fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

Recurso vai produzir gratuitamente as peças com alta qualidade e metade do tempo aos pacientes do SUS em tratamento no hospital

   JAÚ/SP - A união de esforços de vários setores da comunidade, inclusive internacional, proporcionou a realização de um sonho há tempo esperado. Foi realizada esta semana (29/6) a inauguração simbólica da sala de equipamentos de impressões de próteses 3D do projeto Faces, do Departamento de Prótese Bucomaxilofacial do Hospital Amaral Carvalho. Por restrições impostas pela pandemia do coronavírus, o evento foi realizado na sede do Rotary Clube Leste Jahu, respeitando as orientações de prevenção das autoridades de saúde.

   A inauguração reuniu representantes dos setores envolvidos nesse grande projeto. O Governador do Distrito 4480, Sr Antônio Orlando Cavichia Filho, prestigiou o evento por meio de vídeo-conferência. O presidente do Rotary Club de Jahu-Leste, Saulo Sena Mayriques, ressaltou a importância dessa inauguração. "Esse projeto que estamos concretizando hoje vai proporcionar uma vida nova a centenas de pacientes oncológicos de todo o país em tratamento no Amaral Carvalho", disse.

   O coordenador do Departamento de Próteses Bucomaxilofacilal do HAC, o cirurgião-dentista Cassiano Alves Ferreira Neto, agradeceu a todos os parceiros que, através de doações e eventos, foram decisivos na realização desse projeto. "Quero agradecer à Fundação Rotária, através do Rotary Club Jahu-Leste, de Pederneiras, de Dracena e também dos Rotarys Clubs de Havelock North, da Nova Zelândia e do Canadá, além do Grupo de Voluntários Amigos de Jacuba, da FEBEC e de todos que colaboraram com as doações. Hoje, é a realização de um grande sonho", disse.

   A produção de próteses com a tecnologia 3D vai proporcionar um grande salto de qualidade na vida dos pacientes que, por causa do câncer, tem partes do corpo mutiladas. Desenvolvido em parceria com a empresa de soluções tecnológicas TRÍON, de Brasília/DF, a nova tecnologia produzirá próteses de alta qualidade para pacientes que passaram por tratamento de câncer na região da face. "No processo manual, o paciente tinha que passar por até oito consultas, desde a retirada do molde até a entrega da prótese, exigindo dele um exílio social muito penoso. Agora, com a nova prótese, em até no máximo três consultas, ele já sairá com a nova prótese", afirmou o coordenador do departamento. 

   As próteses são fornecidas gratuitamente pelo Hospital Amaral Carvalho para os pacientes que sofreram mutilação de órgãos do rosto. Com a implantação do projeto, mais peças deverão ser produzidas por conta da rapidez e economia de material. Podem ser confeccionadas próteses orais, nasais, de orelha, de olho e de olho incluindo pálpebra.

   O projeto contou com a aquisição de equipamentos de ponta para a confecção de próteses bucomaxilofaciais, necessárias quando, após a cirurgia de remoção de lesão oncológica, a reconstrução não pode ser realizada por cirurgia plástica, devido à grande área atingida pelo tumor. Com câmeras de alta resolução para a captura das medidas, programas avançados de computador para a confecção de moldes e de impressoras 3D para fabricar as próteses, o conjunto proporciona maior conforto e rapidez no atendimento ao paciente.

SERVIÇO
  

O serviço oferecido pelo HAC é de extrema importância, não apenas do ponto de vista técnico, mas sobretudo do ponto de vista humano e social. Possibilita ao paciente retornar às suas funções básicas de alimentação, fonação e deglutição com a reabilitação bucal e permite a reintegração ao convívio humano e social com a reabilitação facial. Mais informações pelo telefone 3602-1376.

Erick e sua mãe, do Ceará, estão longe de casa desde novembro e, pela primeira vez, celebram o aniversário no hospital

 

JAÚ/SP - Só quem passa por esse momento de isolamento sabe o quanto é difícil ficar longe de quem a gente gosta. E o pequeno Erick, de apenas quatro anos, vive essa rotina desde novembro. Ele veio a Jaú para tratamento no Hospital Amaral Carvalho (HAC), acompanhado da mãe, Maria Rosângela Alves dos Santos, e deixou os seis irmãos e avós em Penaforte, município do Ceará.

Neste último final de semana, a saudade apertou. Pela primeira vez, Erick iria comemorar o aniversário longe da família e num hospital. "Ele e a mãe estavam sentindo muito a ausência dos mais próximos, então resolvemos fazer uma surpresa para alegrar o dia deles", conta a nutricionista do HAC, Taiane Cristina Moreno.

