fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Santos vence o Atlético-MG na Vila Foto: Divulgação/Santos FC

Santos vence o Atlético-MG na Vila

Escrito por  Set 10, 2020

SANTOS/SP - O Santos venceu o Atlético-MG por 3 a 1 na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. A partida marcou o reencontro do Peixe com Jorge Sampaoli.

Os gols do Alvinegro foram marcados por Arthur Gomes e Marinho (2). O Galo fez o dele com Franco. A expulsão do goleiro Rafael, aos 15 minutos do primeiro tempo, facilitou as coisas para o Santos, que teve 11 desfalques e Jobson improvisado como zagueiro.

Com a segunda vitória consecutiva, o Santos pula para a sexta colocação, com 14 pontos, um a menos que o Atlético-MG, o quarto na tabela.

O Peixe voltará a campo para o clássico contra o São Paulo, sábado, novamente na Vila Belmiro. O Atlético-MG receberá o Red Bull Bragantino no domingo, no Mineirão.

O JOGO

O primeiro tempo foi muito movimentado na Vila Belmiro. E o Atlético-MG dominou as primeiras ações e teve diversas chances para abrir o placar.

Aos 3, João Paulo salvou em finalização de Eduardo Sasha. No rebote, Felipe Jonatan evitou o gol de Savarino. No minuto 5, Marrony teve duas chances de chutar e foi travado.

Quando o placar marcava sete jogados, o Santos respondeu. Soteldo fez jogada individual e cruzou para Marinho. O atacante chutou travado e a bola passou perto da trave.

Aos 12, a melhor oportunidade do Galo. Savarino e Eduardo Sasha, quase na pequena área, chutaram para grandes defesas de João Paulo.

No minuto 15, tudo mudou. Mariano recuou mal, Rafael saiu desesperado do gol e foi expulso por falta dura em Marinho. Sem o goleiro, Jorge Sampaoli precisou tirar Marrony e recompor a defesa com Victor.

Sem ritmo de jogo, o goleiro reserva falhou. Arthur Gomes rabiscou e chutou fraco no meio. O experiente atleticano aceitou por baixo das pernas. 1 a 0 para o Peixe aos 21.

No minuto 25, Eduardo Sasha apareceu de novo. Ele aproveitou erro de Jobson e finalizou, mas o próprio volante (improvisado como zagueiro) consertou na linha.

Aos 28, nova polêmica com a arbitragem. Arthur Gomes tenta driblar Júnior Alonso, que intercepta com o braço. O juiz teve o auxílio do VAR e mandou seguir.

Com 34 jogados, o Atlético empatou. Jobson errou passe infantil, Sasha armou o contra-ataque e serviu Franco. A bola desviou em Alex e matou João Paulo. 1 a 1.

Mesmo com um a mais, o Santos não conseguiu controlar a partida, mas foi efetivo. A resposta veio rápido, aos 38, quando Sánchez lançou Madson. O lateral-direito cruzou para Marinho aparecer como um centroavante e desempatar. 2 a 1.

Ainda deu tempo para Madson ter gol bem anulado por impedimento e Eduardo Sasha ficar perto de novo empate em finalização cruzada nos acréscimos.

SEGUNDO TEMPO

A etapa final começou com muito menos intensidade (e chances claras de gol). O Santos melhorou a marcação e ofereceu menos espaços ao Atlético-MG.

A emoção só voltou ao jogo no minuto 26. Marinho recebeu sozinho, avançou e fez o gol. A arbitragem marcou o impedimento e confirmou a decisão depois de demora no VAR.

Uma discussão na área técnica fez Arzul, preparador de goleiros do Santos, e Pablo Fernández, preparador físico do Atlético-MG, serem expulsos. Jorge Sampaoli levou o cartão amarelo e está suspenso para a partida contra o Red Bull Bragantino.

Nos minutos finais, o Santos conseguiu administrar a partida e confirmou a vitória com gol de pênalti de Marinho, nos acréscimos após auxílio do VAR. O Peixe terminou o jogo com cinco da base: João Paulo, Derick, Wagner Leonardo, Ivonei e Arthur Gomes.

 

 

*POR: Lucas Musetti Perazolli / GAZETA ESPORTIVA

Redação

Redação Radio Sanca Web TV


E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Top News

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31