fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

BRAGANÇA PAULISTA/SP - O Palmeiras conquistou uma boa vantagem na briga pela classificação às quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, a equipe alviverde enfrentou o Red Bull Bragantino no Estádio Nabi Abi Chedid, pelo jogo de ida das oitavas, e venceu pelo placar de 3 a 1. Raphael Veiga, Wesley e Luiz Adriano marcaram para o time dirigido pelo auxiliar Andrey Lopes, mais conhecido como Cebola. Hurtado descontou.

Com o resultado, o Verdão pode perder por até um gol de diferença no jogo de volta para se classificar. Já o Massa Bruta precisa vencer por pelo menos dois gols para levar a decisão para os pênaltis. No torneio, o tento marcado fora de casa não é utilizado como critério de desempate.

Agora, as equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira (5), às 19h (de Brasília), no Allianz Parque. Antes, o Palmeiras encara o Atlético-MG, em casa, enquanto o Red Bull Bragantino enfrenta o Grêmio, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Ambos os jogos ocorrem na segunda-feira (2).

O jogo

O Palmeiras tirou o zero do placar logo aos quatro minutos. Wesley fez a interceptação no meio-campo, aplicou um chapéu no adversário e passou para Viña, que deixou para Zé Rafael. O meia avançou pela esquerda, passou pela marcação e cruzou rasteiro para Raphael Veiga. O camisa 23 chegou batendo e contou com um desvio em Léo Ortiz para balançar as redes.

Com um início de partida arrasador, o Verdão ampliou a vantagem aos 17 minutos. Felipe Melo achou um belo lançamento para Wesley, que chegou por trás da zaga, invadiu a área e encheu o pé para marcar o segundo gol alviverde.

E o terceiro tento veio aos 27 minutos, dos pés de Luiz Adriano. Weverton lançou Veiga no campo de ataque, e o meia acionou Rony, que avançou pela direita e cruzou na área. Léo Ortiz errou o corte e deixou livre para o camisa 10 palmeirense marcar: 3 a 0 no primeiro tempo.

Apesar da grande desvantagem no marcador, o Red Bull Bragantino voltou do intervalo determinado a correr atrás do prejuízo. O Massa Bruta tentou pressionar os visitantes nos primeiros minutos da segunda etapa, mas não conseguiu efetivamente ameaçar o gol defendido por Weverton.

O Palmeiras, por sua vez, não apresentou o mesmo ímpeto do primeiro tempo. Confortável na partida, o Verdão desacelerou nos 45 minutos finais e passou a administrar o resultado, sem oferecer mais tanto perigo aos donos da casa.

O Alviverde teve grande chance de marcar pela quarta vez aos 22 minutos, quando Rony ganhou a sobra do escanteio e puxou o contra-ataque pela direita. O atacante avançou sozinho, invadiu a área e tentou o passe para Wesley, mas Claudinho apareceu para fazer a interceptação.

Se o Palmeiras não conseguiu ampliar, o Bragantino descontou aos 37 minutos. Morato recebeu na entrada da área e achou Hurtado livre. O venezuelano dominou e bateu firme no canto direito de Weverton para dar números finais ao confronto.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - O São Paulo está nas quartas de final da Copa do Brasil. Na noite deste domingo, o time de Fernando Diniz venceu o Fortaleza de Rogério Ceni nos pênaltis por 10 a 9. Volpi pegou o chute de Gabriel Dias, único a desperdiçar.

A disputa foi para a marca da cal depois de um empate por 2 a 2 no tempo regulamentar. O Tricolor Paulista chegou a abrir 2 a 0 com dois gols do garoto Brenner e também graças a defesas cruciais de Tiago Volpi. Mas, após um erro de Diego na saída de bola, David diminuiu. E nos acréscimos, Roger Carvalho, de cabeça, empatou.

Na partida de ida, no Castelão, as equipes ficaram no 3 a 3.

E agora?

Os confrontos das quartas de final serão definidos por um sorteio promovido pela CBF.

Resumo do jogo

Bastou o apito inicial do árbitro para o São Paulo partir para cima do Fortaleza. A pressão imposta pelos mandantes não demorou para surtir efeito. Brenner, mais uma vez, estava no lugar certo e na hora certo quando a bola pipocava dentro da área rival. Com um belo giro, a revelação são-paulino abriu o placar.

