fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 

SÃO PAULO/SP - O Palmeiras garantiu a melhor campanha da primeira fase da Copa Libertadores após golear o Deportivo Táchira (Venezuela) por 4 a 1, na noite de terça-feira (24) no Allianz Parque, em São Paulo.

Com este resultado o Verdão fechou a primeira fase da competição continental com 100% de aproveitamento (seis vitórias em seis partidas), liderando o Grupo A com 18 pontos, dez de vantagem sobre o Emelec (Equador), que também avançou para as oitavas de final.

Jogando diante de sua torcida, o Palmeiras começou pressionando, e abriu o placar aos 14 minutos, quando Gustavo Scarpa cruzou para a área, onde o goleiro Varela tentou cortar a jogada mas viu a bola passar por baixo de suas pernas.

Seis minutos depois o centroavante Rafael Navarro foi derrubado na área e o juiz assinalou pênalti. Gustavo Scarpa cobrou com categoria, deslocando o goleiro e ampliando para 2 a 0.

No início do segundo tempo, logo aos dois minutos, o Táchira ainda ensaiou uma reação, ao diminuir com o zagueiro Gutiérrez após cobrança de escanteio. Mas a noite era mesmo do Palmeiras, que aos 11 minutos marcou o terceiro com Rony, que desviou de calcanhar após cruzamento de Dudu.

A equipe de Abel Ferreira queria mais, e chegou aos 22 minutos, em novo gol em cobrança de pênalti de Gustavo Scarpa.

Com este resultado o Palmeiras quebrou o recorde de gols marcados na fase de grupos de uma edição da Libertadores no formato atual, chegando ao total de 25 e superando a marca de 21 do River Plate (Argentina) no ano de 2021.

Depois da boa apresentação pela Libertadores, o Verdão joga pelo Brasileiro, onde faz clássico com o Santos no domingo (29) na Vila Belmiro.

 

 

AGÊNCIA BRASIL

SÃO PAULO/SP - Aos 50 anos, celebrados na segunda-feira (23), Rubens Barrichello continua acelerando. Não mais na Fórmula 1, maior categoria do automobilismo mundial, onde passou quase duas décadas e ganhou notoriedade nacional e internacional, mas na Stock Car, principal competição brasileira da modalidade, na qual compete há 11 anos e acumula 187 provas e 20 vitórias, sendo campeão em 2014.

Na atual temporada, Rubinho ocupa o terceiro lugar, com duas vitórias em quatro etapas (oito corridas). Na última delas, no Autódromo Velocittá, em Mogi Guaçu (SP), há dez dias, o piloto foi duas vezes ao pódio, ambas na segunda posição. Nos boxes, foi presenteado com uma festa surpresa da Full Time, equipe que defende na Stock, com direito a pintura especial no carro (alusiva aos 50 anos) e vídeos com depoimentos que derrubaram lágrimas do paulista.

Rubinho também acompanha de perto a família dar sequência ao legado do sobrenome Barrichello. O filho mais velho, Eduardo (ou Dudu, como é chamado), 20 anos, disputa a Fórmula Regional Europeia e chegou a participar de uma corrida da Stock com o pai. O mais novo, Fernando (conhecido como Fefo), 16 anos, integra o primeiro grid da Fórmula 4 Brasil, competição de base recém-criada, chancelada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e que serve como transição para jovens que vêm do kart.

O veterano, inclusive, teve recentemente o prazer de vibrar com o primeiro pódio do caçula, na segunda das três corridas do primeiro fim de semana da Fórmula 4, realizado paralelamente à etapa da Stock no Velocittá. Graças a uma ultrapassagem na última volta, Fefo assegurou o terceiro lugar na prova. Rubinho festejou emocionado nos boxes e correu para a pista para abraçar e celebrar o feito com o filho.

"Eu vejo o gosto dele, mesmo sabendo de toda a trajetória do pai, uma pressão enorme, conseguindo se liberar, fazendo as coisas que têm de ser feitas por ele próprio. Fico muito feliz pelo amor dele com isso. A gente não esperava [o pódio]. Para mim, ele ainda estava em quarto, a câmera não mostrou ele fazendo a ultrapassagem. Até fui perguntar como ele tinha ultrapassado [risos]", comemorou Rubinho, à Agência Brasil.

