fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

Decreto assinado na quinta-feira pelo governador em exercício Cláudio Castro ratifica que Santos e Palmeiras terá 7,8 mil credenciados, que precisarão seguir protocolos

 

RIO DE JANEIRO/RJ - A final da Copa Libertadores não terá presença de público. Um decreto do governador em exercício do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, publicado na edição de quinta-feira do Diário Oficial, ratificou que a partida entre Santos e Palmeiras, marcada para o dia 30 no Maracanã, será realizada com portões fechados. Contudo, 10% da capacidade do estádio foi liberada tanto para convidados credenciados quanto estafes dos clubes, dos patrocinadores e da Conmebol.

“O evento relativo à etapa final do Torneio Conmebol Libertadores 2020 não terá a presença de público pagante, sendo, no entanto, autorizada a presença de pessoas devidamente credenciadas pela entidade organizadora, inclusive integrantes da coordenação, realização, segurança e patrocínio do evento e das entidades esportivas participantes até o limite máximo de 10% da capacidade do estádio", disse.

A própria Conmebol confirmou no início de janeiro que a partida seria realizada com portões fechados por medidas de precaução em relação à escalada do novo coronavírus. O decreto ainda estabeleceu que os espectadores precisarão respeitar todos os protocolos.

Os principais são o exame PCR negativo com material coletado até cinco dias antes da partida, a checagem de temperatura corporal e o uso de máscara de proteção durante o tempo inteiro.

 

 

*Por: LANCE!

SÃO PAULO/SP - O Corinthians superou a derrota para o Palmeiras com uma vitória convincente na noite dessa quinta-feira, por 3 a 0, sobre o Sport Recife, na Neo Química Arena.

O resultado foi fundamental para as pretensões alvinegras em uma rodada que registrou tropeços dos adversários mais próximos do Corinthians na tabela de classificação.

Agora, o Timão é o 8º colocado, com 45 pontos, a seis pontos do G6. O Sport, por outro lado, caiu para 16º, com 32 pontos, e pode parar dentro da zona de rebaixamento.

Vagner Mancini, que não teve Gil e Gabriel, suspensos, também optou por sacar Cantillo do time. Bruno Méndez, Camacho e Ramiro ganharam oportunidade.

Os donos da casa tiveram o domínio do jogo o tempo todo e conseguiram controlar a estratégia de Jair Ventura, voltada apenas ao contra-ataque.

Gustavo Mosquito abriu o placar depois de bonita jogada tramada por Fagner, Vital e Cazares. O equatoriano, aliás, chegou a sua quinta assistência pela equipe.

Na etapa final, o jogo ficou ainda mais tranquilo para o Corinthians.

Mateus Vital, de fora da área, fez o segundo gol. E Jô, precisou chutar duas vezes para marcar o gol que fez o Corinthians ultrapassar o Santos pelo saldo de gols.

Na próxima segunda-feira, o time do Parque São Jorge vai receber o Red Bull Bragantino, às 20 horas, de novo em Itaquera. No domingo, o Sport vai receber o Bahia, às 18h15, na Ilha do Retiro.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

FORTALEZA/CE - O Santos perdeu por 2 a 0 para o Fortaleza na noite desta quinta-feira, no Castelão, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Juninho e Wellington Paulista.

O Peixe poupou a maior parte dos titulares, mas não foram os jovens que comprometeram. Jean Mota perdeu um pênalti, Madson cometeu penalidade máxima infantil e a dupla de defesa Laércio e Luiz Felipe esteve em péssimo nível.

Com a derrota, o Santos se afasta do G-6 e é o oitavo, com 45 pontos. O Fortaleza soma 35 e pula para a 14ª colocação do Brasileirão.

O Peixe voltará a campo para enfrentar o Goiás, domingo, na Vila Belmiro, pela 32ª rodada. O Fortaleza visitará o Sport, no mesmo dia. O Alvinegro roda o elenco antes da final da Libertadores da América contra o Palmeiras no dia 30 de janeiro, no Maracanã.

 

O JOGO

O primeiro tempo foi bem fraco tecnicamente. Fortaleza e Santos fizeram uma etapa inicial de muita correria e pouquíssima em criatividade. O jogo só ganhou emoção nos minutos finais.

