fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

No campus de São Carlos, 5,5 mil litros de álcool já foram produzidos e doados

 

SÃO CARLOS/SP - Desde o início da pandemia que a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) colocou-se na linha de frente no combate à pandemia da COVID-19. Iniciativas como a produção de álcool gel e álcool 70% vêm apoiando diversas instituições. No campus de São Carlos, a produção de álcool já gerou a doação de 5,5 mil litros do produto.

A produção, em São Carlos, está sendo feita de acordo com a demanda da região. "A Universidade tem nos auxiliado bastante. Quando a gente precisa, é só ligar que eles fornecem para a gente", afirma Denise BragaDiretora de Gestão do Cuidado Ambulatorial do município de São Carlos.

Doações - Para apoiar a produção de álcool realizada pela Universidade, galões e frascos podem ser doados. Frascos plásticos de 5 litros são utilizados para envasar o álcool 70%; frascos menores, de 500 a 100 ml, serão utilizados para armazenar o álcool gel. "A pandemia ainda não passou, então todas as doações são bem-vindas pois há muitas instituições que necessitam da doação de álcool", afirma o Prof. Dr. José Mario de Aquinodo Departamento de Química (DQ) da UFSCar.

Dra. Ana Marta Ribeiro Machado, Diretora do Departamento de Gestão de Resíduos (DeGR) da Universidade, destaca que os recipientes doados precisam ser novos. "Isso é necessário para não haver risco de contaminação do álcool, pois este será utilizado em hospitais, unidades de saúde, asilos etc", explica.

Contato:
- Departamento de Gestão de Resíduos (DeGR) da UFSCar: (16) 3351.8015 e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
- Departamento de Química (DQ) da UFSCar: (16) 3351.8206 e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Com eficiente sistema de gestão, Pitangueiras automatiza todo o processo agrícola, reduz perdas e torna a logística de cana-de-açúcar mais eficiente e rentável

PITANGUEIRAS/SP - O Brasil é um dos principais protagonistas no mundo quando o assunto é cultivo de cana-de-açúcar. O País também tem papel de destaque na produção global de açúcar e etanol. Mas, ao mesmo tempo que este segmento é importante para a economia nacional é extremamente competitivo e volátil. Para não ser refém às estas oscilações do mercado, a Usina Pitangueiras, sediada no interior paulista, nos últimos anos vem consolidando um robusto plano de gestão totalmente informatizado com o objetivo de automatizar os processos, reduzir os erros e acabar de vez com as anotações em papeis e planilhas.

Hoje a usina tem agilidade, rapidez nas tomadas de decisões e não perde para nenhuma “multinacional”. Tudo é feito com clareza, vários indicadores e com um sistema para tornar as informações mais seguras e assertivas. Entretanto a realidade nem sempre foi assim. Este processo que hoje está consolidado começou a ser implementado há pouco mais de cinco anos, diante da necessidade que os diretores da empresa vieram a ter por informação precisas e rápidas de todos os processos da usina. “Em muitas situações demorava-se semanas para termos um relatório sobre determinado indicador, isso deixava a tomada de decisão muito demorada gerando improdutividade operacional, diz Renato Gallão, engenheiro agrônomo e gerente agrícola da Pitangueiras.

Para chegar na eficiência que há hoje, foi implementado o “projeto UP” Usina Pitangueiras Unindo Potenciais, sobre o tripé: tecnologia, pessoas e processos. Para tecnologia a solução escolhida foi o sistema de gestão agrícola da GAtec, agtech, especializada no desenvolvimento de ferramentas para a gestão agroindustrial. “Hoje temos facilidade e tranquilidade para enxergar os resultados e tomar as ações necessárias. O sistema de informação nos ajuda bastante nisso”, diz Gallão.

Para o controle preciso e integrado das informações foram implementadas novas ferramentas. Uma dessas soluções foi a instalação de computadores de bordo nos equipamentos dos processos agrícolas. Com essa tecnologia foi possível aferir e ter informações remotas e precisas, como por exemplo, sobre consumo de combustível dos caminhões, pesagens automatizadas, cálculo de horas/máquina, entre outras informações. “A Gatec foi fundamental nesta linha de implantação, nos trouxe dados para uma base de indicadores que mostram a direção das ações. Agora identificamos os desvios de padrões, pois tínhamos dificuldade de enxergar onde poderíamos ser melhores. Outra vantagem é poder acompanhar os números estratégicos de forma sistêmica e passar para a diretoria”, destaca o gerente agrícola.