O legado da família na Fórmula 4 não se limita aos filhos de Rubinho. Felipe Barrichello Bartz, 16 anos, sobrinho do piloto e filho da irmã, Renata, também faz parte do grid inaugural da categoria. Na mesma corrida em que Fefo obteve o terceiro lugar, Felipe terminou na segunda posição, garantindo a dobradinha dos Barrichello no pódio.

"É que eu acabei conhecendo ele [Rubinho] primeiro como tio, depois como piloto de Fórmula 1, então acaba que a convivência é normal. É um amigo, que sempre está lá, sempre me ajudando. É gostoso ter a família aqui [na Fórmula 4]. Além do Fefo, tem o Nick [Nicolas Giaffone, filho do piloto Felipe Giaffone], que também é meu primo", contou Felipe.

O sonho dos jovens da família, não há como ser diferente, é recolocar o sobrenome Barrichello na Fórmula 1. A missão não é simples, tanto que o Brasil não tem um piloto começando uma temporada da categoria desde Felipe Massa, em 2017. Até por isso, Rubinho acredita que a Fórmula 4, que encerra uma lacuna de cinco anos sem competições de transição do kart para o monotipo no país, pode ser fundamental no processo.

"Chegamos a ter tantos brasileiros entrando e saindo da Fórmula 1 que a gente não dava conta de que era tudo [fruto] de uma base, de um princípio forte. A gente pode ter novamente uma base. Esse é o crescimento. O cara sair daqui e poder ir para a Europa [mais amadurecido]. Se você chega lá, bate em uma porta e não anda bem, às vezes, encerra a carreira. Tendo uma base aqui, no Brasil, o cara chega forte lá. Esse sim, é o princípio para voltarmos a ter pilotos na Fórmula 1", afirmou o veterano.

Quatro décadas na pista

Do kart (onde foi pentacampeão brasileiro) a Stock, as pistas fazem parte da vida de Rubinho há pelo menos quatro décadas,  Aos 17 anos, pela Fórmula Ford brasileira, ele vivenciou a primeira experiência correndo de carro, ganhando logo na corrida de estreia. Quatro anos depois, a Fórmula 1 já virou realidade. Foram 323 corridas na maior categoria do automobilismo mundial, sendo o terceiro piloto com mais provas iniciadas. Ele liderou a estatística até 2020, quando foi superado pelo finlandês Kimi Raikkonen - no ano passado, o espanhol Fernando Alonso assumiu o segundo lugar.

O primeiro triunfo veio em 2000, no Grande Prêmio da Alemanha, país natal do piloto do qual foi Rubinho companheiro de equipe por mais tempo: o heptacampeão Michael Schumacher, na Ferrari. O brasileiro foi ao pódio 68 vezes na categoria, 11 delas no topo, com dois vice-campeonatos, em 2002 e 2004, ambos vencidos por Schumacher. A chance mais clara de título, porém, foi em 2009, pela Brawn GP, quando o paulista (que encerrou o ano em terceiro) voltou a ganhar corridas após quatro temporadas e brigou até a penúltima prova, mas viu o britânico Jenson Button, parceiro de escuderia, levar a melhor.

A jornada na Fórmula 1 terminou em 2011, com a da Stock iniciando no ano seguinte. Além do título em 2014, Rubinho foi vice-campeão em 2016. Ele é o segundo piloto mais velho do grid atual, superado apenas por Tuca Antoniazi (51 anos) e deve atingir a marca de 200 provas na categoria brasileira ainda nesta temporada.

 

 

 Por Lincoln Chaves - Repórter da EBC 

AGÊNCIA BRASIL

FRANÇA - Encerrada no domingo (22), em Normandia, na França, as olimpíadas escolares ISF Gymnasiade 2022 tiveram participação histórica da delegação brasileira tanto no número de atletas - foram 230 jovens entre 16 e 18 anos - quanto no quadro geral de medalhas - onde o Brasil foi vice-campeão, com 45 ouros, 45 pratas e 36 bronzes.

A delegação brasileira participou de competições em 20 modalidades. Segundo dados do Ministério da Cidadania, que destinou R$ 5,5 milhões para os jovens atletas participarem do evento, representantes de 22 estados foram selecionados para os jogos.

