fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

SÃO CARLOS/SP - A Secretaria de Saúde de São Carlos comunica que a Unidade Básica de Saúde do Maria Stella Fagá ficará fechada nesta terça-feira (04/08) em virtude do novo coronavírus. Uma enfermeira terceirizada passou por exame na empresa pela qual é contratada. Segundo relato a profissional estava assintomática, mas o resultado foi positivo para a COVID-19. Por precaução a UBS permanecerá fechada até sair o resultado dos exames dos demais servidores públicos da unidade que foram testados nesta segunda-feira (03/08). Segundo o secretário de Saúde, Marcos Palermo, a unidade passa por desinfecção e deverá ser reaberta nos próximos dias, com segurança, para atendimento aos usuários.

Centro de saúde criado por Médicos Sem Fronteiras foi forçado a encerrar as atividades nesta semana depois que autoridades da ilha grega de Lesbos emitiram multas e ameaçam com outras sanções relacionadas a normas urbanísticas.

 

MUNDO - Um centro da organização internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) montado na ilha grega de Lesbos para tratar em isolamento pessoas com COVID-19 foi forçado a fechar nesta semana, depois que autoridades gregas aplicaram multas e fizeram ameaças de outras medidas legais relacionadas a regulamentos de planejamento urbanístico. MSF se posiciona contra a medida contra o funcionamento da instalação e lamenta que as autoridades não tenham identificado uma solução para manter o centro de isolamento aberto, pelo grande risco de a COVID-19 se espalhar pela área de Moria, onde mais de 15 mil refugiados vivem em condições de superlotação e falta de higiene. MSF alerta que o fechamento do centro de isolamento reduzirá significativamente a capacidade de combater a pandemia de COVID-19 na ilha e que poderá gerar implicações graves, caso ocorra um aumento de casos no local.

"Estamos profundamente decepcionados com as autoridades locais, por não terem conseguido anular essas multas e possíveis cobranças em meio a uma pandemia global, apesar de alguns esforços das partes interessadas", diz Stephan Oberreit, coordenador-geral de MSF na Grécia. "O sistema de saúde pública em Lesbos seria simplesmente incapaz de lidar com a devastação causada por um surto em Moria - e foi por isso que viemos para cá. Hoje, tivemos que fechar, não por nossa vontade, um componente crucial da resposta de COVID-19".

O centro de isolamento para casos de COVID-19 gerenciado por MSF em Lesbos foi inaugurado em 6 de maio, resultado de esforços de organizações médicas em toda a ilha, com apoio de autoridades públicas e do hospital local. O centro de isolamento era o único local em Lesbos capaz de proporcionar um espaço seguro para as pessoas de Moria que apresentassem sintomas de COVID-19 poderem ser isoladas e receber assistência médica.​​​​​​​

Desde 1º de julho, o centro de isolamento recebeu multas e ameaças de sanções criminais pelas autoridades locais relacionadas a regulamentos de planejamento urbano. As medidas restritivas ao funcionamento da instalação ocorrem apesar de o projeto fazer parte do plano de preparação para emergências, estabelecido pelo Ministério da Migração e com o objetivo de impedir a disseminação da COVID-19 entre homens, mulheres e crianças confinados no centro de recepção de Moria.

"É surpreendente que estejamos sendo impedidos de trabalhar pelas autoridades locais, enquanto tentamos proteger as pessoas vulneráveis, quando, ao nosso lado em Moria, vemos uma enorme violação da dignidade humana, com milhares de pessoas presas em condições desumanas", diz Oberreit.

As 15 mil pessoas que atualmente vivem em Moria têm pouco espaço e acesso limitado à água e sabão, impossibilitando a execução de medidas preventivas, como distanciamento físico e lavagem regular das mãos. Mais de 300 pessoas correm grande risco de saúde caso venham a desenvolver a doença provocada pelo novo coronavírus, tanto pela idade avançada quanto por condição médica pré-existente. Da mesma maneira, as famílias desses pacientes também permanecem presas nessas condições de grande risco de contágio. MSF continua fazendo apelos às autoridades para a evacuação imediata e urgente de todas as pessoas em situação de vulnerabilidade em Moria, incluindo aquelas com alto risco de terem COVID-19, para serem acomodadas em instalações seguras em outros lugares.