Daí para frente, os visitantes adiantaram as linhas de marcação. Ainda assim, o São Paulo manteve o controle do confronto até o intervalo. As chances de gol, porém, foram poucas. Igor Gomes foi quem mais assustou em chute da entrada da área.

Na etapa final, o Leão conseguiu equilibrar as ações nos minutos iniciais, passou a deter mais a bola e desperdiçou uma oportunidade clara de gol com Gabriel Dias, que saiu cara a cara com Volpi depois de rápido contra-ataque, mas parou na defesa do goleiro.

Volpi, aliás, voltou a salvar o São Paulo pouco depois. Yuri César foi a vítima da vez.

E quem não faz, toma! A velha máxima do futebol nunca erra. Em uma rara chegada ao ataque, Brenner ficou com a segunda bola dentro da área e mandou de primeira para o fundo do gol.

O placar era confortável até o zagueiro Diego entregar na saída de bola. Erro fatal. David deslocou Volpi e colocou o Fortaleza no jogo novamente.

E nos acréscimos, uma bola alçada à área acabou com o gol de empate de Roger Carvalho, para frustração dos donos da casa e euforia dos visitantes.

Pênaltis

Na marca da cal, as batidas caprichadas chamaram atenção. Ninguém perdeu até a 19ª batida. Gabriel Dias parou em Volpi e Léo Pelé marcou o gol que garantiu a classificação do São Paulo.

Na sequência

O São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira, desta vez para abrir o duelo de mata-mata contra o Lanús, na Argentina, pela Copa Sul-Americana. O jogo está marcado para às 19h15 (horário de Brasília).

Pelo Campeonato Brasileiro, o Tricolor vai encarar o Flamengo, no domingo, às 16h, no Maracanã.

O Fortaleza vai receber o Fluminense no próximo sábado, às 21h, no Castelão, também pelo Brasileirão.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

 

SÃO PAULO/SP - Em sorteio realizado na manhã desta sexta-feira (23), as oitavas de final da Libertadores foram definidas. Sem nenhum clássico brasileiro, os jogos considerados mais difíceis ficaram para Internacional, que pegará o Boca Juniors, e Athletico-PR, que enfrentará o River Plate, ambos da Argentina, sendo que os brasileiros decidirão fora de casa.

Por outro lado, o Palmeiras, o melhor classificado geral da fase de grupos, pegará o Delfín-EQU, enquanto o Santos, o segundo melhor, enfrentará a LDU-EQU. O Grêmio fará seus duelos das oitavas contra o Guaraní-PAR, e o atual campeão Flamengo enfrenta o Racing-ARG.

Confira abaixo todos os confrontos das oitavas de final

(Os times do pote 1, que ficam à direita, decidem a vaga em casa):

  • Oitavas 1: Guaraní-PAR x Grêmio
  • Oitavas 2: Independiente del Valle-EQU x Nacional-URU
  • Oitavas 3: Delfín-EQU x Palmeiras
  • Oitavas 4: Internacional x Boca Juniors-ARG
  • Oitavas 5: Racing-ARG x Flamengo
  • Oitavas 6: Libertad-PAR x Jorge Wilstermann (BOL)
  • Oitavas 7: Athletico-PR x River Plate-ARG
  • Oitavas 8: LDU-EQU x Santos

Além disso, todo o chaveamento até a decisão foi realizado, mas sem datas e horários especificados por clube, que serão decididos posteriormente. Sabe-se que as oitavas acontecerão em 24 e 26 de novembro (ida) e 1 e 3 de dezembro (volta). Já as quartas serão em 8 e 10 de dezembro (ida) e 15 e 17 de dezembro (volta); as semis 5 e 6 de janeiro (ida) e 12 e 13 de janeiro (volta); e, por fim, a final será realizada em jogo único, no Maracanã, entre 20 e 30 de janeiro de 2021.

A fase de grupos da competição chegou ao fim na última quinta-feira à noite com dois brasileiros em campo: Grêmio, que já estava classificado e empatou com o América de Cali por 1 a 1, e o Internacional, que perdeu do Universidad Católica por 2 a 1, mas ficou com a segunda vaga do grupo E.

Os 16 times classificados (seis brasileiros) foram divididos em dois potes: no pote 1 ficaram os primeiros colocados de cada grupo e, no 2, os segundos. Os confrontos serão disputados em formado de ida e volta, com a decisão (segunda partida) na casa dos líderes das chaves – lembrando que, na Libertadores, vale a regra do gol fora. O Palmeiras foi o líder geral da fase de grupos, com 16 pontos conquistados (cinco vitórias e um empate).