Toda a equipe quis ajudar. A cozinha preparou o bolo, a nutrição comprou o topo para enfeitar o bolo e as bexigas para colorir o quarto e a equipe de enfermagem comprou os presentes: um boneco do youtuber Luccas Neto e outro do Batman. Ele adorou os presentes e brincou muito!!

"Foi maravilho, eu fiquei muito contente. Vê-lo feliz me fez ainda mais feliz", disse Maria Rosângela. A mãe de Erick conta que momentos como este amenizam a saudade de casa. "São tantas demonstrações de carinho e cuidado de todos os profissionais daqui que nos sentimos até mais em casa", avalia.

A comemoração foi realizada respeitando as recomendações de prevenção ao Coronavírus. Todos os funcionários participaram paramentados com equipamentos de proteção individual e respeitaram a distância permitida.

De acordo com o hematologista do HAC, Iago Colturato, o tratamento exige restrições e eventos como este auxiliam no bem-estar do paciente. "Todo suporte que o hospital e a equipe médica puderem dar neste momento, facilita muito o tratamento."

Dessa vez, Erick não pôde receber abraços e beijos, mas não faltou carinho. "O nosso dia não passou em branco", conclui Maria Rosângela.

Hemonúcleo observa queda no número de doações por conta da pandemia do Coronavírus, redução tende a ser mais drástica nos meses mais frios do ano

 

JAÚ/SP - Neste domingo (14) é celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue. A data faz parte da campanha Junho Vermelho, que tem por objetivo de divulgar as ações de doação de sangue, promover reconhecimento aos doadores e estimular mais pessoas a realizarem o ato.

A partir de junho, por conta das temperaturas mais baixas e maior incidência de gripes e resfriados, o número de doações cai. E, de acordo com o coordenador do Hemonúcleo Regional de Jaú situado no Hospital Amaral Carvalho (HAC), Marcos Mauad, em 2020, o desafio para manter os estoques de sangue esse ano é ainda maior. "Se já tínhamos dificuldade em anos anteriores, elas estão mais exacerbadas agora, por conta da pandemia do Coronavírus. Por isso, a importância da campanha."

A unidade informou que já se observa em 2020 queda considerável nas doações no período de janeiro a maio, em comparação com 2019. Neste ano, foram 5.500 doações e 7 mil candidatos. No ano passado, foram 7.100 doações nos primeiros cinco meses e 9.800 candidatos.

Mauad ressalta que o Hemonúcleo atende outros dez hospitais da região além do Amaral Carvalho e, por isso, precisa manter os estoques. "É fundamental entender que só usamos bolsas de sangue para pessoas que têm risco de fato de perder a vida. Neste sentido, temos que ter esse material pronto na geladeira para uso. No ato da doação, até a liberação do sangue, vão dois dias." A doação, além de ser um ato de solidariedade, é também um ato de segurança social", ressalta.

O sangue coletado é separado e usado para tratar pacientes com distúrbios de coagulação, como cirrose e problemas no fígado, com risco de sangramento ou submetido às grandes cirurgias, com anemia aguda, vítimas de acidentes de trânsito, transplantados de medula óssea, crianças com leucemia, entre outros casos. "Processamos e dividimos os elementos do sangue e encaminhamos para as unidades de acordo com suas necessidades. Assim, um doador consegue salvar a vida de até quatro pacientes de cidades diferentes", conclui.

Segurança

Nessa época de pandemia do coronavírus, o Hemonúcleo está seguindo todas as orientações dos órgãos competentes de saúde para garantir que os doadores possam vir até a unidade para doação de sangue ou plaquetas com segurança.

A unidade disponibiliza álcool em gel para higienização das mãos e adotou distanciamento dos assentos na sala de espera. Além disso, foi disponibilizada entrada alternativa para os doadores não precisarem transitar pelo hospital.

Para controlar o fluxo de pessoas e evitar aglomerações, a equipe disponibilizou os telefones (14) 3602-1355 e (14) 3602-1356 para agendamento de doações. É obrigatório o uso de máscara.

Requisitos

Para doar, além de agendar a doação, é necessário atender aos seguintes requisitos:
- Estar em boas condições de saúde;
- Ter entre 16 e 60 anos, menores podem doar acompanhados de um dos pais ou responsáveis. Embora seja permitido doar até 69 anos, no momento, o ideal é que pessoas acima dos 60 permaneçam em isolamento social;
- Pesar mais de 50 kg;
- Estar descansado (ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas);
- Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa duas horas antes da doação);
- Portar documento oficial com foto (obrigatório);
- Não ter tido quadro gripal nos últimos três dias.