“Chegar aqui na França e ver uma delegação deste tamanho, com 230 atletas e paratletas, mais a comissão técnica, sabendo que nosso esporte de base, na plataforma escolar, foi recuperado, ressurgiu, é muito gratificante”, afirmou o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento, que esteve presente na cerimônia de encerramento da Gymnasiade.

Troféu Fairplay

Além do segundo lugar no quadro geral e das dezenas de medalhas, os jovens brasileiros foram agraciados com o Troféu Fairplay, destinado à delegação que mais cativou a atenção dos participantes e dos organizadores do evento. "O Brasil, além de ser muito forte esportivamente, como demonstra nosso resultado expressivo, também é o mais querido. Isso significa que estamos cumprindo o papel de pregar a paz, a união, a tolerância, e de contribuir para a formação da cidadania desses jovens e para a construção de um mundo melhor", afirmou o presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), Antônio Hora Filho.

Assista trechos da participação brasileira na Gymnasiade 2022

 

 

 

AGÊNCIA BRASIL

Com o objetivo de mobilizar a população para a prática de atividade física, o evento será realizado no dia 25 de maio;

O Sesc São Carlos terá programação especial para marcar a data  

 

SÃO CARLOS/SP - Após dois anos com uma programação com ênfase no formato on-line, o Dia do Desafio chega à sua 28ª edição no dia 25 de maio, com a tradicional proposta de incentivar a prática de atividade física na população, desta vez convidando as pessoas para participar de forma majoritariamente presencial, ocupando ambientes externos e espaços públicos. O DDD é uma Campanha global liderada pela TAFISA – The Association For International Sport for All, coordenada no Continente Americano pelo Sesc São Paulo, com apoio institucional da ISCA - International Sport and Culture Association - e da UNESCO.

Nesta edição, o projeto traz como tema "Ocupar Espaços e Reunir Pessoas", propondo inúmeras oportunidades para que a população possa inserir a prática regular de atividades físicas em sua rotina. Vale ressaltar que, neste ano, o Dia do Desafio não contará com a competição amistosa entre as cidades, fazendo com que a maior relevância do evento seja a mobilização do público em torno do combate ao sedentarismo.

Desafio - Dados recentes apontados pela UNESCO mostram que, durante a pandemia, houve um declínio de 41% na atividade física no mundo. Outro número de impacto negativo deste estudo mostra que 80% dos jovens já viviam de maneira sedentária antes da pandemia. Dentro deste cenário preocupante, esta edição Dia do Desafio ganha ainda mais protagonismo como instrumento na busca da reversão destes números.

Para tanto, ao longo do dia 25 de maio, as 40 unidades do Sesc no estado disponibilizarão para o público de todas as idades uma programação que reunirá atividades como vivênciasapresentaçõesaulasoficinasbate-papos, dentre outras, incluindo também a participação, como convidados especiais, de importantes nomes que marcaram a história do esporte nacional.

"Em sua 28ª edição, o Dia do Desafio 2022 representa uma oportunidade para refletirmos sobre as experiências sem precedentes que vivemos nos últimos dois anos. Tão logo a pandemia se estabeleceu, fomos instados a elaborar alternativas para lidar com demandas emergenciais nos campos da saúde, da alimentação, das artes, do esporte, da educação, dentre outras atividades que integram a ação institucional do Sesc", afirma Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo.

Ele completa, destacando que "com o prolongamento da situação, esferas cotidianas como os encontros, os espaços de convívio e as interações sociais demandaram adequações que só se tornaram possíveis por meio do universo digital. Em tais plataformas, criamos e aprofundamos campos de vinculação humana, essenciais para o bem-estar e a troca de conhecimentos. O legado das edições anteriores da Campanha demonstra que a efetivação desse propósito é possível por meio da relação interpessoal, do aprendizado e da inclusão das pessoas, em sua pluralidade, nas diversas modalidades físico-esportivas — campo essencial da cultura".

 

Programação Sesc São Carlos

Desafio corrida 6K 

O Sesc São Carlos te desafia a bater seu tempo nesta 28ª edição do Dia do Desafio. A atividade consiste em correr (ou caminhar), no dia 25 de maio de 2022, quarta, em qualquer horário(s) e local, a distância de 6 Km. 