Análise de desempenho

Com todos os relatórios de desempenho das máquinas no sistema, foi observado que algumas operações poderiam ser mais eficientes, como foi o caso das colhedoras. Possibilitando redução na quantidade de equipamentos, a usina passou de 370 toneladas por colhedora/dia para 660 toneladas por colhedora/dia, um incremento de 81%.

Outra redução substancial ocorreu na área de transporte. De acordo com Gallão, após fazer análise de manutenção e aproveitamento dos veículos, observou-se que eram necessárias mudanças. Assim, com as informações do sistema de gestão, a usina passou de 51 caminhões no transporte canavieiros para 39. “A ferramenta nos deu a condição de enxergar rapidamente a performance do equipamento e fazer a gestão para otimizar o recurso. Além disso, naquele momento tínhamos uma frota mista, entre caminhões próprios e agregados e o software nos mostrou que evoluir para e frota própria com adequação de potência poderíamos ser mais produtivos com menos caminhões”, ressalta.

A escolha e os resultados comprovam isso. Na atual safra, por exemplo, a usina teve um grande salto e a moagem deve atingir 2.7 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. A área plantada também teve incremento atingindo entre plantio e área de reforma mais de 34 mil hectares. Com este desempenho a usina atingirá a produção de 75 mil metros cúbicos de etanol e 256 mil toneladas de açúcar. Também haverá a produção de cerca de 37 mil quilowatts-hora de energia. “Os números comprovam que com uma estrutura menor, estamos sendo mais efetivos, e em todos os processos conseguimos ter melhores resultados a cada safra”, diz o gerente agrícola da usina.

Confiança nas informações

De acordo com Gallão, hoje com a solidez e precisão das informações e dados gerados pelos sistemas, não há mais margem para contestação diante de possíveis inconsistências detectadas, e há total confiança nos relatórios emitidos pelo software. “Todas as nossas reuniões das áreas agrícola, de indústria e manutenção automotiva são feitas com base nas informações do sistema. Cada responsável assume a navegação nos módulos e demonstra relatórios, pesquisas e consultas das diversas informações para análise, inclusive para elaboração dos planos de ação para atividades com baixo rendimento”, diz.

Atualmente a usina Pitangueiras tem implementado em sua gestão todos os módulos da GAtec (indústria, manutenção e agrícola). Desta forma há a integração segura de todas as informações. “Mais importante do que ter todos os módulos de gestão da GAtec é que os processos vitais para uma boa gestão: abastecimento, planejamento, documentação e abertura de ordem de serviço funcione bem, através de uma única informação inserida no processo ela já permeie pelos processos seguintes, apoiando na tomada de decisão, diz Jefferson dos Santos gerente da GAtec.

Ainda segundo ele, outro diferencial da Pitangueiras é a preocupação de seus diretores em usar todas as funções da solução GAtec, buscando sempre melhorar a eficiência de todos os processos. Com isso, atualmente a usina tem os menores índices de necessidade de chamados, ou seja, problemas ou interrupções, e com isso sua gestão em si do dia a dia usando o software é muito mais fluida. “A estabilidade é elevadíssima pela robustez e solidez da aplicação, um software muito maduro e consistente que apresenta chamados apenas para o surgimento de novas necessidades, pois por problemas tende a ser zero. A GAtec tem uma tecnologia muito inteligente e consolidada com alto grau de confiança que jamais deixaria, por exemplo, um único veículo parar por falta de combustível, o que ocasionaria um grande prejuízo por horas parada, por outro lado, o sistema também evita abastecimentos desnecessários”, finaliza Santos.

