fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 
Ivan Lucas

Ivan Lucas

 Jornalista/Radialista

URL do site: https://www.radiosanca.com.br/equipe/ivan-lucas E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

JAPÃO - O cavaleiro Marcelo Tosi, montando Genfly, foi o primeiro brasileiro no picadeiro na competição do hipismo Concurso Completo de Equitação (considerado um triatlo equestre reunindo as modalidades de adestramento, cross-country e salto) na Olimpíada de Tóquio (Japão).

Na noite de quinta-feira (29), no Parque Equestre, o paulista garantiu 31,5 pontos, o equivalente a 68,5% do aproveitamento, no adestramento. Após a primeira sessão, o representante brasileiro está na 10ª posição. Até o momento, o líder é o britânico Oliver Townend, com 23,6 pontos, e o segundo melhor é o chinês Alex Hua Tian, com 23,9.

Continua depois da publicidade

Na manhã desta sexta-feira (30), a partir das 7h32 (horário de Brasília), entra no picadeiro Rafael Losano, montando Fuiloda G. Já às 22h50 será a vez de Carlos Parro, com Goliath. Na sessão desta sexta-feira, serão 44 participantes.

 

 

*Por Juliano Justo - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional

*AGÊNCIA BRASIL

TÓQUIO - Renato Rezende terminou na sétima posição do Grupo 2 da semifinal do ciclismo BMX da Olimpíada de Tóquio (Japão), disputada na noite de quinta-feira (29) no Parque de Esportes Urbanos de Ariake. Com isto, ele ficou fora da disputa pelas medalhas.

Na primeira corrida, o carioca finalizou com o quinto melhor tempo (41s561). O líder foi o holandês Niek Kimmann (39s981). Na sequência vieram o equatoriano Alfredo Campo (40s442), o britânico Kye Whyte (40s769) e o francês Joris Daudet (41s141). Na segunda prova ele finalizou em oitavo lugar com 1min28s740. O líder foi o francês Joris Daudet (39s629), sendo seguido pelo equatoriano Alfredo Campo (39s738), o holandês Niek Kimmann (40s023) e o britânico Kye Whyte (40s076).

Continua depois da publicidade

Na última corrida, Rezende foi o sétimo, com o tempo de 40s992. O britânico Kye Whyte (39s299), o holandês Niek Kimmann (39s352), o francês Joris Daudet (39s924) e o equatoriano Alfredo Campo (40s173) foram os melhores nessa descida. Passaram para a final os quatro melhores de cada um dos dois grupos. A decisão ocorre na madrugada desta sexta-feira (30).

 

 

*Por Juliano Justo - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional

*AGÊNCIA BRASIL

TÓQUIO - A seleção brasileira masculina de handebol conseguiu uma importante vitória de 25 a 23 sobre a Argentina, em partida válida pelo Grupo A da Olimpíada de Tóquio (Japão) disputada no Ginásio Nacional Yoyogi, e manteve vivas as possibilidades de classificação para as quartas de final.

Após um primeiro tempo, no qual dominou as ações e conseguiu vencer por 14 a 7, o Brasil viu a Argentina melhorar muito na etapa final. Mas a seleção brasileira conseguiu segurar a reação dos hermanos e fechou o confronto com triunfo de 25 a 23. João Pedro, com sete gols, foi o destaque da equipe nacional.

“Começamos muito bem no primeiro tempo, o Ferrugem foi excepcional e a defesa acertou tudo o que havíamos combinado. Estávamos conseguindo fazer no ataque as jogadas que treinamos, mas caímos de ritmo no segundo tempo. Isso tem acontecido durante a competição, temos que manter o nível e que isso sirva de lição para o jogo contra a Alemanha”, disse Rudolph Hackbarth ao Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Continua depois da publicidade

No próximo domingo (1), a partir das 7h30 (horário de Brasília), o Brasil enfrenta a Alemanha em jogo no qual define o seu futuro na competição olímpica.

 

 

*Por Agência Brasil

JAPÃO - A seleção brasileira feminina de rugby de 7 perdeu para as ilhas Fiji por 41 a 5, na noite de quinta-feira (29) no Estádio de Tóquio, pela 3ª rodada do Grupo B da Olimpíada de Tóquio (Japão).

Continua depois da publicidade

Apesar da vitória elástica do time das ilhas Fiji, o Brasil saiu na frente. O try, jogada que mais conta pontos na modalidade, foi anotado por Bianca Silva em boa jogada com Thalia. Depois, a equipe da Oceania dominou totalmente o jogo. Laisana Likuceva, Ana Maria Naimasi, Alowesi Nakoci e Reapi Ulunisau, em quatro oportunidades, definiram o placar em 41 a 5.

E esta foi a terceira derrota das Yaras (como a equipe nacional é conhecida). Contra a França o resultado foi um revés de 40 a 5. Depois as brasileiras caíram diante do Canadá por 33 a 0. Na sequência, o time brasileiro jogará o torneio que define quem fica entre o 9º e o 12º lugar.

 

 

*Por Juliano Justo - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional

*AGÊNCIA BRASIL

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Julho 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31