fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

SÃO CARLOS/SP - A Prefeitura de São Carlos, por meio das secretarias de Segurança Pública, de Cidadania e Assistência Social e de Serviços Públicos, realizou uma operação especial na manhã desta segunda-feira (17/08), na região do Terminal Rodoviário.  A Secretaria de Serviços Públicos, com instalação de gradil, cercou uma área pública na avenida Trabalhador São-Carlense, entre as ruas São Joaquim e Alexandrina.  A operação foi realizada na tentativa de garantir espaços que não propiciem aglomeração como medida de prevenção a disseminação da COVID-19. Praças próximas à rodoviária também estavam no cronograma de ação, pois esses espaços têm sido utilizados pela população em situação de rua.  

“Foi mais uma ação para fazer com que essas pessoas conheçam os serviços que o município oferece, como a Casa de Passagem e o Centro POP que atende somente a população em situação de rua”, explica Samir Gardini, secretário de Segurança Pública.

A Secretaria de Cidadania faz a abordagem social, que busca sensibilizar as pessoas em situação de rua a ir para os serviços de acolhimento de forma a garantir seus direitos e acesso aos cuidados pessoais, bem como acesso ao trabalho socioeducativo frente a essa situação. “Há duas semanas as pessoas que permanecem nessa região tem sido orientadas pela nossa equipe sobre a ação na região”, diz Glaziela Solfa Marques, secretária de Cidadania e Assistência. 

“Algumas pessoas chegavam à rodoviária, vindas de outras cidades e já se juntavam a esses moradores que já estavam no canteiro, aumentando diariamente o número de gente e causando aglomeração”, disse Gardini.

Ainda de acordo com a secretaria de Cidadania e Assistência Social, Glaziela Solfa Marques, várias ações vem sendo desenvolvidas para ampliação dos atendimentos, mas realmente algumas pessoas não aceitam ir para os serviços de acolhimento. “A Prefeitura reformou a Casa de Passagem que em virtude da pandemia está acolhendo pessoas em situação de rua agora em tempo integral para garantir a quarentena”. Também foi organizado um novo espaço de acolhimento emergencial, sobre a responsabilidade da Divina Misericórdia, além de serem disponibilizados os serviços oferecidos pelo Centro POP. Também ocorre um trabalho articulado junto ao

Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD) e do Consultório na Rua, que está fazendo a testagem para diagnóstico do novo coronavírus dessa população. 

Além das ações concentradas de testagem para a COVID-19, quando são identificadas pessoas com sintomas, são seguidos os protocolos da Vigilância Epidemiológica, para acompanhamento clínico e isolamento.

O Centro POP fica na rua São Joaquim, 818, no Centro. A Casa de Passagem localiza-se na rua Rotary Clube, 101, na Vila Marina.

Pela primeira vez em São Carlos, uma cirurgia desse porte é feita pelo SUS

SÃO CARLOS/SP - Neurocirurgiões da Santa Casa fizeram cirurgia para a retirada de um tumor do cérebro com a paciente acordada. É a primeira vez que um procedimento como este é feito pelo SUS em São Carlos. A paciente Gracilane de Souza da Silva é empregada doméstica e começou a apresentar os primeiros sintomas há 3 meses.  “Ela começou a sentir dores de cabeça. Um mês depois, elas ficaram mais fortes. Foi quando ela fez uma ressonância magnética que constatou o tumor no cérebro”, explica o marido da Gracilane, o mestre de obras Antonio Jorge Batista da Silva.

O procedimento foi feito no dia 15 de julho. Pouco mais de duas semanas depois, Gracilane se recupera muito bem. Ela consegue tomar banho, escovar os dentes, fazer as refeições e arrumar a cama sozinha. “Até pouco antes da cirurgia, eu estava sofrendo demais com as dores de cabeça. Eu cheguei a desmaiar várias vezes de tanta dor. Agora, não sinto mais nada. Recuperei minha vida de volta”, comemora a empregada doméstica.

Gracilane tem contado com o apoio da prima Eliane Mendonça da Silva, nos cuidados depois do procedimento cirúrgico. Eliane é técnica de enfermagem e se surpreendeu com a recuperação rápida da prima. “Dias depois da cirurgia, ela já estava cantarolando pela casa. E a cada dia que passa, a gente percebe a melhora dela. Incrível mesmo o trabalho feito pela equipe da neurocirurgia”, comenta.

A cirurgia é feita com o crânio aberto para a remoção de tumores que estão muito próximos das áreas cerebrais responsáveis pela fala, visão e movimentos do corpo. “A principal vantagem desse tipo de procedimento é conseguir retirar o tumor e preservar as funções cerebrais importantes para o paciente e, dessa forma, evitar sequelas e dar mais qualidade de vida”, explica o neurocirurgião Danillo Vilela, médico que coordenou a operação.

