fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

MUNDO - Ele chegou como a maior contratação da história do futebol, lotou o Parque dos Príncipes para sua apresentação oficial, ganhou música especial da torcida e esgotou a venda de camisas com seu nome. Há três anos, Neymar vestia o uniforme do Paris Saint-Germain (PSG) criando a expectativa de um casamento feliz com o clube, ganhando muitos títulos e carregando a esperança de ser tornar o melhor jogador do mundo.

De 4 de agosto de 2017 até hoje, o atacante nunca esteve tão perto de alcançar tudo o que planejou.  Depois de desentendimentos com Cavani, lesões e uma frustrada tentativa de transferência para o Barcelona, o brasileiro praticamente foi descartado pelo clube e pela torcida. Porém, este ano, Neymar se tornou uma das figuras mais importantes do futebol europeu e carrega a confiança do time para a conquista inédita da Liga dos Campeões da Europa. Em seu site oficial, Neymar falou sobre a transformação desde que chegou a Paris.

“Esses três anos foram de muito aprendizado. Vivi tempos de alegria e outros complicados, especialmente quando fui impedido de jogar por causa das lesões. Com a ajuda de companheiros consegui superar e focar no que realmente importa para todos que é o nosso desempenho em campo traduzido em títulos. O torcedor, o clube, os fãs todos podem ver a entrega do nosso time em qualquer jogo”,

Nesta temporada, Neymar já conquistou quatro títulos: a Supercopa da França, o Campeonato Francês, a Copa da França e a Copa da Liga Francesa. Alcançou a marca de 74 gols em 85 jogos desde 2017 - incluindo amistosos -, ultrapassando Raí para virar o maior artilheiro brasileiro do clube. A redenção de Neymar em Paris pode vir com o maior triunfo da história do PSG.

“Acredito que vivo hoje meu momento mais especial no Paris. Formamos uma família em prol do grande objetivo que temos pela frente. Queremos marcar a temporada com a Champions. Vamos lutar por isso, porque nunca estivemos tão perto”, declarou.

Teoricamente, o caminho do PSG para a final da Liga dos Campeões não seria dos mais complicados. Escapou de pegar pela frente Barcelona, Juventus, Real Madrid, Chelsea, Bayern de Munique, Manchester City, Lyon e Napoli. O primeiro adversário é a Atalanta. Passando pelo time italiano, enfrenta RB Leipzig ou o Atlético de Madrid na semifinal.

A chave pode parecer mais fácil, porém Neymar vai ter que jogar tudo o que sabe. Após lesão no ligamento do tornozelo direito, dificilmente Mbappé estará em campo no proximo dia 12 para enfrentar a Atalanta. Di María, suspenso, também não joga. Neymar, mais uma vez, precisa chamar a responsabilidade e mostrar a torcedores, clube, fãs e imprensa, que o investimento do PSG feito há três anos valeu a pena.

 

 

*Por Maurício Costa- Repórter da Rádio Nacional

*AGÊNCIA BRASIL

SÃO PAULO/SP - O Palmeiras garantiu presença na decisão do Campeonato Paulista na noite deste domingo. Com um triunfo por 1 a o no Allianz Parque, o time alviverde eliminou a Ponte Preta na semifinal e assegurou o direito de encarar o arquirrival Corinthians na briga pelo título.

No primeiro tempo, após desperdiçar várias oportunidades, o Palmeiras conseguiu abrir o placar por meio do jovem Patrick de Paula. Na etapa complementar, a Ponte Preta saiu mais para buscar a igualdade, mas o goleiro Weverton foi seguro sempre que exigido.

Na outra semifinal, em mais um jogo disputado neste domingo, o Corinthians avançou ao ganhar do Mirassol também por 1 a 0. Os dois clássicos decisivos pelo Campeonato Paulista serão disputados na quarta-feira e no sábado, o primeiro em Itaquera e o segundo, no Allianz Parque.

O Jogo - Logo no começo da partida, de canhota, Gabriel Menino cruzou da direita e Rony completou de cabeça para Ivan rebater. Pouco depois, inspirado, o jovem volante percebeu a entrada do companheiro por trás da marcação e passou para chute cruzado do atacante, novamente defendido pelo goleiro adversário.

Em nova estocada do Palmeiras, Diogo Barbosa cobrou escanteio da esquerda e Gustavo Gomez cabeceou no travessão. O time casa quase saiu na frente quando Luiz Adriano ajeitou para chute de Willian, mas o goleiro Ivan mais uma vez conseguiu defender.

