fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar

BARSÍLIA/DF - Os primeiros jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar, em 2022, estavam marcados para março, mas tiveram de ser adiados devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). A Conmebol ainda não definiu uma data, mas há a previsão de as eliminatórias começarem em setembro. A Seleção Brasileira vai estrear contra a Bolívia, em casa, e, se não houver mudança, o jogo será na Arena Pernambuco.

A Agência Brasil conversou com José María Carrasco, zagueiro do Blooming e da Seleção Boliviana. O jogador de 22 anos, que disputou a Copa América no Brasil no ano passado, disse que, apesar da preocupação com a saúde, está ansioso para o recomeço do futebol. Além disso, garantiu que acredita em uma nova classificação da Bolívia para o Mundial – a última participação da “La Verde” foi em 1994.

Agência Brasil: A Federação Boliviana de Futebol (FBF) vai se reunir com os clubes nesta sexta-feira (5), para discutir a volta às atividades. Como os jogadores do país estão lidando com este cenário?

Carrasco: Mais de dois meses e ainda não há planos de jogar novamente. Com os colegas de equipe, mantemos um diálogo constante, pois temos palestras e conferências quase diariamente, junto com a equipe de coaching.

Agência Brasil: Como isso pode interferir na qualidade das equipes?

Carrasco: Sem dúvida, isso prejudicará em todos os aspectos, tanto físico quanto técnico. Mas é nossa obrigação continuar treinando neste período de pandemia.

Agência Brasil: Sobre as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Catar, existe uma previsão de começo em setembro. Mas não há uma confirmação. Isso provoca ansiedade entre os atletas?

Carrasco: Pessoalmente, estou muito ansioso de voltar a jogar, mas sei que a saúde vem em primeiro lugar. Apesar de toda essa pandemia, estamos nos preparando mentalmente para enfrentar esses tipos de jogos, que sabemos que serão muito difíceis para nós.

Agência Brasil: Como vai ser entrar em campo, provavelmente, sem a presença do torcedor na arquibancada? O futebol vai mudar muito após a covid-19?

Carrasco: A verdade é que será muito estranho e diferente, pois estamos acostumados a sempre sentir o apoio dos torcedores. Eu acho que isso mudará em todos os aspectos, será como começar do zero, mas espero que, com o passar do tempo, tudo se normalize.

Agência Brasil: Como será enfrentar o Brasil na estreia fora de casa, sabendo do número de infectados e mortos pela covid-19. Isso de alguma forma preocupa?

Carrasco: Teremos de jogar no Brasil, então que seja o mais rápido possível. Queremos jogar contra as equipes mais fortes o quanto antes. Quanto à pandemia, estamos todos um pouco assustados. Mas certamente, quando competirmos novamente, teremos as medidas de saúde necessárias.

Agência Brasil: A Seleção Boliviana está confiante para alcançar a tão sonhada vaga em uma Copa do Mundo?

Carrasco: Para ser sincero, temos uma tremenda fé nessas rodadas de classificação, estamos nos preparando há um tempo para competir em igualdade de condições com qualquer equipe. E isso foi demonstrado no pré-olímpico pela seleção sub-23. Acreditamos firmemente que podemos nos qualificar para a próxima Copa do Mundo.

 

 

*Por: AGÊNCIA BRASIL

MUNDO - Diego Costa foi sentenciado a seis meses de prisão e a pagar uma multa de 543,2 mil euros por ter fraudado mais de 1 milhão de euros (R$ 56 milhões) à Fazenda espanhola em sua declaração de imposto de renda em 2014.

O atacante brasileiro, naturalizado espanhol, se declarou culpado nesta quinta-feira, em audiência em Madri, e fez acordo para substituir a pena de seis meses de prisão por uma multa de 36 mil euros (100 euros diários durante 12 meses, R$ 204 mil no total).

As acusações são de 2014, quando o brasileiro deixou o Atlético de Madrid, seu atual clube, rumo ao Chelsea. Naquele ano, segundo as autoridades, o jogador cometeu fraude através de empresas internacionais e na gestão de seus direitos de imagem.