 

COMO A CIRURGIA É FEITA

O procedimento é realizado usando equipamentos com tecnologia de ponta. Antes do procedimento, vários eletrodos são colocados na paciente. Esses eletrodos ficam ligados a um monitor e é por meio dele que uma equipe formada por um neurofisiologista e duas neuropsicólogas fazem a monitorização durante a cirurgia.

Com esse sistema de neuromonitorização, os profissionais conseguem captar imagens cerebrais antes e durante o procedimento. Ao mesmo tempo, durante o procedimento, a paciente conversa, soletra o alfabeto, conta números e identifica fotos e figuras geométricas.   Se ela começa a gaguejar ou ter dificuldade para lembrar de uma palavra, é um sinal para o neurocirurgião de que aquela área do cérebro deve ser preservada. O resultado é uma espécie de mapa digital da área ocupada pelo tumor.

Além da neuromonitorização, outro equipamento de ponta usado durante a cirurgia é a neuronavegação. O aparelho fornece imagens de ressonância durante a cirurgia.

Esse tipo de cirurgia dura, em média, de 6 a 7 horas. E, apesar de estar acordado, o paciente não sente dor. Para conseguir mantê-lo consciente, são aplicados métodos especiais de anestesia.

A cirurgia com o paciente acordado não é contemplada pelo SUS. Mas quando o caso da paciente chegou à Santa Casa, foi feita a solicitação ao Departamento Regional de Saúde e, graças ao esforço da equipe médica e do hospital, foi dada a autorização para fazer o procedimento. “Mesmo com as dificuldades que todos os hospitais filantrópicos têm enfrentado, estamos oferecendo para essa nossa paciente, pelo SUS, o que há de mais inovador hoje em cirurgia neurológica, o mesmo procedimento feito em grandes hospitais em São Paulo, no Rio de Janeiro e no HC de Ribeirão Preto”, afirma o neurocirurgião Danillo Vilela.

 

SÃO PAULO/SP - Policiais Federais fazem hoje (29) uma operação contra o tráfico internacional de armas e acessórios. A Operação Mercado das Armas cumpre um mandado de prisão preventiva e 25 mandados de busca e apreensão em oito estados brasileiros: Paraná, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe.

A operação foi desencadeada depois que investigações da Polícia Federal identificaram a atuação de um grupo criminoso na importação, transporte e remessa de armas de fogo e acessórios a vários estados brasileiros.

As armas de fogo eram importadas do Paraguai, com a ajuda de atravessadores, e transportadas, por correios ou transportadoras privadas, para seus destinos no Brasil escondidas dentro de equipamentos, como rádios, climatizadores e panelas elétricas.

“Um dos acessórios importados do Paraguai e comercializado pelos investigados é o denominado Kit Roni que, em um de seus modelos para uso exclusivo com pistolas de airsoft, era transformado para uso com armas de fogo e munições reais, tornando o equipamento em uma espécie de submetralhadora, podendo-se utilizar carregadores estendidos e seletores de rajadas. A importação desse acessório era realizada de forma ilegal, sem os certificados necessários e vendidos por plataformas virtuais sem o fornecimento de notas fiscais”, informa nota divulgada pela Polícia Federal.

Os investigados serão indiciados pelos crimes de tráfico internacional de armas de fogo e acessórios, associação criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falso e lavagem de dinheiro.

 

 

*Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

SÃO CARLOS/SP - O Batalhão de Ações Especiais da Polícia (BAEP) realiza desde a manhã desta terça-feira (28) operações no CDHU de São Carlos, com o objetivo de prender traficantes pelo local.

Segundo informado, no CDHU, os policiais encontraram indivíduos com entorpecentes e eles foram detidos.

Foi informado ainda que além do CDHU, outros locais também foram vistoriados e a operação teve desdobramento em Araraquara, afirmou um oficial do BAEP.

A operação ainda está em andamento, mais informações a qualquer momento no site da Rádio Sanca.

SÃO CARLOS/SP - Dando continuidade à Operação ‘Cavalo de Aço’, a Polícia Militar do 38º BPMi, orientou os condutores de motocicletas sobre os cuidados e a segurança no trânsito, haja vista o aumento no número de acidentes graves envolvendo motociclistas, em São Carlos.

Foram feitas inúmeras abordagens seguidas de fiscalização da situação dos condutores e veículos nesta 6ª feira (03), na cidade.