De tanto pressionar, o Palmeiras fez o primeiro aos 45 minutos da etapa inicial. Ao cortar lançamento em profundidade, Apodi rebateu para o meio. Patrick de Paula ajeitou e bateu de fora da área. A bola desviou em Wellington Carvalho e enganou Ivan, até então com atuação impecável.

No começo do segundo tempo, após saída de bola errada do Palmeiras, João Paulo recebeu de Roger e bateu forte para defesa de Weverton. Pouco depois, Willian passou para Gabriel Menino dentro da área e viu o companheiro acertar a rede pelo lado de fora.

Em busca do empate, a Ponte Preta passou a se expor mais e quase levou o segundo. Diogo Barbosa cruzou da esquerda e Zé Rafael bateu. Bruno Henrique desviou e o goleiro Ivan defendeu parcialmente. No rebote, Gabriel Menino finalizou em cima da marcação.

Em jogada de contra-ataque, Roger recebeu de cruzamento de Bruno Rodrigues da esquerda e completou para boa defesa Weverton. O Palmeiras respondeu com chute no travessão disparado por Gustavo Scarpa de fora da área. Os dois técnicos exploraram o banco de reservas até o final, mas o placar permaneceu inalterado no Allianz Parque.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - O Corinthians está na final do Campeonato Paulista pela quarta vez consecutiva! Neste domingo, Timão e Mirassol se enfrentaram na Arena de Itaquera, pela semifinal da competição estadual. E a equipe alvinegra saiu com a vitória pelo placar de 1 a 0, com mais um gol do volante Ederson.

O time comandado pelo técnico Tiago Nunes enfrentou uma forte marcação do Leão na primeira etapa e quase não ameaçou a meta adversária. Contudo, a expulsão do meia Juninho no segundo tempo e outro chute de fora da área do camisa garantiram a classificação para os donos da casa.

Agora, o Corinthians encara o vencedor do confronto entre Palmeiras e Ponte Preta, que duelam ainda neste domingo, às 19h (de Brasília), no Allianz Parque. Os dois jogos da decisão estão marcados para quarta-feira (5) e sábado (8).

O jogo

Apesar de jogar em casa, o Corinthians viu o Mirassol criar o primeiro lance de perigo. Aos 13 minutos, Zé Roberto foi derrubado na intermediária e o árbitro marcou a falta. Juninho foi para a cobrança e mandou no ângulo, exigindo grande defesa de Cássio para evitar o gol dos visitantes.

Enfrentando uma boa marcação dos adversários na primeira metade da etapa inicial, o Timão só foi ameaçar a meta mirassolense aos 25 minutos. Carlos Augusto foi até a linha de fundo, fez o cruzamento rasteiro e achou Mateus Vital, que emendou a finalização de primeira para carimbar a trave.

Três minutos depois, Ederson recebeu dentro da área e tocou para Jô. O camisa 77 tentou completar de letra, mas não conseguiu alcançar. A bola ainda passeou pela pequena área antes de ser afastada pela defesa do Leão. Com isso, o empate sem gols persistiu até a saída para o intervalo.

No segundo tempo, o Corinthians quase chegou ao primeiro gol em chute de Luan. Aos oito minutos, o camisa 7 dominou a bola após cobrança de falta de Ramiro e bateu rasteiro no canto direito do goleiro Kewin. No entanto, o arqueiro adversário caiu para fazer grande defesa.

A situação mudou aos 14 minutos. Depois de revisão do VAR, Juninho levou um cartão vermelho por pisão em Carlos Augusto e deixou o Mirassol com um jogador a menos. Assim, o técnico Tiago Nunes resolveu jogar o time para frente, colocando Janderson e Sidcley em campo.

Em vantagem numérica, o Timão enfim abriu o placar. Aos 26 minutos, Ederson recebeu de Fagner na intermediária, arriscou a finalização de longa distância e viu o goleiro Kewin aceitar. Foi o terceiro gol do volante em nas três últimas partidas da equipe alvinegra.

O Corinthians ainda teve a chance de ampliar em duas oportunidades: aos 32 minutos, Luan cobrou escanteio fechado na primeira trave, Alison Silva desviou e mandou no travessão; e aos 35, Janderson chegou pela linha de fundo, chutou cruzado e obrigou Kewin se esticar para evitar o gol. Contudo, o 1 a 0 persistiu até o apito final.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SANTOS/SP - O Santos perdeu por 3 a 1 e foi eliminado pela Ponte Preta nas quartas de final do Campeonato Paulista nesta quinta-feira, em plena Vila Belmiro.

