Institute.

Acesse a transmissão pelo link – http://unimed.me/Wa1kB

 

Dia Nacional de Doação de Órgãos

Conscientizar a população sobre a importância em ser doador de órgãos é o objetivo do Dia Nacional de Doação de Órgãos, comemorado no dia 27 de setembro.

Por meio dessa importante contribuição, é possível salvar vidas em risco e fazer com que famílias permaneçam unidas por mais tempo. Para isso, a pessoa que tiver interesse em se tornar doador apenas precisa expressar aos familiares a vontade em ajudar.

 

Serviço

Live - Doação de Órgãos Durante a Pandemia

Data – 23 de setembro

Horário – 20 horas

Acesso – Plataforma Teams Link de acesso - http://unimed.me/Wa1kB

Creche municipal entrega mais de 200 mudas de Callistemon para famílias de alunos

 

IBATÉ/SP - Em comemoração ao Dia da Árvore, a EMEI "Ruth Zavaglia Gomes",  em Ibaté, está distribuindo 215 mudas de árvores da espécie Callistemon, mais conhecida como Escova de Garrafa. No Brasil, o Dia da Árvore foi celebrado nesta segunda-feira (21), antecedendo a chegada da primavera no hemisfério sul.

As mudas, entregues para as famílias dos alunos matriculados na escola, foram doadas por uma empresa local e complementam o trabalho de sensibilização para a preservação ambiental, que já é desenvolvido na creche.

Além das mudas de Callistemon, os responsáveis levam para casa atividades e histórias infantis relacionadas à temática Meio Ambiente. Com orientação da escola, essas atividades são desenvolvidas pelos alunos em domicílio, como parte do trabalho retomo que a rede municipal tem feito durante a suspensão das aulas presenciais, devido à pandemia do novo Coronavírus.

A diretora da creche, Ana Lúcia Peruchi Grazziano, destacou que para despertar a consciência ecológica, de forma lúdica e prazerosa, a equipe escolar selecionou, adaptou as histórias e produziu para os alunos palitoches e lembrancinha em formato de árvore. "Para as turmas de maternais, que são crianças com maior autonomia e que irão trabalhar a história “O Girassol”, de Vinícius de Morais, foram entregues até sementes de girassóis para o plantio em casa. Todas as atividades são projetadas de acordo com a faixa etária dos nossos alunos e, neste caso, têm como objetivo sensibilizar para a preservação das árvores, essa riqueza natural tão importante para a sobrevivência", explicou.

A EMEI "Ruth Zavaglia Gomes" fica no Jardim Nossa Senhora Aparecida, em Ibaté, e atende cerca de 225 alunos de 04 meses a 03 anos de idade.

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31