Em 2019, o jogador do Atlético já pagou 1,14 milhão de euros (R$ 6,4 milhões) para quitar a dívida tributária e reconheceu os fatos que caracterizam crime para a Agência Tributária da Espanha.

O caso de Diego Costa é o mais recente envolvendo jogadores e fraude fiscal. Em 2019, Cristiano Ronaldo acordou um pagamento de 18,8 milhões de euros. Lionel Messi, por sua vez, foi multado em 2 milhões de euros e 21 meses de prisão que foram substituídos por multa de 500 mil euros em 2017. Modric, Marcelo, Falcao, Di Maria e Mascherano são outros exemplos.

A exceção entre eles, um atleta que ganhou a disputa fiscal com a Fazenda, foi Xabi Alonso, ex-Real Madrid e Liverpool, que foi acusado de fraude, mas conseguiu provar a inocência.

 

 

*Por: ESPN.com

RIO DE JANEIRO/RJ - Alívio e euforia. Estes são os sentimentos do torcedor do Flamengo, cujo clube chegou a um acordo para a renovação do contrato de Jorge Jesus. Agora, o novo vínculo do treinador irá até junho de 2021 - e deve ser anunciado oficialmente em breve. O anterior, cabe destacar, expiraria no dia 19 deste mês.

Jesus foi anunciado pelo Flamengo em 1º de junho de 2019. E o treinador possui uma curiosidade neste período em que está à frente do clube carioca: soma mais taças levantadas, cinco, ao todo, do que derrotas (quatro).

Para manter o técnico mais vitorioso dos últimos anos no Flamengo, o Rubro-Negro vinha lidando as conversas pela renovação do português com cautela, ciente de que o contrato do treinador expiraria em breve e utilizando o tempo a seu favor, nos moldes da novela Gabigol.

A duração do novo acordo vinha sendo um dos entraves nas conversas, já que o Flamengo desejava, desde o início, estender o contrato até dezembro de 2021 - que é quando encerra a gestão de Rodolfo Landim. Mas o escopo inicial não foi alcançado.

Os valores de bonificações atreladas às conquistas e cláusulas para a sua saída, como ofertas de clubes pré-determinados da Europa, também estavam em pauta, sobretudo após a pandemia do novo coronavírus, que fez com que Jesus abrisse mão da pedida inicial, tendo em vista recente a alta do euro.

Pelo bem da Nação, Jesus ficou.

NÚMEROS DE JESUS PELO FLAMENGO

Jogos: 52

Vitórias: 39

Empates: 9

Derrotas: 4

​Aproveitamento: 81%

Títulos: 5 (Copa Libertadores, Campeonato Brasileiro, Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e Taça Guanabara).

CURIOSIDADES DE JESUS PELO FLAMENGO

- Jesus soma mais taças levantadas (cinco) do que derrotas (quatro), que ocorreram diante de Emelec (Libertadores), Bahia (Brasileiro), Santos (Brasileiro) e Liverpool (Mundial de Clubes).

- Jesus está invicto em clássicos. Em sete confronto ante os arquirrivais, são seis vitórias e um empate. O aproveitamento, neste recorte, é de 90,5%.

- O Mister também está invicto no Maracanã. Na casa rubro-negra, em 27 jogos por lá, são 24 vitórias e três empates - um incrível aproveitamento de 93%.

 

 

*Por:  Lazlo Dalfovo / LANCE!

MUNDO - A Série A anunciou nesta segunda-feira o calendário completo para a volta do Campeonato Italiano. A competição, interrompida em 9 de março por conta da pandemia do novo coronavírus, será retomada em 20 de junho e terminará em 2 de agosto. Serão, portanto, 124 jogos em 44 dias.

Para cumprir toda a reta final da competição em um calendário bastante reduzido, a liga montou um cronograma que permite jogos na maioria dos dias da semana, incluindo segundas e sextas-feiras. Pelo planejamento, não haverá dois dias seguidos sem futebol no país.