Aos 43 minutos, o Peixe teve um pênalti após cruzamento de Lucas Braga e toque na mão de Jackson. Jean Mota parou no goleiro Felipe Alves.

Nos acréscimos, David arrancou e bateu cruzado para ótima defesa do goleiro João Paulo. O lance foi ocasionado por erro de Laércio.

 

SEGUNDO TEMPO

Logo no segundo minuto, o Fortaleza abriu o placar. Osvaldo arrancou e foi derrubado por Madson na área. Juninho fez o que Jean Mota não fez e converteu o pênalti com categoria.

No minuto 11, o Santos assustou os donos da casa. Arthur Gomes bateu de fora da área e o goleiro Felipe Alves defendeu estranho. No rebote, Carlinhos cortou. Aos 12, Vázquez recebeu em boa condição e isolou.

Quando o placar marcava 20 jogados, o Fortaleza ampliou com um bonito gol de Wellington Paulista. O centroavante apareceu sozinho depois de passe de Yuri César e nova falha da dupla Laércio e Luiz Felipe.

O Santos levou os dois gols e não teve reação. Derrota e distância do G-6, enquanto o Fortaleza respira no campeonato.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

BRASÍLIA/DF - O Palmeiras continua colado do G4 Campeonato Brasileiro na noite desta quinta-feira. No Estádio Mané Garrincha, o time alviverde sofreu um gol em cada tempo e acabou derrotado por 2 a 0 pelo Flamengo, concorrente direto na tabela de classificação.

Com 55 pontos em 30 partidas, o Flamengo sobe para o terceiro lugar do Campeonato Brasileiro, atrás apenas de São Paulo (57) e Internacional (59), ambos com um jogo a mais. O Palmeiras, por sua vez, permanece com os mesmos 51 pontos, na quinta colocação.

Pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, os dois times voltam a campo às 16 horas (de Brasília) deste domingo. No Estádio Castelão, o Palmeiras tenta a recuperação diante do Ceará. O Flamengo, por sua vez, procura embalar contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

O Jogo – O Palmeiras conseguiu criar a primeira oportunidade de gol no Mané Garrincha. Logo no início, Matias Viña recebeu grande lançamento de Danilo pela esquerda e cruzou forte. Sozinho diante do gol de Hugo, Willian completou para fora.

Na resposta do Flamengo, Isla cruzou da direita, a bola desviou em Viña e subiu. Arrascaeta, então, completou de bicicleta e Weverton desviou pela linha de fundo. Pouco depois, após cruzamento de Filipe Luís pela esquerda, Gerson recebeu passe de peito de Everton Ribeiro e bateu para nova defesa do goleiro adversário.

Aos 45 minutos da etapa inicial, Gabriel desarmou Danilo e Everton Ribeiro finalizou na marcação. Na sobra, Arrascaeta recebeu de Bruno Henrique e tentou passar por Weverton. Quase em cima da linha do gol, Kuscevic chutou em cima de Luan e a bola terminou nas redes.

O Palmeiras desperdiçou mais uma grande oportunidade logo no começo da etapa complementar. Raphael Veiga recebeu de Viña pela esquerda e cruzou para Willian chutar em cima de Gustavo Henrique. Na sobra, perto da marca do pênalti, Gabriel Menino bateu para fora.

O time alviverde cresceu na partida e passou a incomodar o Flamengo, mas quase tomou o segundo gol em jogada de bola parada do Flamengo. Da esquerda, Filipe Luis cobrou falta para dentro da área. Livre diante de Weverton, Gustavo Henrique cabeceou para fora.

A equipe rubro-negra equilibrou as ações e, após virada equivocada de Gustavo Scarpa, Bruno Henrique chutou de fora da área para Weverton espalmar. Na cobrança do escanteio, aos 37 minutos, Vitinho cruzou da direita e Gustavo Henrique cabeceou. A bola bateu em Pedro, que conseguiu para chute certeiro de Pepê.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - O São Paulo, enfim, foi desbancado da liderança do Campeonato Brasileiro. Com mais uma atuação apática, muito diferente do desempenho que o fez chegar à primeira colocação, o Tricolor viu o Internacional dar um show de eficiência e vontade ao longo dos 90 minutos nesta quarta-feira, no Morumbi, e saiu goleado por 5 a 1. Victor Cuesta, Caio Vidal e Yuri Alberto, três vezes, balançaram as redes para o Colorado. Luciano descontou para os donos da casa.