Segundo a Polícia Militar, o resultado foi bem positivo pois além da imensa maioria estar andando com os documentos em situação regular, estão entendendo a importância da cautela no trânsito e que a vida deles é muito importante e por isso devem ter muita cautela na condução de suas motocicletas.

Foram fiscalizados dezenas de motociclistas e veículos sendo elaborada somente 01 autuação de trânsito.

SÃO CARLOS/SP - A Força Tarefa, formada por representantes da Guarda Municipal, Polícia Militar, Departamento de Fiscalização da Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano e Procon, realizou novas operações de orientação à população e comerciantes na região central da cidade.

A Central da Guarda Municipal vem recebendo diversas denúncias de aglomerações e não cumprimento das medidas exigidas pelo Governo do Estado para os municípios da fase amarela. As equipes verificaram o cumprimento do distanciamento social nas filas e o cumprimento de horários com relação ao fechamento das lojas. Desde dia 1º de junho a Força Tarefa já fez averiguação em 91 estabelecimentos e recebeu 132 denúncias pelo telefone 153 da Guarda Municipal.

Pelo Plano São Paulo, na fase amarela, o comércio em geral pode funcionar com capacidade limitada (40%) em horário reduzido (6h seguidas diárias). Em São Carlos o comércio da baixada do Mercado Municipal funciona das 10h às 16h. Os shoppings devem funcionar também com capacidade limitada (40%), com horário reduzido (6h seguidas), cada shopping pode estabelecer o seu horário, com proibição de praças de alimentação (exceto ao ar livre); bares, restaurantes e similares somente poderão realizar o atendimento presencial ao ar livre, com capacidade 40% limitada e por 6h diárias; para os salões de beleza também será permitido o funcionamento com 40% da capacidade e 6h diárias. Todos os segmentos devem adotar os protocolos padrões e setoriais específicos.

As normas sanitárias são as mesmas para todos os segmentos: disponibilizar higienização para funcionários e consumidores com álcool gel 70% em pontos estratégicos; os funcionários devem utilizar máscaras durante toda a jornada de trabalho, assim como os consumidores; o acesso e o número de pessoas nos estabelecimentos devem ser controlados; manter todas as áreas ventiladas; e a fila deve ter distanciamento de 2 metros entre as pessoas.

MATÃO/SP - Por intermédio da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), a AB Triângulo do Sol iniciou, na última segunda-feira (1º), apoio à Operação Corta Fogo, programa estadual de prevenção e combate a incêndios coordenado pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (Sima).

Até 31 de outubro, os letreiros eletrônicos da concessionária estarão exibindo três mensagens educativas e de alerta aos usuários das rodovias: “Operação Corta Fogo: Prevenir é melhor do que apagar”, “Operação Corta Fogo: Soltar balão é crime ambiental” e “Operação Corta Fogo: Incêndio? Ligue 0800 701 1609”.

De junho a outubro de 2019, a AB Triângulo do Sol registrou 130 ocorrências de incêndio – grande parte (86%) de pequena proporção. Do total de ocorrências, a maioria (55%) se deu em propriedades lindeiras às rodovias, ou seja, fora da faixa de domínio da concessionária. Dentro dos limites da concessão, foram registrados 58 focos de incêndio (45% do total de ocorrências): 34 na rodovia SP-310, 13 na rodovia SP-333 e 11 na rodovia SP-326.

Durante todo o período de estiagem, a AB Triângulo do Sol mantém os trabalhos de roçada, capina, recolhimento de massa verde e aceiros, a fim de impedir que eventuais focos de incêndio em áreas particulares avancem para as rodovias.

A concessionária ainda conta com recursos operacionais voltados para o combate a incêndios, para apoio ao Corpo de Bombeiros, e realiza monitoramento de todo o trecho sob concessão 24 horas por dia, por meio de suas equipes de inspeção de tráfego.

Ao registrar incêndios às margens das rodovias, a concessionária aciona o Corpo de Bombeiros do município em questão e a Polícia Militar Rodoviária, além de deslocar seus próprios recursos para combater o fogo e realizar a sinalização adequada no local. Nas rodovias administradas pela AB Triângulo do Sol, os usuários que avistarem fogo e/ou fumaça devem ligar para o número 0800 701 1609 (ligação gratuita).

Prevenção e cuidados

Para evitar incêndios, o bom comportamento dos usuários das rodovias e de moradores de áreas lindeiras é fundamental. Por isso, a orientação é não jogar pontas de cigarro às margens da rodovia, não soltar balões, não acender fogueiras, não atear fogo em lixo e não promover queimadas não autorizadas para fins agrícolas.