O primeiro jogo do recomeço será Torino x Parma, às 14h30 (horário de Brasília), seguido de Verona x Cagliari, às 16h45. No domingo, jogam Atalanta x Sassuolo e Inter de Milão x Sampdoria. Essas partidas são pendentes da 25ª rodada.

Após isso, o campeonato pula a 26ª rodada, já realizada antes da paralisação, e continua até a reta final. Apenas a antepenúltima e a penúltima rodadas não tiveram datas e horários divulgados. A última jornada, marcada para um domingo, 2 de agosto, terá dez jogos simultâneos às 16h45 (horário de Brasília).

A Juventus é a líder do campeonato, com 63 pontos, seguida de perto pela Lazio, com 6. O confronto dos dois postulantes ao título será em 20 de julho, às 16h45 (horário de Brasília), em Turim.

Vale lembrar que, antes do campeonato voltar, haverá a reta final da Copa da Itália. Segundo o jornal Gazzetta dello Sport, as semifinais entre Juventus x Milan e Inter x Napoli acontecerão em 14 de junho, enquanto a decisão do título, no Estádio Olímpico, em Roma, está marcada para três dias depois.

Com o retorno programado, a liga italiana segue os passos de Bundesliga, Premier League e LaLiga. Dos chamados principais campeonatos da Europa, o único que foi encerrado durante a pandemia foi o Francês, cujo governo só autoriza o retorno de atividades esportivas em setembro.

 

 

*Por: ESPN.com

RIO DE JANEIRO/RJ - Depois de semanas de expectativa, Fred é, enfim, jogador do Fluminense outra vez. O clube anunciou a contratação do atacante, que irá assinar contrato até 21 de julho de 2022, a ser válido a partir desta segunda-feira.

O atleta chega após passagem pelo Cruzeiro, com o qual caiu à Série B do Campeonato Brasileiro. Pelo time tricolor, ele somou 288 jogos e 172 gols entre 2009 e 2016, sendo duas vezes campeão da primeira divisão nacional no período.

Vai ser como sempre foi: emocionante, especial para mim e o coração vai estar à mil. Minha felicidade é muito grande, uma sensação de voltar para casa. Só de pensar já fico emocionado. Estou ansioso. O Fluminense tem algo diferente, a nossa torcida tem algo diferente. Não sei se é só comigo, mas eles me mexem de maneira especial e acabam tirando coisas melhores do atleta, do ser humano”, disse o jogador de 36 anos ao site oficial do clube.

 

 

*Por: ESPN.com

MUNDO - Assim como quase tudo que estava previsto para acontecer antes do início da pandemia do novo coronavírus, a temporada de 2020 da Fórmula 1 foi adiada por três meses antes que uma nova data fosse marcada. No calendário pré-covid-19, a corrida inaugural seria realizada na Austrália em março. Agora, a primeira prova e segunda prova foram transferidas para o mesmo circuito na Áustria, com as competições programadas para os dias 5 e 12 de julho, a portas fechadas, no Red Bull Ring, em Spielberg.

Se a experiência for exitosa, a expectativa é que a temporada continue em 19 de julho em Budapeste, na Hungria, também no continente europeu. Embora ainda falte o pronunciamento oficial da Fórmula 1, o governo austríaco anunciou a novidade, por meio do ministro da Saúde, Rudolf Anschober. “As duas corridas da F1, nos dias 5 e 12 de julho, em Spielberg, vão ser realizadas sem espectadores”, declarou o ministro. Segundo ele, os eventos foram aprovados pelo governo depois que a F1 “apresentou um plano completo e profissional” para combater a propagação do novo coronavírus. Apesar disso, Anschober garantiu que as corridas só serão disputadas se medidas sanitárias forem adotadas.

“Além das rigorosas medidas de higiene, o plano envolve também testes regulares e exames de saúde para as equipes e todos os outros funcionários. O elemento crucial vai ser a coordenação estreita entre os organizadores e as autoridades regionais e locais de saúde”, disse o ministro. O local escolhido, o Red Bull Ring, é considerado ideal por ser localizado na zona rural de Spielberg, que fica a cerca de 550 quilômetros da capital, Viena. A Áustria registra 16.685 casos positivos para o novo coronavírus e 668 mortes.