A prova Desafio de Corrida 6K não tem caráter competitivo e não é necessário comprovar a distância ou cumprimento do desafio ao Sesc São Carlos. 

Após o término da atividade todos os participantes inscritos receberão um certificado virtual de participação. 

O Dia do Desafio é o tradicional evento anual que traz como objetivo o incentivo à prática de atividade física regular pela população. 

Sua ação pode incentivar outras pessoas a iniciarem a prática da corrida, por isso, te convidamos a compartilhar fotos e resultados nas redes sociais utilizando as hashtags #desafio6kcorrida #sescsaocarlos #DiaDoDesafio 

Das 0h01 às 23h59 

Ação Online  

Grátis - Inscrições pelo portal sescsp.org.br/saocarlos ou na Central de Atendimento. Lugares limitados. 

Livre  

 

aula aberta 

Botões de agilidade 

O desafio é seguir as luzes sem errar, clicando os botões!   

O equipamento é programado via aplicativo com uma sequência de exercícios e os botões acendem conforme a programação escolhida. O participante deve tocar os botões conforme acendem até o final da sequência. 

Das 7h às 21h30 

Área de convivência interna 

Grátis - Inscrições no local e horário da atividade. Lugares Limitados.  

  

Alongamento e jogos de equilíbrio 

com educadores do Sesc 

Aula de alongamento e desafios de equilíbrio para aumentar os níveis de flexibilidade e relaxamento dos músculos e, com isso, diminuir os riscos de lesões, melhorar/corrigir a postura corporal e estimular a qualidade dos movimentos nas atividades diárias. 

Das 16h às 17h 

Galpão 

Grátis - Inscrições no local e horário da atividade. Lugares limitados. 

  

Pilates de solo 

com educadores do Sesc 

Prática corporal, baseada no trabalho de força, concentração, controle, fluidez de movimento, precisão e respiração, com exercícios realizados no solo e com acessórios. Propicia a consciência na realização dos exercícios, o fortalecimento muscular, a melhoria da flexibilidade, tanto para as atividades diárias quanto para a prática esportiva. 

Das 17h às 18h 

Galpão 

Grátis - Inscrições no local e horário da atividade. Lugares limitados. 

  

Breaking com Nelson Triunfo 

Do Bronx, de Nova York em 1970, até a capital mundial dos Jogos Olímpicos em 2024, Paris, França. O Break ou breakdance é um dos elementos da Cultura Hip-Hop e no Brasil tem Nelson Triunfo como um de seus precursores. De uma maneira dançante Nelson traz para o Sesc São Carlos um pouco da história desse movimento da Cultura de Rua Nacional que vai da arte ao esporte. 

Das 19h30 às 21h 

Ginásio de eventos 

Grátis - Entrega de senhas na Central de Atendimento, com 30 minutos de antecedência. Lugares limitados. 

 

Programação Sesc Araraquara

Street dance 

Com a professora Sabrina Kelly Caetano 

A aula trará embasamento técnico e didático dentro da linguagem com sincronia de movimentos entre braços e pernas junto à música.

Das 14h às 16h 

Garimpo. Não recomendado para menores de 12 anos 

40 pessoas

 

Jogos e brincadeiras  

Com Jacarékipira 

Venha correr, rolar, saltar, lançar, atirar e se equilibrar, várias brincadeiras e jogos para se manter ativo.

Das 13h às 21h 

Convivência externa. Livre 

100 pessoas 

 

Circuito de equilíbrio e gravidade  

Com Ativiva 

Uma pista de equilíbrio e gravidade feita com vários materiais que irá compor um espaço de atividades divertidas que promoverá o equilíbrio e coordenação dos participantes. 

Das 13h30 às 18h  

Ginásio / Quadra 2 

Livre 

50 pessoas 

 

Escalada esportiva  

Com a Quinto Elemento Esportes de Aventuras 

Técnica desportiva, por vezes usada no alpinismo, cujo fim é atingir o

cume de uma parede rochosa, de um bloco ou de um muro de escalada. Vivencie a prática da Escalada Esportiva em uma parede de 9m de altura com monitoria e segurança. Use roupas confortáveis e tênis. 