Esse foi o quinto jogo consecutivo sem vitória do São Paulo, e a maior derrota sofrida na “Era Diniz”. Mesmo contando com o retorno de Luciano, que até balançou as redes, o Tricolor exibiu os mesmos problemas dos últimos jogos, embora tenha tido uma semana cheia para trabalhar, e parece sem forças para brigar pelo tão sonhado heptacampeonato brasileiro.

O Internacional, por sua vez, assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro, abrindo dois pontos para o São Paulo, novo segundo colocado, e chegando à sétima vitória consecutiva na competição, com direito à goleada sobre o principal concorrente ao título.

Restando apenas sete jogos para o fim do Brasileirão, Fernando Diniz terá a difícil missão de juntar os cacos e recuperar o moral de uma equipe combalida e, aparentemente, desmotivada depois de chegar a abrir sete pontos na liderança e vender à torcida um sonho que parecia próximo de se tornar realidade. Abel Braga, por sua vez, pode adicionar mais um capítulo vitorioso na sua bonita história no Internacional.

O jogo – O Internacional começou a partida com uma postura ousada, marcando a saída de bola do São Paulo e dominando as ações ofensivas. Logo aos quatro minutos, os visitantes quase abrir o placar com Cuesta, que aproveitou o passe de Rodrigo Dourado de cabeça para chegar batendo de primeira, na entrada da pequena área, mas mandou por cima do gol. Três minutos depois, entretanto, o zagueiro teve um pouco mais de sorte. Moisés cruzou na cabeça do camisa 15, que desta vez não desperdiçou, abrindo o placar para o Colorado.

Bastante apático, como nos últimos jogos, o São Paulo não conseguia trocar passes e cometia muitos erros bobos. O máximo que o time fazia era arriscar de fora da área, mas faltava pontaria. Já o Internacional seguia perigoso quando se jogava no ataque. Aos 15 minutos, Yuri Alberto invadiu a área após ser acionado por Patrick e bateu no cantinho, rente à trave de Tiago Volpi.

O Tricolor fez Marcelo Lomba trabalhar realmente apenas aos 23 minutos, quando Gabriel Sara tabelou com Daniel Alves e bateu da entrada da área, vendo o goleiro adversário fazer a defesa em dois tempos. Mas, foi o Internacional quem acabou balançando as redes novamente. Logo na sequência, Juanfran cabeceou para trás, e Yuri Alberto aproveitou a direção da bola para servir Caio Vidal, que saiu cara a cara com Tiago Volpi, precisando apenas tirar do goleiro tricolor para fazer 2 a 0 no Morumbi.

Mas, quando todos imaginavam que o São Paulo não iria reagir, o time comandado por Fernando Diniz deu sua resposta. Victor Cuesta foi traído pelo quique da bola e chutou para a linha de fundo, dando o escanteio de presente para o Tricolor. Na cobrança, Bruno Alves desviou no primeiro pau, e Luciano apareceu livre para cabecear para o fundo das redes, diminuindo a vantagem colorada.

Antes do intervalo, as duas equipes ainda tiveram mais uma chance de gol. Aos 43 minutos, Yuri Alberto saiu em velocidade, invadiu a área, mas, na hora de finalizar, foi travado por Léo. Já o São Paulo por pouco não empatou com Luciano. Marcelo Lomba saiu do gol para tentar afastar o perigo, mas não achou a bola, que ficou viva dentro da área, mas em seguida Moisés conseguiu mandou para a linha de fundo.

Segundo tempo

Com Igor Gomes e Vitor Bueno nas vagas de Gabriel Sara e Léo, o São Paulo começou o segundo tempo buscando o empate. Aos quatro minutos, Reinaldo teve uma boa oportunidade, soltando a bomba de dentro da área, pela esquerda, mas a bola explodiu na marcação. Pouco depois, Vitor Bueno também carimbou a defesa colorada ao tentar arrematar para o gol.

Mas, foi o Internacional quem balançou as redes, jogando um verdadeiro balde de água fria nos donos da casa. Aos 14 minutos, Vitor Bueno foi desarmado na saída de bola, e Yuri Alberto ficou com a sobra, saindo cara a cara com Tiago Volpi e tocando para o fundo das redes.