Alviverde, Flamengo, Grêmio e Santos classificaram-se em primeiro, enquanto Athletico-PR e Internacional ficaram com a segunda vaga de seus respectivos grupos. Já o São Paulo foi o único brasileiro eliminado nesta fase da competição e jogará a Copa Sul-Americana (o clube acabou em terceiro no grupo D). As outras equipes classificadas são: Independiente del Valle-EQU, Guaraní-PAR, Jorge Wilstermann-BOL, River Plate-ARG, LDU-EQU, Nacional-URU, Racing-ARG, Delfín-EQU, Boca Juniors-ARG e Libertad-PAR.

 

Datas das partidas até a decisão:

OITAVAS DE FINAL:

24 e 26 de novembro (ida) e 1 e 3 de dezembro (volta)

QUARTAS DE FINAL: 8 e 10 de dezembro (ida) e 15 e 17 de dezembro (volta)

SEMIFINAIS: 5 e 6 de janeiro (ida) e 12 e 13 de janeiro (volta)

FINAL: Em jogo único, entre 20 e 30 de janeiro de 2021, no Maracanã

 

 

*Por: LANCE!

MUNDO - Na Espanha, a expressão El Clasico (O Clássico) costuma ser sinônimo de grandeza. O jogo, entre Barcelona e Real Madrid, marcado para este sábado (24) e que foi transferido para o incomum horário de 16h local (11h, no horário de Brasília) para satisfazer os mercados globais de televisão, provavelmente ainda é a partida de futebol de clubes com maior audiência.

Porém, um olhar para Barcelona e Real Madrid no momento desperta dúvidas sobre o futuro das duas equipes.

Nenhum dos dois times tem impressionado muito ultimamente, pois os dois perderam seus últimos jogos no Campeonato Espanhol para oponentes humildes, o que faz com que haja pessoas que questionem se este será o clássico menos qualificado em muito tempo.

O craque argentino Lionel Messi, principal estrela do Barça, passou a pré-temporada inteira tentando rescindir seu contrato com o clube sem sucesso. Assim, parece cada vez mais provável que este será o último jogo do atacante em casa contra o Real no Campeonato Espanhol, a menos que ocorra uma grade mudança de opinião.

É verdade que parece injusto que um jogador que deu tanta alegria ao time ao longo dos anos jogue seu último clássico no Camp Nou sem a presença de público, e em uma disputa contra aquele que pode ser o Real mais frágil de sua carreira e defendendo um Barcelona nada memorável.

Porém, a maior dúvida para o Barça deve ser o que o clube fará quando seu capitão finalmente partir.

Trata-se de um reflexo do estado para o qual os dois clubes regrediram, que está muito distante do auge do confronto há uma década, quando o espanhol Pep Guardiola e o português José Mourinho estavam frente a frente.

 

 

*Por Joseph Cassinelli - Madri - REUTERS

MUNDO - O multicampeão Roger Federer está treinando sem dor depois de passar por duas cirurgias de joelho neste ano, e diz que pretende voltar ao circuito no Aberto da Austrália, em janeiro de 2021. O suíço de 39 anos chegou às semifinais em Melbourne Park no início deste ano, mas perdeu o restante da temporada depois de se submeter a uma segunda artroscopia no joelho direito.

"Estou no caminho certo", disse o detentor de 20 títulos de simples de Grand Slam à revista de língua alemã Schweizer Illustrierte. "Estou voltando gradualmente, mas vou tomar o tempo que precisar e não quero colocar nenhuma pressão em mim mesmo. Só participarei de um torneio quando estiver 100% em forma". E adiantou: "No momento, parece que minha volta poderá ser no Aberto da Austrália em janeiro."

Embora tenha feito um progresso considerável na recuperação, ele diz que ainda não chegou ao ponto de treinar normalmente.

"Ainda não, mais de duas horas com a raquete não são possíveis no momento", disse Federer, que atualmente é o quarto do mundo e viu Rafael Nadal igualar sua contagem de troféus de Grand Slam com sua 13ª conquista em Roland Garros neste mês. "Mas venho trabalhando minha resistência e força absolutamente sem dor há algum tempo. Não haverá mais operações", garante.

Federer é indagado com frequência sobre seus planos de aposentadoria, mas disse que continuará jogando enquanto for prazeroso.