Das 13h30 às 18h30  

Parede de Escalada. Livre

 

Sobre rodas - Patinete  

Com Ativiva 

Vivência de manobras e técnicas do patinete. 

Das 13h30 às 18h  

Ginásio/ Quadra 1 

Livre 

50 pessoas 

 

Badminton 

Vivência da modalidade esportiva Badminton a partir de jogos pré-desportivos, exercícios educativos e dinâmicas de grupo voltada para praticantes e iniciantes na modalidade. 

Com FEBASP - Federação de Badminton de São Paulo 

Das 13h30 às 18h e das 19h às 21h; 

Convivência 

Livre 

30 pessoas 

Torneios e campeonatos 

 

Desafio de Triatlo 

Prova inspirada no Triatlo, sendo composta por etapas de natação, ciclismo e corrida, com percursos reduzidos e possibilidade de participação individual ou em dupla. A atividade é um convite ao público para conhecer e experimentar o esporte. 

Inscrições e informações de 10 a 20 de maio na central de atendimento.  

Com educadores do Sesc 

Às 19h 

Parque Aquático 

Grátis 

Vagas limitadas 

 

oficina 

Badminton: educativos e fundamentos  

Com FEBASP - Federação de Badminton de São Paulo 

Atividade formativa que objetiva promover a modalidade esportiva Badminton a partir de exercícios educativos e jogos, ampliando as possibilidades de implementação do esporte no contexto escolar. 

Das 19h30 às 21h30  

Convivência 

30 pessoas 

 

Dia 28/5, sábado 

 

Badminton 

 

Festival 

Competição esportiva da modalidade Badminton voltada ao público iniciante e praticante do esporte.  

Das 10h30 às 13h 

Inscrições no local a partir das 9h30 

Convivência 

Vagas limitadas 

 

Vivência 

Jogos pré-desportivos, exercícios educativos e dinâmicas de grupo voltada para praticantes e iniciantes na modalidade. 

Das 14h às 16h 

Convivência 

----------------------------------------------------------------------------------------------------

Dia Do Desafio - Criado nos anos 1980 no Canadá, o Dia do Desafio tem como proposta despertar o interesse das pessoas pela prática de esportes e atividades físicas de forma regular. O Sesc coordena o evento no Brasil desde 1995 e no continente americano desde 2000. O evento é uma iniciativa da TAFISA - The Association For International Sport for All, com o apoio da ISCA (International Sport and Culture Association) e da UNESCO e é realizado por cidades, instituições e pessoas em parceria com secretarias, ONGs, escolas, empresas, universidades, academias, dentre outras. Trata-se de um movimento comunitário que envolve poderes públicos, instituições privadas e cidadãos trabalhando em parceria para estimular suas comunidades a adotarem um estilo de vida mais ativo.

 

DIA DO DESAFIO 2022

Dia: 25 de maio, quarta-feira

Mais informações em: www.diadodesafio.org.brFacebook.com/odiadodesafio

#diadodesafio #díadeldesafio #challengeday

MÔNACO - O Brasil teve um ótimo domingo (22) na etapa de Mônaco do Mare Nostrum Swim Tour 2022, com a conquista de três medalhas de ouro: com Nicholas Santos, João Gomes Júnior e Bruno Fratus.

O Mare Nostrum, que é disputado em formato de mata mata até uma final entre apenas dois atletas, terá mais duas etapas, em Barcelona (Espanha),  nos dias 25 e 26 de maio, e em Canet (França), nos dias 28 e 29. A competição serve como preparação para o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, em junho, em Budapeste.

Nicholas Santos conquistou seu ouro nos 50 metros estilo borboleta, onde nadou em 22s83 para superar o norte-americano Michael Andrews. Já João Gomes Júnior venceu nos 50 metros peito ao nadar em 27s10 diante do holandês Arno Kamminga e do alemão Lucas Materath, que empataram na semifinal.

A terceira conquista foi de Bruno Fratus nos 50 metros estilo livre, na qual nadou em 21s49 para bater o holandês Thom de Boer. Além das três medalhas douradas, o Brasil garantiu uma prata na competição com o medalhista olímpico Fernando Scheffer nos 200 metros estilo livre.