Como se não bastasse, o atacante colorado ainda marcaria outros dois gols para garantir um hat-trick e a goleada acachapante do Internacional. Aos 20 minutos, Yuri Alberto recebeu ótimo passe de Peglow, driblou Tiago Volpi e, sem olhar, bateu de chapa, sem esforço, marcando o quarto gol do Colorado. Dois minutos depois, o camisa 11, após falha de Daniel Alves, tocou na saída do goleiro são-paulino e, com requintes de crueldade, fechou o placar para o Inter.

Daí em diante, o Internacional diminuiu o ritmo, concentrou seus esforços na defesa, mas sempre procurando explorar os contra-ataques. Desta forma, Tiago Volpi ainda teve de fazer uma boa defesa em chute de Peglow, mas foi só. Mais um vexame na atual temporada do São Paulo, que tem mais sete jogos para tentar terminá-la dignamente.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

MUNDO - O representante sul-americano na edição 2020 do Mundial de Clubes, seja Santos ou Palmeiras, terá pela frente Tigres (México) ou Ulsan Hyundai (Coreia do Sul) como adversário na semifinal da competição, que será disputada no Catar entre os dias 4 e 11 de fevereiro. O sorteio foi realizado na terça-feira (19), na sede da Federação Internacional de Futebol (Fifa), em Zurique (Suíça). O evento foi transmitido pelo canal do YouTube da entidade.

A vaga destinada à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) é voltada ao campeão da Libertadores, cuja decisão entre alvinegros e alviverdes será no próximo dia 30, às 17h (horário de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro. O vencedor estreia no Mundial no dia 7 de fevereiro, no Education City Stadium, em Doha (Catar), às 15h (horário de Brasília). A definição do adversário sul-americano, se Tigres ou Ulsan, será no dia 4, às 11h, no estádio Ahmad Bin Ali, em Al Rayyan (Catar).

A equipe mexicana se credenciou para o Mundial graças ao título da Liga dos Campeões da Concacaf, que é a confederação de futebol das Américas do Norte e Central, em final contra o Los Angeles (Estados Unidos). Os sul-coreanos, por sua vez, venceram a Liga dos Campeões da Ásia, superando o Persepolis (Irã) na decisão.

A outra semifinal do Mundial tem um participante definido: o Bayern de Munique (Alemanha), ganhador da Liga dos Campeões da Europa sobre o Paris Saint-Germain (França). No dia 8, às 15h, no Ahmad Bin Ali, os bávaros terão pela frente quem avançar de Al Duhail (Catar) e Al Ahly (Egito), que jogam no dia 4, mas às 14h30, no Education City. O Al Duhail participa como representante do país-sede, enquanto os egípcios foram os campeões africanos em 2020, superando o rival local Zamalek na final continental.

A decisão está marcada para dia 11, no Education City, às 15h. Vale lembrar que o Auckland City (Nova Zelândia), que seria o representante da Oceania, desistiu do Mundial devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

 

 

 

 

* Por Lincoln Chaves - Repórter da Rádio Nacional e da TV Brasil – São Paulo - Agência Brasil

SÃO PAULO/SP - O Palmeiras pode dormir no G4 do Campeonato Brasileiro na noite desta segunda-feira. Com gols de Raphael Veiga e Luiz Adriano no Allianz Parque, em uma atuação brilhante, o time alviverde ganhou por 4 a 0 do apagado Corinthians e encerrou série de quatro vitórias consecutivas do arquirrival no torneio.

A vitória no clássico, válido ainda pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, deixa o Palmeiras com 51 pontos ganhos. O time alviverde briga por um lugar no G4 com o Flamengo, que enfrenta o Goiás também nesta segunda. O Corinthians, por sua vez, permanece com os mesmos 42 pontos e figura no nono posto da tabela de classificação.

Pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Flamengo às 19 horas (de Brasília) desta quinta-feira, no Estádio Mané Garrincha. Às 21 horas do mesmo dia, o Corinthians tenta a recuperação contra o Sport, na Neo Química Arena.

O Jogo – As duas únicas chances de gol do Corinthians no primeiro tempo nasceram a partir de cruzamentos de Fagner do lado direito. No primeiro, Jemerson cabeceou para boa defesa de Weverton e, no segundo, Gil cabeceou na trave esquerda da meta palmeirense.