O Peixe abriu o placar com Marinho, mas o próprio atacante caiu na pilha, recebeu dois cartões amarelos e foi expulso no fim do primeiro tempo.

Com um a menos em campo pela quarta vez consecutiva, o Alvinegro se desorganizou por completo e sofreu a virada na etapa final com gols de Bruno Rodrigues, Moisés e João Paulo. O goleiro Vladimir falhou nos dois primeiros lances.

O Peixe, eliminado em casa, agora aguarda pelo Campeonato Brasileiro. A Ponte Preta enfrentará o Palmeiras na semifinal do Paulistão.

O JOGO

 

O Santos começou em cima da Ponte Preta, mas foi a Macaca quem assustou primeiro. Logo no segundo minuto de jogo, Jeferson cabeceou no travessão.

Aos 5, porém, o Peixe abriu o placar. Soteldo cruzou na cabeça de Marinho no segundo pau. O goleiro Ivan, vendido, só viu a bola morrer no fundo da rede.

Com a vantagem parcial, o Alvinegro passou a administrar, sem criar muitas chances e sem sofrer. Até que veio a quarta expulsão consecutiva…

Marinho, irritado com as faltas sem parar da Ponte, recebeu dois cartões amarelos. O segundo veio aos 42 da etapa inicial.

SEGUNDO TEMPO

 

Com um a menos, assim como contra o Novorizontino, o Santos desabafou. A Ponte Preta virou em 15 minutos: Bruno Rodrigues empatou aos 4 e Moisés virou aos 15. Em ambos os casos, falha do goleiro Vladimir.

Jesualdo fez alterações, tentou fazer o Peixe reagir, e nada adiantou. A Ponte ficou mais perto do terceiro que os donos da casa do segundo.

Sem reação, o Santos não criou nada e ainda sofreu o terceiro gol. João Paulo, livre, teve tempo para ajeitar, pensar e chutar de fora da área para matar a classificatória.

Santos eliminado em plena Vila Belmiro.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - Do eminente vexame na primeira fase à semifinalista do Campeonato Paulista. Este é o Corinthians, que venceu o Red Bull Bragantino na fria noite desta quinta-feira, no Morumbi, por 2 a 0.

Uma falha grotesca de Julio Cesar permitiu o gol de Éderson com menos de um minuto de jogo. Na etapa final, Jô anotou o seu, de cabeça, depois de cobrança de escanteio.

Entre os artilheiros, destaque para a estreia do volante como titular e o segundo gol em dois jogos seguidos. Já o centroavante se mostrou fatal em sua reestreia, mesmo longe da melhor forma física, depois de oito meses sem atuar em uma partida oficial.

O Red Bull, por outro lado, incomodou bastante com Artur no primeiro tempo, chegou a mandar uma bola no travessão, mas não conseguiu sequer manter o ritmo na etapa final.

De líder geral e invicto contra os grandes, o time de Bragança deu adeus ao torneio logo nas quartas de final, definida em duelo único. Antes de se filiar ao Bragantino, a história foi a mesma em 2019, na época do Red Bull Brasil.

Graças ao saldo de gols, o Corinthians ultrapassou o Mirassol na tabela de classificação e, por isso, pegará o algoz dos são-paulinos na Arena de Itaquera, que novamente não poderá receber público devido a pandemia do coronavírus. O confronto, de novo sem a partida da volta, ainda terá data e horário confirmados pela Federação Paulista de Futebol, mas acontecerá no próximo fim de semana.

Até lá, Tiago Nunes deve ter Cantillo à disposição. O técnico sequer levou o colombiano ao banco de reservas nesta quinta-feira.

 

 

*Por:Tiago Salazar /  GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - O Palmeiras assegurou a classificação às semifinais do Campeonato Paulista na noite desta quarta-feira. No Allianz Parque, o time comandado por Vanderlei Luxemburgo teve trabalho contra o Santo André, mas conseguiu avançar ao ganhar a partida por 2 a 0.

No primeiro tempo, com três volantes, o Palmeiras pouco criou e precisou de boas intervenções de Weverton para não descer para o intervalo em desvantagem. Luxa mexeu no time para a etapa complementar e, nos minutos finais, viu Felipe Melo e Marcos Rocha marcarem.

Nesta quinta-feira, o Santos encara a Ponte Preta e o Red Bull Bragantino duela com o Corinthians, completando as quartas de final do Campeonato Paulista. Nas semis, o time com mais pontos no geral enfrenta a equipe de quarta melhor campanha e o segundo colocado pega o terceiro.