Esta não é a primeira e provavelmente não será a última vez que nós e outras organizações humanitárias enfrentamos esses tipos de obstáculos, enquanto tentamos cobrir as lacunas deixadas pelas autoridades europeias e gregas na assistência a migrantes e refugiados”, diz Bertand Perrochet, diretor de operações de MSF. “Nos últimos cinco anos, vimos os terríveis danos causados pelas políticas de contenção de pessoas presas em centros de acolhimento nas ilhas gregas. Agora, durante uma pandemia global, MSF foi impedida de responder a um risco à saúde pública que as autoridades negligenciaram.

MSF está pronta para discutir com as autoridades gregas o que deve ser feito com relação ao risco de infecção da COVID-19 para as pessoas no centro de recepção de Moria, enquanto mantém seus serviços de saúde pediátrica, sexual e reprodutiva e de saúde mental em sua clínica no local.

 

Sobre Médicos Sem Fronteiras

Médicos Sem Fronteiras é uma organização humanitária internacional que leva cuidados de saúde a pessoas afetadas por conflitos armados, desastres naturais, epidemias, desnutrição ou sem nenhum acesso à assistência médica. Oferece ajuda exclusivamente com base na necessidade das populações atendidas, sem discriminação de raça, religião ou convicção política e de forma independente de poderes políticos e econômicos. Também é missão da MSF chamar a atenção para as dificuldades enfrentadas pelas pessoas atendidas em seus projetos. Para saber mais acesse o site de MSF-Brasil.

 

Município registrou o segundo óbito pela doença na última sexta-feira (31). Dos 172 casos, 81,98% já estão recuperados

 

IBATÉ/SP - Ibaté atualizou nesta última segunda-feira (3) a situação da Covid-19 nos bairros do município. O sexto relatório, divulgado pela Vigilância Epidemiológica e pelo Gabinete de Prevenção e Monitoramento do Coronavírus de Ibaté, mostra uma considerável queda no número de casos por semana epidemiológica, que passou de 23 na última semana para 16 casos nesta.

No total dos 172 casos confirmados (dados de 1◦.8), 81,98% já estão recuperados e 16,86% ainda estão ativos. Os homens continuam sendo a maioria entre os contaminados em Ibaté, com 56%. Destaque para o aumento entre pessoas do sexo masculino na faixa etária de 20 a 29 anos, nas últimas duas semanas.

O município registrou o segundo óbito pela doença na sexta-feira (31), com a morte de uma mulher de 53 anos, que tinha histórico de comorbidades e estava internada na Santa Casa de São Carlos desde o dia 15 de julho. O primeiro óbito de Covid-19 foi registrado no dia 6 de julho. Com essa segunda morte a Taxa de Letalidade (relação entre o número de óbitos e o número de casos diagnosticados) é de 1,16% em Ibaté.

O Jardim Cruzado é o bairro com maior número de casos (57), seguido pelo Jardim  Icaraí (16), pelo Jardim América (13), Encanto do Planalto (11), Centro (10), Santa Terezinha (10), Jardim  Menzani (8), Conj. Habitacional Pedro Ricco (7), Jardim Mariana (6), Jardim  Nossa Senhora Aparecida (5), Jardim do Bosque (5), Residencial José Giro (4), São Benedito (4), Distrito Industrial (3), Vila Tamoio (3), Antônio Moreira (3), Vila Bandeirantes (3),  Domingos Valério (2), Jardim Encanto do Planalto (1) e Zona Rural (1).

O próximo relatório consolidado de casos em Ibaté será divulgado na segunda-feira, 10 de agosto. Diariamente, a Prefeitura publica em seu site (ibate.sp.gov.br) um boletim atualizado da situação da doença no município.