 

 

AGÊNCIA BRASIL

 

CAXIAS DO SUL/RS - Em uma noite muito fria em Caxias do Sul, o Palmeiras derrotou o Juventude por 3 a 0, no sábado (21) no estádio Alfredo Jaconi, e entrou de vez na luta pela liderança do Campeonato Brasileiro.

Após este triunfo, e com a rodada ainda incompleta, a equipe comandada pelo técnico português Abel Ferreira assumiu, ao menos momentaneamente, a vice-liderança da competição com 12 pontos. Já o Juventude permanece na zona do rebaixamento, agora na 18ª posição com seis pontos.

O Verdão começou muito bem o confronto, pois em sua primeira oportunidade clara já abriu o marcador. Aos oito minutos do primeiro tempo Dudu recebeu na ponta direita e cruzou para a entrada da área, onde Zé Rafael chegou batendo com categoria para vencer o goleiro César.

Melhor na partida o Palmeiras ampliou aos 30 minutos, quando Rony aproveitou bate e rebate na área adversária para apenas escorar para o fundo do gol com muito oportunismo.

Mas quem deu números finais ao placar foi Gabriel Menino, já aos 46 do segundo tempo, quando levantou uma bola venenosa na área que acabou enganando César e morrendo no fundo do gol.

 

 

AGÊNCIA BRASIL

ARGENTINA - O Fluminense empatou com o Unión Santa Fe (Argentina) por 0 a 0, na noite de quinta-feira (19) no estádio 15 de Abril, e ficou em situação muito complicada na Copa Sul-Americana.

Com este resultado o Tricolor das Laranjeiras permanece na terceira posição do Grupo H, agora com oito pontos, um a menos que os argentinos, que pegam o líder Junior Barranquilla (Colômbia), que tem dez pontos, na última rodada da chave. Já a equipe de Fernando Diniz pega o Oriente Petrolero (Bolívia).

Como na competição apenas o primeiro colocado de cada grupo avança para as oitavas de final, o Fluminense terá que torcer por um empate entre Unión Santa Fe e Junior Barranquilla, além de vencer o Oriente Petrolero por ao menos seis gols de diferença, para descontar o melhor saldo de gols dos colombianos.

O jogo

Mesmo precisando da vitória para chegarem à última rodada com melhores chances de classificação, Fluminense e Santa Fe fizeram uma partida muito amarrada, com poucas oportunidades de lado a lado. Na primeira etapa a equipe argentina teve três finalizações, e o Tricolor apenas uma, em chute de longe de Nathan.

O panorama do segundo tempo final foi muito parecido. Tentando melhorar a produção de sua equipe o técnico Fernando Diniz tirou os meias Ganso e Nathan para colocar jogadores de frente (Arias e Willian), mas a mudança mais atrapalhou do que ajudou, pois desorganizou o time carioca, que no fim sofreu com a pressão do Santa Fe.

Agora, antes do desafio de buscar a classificação na Sul-Americana, o Fluminense volta suas atenções para o Brasileiro, onde visita o Fortaleza no domingo (22) no Castelão.

 

 

AGÊNCIA BRASIL

SÃO PAULO/SP - O São Paulo garantiu presença nas oitavas de final da Copa Sul-Americana ao derrotar o Jorge Wilstermann (Bolívia) por 3 a 0, na noite desta quinta-feira (19) no estádio do Morumbi.

Após este triunfo o Tricolor chega aos 13 pontos, garantindo a liderança do Grupo D, mesmo faltando o último compromisso da fase de grupos, contra o Ayacucho (Peru) na próxima quarta-feira (25) no Morumbi.

O São Paulo abriu o placar cedo, com um bonito chute do volante Rodrigo Nestor aos cinco minutos do primeiro tempo. E o Tricolor ampliou ainda na primeira etapa, aos 16 minutos, novamente com o camisa 25.

No primeiro minuto do segundo tempo a equipe de Rogério Ceni chegou ao terceiro, com uma pancada de direita de Patrick. O Tricolor continuou somando oportunidades, mas o placar terminou mesmo em 3 a 0.

Após garantir sua presença no mata-mata da Sul-Americana, o São Paulo faz clássico com o Corinthians no próximo domingo (22).

