fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Ivan Lucas

Ivan Lucas

 Jornalista/Radialista

URL do site: https://www.radiosanca.com.br/equipe/ivan-lucas E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

SÃO CARLOS/SP - O COPOM recebeu uma denúncia de que um sujeito estava traficando de fronte a uma igreja na Rua Caetano Barion, na Vila Jacobucci, em São Carlos.

Uma viatura e motos de Rocam foram designados para atender a ocorrência, logrando êxito em abordar dois indivíduos. Após busca corporal foi localizado um cigarro de maconha. Nas proximidades da dupla, foi encontrado drogas.

Continua depois da publicidade

Diante dos fatos, os indivíduos foram conduzidos à DISE e o Delegado Dr. Miguel Capobianco ratificou o RDO de "Apreensão de entorpecentes e ato infracional".

Partes foram ouvidas e liberadas.

APREENSÕES

11 Papelotes de Maconha

07 Eppendorf de Cocaína

09 Pedras de Crack

01 Nota de R$ 20,00 

“Recursos fazem falta em tempo de pandemia”, diz parlamentar

 

SÃO CARLOS/SP - Devedores de impostos municipais em São Carlos acumulam um débito total aos cofres públicos de cerca de R$400 milhões. A informação foi obtida em caráter oficial pelo vereador Elton Carvalho (Republicanos), que encaminhou um requerimento à Prefeitura.

O parlamentar manifestou preocupação com a queda de arrecadação em tempo de pandemia. “Neste momento, o recurso desses impostos não pagos está fazendo muita falta. Esse valor poderia estar sendo usado na infraestrutura de hospitais e de unidades de saúde para o combate à Covid-19 e no apoio à população que vem sofrendo os impactos econômicos dessa situação”, disse.

Em resposta ao querimento do vereador, o Poder Executivo afirmou ter um crédito a receber de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) já inscrito em dívida ativa no valor de R$223.958.683,93, contabilizados juros, multas e correções. Já de ISS (Imposto Sobre Serviço), o montante é de R$172.166.574,00, além de R$262.508,10, que ainda não estão em dívida ativa.

“O total de impostos devidos à Prefeitura chega a quase 400 milhões de reais e o que mais surpreende é saber quem são os maiores caloteiros”, ressaltou Elton Carvalho. Estão figurados entre os 100 maiores devedores de IPTU grandes empreendimentos imobiliários, construtoras, empresários e até mesmo políticos da cidade. Quanto ao ISS, os maiores endividados são principalmente da área bancária, hoteleira, educacional e imobiliária. Até mesmo uma empresa que presta serviço à Prefeitura está listada como devedora.

São empresas que continuam ou que já encerraram suas atividades, além de grandes proprietários de imóveis, que devem um altíssimo valor aos cofres públicos. “É revoltante saber que nós cidadãos trabalhadores nos esforçamos para pagar nossos impostos em dia, enquanto há grandes empresas devendo altos valores de impostos”, afirmou o vereador.

Continua depois da publicidade

COBRANÇA – Na resposta ao requerimento, a Prefeitura afirma que os procedimentos de cobrança adotados pelo Município são: cobrança através de notificação via correio; publicação no Diário Oficial do Município; ajuizamento dos débitos junto à Vara da Fazenda Pública do Estado de São Paulo; além da possibilidade de protestar os débitos junto aos tabelionatos.

“É preciso que sejam tomadas providências para que as dívidas de alto valor sejam executadas de maneira eficaz, esgotando todas as possibilidades de cobrança, além do desenvolvimento de ações de combate à sonegação fiscal. Não é justo que grandes empresas e investidores usufruam da cidade sem a devida contrapartida dos impostos, que devem ser utilizados diretamente em benefício da população”, argumentou Elton Carvalho.

SÃO PAULO/SP - ‘Devo não nego, pago se puder’. Assim como um quadro da programação do SBT, Silvio Santos fez igual e quitou uma dívida que tinha com a Prefeitura de Guarujá, em que estava devendo R$ 2 milhões de IPTU atrasado, referente a falta do pagamento de Imposto Predial e Territorial Urbano dos meses de abril a dezembro de 2020 do hotel Sofitel Guarujá Jequitimar, complexo na Praia de Pernambuco que é administrado pela empresa do Grupo Sílvio Santos.

Após quase ver seu nome ficar sujo, ir parar no Serasa e a repercussão que o assunto deu na mídia, o apresentador tratou logo de efetuar o pagamento.

Continua depois da publicidade

Em nota à imprensa, a assessoria de Silvio afirmou que o ato reforça a premissa básica do empresário e de respeito às obrigações tributárias pessoais e de suas empresas.

 

 

*Por: ISTOÉ GENTE

RIO DE JANEIRO/RJ - A possível saída de Luciano Huck para se candidatar à Presidência da República em 2022 está cada dia mais distante se depender da TV Globo. Segundo informações do colunista Alessandro Lo-Bianco, do programa ‘A Tarde É Sua’, da RedeTV!’, a emissora teria oferecido mais de R$ 3 milhões de salário fixo para Huck continuar na casa.

Ainda de acordo com Lo-Bianco, além da proposta milionária oferecida ao apresentador ele ainda lucrará alto com as ações publicitárias que entraram por fora do contrato.

Continua depois da publicidade

Vale ressaltar que em setembro de 2019, a Globo chegou a emitir uma nota informando que, caso Luciano Huck decida entrar política, deverá se desligar da empresa, com isso, deixando o comando de seu programa ‘Caldeirão do Huck’, que está no ar há 20 anos.

 

 

*Por: ISTOÉ GENTE

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Março 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Comércio e Serviços em Geral