fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

SÃO CARLOS/SP - Os membros do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus receberam na manhã desta quarta-feira (09/09), no auditório do Paço Municipal, proprietários de salões de festas e de buffets infantis. Na pauta da reunião o retorno das atividades do segmento e a discussão dos protocolos sanitários necessários para a reabertura desses estabelecimentos com segurança.

Participaram da reunião o vereador Robson Magno, além de membros do Departamento de Fiscalização e Vigilância Sanitária que apresentaram os protocolos que devem ser seguidos por esses locais.

Os proprietários de salões e buffets justificaram que os restaurantes estão podendo funcionar devido à flexibilização do Plano São Paulo e muitos têm realizado festas e estão prejudicando o setor de eventos.

Após a reunião ficou decidido que os buffets e salões poderão voltar a funcionar desde que sigam as seguintes normas impostas pela Vigilância Sanitária e Departamento de Fiscalização: capacidade máxima de 40%, controladores de acessos com aferimento de temperatura, disponibilização de álcool em gel em lugares estratégico do salão, controladores de acesso aos banheiros para que entre uma pessoa de cada vez, distanciamento de pelo menos 1,5 metros entre as mesas. Na questão dos brinquedos cada estabelecimento ficará responsável por fazer um termo de compromisso no site da Prefeitura de São Carlos especificando quais brinquedos poderão funcionar desde que realizada a desinfecção do mesmo a cada uso. 

As atividades não podem ultrapassar 8 horas de funcionamento com horário máximo estipulado para encerramento às 22h. Mesma regra estipulada pelo Plano SP para todos os municípios na fase amerela. 

Além disso, os funcionários dos estabelecimentos devem estar todos usando máscara e protetor facial (Face Shield).

SÃO CARLOS/SP - O Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus apresentou na tarde desta quinta-feira (27/08), no auditório do Paço Municipal, o protocolo de segurança sanitária para o retorno das atividades nas escolas particulares de educação infantil.

Fernanda Cereda, supervisora da Vigilância Sanitária, fez a apresentação do protocolo que foi amplamente debatido com as autoridades de saúde. O protocolo também segue as normativas do Plano SP.

“A partir de 8 de setembro, data estipulada pelo Plano São Paulo para retorno do chamado acolhimento ou reforço escolar, as instituições privadas de ensino infantil precisão fazer as adequações necessárias para receber as crianças, porém lembramos que somente 35% dos alunos poderão participar das atividades presenciais”, reforça Fernanda Cereda, supervisora da Vigilância Sanitária.

Apresentar capacidade total e quantidade de alunos que irá atender para garantir o distanciamento; garantir rotinas firmes e permanentes a cada mudança de turno, com limpeza e higienização dos espaços; elaboração de plano de contingência para possíveis casos positivos de alunos e/ou colaboradores, contendo obrigatoriamente rede de comunicação rápida entre os contatantes, além de testagem e isolamento; não compartilhar objetos pessoais de trabalho; estimular o uso de recipientes individuais para o consumo de água; uso de máscaras de proteção respiratória; uso e disponibilização de álcool em gel 70%, instalação de divisórias impermeáveis em postos fixos de trabalho, onde o distanciamento mínimo não for possível e disponibilização face shield para os trabalhadores que realizam a recepção das crianças, além de disponibilizar para as autoridades sanitárias quadro de funcionários com as datas de nascimento e os exames periódicos, estão entre as exigências do protocolo.
Mateus de Aquino, coordenador do Comitê Emergencial e secretário de Comunicação, disse que o protocolo que foi sugerido pelos próprios donos de escolas.

“Lembramos que esse retorno é facultativo, porém quem optar pela volta das atividades vai ter que seguir o protocolo apresentado pela Vigilância Sanitária. A fiscalização será rígida e realizada por agentes do município”, ressalta o coordenador.

Também participaram da reunião de apresentação do protocolo a diretora de Vigilância em Saúde, Crislaine Mestre, Fabrícia de Paulo, diretora do Departamento de Supervisão Escolar da Secretaria de Educação, o diretor de Fiscalização, Rodolfo Penela, a diretora do PROCON, Juliana Cortes, o secretário de Segurança Pública, Samir Gardini, o comandante da Guarda Municipal, Michael Yabuki.

SÃO CARLOS/SP - O Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus se reuniu nesta terça-feira (25/08) com a equipe da Secretaria de Esportes e Cultura. Na pauta da reunião o retorno de atividades esportivas profissionais. Participaram o secretário municipal de Esportes e Cultura, Luiz Lopes, o chefe de gabinete da pasta, Márcio Daniel e o diretor de Esportes de Rendimento, Fabiano Lourenço.

O diretor Fabiano Lourenço explicou que a Secretaria Estadual de Esportes autorizou a volta dos treinos de esportes profissionais que estão diretamente ligados a Federações, Confederações e ligas. “Em São Carlos temos quatro esportes de alto rendimento que disputam campeonatos profissionais como futsal, handebol, vôlei e basquete, e essas equipes estão solicitando o retorno dos treinos”. 

O Comitê deliberou pela volta dos treinos dessas equipes para disputa de campeonatos profissionais, porém com um rígido protocolo de segurança que implica a testagem dos atletas antes do reinício dos treinamentos. O que vai ser realizado ainda essa semana pelas equipes dessas quatro modalidades.
Já os treinamentos de esportes recreativos ainda não foram liberados neste momento, pois ainda depende do avanço do e aval do Plano São Paulo.

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Novembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30