O planejamento da F1 para os dois finais de semana no Red Bull Ring inclui o isolamento todas as pessoas que estarão no circuito e vão trabalhar durante os eventos. “Um dos desafios logísticos é fazer com que todos sejam testados e liberados para entrar no ambiente das corridas”, explicou Ross Brawn, diretor esportivo da F1. “Depois que fizermos isso, vamos manter todos nesse ambiente, dentro da biosfera que queremos criar, para outra corrida. A Áustria se encaixa bem nisso. Tem um aeroporto local ao lado do circuito, onde as pessoas podem fretar aviões. Não fica muito perto de uma metrópole”, disse ele.

A categoria pretende divulgar o calendário europeu nos próximos dias.

 

 

*Por: Jana Sampaio / VEJA.com

Eurico, Leão, Dudu, Luís Pereira, Alfredo Mostarda e Zeca; Edu Bala, Leivinha, César Maluco, Ademir da Guia e Nei

SÃO PAULO/SP - Estampada acima da entrada da Avenida Francisco Matarazzo do antigo Palestra Itália, a inscrição “Campeão do Século XX” servia para lembrar aos torcedores, jogadores e adversários a grandeza do clube antes de cada partida. Se o Palmeiras hoje pode se autointitular como tal, deve à lendária Academia de Futebol.

No recorte histórico, o glorioso período começa com o título do Super Campeonato Paulista de 1959, conquistado sobre o Santos de Pelé, e termina com o Estadual de 1974, diante do Corinthians. Neste intervalo, o Palmeiras ganhou nada menos que seis títulos nacionais, hoje com status de Campeonato Brasileiro.

O período em que a Academia de Futebol brilhou coincide com o auge do futebol brasileiro, entre o título mundial da Copa da Suécia 1958 e a defesa do tricampeonato na Alemanha 1974. Desta forma, a briga por conquistas era protagonizada pelos maiores craques em atividade, a começar pelos do poderoso Santos.

Continua depois da publicidade

De 1958 a 1969, somente o Palmeiras, campeão em 1959, 1963 e 1966, e o Santos ganharam o Campeonato Paulista. Se o time praiano era liderado por Édson Arantes do Nascimento, o Verdão contava com Ademir da Guia, não por acaso chamado de Divino.

O período é, de longe, o mais prolífico em termos de títulos para o Palmeiras. Historicamente, estabeleceram-se duas Academias de Futebol. A Primeira, com nomes como Julinho Botelho, Djalma Santos e Valdir Joaquim de Moraes, protagonizou um dos maiores feitos da centenária equipe.

Em 1965, sob o comando do argentino Filpo Núñez, único estrangeiro a dirigir a Seleção Brasileira, a Primeira Academia vestiu a amarelinha no jogo que marcou a inauguração do Mineirão e venceu o Uruguai por 3 a 0, gols de Rinaldo, Tupãzinho e Germano.

Já a Segunda Academia, treinada no auge por Osvaldo Brandão, ofereceu ao Palmeiras aquela escalação lembrada eternamente pelos torcedores e arquirrivais, fundamental para todo time que se preze. Leão, Eurico, Luís Pereira, Alfredo e Zeca; Dudu e Ademir da Guia; Edu, Leivinha, César e Nei. Seis deles foram chamados para a Copa 1974.

Os ídolos da Academia conviveram durante longos anos. Ademir da Guia (902 jogos), Emerson Leão (621) e Dudu (614) estão entre os quatro que mais vestiram a camisa do clube fundado em 1914, já que Waldemar Fiume (619) ocupa o terceiro posto da lista.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

MUNDO - Apenas duas mulheres estão no privilegiado grupo dos 100 atletas mais bem pagos no mundo, as tenistas Naomi Osaka (29º lugar) e Serena Willians (33ª posição). A norte-americana já criticou a desigualdade de gênero quando se trata de valores. “Como nós não merecemos prêmios em dinheiro no mesmo patamar que os nossos colegas homens recebem. Quando você trabalha tanto, se dedica, não deveria existir um padrão duplo”, declarou em entrevista à revista Time em 2017.