No caso de se deparar com fogo e/ou fumaça às margens da rodovia, além de avisar os órgãos competentes, os usuários podem tomar algumas precauções para prevenir acidentes:

 

  • - Fechar o vidro do veículo;
  • - Manter distância segura do veículo da frente;
  • - Trafegar com farol baixo aceso;
  • - Não ligar o pisca alerta com o veículo em movimento;
  • - Não parar na faixa de rolamento.

 

AB Triângulo do Sol I Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo

A concessionária AB Triângulo do Sol é responsável pela administração de 442 quilômetros de rodovias que compreendem o Lote 9 do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo: Rodovia Washington Luís (SP-310), entre São Carlos e Mirassol; Rodovia Brigadeiro Faria Lima (SP-326), de Matão a Bebedouro; e Rodovia Carlos Tonanni / Nemésio Cadetti / Laurentino Mascari / Dr. Mario Gentil (SP-333), entre Sertãozinho e Borborema.

SÃO CARLOS/SP - Após a publicação do Decreto Municipal 182 na edição 1560 do Diário Oficial, que dispõe sobre o uso de máscaras de proteção facial no município a partir do dia 12 de maio, a Prefeitura de São Carlos, por meio da Guarda Municipal, Polícia Militar, Defesa Civil, PROCON e Vigilância Sanitária, realizou uma operação nesta quinta-feira (7/5), em diversas regiões da cidade sobre a conscientização e uso correto desse equipamento de proteção contra o novo coronavírus.

As equipes saíram do Tiro de Guerra e iniciaram as abordagens pela região central, especificamente nas filas dos bancos. Apesar do grande número de pessoas esperando pelo atendimento bancário, a maioria já estava usando máscaras.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Samir Gardini, o decreto municipal é uma prerrogativa das Prefeituras, não gerando conflito com o decreto estadual.

“O decreto estadual determina que a partir dessa quinta-feira (7) o uso obrigatório, mas deixou para os municípios a forma de fiscalização e a regulamentação, portanto em São Carlos estabelecemos que o uso será obrigatório nos estabelecimentos que executem atividades comerciais, corporativas e congêneres e para a população em geral recomendamos o uso. A fiscalização só começa no próximo dia 12, nenhum fiscal do estado vai fazer fiscalização em São Carlos, somente nós da Prefeitura e até lá estaremos nas ruas orientando as pessoas”.

Gardini esclareceu, ainda, que os estabelecimentos são obrigados a oferecer a máscaras para os funcionários e exigir que o consumidor também utilize o equipamento quando entrar no estabelecimento. “Quem vai sair de casa para ir ao supermercado, farmácia, açougue, padaria, enfim onde é permitido o funcionamento, já deve sair de casa de máscara. Agora estabelecer multa para a população em geral é difícil, a maioria das pessoas perderam renda, estão sem emprego e o poder público vai exigir e multar. Entendemos que a melhor forma é orientar e encontrar uma maneira de fazer a distribuição de máscaras para as pessoas que não tem condições de comprar. Mas reforço que o isolamento ainda é melhor forma de prevenção. Fique em casa, se precisar sair, use a máscara”, finalizou o secretário.

Para Fernanda Cereda, supervisora da Vigilância Sanitária, o importante é também orientar quanto ao uso correto da máscara e como deve ser feita a higienização.

“Para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações. É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, o tecido recomendado pela OMS é algodão ou tricoline. O importante é que a máscara cubra totalmente a boca e nariz e que esteja bem ajustada ao rosto. Mas ela tem que ser lavada pelo próprio indivíduo para que se possa manter o autocuidado. Se ficar úmida, tem que ser trocada. Pode lavar com sabão e água sanitária, deixando de molho por cerca de 30 minutos. E nunca compartilhar, porque o uso é individual”, alerta a supervisora da Vigilância Sanitária.

“Estamos visitando os estabelecimentos e alertando sobre o novo decreto. Neste primeiro dia percebemos que a maioria das pessoas, tanto a população em geral como trabalhadores, já estão usando máscaras. Quanto aos trabalhadores isso é uma obrigação do proprietário do estabelecimento oferecer o EPI para seus funcionários e vai caber a eles deixar ou não um consumidor entrar no local sem a proteção. Mas lembramos que as demais medidas continuam em vigência como o uso do álcool em gel, o controle do número de pessoas dentro do local e a organização e distanciamento em filas na parte externa do estabelecimento”, alerta a Juliana Cortes, diretora do PROCON São Carlos.

Durante toda o dia as equipes se dividiram e visitaram supermercados, farmácias, padarias, açougues, lojas em geral que estão dentro do decreto que estabelece os serviços essenciais. A operação continua nesta sexta-feira (8/4).

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30