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos informa neste domingo (02/08) a 22ª morte por COVID-19 no município. Trata-se de uma mulher de 64 anos que estava internada na UTI desde 23/07 já com resultado positivo para a doença e que morreu na noite deste sábado (01/08). São Carlos contabiliza neste momento 1.419 casos positivos para a doença (13 resultados positivos foram liberados hoje), com 22 mortes confirmadas. 64 óbitos já foram descartados. Dos 1.419 casos positivos, 1.296 pessoas apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, 1 óbito sem internação, 122 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 86 receberam alta hospitalar, 15 estão internadas, 1 paciente de São Carlos está internado em outro município e 21 positivos internados foram a óbito. 1.080 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 5.286 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus (30 resultados negativos foram liberados hoje). Estão internadas neste momento 41 pessoas, sendo 27 adultos na enfermaria (11 positivos – sendo 3 de outros municípios, 12 suspeitos, 4 negativos); na UTI adulto hoje estão internadas 12 pessoas (11 positivos - sendo 5 de outros municípios e 1 suspeito). Na UTI uma criança de outro munícipio está internada com resultado negativo para a doença. Uma criança está na enfermaria, mas também com resultado negativo para COVID-19. A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS está hoje em 50%. Na rede privada 3 pacientes, sendo 2 de outros municípios, estão internados neste momento na UTI já com exames positivos para a doença. Já na enfermaria 8 pacientes estão internados na rede particular, sendo 3 com resultado positivo para a doença e 5 com suspeita da COVID-19.

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 8.558 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 6.991 pessoas já cumpriram o período de isolamento de 14 dias e 1.567 ainda continuam em isolamento. A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal (febre, acompanhada de um ou mais sintomas como tosse, dor de garganta, coriza, falta de ar). 4.576 pessoas já realizaram coleta de exames, sendo que 3.639 tiveram resultado negativo para COVID-19, 899 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos positivos). 38 pessoas ainda aguardam o resultado. O boletim emitido diariamente pela Vigilância Epidemiológica de São Carlos contabiliza as notificações das unidades de saúde da Prefeitura, Hospital Universitário (HU), Santa Casa, rede particular e planos de saúde.

ITIRAPINA/SP - A Defesa Civil de Itirapina intensificou a fiscalização na represa do Broa durante o fim de semana com o objetivo de evitar a aglomeração de pessoas a disseminação do novo coronavírus. Somente na tarde e noite de sexta-feira (31), seis pessoas foram autuadas por descumprimento.

A cidade está na fase vermelha do Plano São Paulo e não deve permitir nenhuma flexibilização. Até a noite de sexta, Itirapina registrou 117 casos confirmados de Covid-19, incluindo três mortes.

Fiscalização

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Itirapina, José Antônio Teixeira Júnior, a cidade proibiu a entrada de turistas e o uso da represa para lazer justamente para evitar festas e aglomerações.

“Está permitida apenas a entrada dos proprietários dos imóveis. Caso tenha algum parente, algum amigo, ele tem que vir na portaria e assinar uma documentação para liberar essa pessoa. Para turistas não está liberado”, disse.

Para manter o controle da situação, a Defesa Civil, a Polícia Militar e Secretaria de Saúde faz uma fiscalização mais intensa na represa, nas residências e nos estabelecimentos comerciais aos finais de semana.

Caso algum morador ou estabelecimento seja flagrado em desacordo às normas da fase vermelha, eles podem receber uma autuação.

“Está sendo visto pessoas sem máscaras, aglomerações e estabelecimentos comerciais que não estão de acordo com o decreto em vigor. Ontem, nós aplicamos seis autuações”, contou.

Segundo Júnior, o morador que é abordado na rua sem máscara recebe uma autuação, na qual deve recorrer no prazo de 10 dias para defesa. Se os motivos não forem aceitos, o morador recebe uma multa de R$ 500. No caso dos estabelecimentos comerciais, o valor da multa é R$ 5 mil.

“Tem muita gente que ainda não está respeitando, por isso juntamos essa força tarefa para estar inibindo esse tipo de situação”, disse.