Sobre - A GAtec S/A Gestão Agroindustrial está sediada em Piracicaba, no interior paulista, oferecendo aos clientes consultoria, treinamento, desenvolvimento e integração de sistemas de gestão para o agronegócio. Composta por profissionais com mais de 35 anos de experiência em planejamento e controle agroindustrial, a empresa está presente em 12 países com mais de 250 clientes. Sua atuação contempla diversas culturas do agronegócio, entre elas, cana-de açúcar, grãos, algodão, café, citros, pecuária, entre outros. Mais informações www.gatec.com.br.

Projeto, que distribui álcool a profissionais da Saúde, também recebe doação de insumos

 

SOROCABA/SP - Na última sexta-feira, dia 10 de julho, a atividade de extensão do Campus Sorocaba da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) intitulada "Ações de combate ao Coronavírus: produção de álcool em gel e de álcool glicerinado" doou 50 litros de álcool em gel ao Hospital Regional de Sorocaba "Dr. Adib Domingos Jatene". Na ocasião, foram entregues 19 frascos de 300 ml e 86 frascos de 500 ml.

A ação da Universidade se dedica a produzir álcool em gel e glicerinado para doação a profissionais que estão na linha de frente de combate à Covid-19 e também a populações em condições de vulnerabilidade. A equipe conta com três professoras e uma técnica de laboratório do Departamento de Biologia (DBio-So) do Campus Sorocaba da UFSCar, além de oito estudantes de graduação, uma aluna de pós-graduação e uma pós-doutoranda, todos voluntários e vinculados à Universidade. 

"O álcool em gel é um insumo imprescindível para a assepsia dos profissionais e pacientes. Além disso, o álcool glicerinado é muito importante para a desinfecção de superfícies e instrumentos hospitalares; para este fim, o álcool glicerinado pode ser substituído pelo álcool em gel, mas não o contrário", explica Monica Jones Costa, docente do DBio-So e coordenadora da atividade. 

Até o momento, o grupo já produziu 120 litros de álcool em gel e 100 litros de álcool glicerinado, fracionados em recipientes de 100 ml a um litro, e encaminhados à doação para o Serviço Hospitalar de Sorocaba; Serviço Social da Construção - Organização Social de Saúde (Seconci-OSS); colaboradores terceirizados do Campus Sorocaba da UFSCar (equipes de limpeza, manutenção, transporte e segurança); Hospital Serviço de Saúde "Dr. Cândido Ferreira", em Campinas; e, também, à ONG Engenheiros Sem Fronteiras - Núcleo Sorocaba que encaminhou os produtos a três instituições: Associação Educacional Santa Rita de Cássia, Casa do Menor e Casa Transitória André Luiz.

Contribuições
Segundo a professora, o projeto depende totalmente do recebimento de insumos para que possa produzir o álcool em gel e o glicerinado e, assim, continuar fazendo as doações. 

"As maiores demandas no momento são frascos plásticos de 100 ml a 1 litro; peróxido de hidrogênio 30% PA - para o álcool glicerinado; caixas de papelão - para o acondicionamento dos frascos para entrega; hipoclorito de sódio - para a esterilização dos frascos que serão utilizados; e do agente eucalinizante trietolamina - que ajusta o pH do álcool em gel", elenca Jones.

Empresas e pessoas interessadas em colaborar podem entrar em contato pelo e-mail da professora Monica Jones (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) e também pelas páginas no Facebook (www.facebook.com/ufscarsoro.emacao) e Instagram (www.instagram.com/ufscarsoro.emacao), onde constam mais informações sobre o projeto. Também é possível realizar doações de qualquer valor por meio dessa plataforma virtual (http://vaka.me/1155982).

Entidade que congrega usinas de moagem de cana e grupo que atua na região de Jaú doaram produto para higienização do hospital

 

  JAÚ/SP - A UNICA, União da Indústria de Cana-de-Açúcar, e o Grupo Zilor Energia e Alimentos se uniram numa ação solidária para doar 500 litros de álcool  líquido 70% ao Hospital Amaral Carvalho. O produto será usado na higienização de ambientes do hospital, que atende cerca de 70 mil pacientes por ano, vindos de mais de 500 municípios do estado de São Paulo e de outros 500 municípios de todos os outros estados brasileiros, além do Distrito Federal.