O time da casa passou a trabalhar a bola com qualidade no meio de campo e tomou o controle da partida. Aos 33 minutos do primeiro tempo, Willian protegeu a marcação e acionou Raphael Veiga dentro da área. Luiz Adriano levou a marcação de Gil e o meia, sozinho, finalizou com precisão diante de Cássio.

O Palmeiras ainda teve tempo para marcar o segundo aos 44 minutos da etapa inicial. Willian recebeu belo passe de Zé Rafael e, diante da saída de Cássio, tocou para Luiz Adriano marcar. O assistente marcou impedimento, mas o lance acabou validado pelo VAR.

Logo aos 2 minutos da etapa complementar, pouco depois de Cássio salvar em chute de Willian, o Palmeiras marcou o terceiro gol. Após lançamento de Luan, Luiz Adriano tentou girar em cima de Jemerson, mas foi parado. Na sobra, Raphael Veiga completou de primeira e marcou seu segundo gol.

O Palmeiras manteve o domínio da partida e marcou seu quarto gol aos 20 minutos do segundo tempo. Sem olhar para trás, o corintiano Gabriel tentou recuar para Cássio. Sozinho, Luiz Adriano dividiu com o goleiro adversário e viu a bola terminar nas redes.

Aos 31 minutos, o árbitro Jean Pierre Goncalves Lima expulsou Gabriel após ver pelo monitor do VAR lance entre o corintiano e o palmeirense Danilo. Pouco depois, Weverton fez milagre em nova cabeçada de Gil. Sem correr riscos na defesa, o Palmeiras ainda desperdiçou grande chance com Rony, que bateu por cima do gol de Cássio.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

Netflix divulga a data de estreia e o primeiro teaser do documentário "Pelé".

 

SÃO PAULO/SP - A Netflix divulgou na quinta-feira (14), a data de estreia e o primeiro teaser do documentário “Pelé”, uma produção exclusiva do serviço de streaming. O filme vai mostrar a trajetória do rei do futebol durante os 12 anos mais importantes de sua carreira, de 1958, quando com apenas 17 anos conquistou a sua primeira Copa do Mundo, até 1970, quando se consagrou tri campeão mundial. 

Segundo a divulgação, o documentário irá trazer entrevistas inéditas e exclusivas com o próprio Pelé, imagens raras de arquivo da vida pessoal e de lances incríveis do jogador, além de contar com a participação de grandes ex-companheiros do eterno camisa 10, como Rivellino, Zagallo, Jairzinho e Amarildo.

A direção do filme está a cargo da dupla Ben Nicholas e David Tryhorn, que já produziram o documentário “Tudo ou Nada: Seleção Brasileira”, sobre a conquista da Copa América de 2018.  A produção executiva está nas mãos de Kevin MacDonald, vencedor do Oscar de 1999 pelo documentário “One Day In September”. 

A data de estreia será 23 de fevereiro, conforme divulgado pela Netflix e pelo próprio Pelé em sua conta no Twitter. Assista ao trailer: 

 

SÃO PAULO/SP - Adversários nas finais da Copa do Brasil, Palmeiras e Grêmio fizeram uma prévia na noite desta sexta-feira, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. No Allianz Parque, o time alviverde saiu na frente no primeiro tempo, mas caiu na etapa complementar e cedeu o empate por 1 a 1.

Com 50 pontos ganhos em 29 partidas, o Grêmio sobe para a quarta colocação do Campeonato Brasileiro. Já o Palmeiras contabiliza 48 pontos em 28 exibições e permanece na sexta posição da tabela. O São Paulo lidera com 56 pontos e 29 jogos.

Em jogo atrasado pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o arquirrival Corinthians às 19 horas (de Brasília) desta segunda-feira, no Allianz Parque. Já o Grêmio, pela 31ª rodada, encara o Atlético-MG às 19h15 de quarta-feira, em sua arena.

O Jogo – O Palmeiras amassou o Grêmio durante a etapa inicial e criou sua primeira chance logo no começo. Breno Lopes roubou a bola da defesa, tabelou com o companheiro Rony e, na cara do goleiro, chutou fraco, facilitando a defesa de Vanderlei.