Dia Mundial Sem Tabaco é chance de discutir riscos relacionados ao fumo; Hospital Amaral Carvalho tem, desde 2014, projeto que auxilia pacientes que desejam parar de fumar

 

JAÚ/SP - Neste domingo (31), é celebrado o Dia Mundial Sem Tabaco. A data foi criada para alertar sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo e, neste ano, é oportunidade para discutir os riscos de complicações em pacientes fumantes com COVID-19.

De acordo com a enfermeira e membro do grupo Amaral Sem Cigarro do Hospital Amaral Carvalho (HAC), Fabene Etiane Silva Oliveira, o tabaco causa graves problemas respiratórios e circulatórios.  "O tabaco traz complicações no sistema respiratório e prejudica a oxigenação adequada. Assim, relacionados aos problemas respiratórios que a COVID-19 também traz, o tratamento se torna mais difícil." Além disso, o fumo pode aumentar as chances de desenvolvimento de doenças vasculares e cardíacas.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) considera o tabagismo como doença crônica e o classificou como fator de risco para agravamento do quadro de pacientes que venham a ser infectados pelo Coronavírus. Segundo o órgão, os fumantes têm maior propensão a infecções virais, como é o caso da COVID-19, e bacterianas, pois o tabaco causa diferentes tipos de inflamação e prejudica os mecanismos de defesa do organismo.

A enfermeira ressalta ainda que fumar aumenta, indiretamente, as chances de contaminação. "O hábito de levar as mãos próximo a boca no ato de fumar também pode levar as pessoas se contaminarem com a COVID-19, por não haver higienização adequada das mesmas." Outro ponto destacado é o uso de narguilé, muito comum entre os jovens. "O aparelho é dividido para vários usuários, usando a mesma piteira. A prática pode não só aumentar o contágio da COVID-19, como de outras doenças como hepatites e herpes", diz.

Fabene acrescenta que o tratamento para o tabagismo é fundamental para prevenir, além dessas doenças, diversos tipos de cânceres, como o de pulmão.

Amaral Sem Cigarro

Desde 2014, o Hospital Amaral Carvalho conta com o grupo de orientação Amaral Sem Cigarro, voltado para pacientes que queiram parar de fumar.

O projeto é credenciado pelo Ministério da Saúde com o apoio da Secretaria de Saúde de São Paulo (SES) e já atendeu mais de 130 pacientes. Destes, 17% pararam de fumar. Nesta época de pandemia, o serviço está temporariamente suspenso. Quem quiser mais informações, pode ligar para o serviço de Assistência Social, pelo telefone (14) 3602-1343.

 

Criado por empresário jauense, equipamento desinfeta leitos e corredores e é capaz de matar vírus como Coronavírus

 

JAÚ/SP - O Hospital Amaral Carvalho (HAC) recebeu nesta semana a doação de dois rodos com luz ultravioleta desenvolvidos pela BBZ Materiais Elétricos, de Jaú. Os aparelhos são utilizados para descontaminação de chão de corredores e leitos do hospital.

De acordo com o proprietário da loja, Rodrigo Matiello, a ideia surgiu ao ver que o HAC havia recebido a doação de um equipamento do Grupo de Óptica do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da Universidade de São Paulo (USP), para auxiliar na desinfecção de leitos por conta do Coronavírus. "Estou acompanhando essa corrente de solidariedade e eu queria fazer algo, mas que fosse algo do meu dia a dia. Quando vi o rodo, vi que foi feito com materiais que já trabalho na loja, então fui procurar como fazer", comenta.

O empresário, com auxílio de alguns parceiros, desenvolveu duas peças, uma de 75 centímetros e outra de 1,05 metro. "Quis fazer uma menor para ambientes pequenos e para fácil manuseio. A ideia é dar praticidade no trabalho", ressalta.

Os rodos são feitos de alumínio e contêm lâmpada de radiação ultravioleta UV-C, capaz de inativar a reprodução de microrganismos.  Os equipamentos são voltados para desinfecção de pisos, área com grande acúmulo de bactérias e vírus, como o Coronavírus, que pode sobreviver durante horas em superfícies como madeiras e porcelanas. Para descontaminação eficaz, a orientação é que o rodo seja usado durante um minuto em cada metro quadrado.

O infectologista e gerente médico do Hospital Amaral Carvalho, João Gabriel Soares, avalia que o aparelho assegura limpeza adequada aos leitos. "O equipamento será uma ferramenta importante para garantir um ambiente seguro para nossos pacientes e funcionários agora, durante a pandemia, e, no futuro, para prevenção de infecções hospitalares."