 

 

*Por Sudipto Ganguly / REUTERS

RIO DE JANEIRO/RJ - Com mais um gol de Everaldo no finalzinho, desta vez graças a desvio em Henrique, o Corinthians arrancou a vitória por 2 a 1 em cima do Vasco, em São Januário, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Antes, Mantuan e Ribamar haviam balançado as redes.

Na tabela

O resultado levou o Corinthians para a 10ª colocação, agora com 21 pontos. A posição não é definitiva ainda, mas livrou o alvinegro do Parque São Jorge do risco de voltar à zona de rebaixamento.

O Vasco caiu para 16º ao estacionar nos 18 pontos. Os vascaínos podem fechar a rodada no Z4, não vencem há nove jogos, no entanto, têm duas partidas a menos que os rivais paulistas.

Resumo do jogo

Apesar da iluminação fraca e da péssima condição do gramado, Corinthians e Vasco começaram bem o duelo alvinegro, principalmente os visitantes.

Em um contra-ataque mortal puxado por Mateus Vital, Cazares deu a bola açucarada para Gustavo Mantual pegar de chapa e marcar seu primeiro gol na equipe principal do Corinthians.

Na etapa final, Ribamar, que foi escalado em cima da hora devido a uma lesão de Cano no aquecimento, mandou uma bola no travessão ao escorar cruzamento de voleio.

Após o susto, os corintianos reclamaram muito de pênalti em cima de Mantuan. O árbitro sequer quis ouvir o VAR.

Na sequência, o Corinthians ainda teve dois gols bem anulados e uma grande chance com Éderosn, de cabeça. Mas, foi o Vasco que marcou, e com Ribamar, de letra.

Daí para frente, os técnicos mexeram bastante e os times passaram a criar chances em sequência. Vital, logo após o gol do Vasco, parou em Fernando Miguel, cara a cara.

O drama foi até o final, mas valeu a pena para o Timão. Aos 45, Everaldo foi cruzar, a bola desviou em Henrique e encobriu o goleiro do Vasco. Gol salvador, da vitória.

E agora?

O Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira para pegar o América-MG, na Neo Química Arena, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Na sequência, o duelo será contra o Internacional, pelo Brasileirão, de novo em Itaquera.

O Vasco vai enfrentar o Vasco, fora de casa, dia 1º de novembro.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - Após quatro derrotas consecutivas, o Palmeiras enfim voltou a vencer na noite desta quarta-feira. No Allianz Parque, sob o comando do interino Andrey Lopes, o time alviverde goleou o frágil Tigre por 5 a 0, resultado que garante a melhor campanha da primeira fase da Copa Libertadores pelo terceiro ano consecutivo.

Com 16 pontos e 15 gols de saldo, o Palmeiras, líder do Grupo B, supera o rival Santos na classificação geral e terá a vantagem de disputar as partidas decisivas como mandante nas etapas eliminatórias. Já o Tigre, que entrou em campo desfalcado por casos de covid-19, fica com apenas um ponto, com a pior campanha da primeira fase.

Os confrontos das oitavas de final da Copa Libertadores serão definidos por sorteio nesta sexta-feira, com os primeiros colocados dos grupos enfrentando os segundos. Às 16 horas (de Brasília) de domingo, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras pega o Atlético-GO, no Estádio Olímpico.

O Jogo - Em um começo confuso do Palmeiras, o Tigre deu um susto ainda durante os primeiros segundos da partida. Após falha de Felipe Melo pela direita, Magnin levou até o fundo e cruzou. Viña recuou curto de peito e Weverton precisou intervir para impedir gol de Morales.

Na resposta do Palmeiras, Gabriel Veron desceu pela direita e cruzou para dentro da área, mas Wesley e Luiz Adriano não conseguiram chegar a tempo de completar. Pouco depois, o centroavante recebeu de Zé Rafael na entrada da área e bateu colocado, com perigo.

O Palmeiras conseguiu inaugurar o marcador aos 33 minutos da etapa inicial. Em jogada pela esquerda, Wesley partiu para cima de Leizza, cruzou e viu a bola desviar em Monteseirin. Livre dentro da área , Raphael Veiga dominou e bateu forte para colocar o time da casa em vantagem.

Logo no começo do segundo tempo, Gabriel Menino desceu pela direita e sofreu pênalti de Melivillo. Na batida, Luiz Adriano chutou no canto esquerdo do goleiro e Zenobio espalmou pela linha de fundo. Aos 8 minutos, Menino cobrou o escanteio da direita e Gustavo Gomez cabeceou firme para ampliar a vantagem do Palmeiras.