 

 

Por G1 São Carlos e Araraquara

Recursos serão destinados a projetos geridos pelo Hospital Israelita Albert Einstein com foco na população atendida pelo SUS

 

SÃO PAULO/SP – A Chubb Charitable Foundation, braço da Chubb Seguros para apoio a ações sociais, anunciou a doação de 150 mil dólares a projetos de combate à pandemia de Covid-19 no país. Os recursos serão usados na estruturação do atendimento a pacientes em hospitais municipais e unidades de saúde geridos pelo Hospital Israelita Albert Einstein por meio de convênios firmados com a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo.

A relevância e a excelência do trabalho desenvolvido pela entidade, um dos mais importantes centros de referência no atendimento à saúde do Brasil, foram elementos fundamentais na decisão da seguradora. “Temos uma relação de longa data com o Einstein e conhecemos de perto a capacidade técnica e a seriedade de seus profissionais”, diz Antonio Trindade, CEO da Chubb. “Por essa razão, fizemos questão de destacar seus projetos para que fossem considerados nas iniciativas da seguradora para apoio no combate à pandemia”, completa.

Em abril, a Chubb anunciou a destinação de US$ 10 milhões para projetos de assistência e de atendimento à saúde no combate à Covid-19 em todo o mundo. A alocação dos recursos é feita por meio da avaliação das ações mapeadas em todos os países nos quais a companhia atua. Além do atendimento à saúde, programas de apoio às comunidades mais vulneráveis ao impacto da pandemia também estão sendo considerados.

Sobre a Chubb

A Chubb é a maior seguradora de propriedade e responsabilidade civil (P&C) de capital aberto do mundo. Com operações em 54 países, oferece seguros comerciais e pessoais de property & casualty, acidentes pessoais e saúde complementar, resseguros e seguros de vida a um grupo diversificado de clientes. A empresa é reconhecida por sua ampla gama de produtos e serviços, extensa capacidade de distribuição, solidez financeira excepcional, excelência em subscrição, expertise na administração de sinistros e operações globais. A matriz da Chubb Limited está listada na Bolsa de Valores de Nova York (New York Stock Exchange) - (NYSE: CB) e suas ações integram o índice S&P 500. Informações adicionais podem ser obtidas em: www.chubb.com

Prefeitura publicou novo decreto adaptando a cidade à Fase Amarela do Plano SP. Comércio funciona das 10h às 16h, velórios só podem acontecer das 7h às 17h e cultos religiosos terão no máximo 1h30 de duração

IBATÉ/SP - A Prefeitura de Ibaté publicou nesta semana o Decreto n◦ 2.866, de 27 de Julho de 2020, alterando o Artigo 11 do Decreto no. 2.844 e se adequando à nova Fase Amarela do Plano São Paulo para Enfrentamento à Covid-19, na qual está o município.

O Decreto, assinado pelo prefeito José Luiz Parella, traz algumas mudanças importantes no processo de flexibilização do isolamento social e na manutenção do controle da proliferação do vírus em Ibaté. Segundo José Luiz Parella, a preocupação da Prefeitura neste momento é orientar sobre a importância das medidas sanitárias e evitar aglomerações. "Dentro do protocolo estabelecido pelo Governo do Estado para essa fase, a retomada tem que continuar sendo feita de forma gradual e orientada para podermos evoluir. Ibaté está com seus casos controlados e queremos continuar assim. O novo Decreto traz as novas regras e contamos com a colaboração de todos para que elas sejam seguidas".

Decreto

Pelo Decreto n◦ 2.866 o horário de funcionamento do comércio não essencial de Ibaté, como lojas de vestuário e calçados, passa a ser de segunda a sábado, das 10h às 16h, com capacidade limitada a 40% de sua capacidade.

Serviços drive thru e delivery continuam da mesma forma, enquanto o consumo local em bares, restaurantes e similares, passa a ser permitido somente para os estabelecimentos que possuam área ao ar livre ou áreas arejadas.