O Jogo - Logo no começo da partida, após passe de Luiz Adriano, Marcos Rocha bateu firme e levou algum perigo, mas o Palmeiras tomou um susto logo depois. Marlon cruzou da esquerda e Ramon, marcado por Diogo Barbosa, cabeceou para grande defesa do goleiro Weverton.

O Palmeiras tinha mais posse de bola e criou sua melhor chance no primeiro tempo em uma jogada pelo meio. Gabriel Menino recebeu de Patrick de Paula e deixou Willian de frente para o gol. Na tentativa de driblar, o atacante foi desarmado pelo goleiro Ivan e, na sobra, Rony bateu em cima do arqueiro adversário.

O Santo André deu trabalho nos minutos finais da etapa inicial e exigiu boas intervenções de Weverton. Em um vacilo de Felipe Melo, Branquinho levou a melhor e chutou de bico para defesa do goleiro palmeirense. Pouco depois, Douglas Baggio bateu colocado e o arqueiro palmeirense salvou.

Com o meio-campo sem criatividade, Luxa voltou para o segundo tempo com Gustavo Scarpa e Lucas Lima nos lugares de Rony e Gabriel Menino. Logo no começo, Diogo Barbosa fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro, mas Lucas Lima chutou para fora.

O Palmeiras, com muito mais posse de bola, trocou vários passes e conseguiu aumentar o volume de jogo, porém sem articular boas jogadas para ameaçar o gol adversário. Com o Santo André acuado no campo de defesa, o time alviverde também não correu maiores riscos atrás.

Aos 42 minutos do segundo tempo, Lucas Lima cobrou escanteio pelo lado esquerdo e Felipe Melo subiu para cabecear. A bola desviou em Rodrigo e o goleiro Ivan não conseguiu evitar a abertura do placar. Nos acréscimos, Zé Rafael recebeu de Luiz Adriano e bateu para defesa parcial de Ivan. No rebote, Marcos Rocha fechou o placar.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - O sonho do São Paulo de conquistar o Campeonato Paulista acabou nesta quarta-feira. O Tricolor foi derrotado por 3 a 2 pelo Mirassol no Morumbi e deu adeus ao estadual nas quartas de final. Os comandados de Fernando Diniz saíram atrás com dois gols sofridos, ambos marcados por Zé Roberto. Os mandantes reagiram com Pablo e Vitor Bueno ainda no primeiro tempo, porém o Mirassol voltou a balançar as redes na segunda etapa, dessa vez com Daniel Borges, consumando a eliminação do São Paulo.

Agora, o Mirassol aguarda a disputa das outras três partidas das quartas de final para descobrir o seu adversário na semi. Vale lembrar que o sistema de pontuação da primeira fase continua sendo considerado e o primeiro colocado geral enfrentará o quarto, enquanto segundo e terceiro duelam no outro jogo.

O jogo - O São Paulo iniciou a partida com o domínio da posse da bola, porém foi o Mirassol que levou perigo. Primeiro, Moraes chutou de muito longe e Volpi espalmou para escanteio. Na cobrança pela direita, Zé Roberto apareceu totalmente livre, na marca do pênalti, testou para o chão e abriu o placar para os visitantes.

Já aos 31 minutos, o Mirassol chegou de novo aproveitando espaços cedidos pela defesa do Tricolor. Reinaldo não voltou pela esquerda e Juninho foi lançado pela ponta-direita. O jogador fez cruzamento rasteiro preciso para Zé Roberto, que mostrou oportunismo para marcar o segundo do time do interior.

A desvantagem dupla parecer ter acordado o São Paulo. O time chegou primeiro com Pato de cabeça, obrigando Kewin a fazer grande defesa. Em seguida, o Tricolor conseguiu diminuir. Aos 35 minutos, Vitor Bueno cruzou pela esquerda e Pablo subiu para cabecear. O goleiro do Mirassol fez grande defesa, mas no rebote o camisa 9 não perdoou.

Logo no minuto seguinte, o São Paulo chegou ao empate com Vitor Bueno. Tchê Tchê fez lançamento para a entrada da área, Pablo escorou de cabeça e Vitor Bueno acertou belo chute de primeira para deixar tudo igual. Antes do intervalo, o Tricolor pressionou em busca do empate, mas sem sucesso.

A primeira chance do São Paulo no segundo tempo veio em uma tentativa involuntária de Igor Gomes. O meia desceu pela direita e cruzou, porém a bola foi em direção ao gol e parou no travessão. Na sequência, o Tricolor permaneceu com muita posse de bola, porém pouco conseguiu criar.