Corrente do bem

Matiello também doou equipamentos para Santa Casa de Jaú e, devido aos pedidos de prefeituras da região, pretende continuar ajudando. "Do mesmo jeito que eu vi que podia ajudar, outros podem despertar para algo vendo minha ação e isso já está acontecendo. Recebi mensagens de uma instituição do Mato Grosso pedindo ajuda para desenvolver o equipamento."

Além do Amaral Carvalho, Fundo Social, Santa Casa de Jahu e Hospital Santa Therezinha de Brotas serão beneficiados

 

JAÚ/SP - No próximo domingo, dia 10 de maio, a partir das 15h45, o cantor Daniel fará uma live em homenagem ao Dia das Mães. Música boa de diferentes momentos da carreira do cantor, desde a época que formava dupla com João Paulo, até os sucessos mais recentes farão parte da celebração, que terá transmissão ao vivo em seu canal, no Youtube, e também na TV Band, Rádio Band FM e Nativa FM.

Será uma ocasião especial para as mães, mas também para os que precisam nesse momento difícil. Nos dias antes do evento, no dia da transmissão e após a live, será possível fazer doações em dinheiro para o Hospital Amaral Carvalho pelo aplicativo da Ame Digital (veja abaixo como fazer para doar). O evento também fará arrecadação para os hospitais Santa Therezinha Santa Casa de Jahu. O Fundo Social de Brotas será beneficiado recebendo doações, principalmente, de cestas básicas e itens de higiene e limpeza. Doações desses itens poderão ser feitas e entregues no seguinte endereço: Rua José Martinelli, 25 Centro / Brotas SP. CEP 17.380-000.

As doações serão revertidas, a partir das instituições, a pacientes e serão utilizadas no incremento de tratamentos dos centros hospitalares, além de beneficiar também famílias ativas no cadastra único, que vivem em situação de vulnerabilidade econômica em Brotas. "É gratificante saber que tenho uma missão incrível, uma missão tão bonita, e por meio da minha voz passar coisas boas como positividade, amor, carinho, felicidade. Vai ser um momento único pra mim, porque sempre tive essa consciência, mas nesse momento que estamos vivendo será mais intenso ainda. Espero estar sendo útil, um agente de paz, um agente de felicidade, e ela [a música] é nosso elo condutor", declara Daniel.

Fundado em 1915, o Amaral Carvalho é um hospital filantrópico, referência em tratamento do câncer, comportando 41 especialidades, além de atender pediatria também. Somente no ano passado foram mais de 73 mil pacientes atendidos, sendo 513 de municípios do estado de São Paulo e de outros 490 municípios de todos os outros estados, além do Distrito Federal. Cerca de 80% dos mais de 370 mil atendimentos foram realizados pelo Sistema Único de Saúde. O Amaral Carvalho é o maior transplantador de medula óssea da América Latina e nessa pandemia do coronavírus, precisou aumentar significativamente seus gastos com a montagem de uma unidade especial para tratar pacientes oncológicos que venham a contrair a COVID-19.


COMO FAZER SUA DOAÇÃO AGORA:

- Vá até a loja de aplicativos do seu celular (para celulares Iphone, APP STORE e para celulares Android, GOOGLE PLAY) e baixe o aplicativo AME DIGITAL;


- Depois de cadastrar seus dados pessoais e o cartão de crédito, escaneie o QR CODE do Hospital Amaral Carvalho:

https://api.amedigital.com/api/qrcode?qrcode=eyJ0eXBlIjoiUEFZTUVOVCIsIm9yZGVyX2lkIjoiMDBlNjQxM2EtY2FhNi00ODBhLTk5MTctY2FiYTcwYWFkYmFhIn0=

 

COMO FAZER SUA DOAÇÃO NO DIA DA LIVE:

- Antes de começar a live, vá até a loja de aplicativos do seu celular (para celulares Iphone, APP STORE e para celulares Android, GOOGLE PLAY) e baixe o aplicativo AME DIGITAL ;

- O código para fazer a doação durante a live aparecerá na tela durante a transmissão. Daí, é só escolher a doação para o Hospital Amaral Carvalho e digitar o valor.