Em uma descida pela direita, Breno Lopes cruzou rasteiro e Rony, livre, bateu na trave. Pouco depois, da entrada da área, Willian chutou colocado e também acertou a trave. Para completar, Breno Lopes recebeu após deixada de Raphael Veiga e também mandou na trave.

De tanto pressionar, o Palmeiras enfim conseguiu inaugurar o marcador aos 32 minutos do primeiro tempo. Inteligentemente, Willian ganhou disputa de Rodrigues na esquerda e cruzou. Matias Viña tocou rasteiro para o meio da área, Rony furou e Raphael Veiga completou para o gol.

O Grêmio voltou melhor para o segundo tempo e, logo no começo, Pepê fez boa jogada individual pelo meio antes chutar para defesa de Weverton. Na resposta do Palmeiras, Matias Vinã cruzou da esquerda, Rony puxou a bola para trás e Willian completou de voleio, mas Vanderlei salvou.

O time gaúcho quase chegou ao empate em jogada de bola parada no Allianz Parque. Encarregado de cobrar de falta de frente para o gol de Weverton, Jean Pyerre bateu direto. Posicionado na barreira, Benjamin Kuscevic desviou e a bola saiu à esquerda da trave palmeirense.

O Grêmio ganhou volume de jogo e conseguiu empatar aos 42 minutos da etapa complementar. Em descida pela direita, Luiz Fernando tabelou com Maicon e cruzou. Posicionado entre Luan e Mayke, Diego Souza subiu para cabecear firme. Nos acréscimos, Weverton ainda fez milagre em cobrança de falta de Diego Souza.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - O atual formato do Campeonato Paulista tem sido alvo de críticas nos últimos anos. O cenário faz com que as principais autoridades do futebol em São Paulo comecem a discutir a possibilidade da implementação de mudanças no futuro.

Em entrevista à BandSports na quinta-feira, Duílio Monteiro, Julio Casares e Andrés Rueda, presidentes de Corinthians, São Paulo e Santos, respectivamente, se manifestaram à favor da realização de alterações no formato do Estadual. O mandatário Tricolor declarou que uma estrutura benéfica a todos deve ser discutida e ressaltou que a principal modificação deve acontecer na primeira fase da competição.

"Neste momento, temos que discutir um formato que seja bom para todos. Que agrade o patrocinador, a televisão e o torcedor e traga uma competitividade interessante, principalmente na primeira fase, porque hoje é uma fase em que todos dizem saber quem vai chegar no final, e não é bem assim. Precisamos trabalhar bem exatamente nessa primeira fase, mas isso vai ser objeto de uma conversa que o presidente Reinaldo (da Federação Paulista de Futebol) estará estabelecendo", disse.

"Claro que neste ano o campeonato está praticamente formatado, mas no futuro podemos discutir o que é melhor para o produto futebol. Porque se ele estiver bem, todos os demais clubes estarão bem. Mas fora dele, precisamos estabelecer uma regra para ganhar competitividade, importância, audiência e, principalmente, receita", completou Casares.

Duílio afirmou que os clubes do interior não podem ser deixados de lado no estabelecimento do novo modelo.

"Esse é o momento de pensar em um novo formato. Lógico, não podemos esquecer jamais dos clubes do interior, que dependem muito do Estadual. Então existem sim muitos formatos para pensarmos e sugestões que foram dadas nos anos anteriores. Agora, temos que juntar tudo isso e achar o melhor formato para que os clubes grandes e, principalmente, os do interior não sejam prejudicados".

Já Rueda deu ênfase na questão das cotas televisivas, colocando-a como um dos fatores que devem ser discutidos para que todos encontrem um formato vantajoso a todos.

"Temos três presidentes novos com ideias novas e, com a ideia de cada um, podemos discutir sobre o que a gente espera do Campeonato Paulista. Essa preocupação com os times do interior é fundamental. Estamos passando por um tempo diferente, então precisamos ver o comportamento das televisões. A gente estava acostumado com o modelo de uma emissora adquirindo e pagando. Isso tem que ser colocado em uma balança para chegarmos a um ponto comum que seja bom para os clubes", declarou.

 

 

*Por; GAZETA ESPORTIVA 

Classificados Imóveis

Alugo Apartamento

R$ 550,00

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Comércio e Serviços em Geral