Quem conseguiu aproveitar foi o Mirassol, que marcou o terceiro em sua única chegada no segundo tempo. Após cruzamento pela direita, Volpi se choca com Arboleda e não consegue afastar a bola. Na sobra, Daniel Borges acertou forte chute de primeira e deixou os visitantes na frente.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

MUNDO - O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, disse "não ter dúvida" de que o capitão Lionel Messi assinará um novo contrato com o clube espanhol.

Messi, cujo contrato termina em 2021, classificou seu time de "fraco" e "inconsistente" depois de perder o título do Campeonato Espanhol para o Real Madrid.

"Messi disse muitas vezes que quer se aposentar aqui e não tenho dúvidas de que ele irá assinar novamente", declarou Bartomeu ao Mundo Deportivo

O atacante do Paris Saint-Germain Neymar voltou a ser especulado no Camp Nou, mas Bartomeu disse que a única maneira de o Barcelona contratar o brasileiro seria através de uma troca de jogadores.

"Agora estamos tomando decisões e, se os jogadores não forem envolvidos em uma troca, é muito difícil que venham”, acrescentou Bartomeu.

 

 

*Reportagem de Arvind Sriram / REUTERS

SÃO PAULO/SP - A Federação Paulista de Futebol definiu as datas e horários dos confrontos das quartas de final do Campeonato Paulista. O duelo que abre a fase de mata-mata do estadual é São Paulo e Mirassol, que jogam no Morumbi na próxima quarta-feira (29), às 19h (de Brasília).

Outra partida que ocorre na quarta-feira é Palmeiras e Santo André. A disputa entre os dois classificados do Grupo B ocorre no Allianz Parque, às 21h30.

 

As outras duas partidas das quartas de final ocorrem na quinta-feira. Às 19h,o Red Bull Bragantino recebe o Corinthians no Morumbi, enquanto Santos e Ponte Preta se enfrentam na Vila Belmiro às 21h30.

As fases de quartas de final e semifinal serão disputadas em jogos únicos, com mando das equipes de melhor campanha. Já a decisão ocorrerá com partidas de ida e volta.

Confira a tabela do mata-mata do Campeonato Paulista:

 

Quarta-feira, 29 de julho

19h: São Paulo x Mirassol - Morumbi

21h30: Palmeiras x Sto André - Allianz Parque

 

Quinta-feira, 30 de julho

19h: Red Bull Bragantino x Corinthians - Morumbi

21h30: Santos x Ponte Preta - Vila Belmiro

 

Semifinais – Domingo, 2 de agosto - 16h e 19h

1ª melhor campanha x 4ª melhor campanha

2ª melhor campanha x 3ª melhor campanha

 

Finais

Quarta-feira, 5 de agosto - 21h30

Sábado, 8 de agosto – 16h30

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

MUNDO - A Juventus garantiu, neste domingo (26), o nono título consecutivo do Campeonato Italiano, o 36º em toda sua história. A Velha Senhora derrotou a Sampdoria por 2 a 0, no estádio Luigi Ferraris, em Gênova, e chegou aos 83 pontos, conquistando a taça com duas rodadas de antecedência.

Os gols da Juventus foram marcados por Cristiano Ronaldo, aos 51 minutos do primeiro tempo, e Bernardeschi, aos 23 minutos da etapa complementar. A equipe de Turim não teve muita dificuldade para conquistar a vitória e poderia até ter ampliado o marcador se Cristiano Ronaldo não tivesse desperdiçado um pênalti no final da partida. A Uefa (União das Associações Europeias de Futebol) parabenizou a Juventus, pelo título que garante vaga da equipe na próxima temporada 2020/2021 da Liga dos Campeões.

Quem também comemorou a conquista no Twitter foi o volante bósnio Miralem Pjanić, que postou uma foto junto ao elenco.

Na próxima rodada, a eneacampeã enfrenta fora de casa o Cagliari. O jogo, válido pela 37ª rodada, será na próxima quarta-feira (29), às 16h45min (horário de Brasília), no Estádio Sant´Elia.

A equipe campeã do Italiano não terá muito tempo para comemorar. O time, comandado pelo técnico Maurizio Sarri, precisa focar no difícil desafio que tem pela frente. No próximo dia 7 de agosto, a Velha Senhora precisa derrotar o Lyon na partida de volta da Liga dos Campeões. No jogo de ida, o time francês venceu por 1 a 0, com gol de Tousart. O confronto será em casa, no Juventus Stadium, em Turim, a partir das 16h.

 

 

*Por: Maurício Costa - Repórter da Rádio Nacional

*AGÊNCIA BRASIL

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31