 

SERVIÇO:

LIVE EM HOMENAGEM AO DIA DAS MÃES, COM O CANTOR DANIEL, ARRECADA DOAÇÕES PARA FUNDO SOCIAL E HOSPITAIS AMARAL CARVALHO, SANTA CASA DE JAHU E HOSPITAL SANTA TEREZINHA DE BROTAS
Dia 10 de maio
Domingo, às 15h45

Canal do Youtube Daniel

Band TV

 

Entidade que congrega usinas de moagem de cana e grupo que atua na região de Jaú doaram produto para higienização do hospital

 

  JAÚ/SP - A UNICA, União da Indústria de Cana-de-Açúcar, e o Grupo Zilor Energia e Alimentos se uniram numa ação solidária para doar 500 litros de álcool  líquido 70% ao Hospital Amaral Carvalho. O produto será usado na higienização de ambientes do hospital, que atende cerca de 70 mil pacientes por ano, vindos de mais de 500 municípios do estado de São Paulo e de outros 500 municípios de todos os outros estados brasileiros, além do Distrito Federal.

   A produção de álcool 70% faz parte de uma iniciativa da ÚNICA, que mobilizou diversos representantes do setor sucroalcooleiro para ajudar o Brasil a superar as dificuldades enfrentadas no combate à pandemia. Assim como a Zilor, as empresas participantes deste movimento adotaram a hashtag #ÉPorTodos numa campanha de mobilização nacional.

Continua depois da publicidade

   O diretor financeiro do Hospital Amaral Carvalho, José Antonio Barata Ribeiro, fala da importância das doações para a entidade. "Esses recebimentos são muito importantes para a nossa Instituição. Só do estado de São Paulo, nós recebemos pacientes de mais de quinhentos municípios. Então, a proteção e o bem-estar dos nossos pacientes e funcionários são de suma importância, para a tranquilidade deles e a segurança de todos. Por isso, só temos a agradecer todas as empresas e pessoas voluntárias que ajudam na nossa missão filantrópica, de promover a saúde de todos".

   O diretor-presidente da Zilor Energia e Alimentos, Fabiano José Zillo, disse que faz parte do trabalho da empresa participar da ação nacional de união e apoio à sociedade, seja com a doação de álcool setenta por cento para possibilitar maior proteção dos hospitais e a higienização dos pontos de atendimento contra a COVID-19, seja com o apoio à outras iniciativas de proteção às nossas comunidades, como a confecção de máscaras para os profissionais da saúde e para a população. "Nesses 74 anos de atuação, construímos uma forte relação de compromisso com as nossas comunidades. Nossa missão também é apoiar essas comunidades que estão há todos esses anos nos ajudando a construir e fortalecer nossos negócios com iniciativas que contribuam para o promover o bem-estar das pessoas, com ações significativas na sociedade". A empresa, fundada em 1946, tem três unidades agroindustriais localizadas no estado de São Paulo, duas delas - Lençóis Paulista e Macatuba – na região de Jaú.

Ação relembra a importância da lavagem correta para evitar transmissão de vírus e bactérias

JAÚ/SP - Manter as mãos limpas é uma maneira bastante eficaz de evitar o contágio de doenças, inclusive do Coronavírus (COVID-19). No mês de maio, o Hospital Amaral Carvalho (HAC) promove pelo segundo ano a campanha "Juntos pela Higiene das Mãos", para reforçar o hábito. A ação comemora o Dia Mundial da Higiene das Mãos, celebrado hoje (05/mai).

Orientações sobre a higienização correta das mãos já são dadas na unidade, mas, devido à data e o avanço da pandemia no Brasil, equipes do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), Segurança do Trabalho e do Núcleo de Educação Continuada (NEC) farão treinamento nas enfermarias e recepções. "Ressaltamos que a medida é simples, mas é a principal forma de prevenir infecções", comenta a enfermeira do SCIH Ana Paula Fernandes.

As orientações serão dadas para pacientes, acompanhantes e funcionários do HAC.  De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a higiene adequada dos funcionários contribui também para segurança do paciente. A ação deve ser realizada antes e depois de trocar pacientes, antes da realização de procedimentos, após o risco de exposição a fluidos corporais ou excreções e depois de tocar superfícies próximas ao paciente.

Infecção

Vírus e bactérias usam gotículas expelidas pelo doente por tosse ou espirros como "transporte" e podem permanecer ativos em superfícies como telefones, maçanetas, teclas de computadores, botões de elevadores, apoios de transporte públicos entre outros objetos de uso compartilhado por longos períodos. "Se eu tocar esses itens contaminados e levar a mão até a boca ou outras mucosas como olhos e nariz, posso ser infectado. Por isso é tão importante a lavagem constante e correta das mãos", acrescenta.

A descontaminação das mãos pode ser feita com água e sabão ou com uso de solução alcoólica (álcool líquido 70% e álcool em gel).

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31