 

 

AGÊNCIA BRASIL

 

SÃO PAULO/SP - A convocação pela primeira vez à seleção brasileira fez muito bem a Danilo. Na quarta-feira (18), o volante confirmou a fase artilheira ao decidir a vitória do Palmeiras sobre o Emelec (Equador), por 1 a 0, no Allianz Parque, em São Paulo, pela quinta rodada do Grupo A da Libertadores. O jovem de 21 anos balançou as redes nas três partidas que disputou após ser chamado pelo técnico Tite para os amistosos do Brasil contra Japão e Coreia do Sul.

O Verdão foi a 15 pontos e manteve os 100% de aproveitamento, sendo o único time da competição sul-americana a ter vencido todos os jogos até o momento. Se garantir a melhor campanha da fase de grupos, será a quarta vez, nos últimos cinco anos, que a equipe alviverde alcançaria tal marca. O Emelec, com a derrota, depende de um tropeço do Deportivo Táchira (Venezuela) contra o Independiente Petrolero (Bolívia) para chegar à última rodada na segunda posição da chave.

Após quatro jogos seguidos com força máxima, o técnico Abel Ferreira preservou alguns dos titulares habituais. O zagueiro Murilo (substituto de Luan, contundido), o volante Zé Rafael, o meia Raphael Veiga e o atacante Dudu iniciaram o duelo no banco, dando lugar a Benjamin Kuscevic, Gabriel Menino, Eduard Atuesta e Rafael Navaro, respectivamente.

Diferente de partidas anteriores pela Libertadores, apesar da maior posse (63%) e de chutar mais (seis, três na meta, contra uma dos equatorianos), o Palmeiras não transformou a superioridade em gols na primeira etapa. Atuesta balançou as redes aos 33 minutos, mas o lance foi anulado por falta do colombiano no goleiro Pedro Ortíz.

A pressão alviverde não arrefeceu na volta do intervalo, mas a bola ainda levou 28 minutos para, enfim, entrar no gol do Emelec. Raphael Veiga (que entrou na segunda etapa) cobrou escanteio da esquerda, Rafael Navarro desviou na primeira trave e Danilo completou na pequena área, abrindo o placar. Foi a 21ª bola na rede alviverde na fase de grupos igualando o recorde do River Plate (Argentina) em 2020.

O Emelec tentou se lançar ao ataque para diminuir o prejuízo e deu espaços ao Palmeiras, que acabou não aproveitando. Os equatorianos tiveram grande chance para empatar aos 38 minutos, com o meia Alexis Zapata girando e batendo da entrada da área, fazendo o goleiro Weverton se esticar todo para evitar o empate.

O Verdão encerra a participação na primeira fase da Libertadores na próxima terça-feira (24), às 21h30 (horário de Brasília), outra vez no Allianz Parque, contra o Deportivo Táchira. Antes, no sábado (21), às 19h, os alviverdes visitam o Juventude no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

 

 

Por Lincoln Chaves - Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional 

AGÊNCIA BRASIL

SANTOS/SP - Graças a um gol do meia Lucas Barbosa nos acréscimos da partida, o Santos bateu o Unión La Calera (Chile) por 1 a 0, na noite de quarta-feira (18) no estádio da Vila Belmiro, e ficou muito perto da classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Após este triunfo o Peixe lidera o Grupo C com 10 pontos, dois de vantagem sobre os chilenos, única equipe que ainda pode tirar a vaga da equipe brasileira (na Sul-Americana apenas um time se classifica por chave na primeira fase).

Mesmo jogando em casa o Santos teve muitas dificuldades de garantir os três pontos. A equipe comandada pelo técnico argentino Fabián Bustos chegou a acertar quatro bolas na trave, antes de Lucas Barbosa, já aos 56 minutos da etapa final, receber lançamento de Sandry, matar no peito e bater de virada para fazer um belo gol.

Agora o Peixe se concentra no Brasileiro, onde terá o Ceará pela frente no sábado (21). Já a confirmação ou não da vaga no mata-mata da Sul-Americana será definida na próxima terça-feira (24), quando o Santos recebe o Banfield (Argentina).

 

 

AGÊNCIA BRASIL

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Maio 2022 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          
Aviso de Privacidade

Este site utiliza cookies para proporcionar aos usuários uma melhor experiência de navegação.
Ao aceitar e continuar com a navegação, consideraremos que você concorda com esta utilização nos termos de nossa Política de Privacidade.