Preocupada em restringir aglomerações, a Prefeitura determinou também regras mais específicas para o uso do Velório Municipal, que passa a funcionar com limitação de acesso em 20% de sua capacidade máxima e apenas das 7h às 17h para velórios e enterros, independentemente da causa do óbito

Parentes mais próximos da pessoa falecida terão preferência para permanecer no local, desde que sejam seguidas as medidas sanitárias e não poderá ocorrer aglomeração de pessoas do lado externo do velório.

Outro ponto de destaque no Decreto n◦ 2.866  é a limitação para realização de cultos e missas, com 40% da capacidade de cada prédio e duas celebrações religiosas por semana, com duração máxima de 1h30 cada.

O prefeito José Luiz Parella lembrou que a fiscalização e orientação para o cumprimento do Decreto estão sendo feitas pela Vigilância Sanitária, Epidemiológica, Fiscalização de Posturas, Guarda Civil Municipal e Policiais Militares. "As recomendações de prevenção devem ser reforçadas sempre, como filas com distância mínima de 1,5 metros entre uma pessoa e outra, protocolos de higiene, uso obrigatório de máscaras facial e de álcool gel. Todos os proprietários, funcionários, colaboradores e clientes de cada estabelecimento devem fazer a sua parte".

Um  Termo de Responsabilidade, anexo ao Decreto, deve ser assinado por todos os representantes dos estabelecimentos que queiram funcionar com as restrições. O Decreto n◦ 2.866, de 27 de Julho de 2020, está disponível no site da Prefeitura de Ibaté (https://www.ibate.sp.gov.br/)

Dados

Na última sexta-feira (31), a Vigilância Epidemiológica de Ibaté confirmou a segunda morte por Covid-19 no município. O primeiro óbito pela doença aconteceu no dia 6 de julho.  Ibaté tem 165 casos confirmados, sendo que 141 já estão recuperados, 21 se recuperam em domicílio e um está internado (dados atualizados em 31.7).

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos confirmou nesta sexta-feira (31/07) os números da COVID-19 no município. São Carlos contabiliza neste momento 1.387 casos positivos para a doença (50 resultados positivos foram liberados hoje, com 21 mortes confirmadas e uma suspeita. 63 óbitos já foram descartados. O óbito suspeito é de uma mulher de 69 anos internada nesta sexta-feira (31/7). A Vigilância ainda aguarda o resultado do exame. Outra mulher de 53 anos da cidade de Ibaté internada em hospital de São Carlos desde 15/07, morreu na noite desta quinta-feira (30/07), com resultado positivo para a doença. Como determina o protocolo do Ministério da Saúde o óbito é contabilizado para o município de origem da paciente. Dos 1.387 casos positivos, 1.266 pessoas apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, 1 óbito sem internação, 120 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 82 receberam alta hospitalar, 18 estão internadas, 1 paciente de São Carlos está internado em outro município e 20 positivos internados foram a óbito. 996 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 5.198 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus (173 resultados negativos foram liberados hoje). Estão internadas neste momento 36 pessoas, sendo 25 adultos na enfermaria (14 positivos – sendo 1 de outro município, 7 suspeitos, 4 negativos); na UTI adulto hoje estão internadas 8 pessoas (7 positivos - sendo 3 de outros municípios e 1 suspeito). Na UTI uma criança de outro munícipio está internada com resultado negativo para a doença. Outras duas crianças estão na enfermaria, sendo que todas estão com resultado negativo para COVID-19. A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS está hoje em 45%. Na rede privada nenhum paciente está internado neste momento na UTI. Já na enfermaria 4 pacientes estão internados na rede particular, sendo todos com resultado positivo para a doença.

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 8.488 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 6.694 pessoas já cumpriram o período de isolamento de 14 dias e 1.794 ainda continuam em isolamento. A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal (febre, acompanhada de um ou mais sintomas como tosse, dor de garganta, coriza, falta de ar). 4.529 pessoas já realizaram coleta de exames, sendo que 3.551 tiveram resultado negativo para COVID-19, 882 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos positivos). 96 pessoas ainda aguardam o resultado. O boletim emitido diariamente pela Vigilância Epidemiológica de São Carlos contabiliza as notificações das unidades de saúde da Prefeitura, Hospital Universitário (HU), Santa Casa, rede particular e planos de saúde.