O tenista Roger Federer figura como o atleta mais bem pago do mundo. A informação é da revista Forbes publicada nesta sexta (28). A publicação, referência em negócios, coloca o suíço como o primeiro na lista dos 100 atletas mais bem remunerados em 2020. Ele acumula ganhos aproximados de 106 milhões de dólares, o equivalente a R$ 578 milhões.

 

Federer aparece à frente de Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Neymar, único esportista brasileiro a figurar na lista de ricos, com rendimentos na casa dos R$ 520 milhões. Depois dos craques dos gramados, aparecem os astros das quadras do basquetebol dos Estados Unidos, Lebron James, Stephen Curry e Kevin Durant. Fechando o ranking dos dez atletas mais abastados, o golfista Tiger Wood e os jogadores de futebol americano Kirk Cousins e Carson Wentz.

 

 

 

*Por Rodrigo Ricardo - Repórter da Rádio Nacional

*AGÊNCIA BRASIL

RIO DE JANEIRO/RJ - O presidente do Vasco, Alexandre Campello, revelou nesta quinta-feira que jogadores do elenco cruzmaltino testaram positivo para Covid-19.

Campello, que é médico, não revelou o nome dos atletas contaminados pelo coronavírus, mas salientou que o clube vem realizando testes desde a última sexta-feira.

A equipe carioca testou jogadores e familiares, com o objetivo de iniciar ações que preparam a retomada de treinos.

"Nós temos alguns resultados prontos. Outros, ainda não. Isso foi feito de maneira sequencial, então, uns saem antes dos outros. Sim, tem um número de atletas que foram, sim, contaminados. Como ocorreu em outros clubes. Isso demonstra que estar em casa não impede a contaminação", afirmou, ao Esporte Interativo.

Ainda assim, o Vasco estuda retomar as atividades na próxima quinta-feira, seguindo o protocolo de segurança "Jogo Seguro".

O documento foi elaborado em conjunto por médicos dos clubes do Rio de Janeiro, com aval da Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro).

Vale lembrar, porém, que o protocolo não foi assinado por Botafogo e Fluminense, que são contrários à volta do futebol nas próximas semanas.

Vasco e Flamengo, por sua vez, trabalham nos bastidores para que o esporte retorne assim que possível.

 

 

*Por: ESPN.com

MUNDO - Em entrevista à emissora argentina TyC Sports, Gonzalo Belloso, secretário-geral adjunto de futebol e diretor de desenvolvimento da Conmebol, relatou que a entidade sul-americana planeja o retorno da Libertadores e da Copa Sul-Americana em setembro.

“Queremos voltar em setembro a jogar as Copas. De pouco a pouco, vamos tratando de cumprir nosso papel e estamos escutando aos especialistas. Se tiver que terminar ano que vem, que termine ano que vem. Não há nenhum problema terminar em janeiro”, disse Belloso.

O diretor da Conmebol ainda afirmou que a entidade está em contato com os governos dos países sul-americanos e falou sobre as grandes dificuldades enfrentadas.

“Estamos organizando reuniões com todos os governos. O futebol é uma indústria de tantas que estão sofrendo com a pandemia. O problema mais difícil que enfrentamos é a da migração das equipes e os aeroportos”, explicou.

Gonzalo Belloso reiterou que a Libertadores e a Copa Sul-Americana serão encerradas em campo e, por enquanto, não terão seus formatos alterados. Por fim, o diretor ainda disse que para o retorno das competições, é preciso analisar os campeonatos nacionais dos países sul-americanos.

“Também temos que levar em consideração todos os calendários locais para que possam jogar os torneios locais em seus países. Trabalhamos paralelamente com os países para ver o que eles planejam”, concluiu.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Junho 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30