   A produção de álcool 70% faz parte de uma iniciativa da ÚNICA, que mobilizou diversos representantes do setor sucroalcooleiro para ajudar o Brasil a superar as dificuldades enfrentadas no combate à pandemia. Assim como a Zilor, as empresas participantes deste movimento adotaram a hashtag #ÉPorTodos numa campanha de mobilização nacional.

Continua depois da publicidade

   O diretor financeiro do Hospital Amaral Carvalho, José Antonio Barata Ribeiro, fala da importância das doações para a entidade. "Esses recebimentos são muito importantes para a nossa Instituição. Só do estado de São Paulo, nós recebemos pacientes de mais de quinhentos municípios. Então, a proteção e o bem-estar dos nossos pacientes e funcionários são de suma importância, para a tranquilidade deles e a segurança de todos. Por isso, só temos a agradecer todas as empresas e pessoas voluntárias que ajudam na nossa missão filantrópica, de promover a saúde de todos".

   O diretor-presidente da Zilor Energia e Alimentos, Fabiano José Zillo, disse que faz parte do trabalho da empresa participar da ação nacional de união e apoio à sociedade, seja com a doação de álcool setenta por cento para possibilitar maior proteção dos hospitais e a higienização dos pontos de atendimento contra a COVID-19, seja com o apoio à outras iniciativas de proteção às nossas comunidades, como a confecção de máscaras para os profissionais da saúde e para a população. "Nesses 74 anos de atuação, construímos uma forte relação de compromisso com as nossas comunidades. Nossa missão também é apoiar essas comunidades que estão há todos esses anos nos ajudando a construir e fortalecer nossos negócios com iniciativas que contribuam para o promover o bem-estar das pessoas, com ações significativas na sociedade". A empresa, fundada em 1946, tem três unidades agroindustriais localizadas no estado de São Paulo, duas delas - Lençóis Paulista e Macatuba – na região de Jaú.

Foram doados 450 litros de álcool 70%

 

ANGATUBA/SP - Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) doa 450 litros de álcool 70% para os municípios de Buri (SP), Campina do Monte Alegre (SP) e Angatuba (SP). Os municípios ficam próximos ao campus Lagoa do Sino da UFSCar. As entregas foram realizadas pelo Diretor do campus Lagoa do Sino, Edenis César de Oliveira.

Campina do Monte Alegre (SP) - O Prefeito Municipal, Gil Vicente de Oliveira, agradeceu por receber a doação de 100 litros do álcool 70%. "Muito obrigado, Professor Edenis e UFSCar. Está muito difícil comprar este produto tanto pela escassez no mercado quanto pelo alto preço. Com esta doação reforçamos nosso apoio a toda população e aos profissionais da saúde", lembrou o Prefeito. A Secretária da Saúde, Dulcinéia dos Santos da Costa, também esteve presente na entrega do álcool 70% e conta que o material será utilizado na Unidade Básica de Saúde (UBS) do município para desinfecção.

A doação se deu no contexto da pandemia da COVID-19. "A luta contra o novo Coronavírus é de todos nós. O momento é de unirmos forças, fazermos parcerias e alimentarmos esperanças", completou Edenis César de Oliveira, Diretor do campus Lagoa do Sino da UFSCar, durante a entrega do álcool 70% para a cidade de Campina do Monte Alegre.

Angatuba (SP) - No município, o álcool 70% será destinado à Santa Casa e à Secretária da Saúde. Durante a entrega, o Chefe de Gabinete, Regger Alves, agradeceu pela doação dos 175 litros ao município, os quais apoiam a continuidade do combate ao novo Coronavírus. A entrega ocorreu no Hospital de Angatuba e também contou com a presença da Interventora da Santa Casa, Juliana Moraes.

Buri (SP) - Para o município foram entregues 175 litros do álcool 70%. A entrega foi feita para o Prefeito da cidade, Omar Chain, e para a Secretária Municipal da Saúde, Iveline Cariati Ferreira Neto. "A Universidade tem este papel extraordinário de apoiar a sociedade. As ações e parcerias da UFSCar, neste momento, visam multiplicar resultados na luta contra a COVID-19", conclui Edenis César de Oliveira, representando a Universidade.

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Novembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30