SÃO CARLOS/SP - O governador João Doria anunciou na tarde desta sexta-feira, 31, a nona atualização do Plano SP, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, que avalia o número de casos, expansão da pandemia, número de óbitos e a taxa de internações de cada região.

São Carlos e toda a região central continuam na Fase Amarela. A mudança na classificação foi anunciada no dia 24 de julho. “Toda a nossa região passou para uma maior liberação de atividades comerciais e serviços não essenciais, além do aumento da capacidade limitada para 40% e também do horário para 6h seguidas”, lembra José Fernando Domingues, presidente da ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos).

Com o anúncio, as atividades comerciais não essenciais continuarão funcionando de segunda a sábado, das 10h às 16h. Desde a última segunda-feira, 27, além das atividades comerciais e serviços não essenciais que já estavam autorizados a realizar atendimentos presenciais na Fase Laranja, restaurantes, bares e similares, bem como, salões de beleza e estética e as academias, puderam retomar os atendimentos, respeitando as recomendações de segurança e adotando os protocolos padrões e setoriais específicos.

Zelão ressalta que a atenção deve continuar semana a semana, para que a região possa seguir avançando no Plano SP. “Não podemos descuidar. Se continuarmos atentos e respeitando as medidas de distanciamento social e os protocolos sanitários, a gente vai seguir melhorando a nossa classificação e aumentando a flexibilização das nossas atividades comerciais”, enfatizou.

“As normas sanitárias são as mesmas para todos os segmentos: disponibilizar higienização para funcionários e consumidores com álcool gel 70% em pontos estratégicos; os funcionários devem utilizar máscaras durante toda a jornada de trabalho, assim como os consumidores; o acesso e o número de pessoas nos estabelecimentos devem ser controlados; manter todas as áreas ventiladas; e a fila deve ter distanciamento de 2 metros entre as pessoas”, orienta o presidente da ACISC.

 

MUNDO - A semana não é das melhores para Sergio Pérez, fora do GP da Inglaterra após testar positivo para coronavírus. O piloto, que vive um dos momentos “mais tristes da carreira”, fica no olho do furacão após viajar até o México e reacender debate sobre rigidez da FIA nos protocolos de combate à pandemia. Sergio se defende afirmando que só foi até Guadalajara para visitar sua mãe, que se recupera de “um acidente”.

“Eu fico extremamente triste. Esse é um dos dias mais tristes da minha carreira”, disse Pérez em vídeo divulgado nas redes sociais. “A dimensão da preparação que a gente fez para esse fim de semana, garantindo que estaríamos 100%... Fico muito triste que isso tenha acontecido, mas ajuda a mostrar como estamos todos vulneráveis a esse vírus. Eu segui todas as instruções da FIA e da minha equipe. Depois da Hungria, eu fui em um voo privado até o México para visitar minha família e ver minha mãe por dois dias. Ela teve um grande acidente e, quando ela saiu do hospital, pude ver ela. Voltei para a Europa do mesmo jeito que fui, seguindo todos os protocolos”, afirmou.

O acidente da mãe no México, entretanto, não ajuda a responder todas as perguntas sobre o paradeiro de Pérez durante as duas semanas de folga da F1. É que o piloto também foi visto na Itália, passeando com a esposa.

Independente de possíveis descuidos, Pérez aproveitou a oportunidade para destacar a facilidade de se infectar com coronavírus.

“Não sei como peguei [o vírus]. Não tenho sintomas, o que mostra como somos vulneráveis. Quero agradecer aos pilotos que me apoiaram, assim como minha equipe, as autoridades, os fãs. É um momento difícil, mas tenho certeza de que voltarei mais forte”, encerrou.

Pérez está fora do GP da Inglaterra e possivelmente também do GP do 70° Aniversário, no próximo fim de semana. O favorito para ocupar o carro vago na Racing Point é Nico Hülkenberg, que viajou de última hora e já está presente no paddock de Silverstone.

 

 

*Por: GRANDE PRÊMIO

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30