Com o Tigre sem esboçar reação, o time da casa marcou o terceiro aos 20 minutos da etapa complementar. Após Luiz Adriano brigar pela bola na entrada da área, ela sobrou para Wesley. Zé Rafael recebeu do atacante e ampliou com um chute cruzado, rasteiro.

O quarto do Palmeiras na partida saiu aos 29 minutos do segundo tempo. Rony foi lançado por Danilo pela esquerda e cruzou para Gabriel Veron apenas completar diante das redes. Aos 35, Viña cruzou da esquerda e Rony finalizou com sucesso para encerrar o placar.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

FORTALEZA/CE - No dia do aniversário de 102 anos, O Fortaleza venceu o Palmeiras por 2 a 0 neste domingo, no Castelão, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por David.

A primeira metade da etapa inicial foi equilibrada. Os donos da casa, porém, fizeram dois gols entre os minutos 34 e 40 e encaminharam a vitória. Na sequência, o Verdão do auxiliar Andrey Lopes não conseguiu se impor.

Essa é a quarta derrota consecutiva do Palmeiras. Depois de 20 jogos de invencibilidade, o Verdão perdeu para Botafogo, São Paulo, Coritiba e Fortaleza. Essa foi a primeira após a saída de Vanderlei Luxemburgo.

Com a vitória, o Fortaleza vai para a sétima colocação no Brasileirão, com 24 pontos. O Palmeiras ocupa o oitavo lugar, com 22 somados.

O Leão voltará a campo para enfrentar o Ceará, na decisão do Campeonato Cearense, na quarta-feira. O Verdão atuará diante do Tigre (ARG), também na quarta, no Allianz Parque, pela Libertadores da América.

 

O JOGO

O Fortaleza começou a partida no ataque e teve a primeira chance aos 9 minutos, quando Yuri César deixou Osvaldo na cara do gol e Weverton fez grande defesa para salvar o Palmeiras.

No minuto 18, Gustavo Gómez ajeitou e Raphael Veiga desviou para ótima intervenção do goleiro Max Walef. O Leão respondeu aos 26, quando Weverton saiu do gol e evitou que Osvaldo saísse cara a cara.

Quando o placar marcava 29 jogados, Viña cruzou para Raphael Veiga. Max Walef defendeu à queima-roupa e jogou a bola para escanteio.

Aos 34, saiu o primeiro gol. Tinga tabelou com Ronald e o volante cruzou para David, com o gol aberto, abrir o placar. O lance foi validado com o auxílio do VAR.

O gol animou o Fortaleza e o segundo não demorou a sair. Em novo contra-ataque, Marlon cruzou para trás e Mayke acertou o travessão contra a própria meta. No rebote, David fez mais um.

 

SEGUNDO TEMPO

O Palmeiras se lançou ao ataque no segundo tempo, mas teve poucas chances claras e se preocupou a todo tempo com o contra-ataque do Fortaleza.

Com Wesley e Willian nos lugares de Mayke e Patrick de Paula, Andrey colocou a equipe toda para frente. A agressividade aumentou, mas a desorganização também.

A primeira oportunidade do Verdão na etapa final veio aos cinco minutos, quando Raphael Veiga deixou Willian na cara de Max Walef. A bola foi finalizada para fora.

Depois disso, o Palmeiras correu, tentou, mas pouco incomodou. Na metade final do segundo tempo, o Fortaleza controlou o jogo e administrou a vitória. Nos acréscimos, Gustavo Gómez foi expulso por reclamação.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - São Paulo e Grêmio não saíram do zero na noite deste sábado, no Morumbi, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida teve poucas chances de gol.

O primeiro tempo foi equilibrado, com o Grêmio mais perto de abrir o placar. Na segunda etapa, os visitantes foram ligeiramente melhores. Os gaúchos reclamaram de dois pênaltis de Reinaldo.

Com o empate, o São Paulo fica no quarto lugar do Brasileirão, com 27 pontos. O Grêmio é apenas o 10º na tabela, com 21 somados.

São Paulo e Grêmio voltarão a jogar pela Libertadores da América no meio de semana. O Tricolor, já eliminado, enfrentará o Binacional (PER) na quinta-feira, no Morumbi, mesmo dia dos gaúchos, já classificados, contra o América de Cali (COL), em Porto Alegre.

 

O JOGO

Aos seis minutos, a primeira polêmica apareceu. Pepê recebeu e caiu na área após disputa com Reinaldo. O árbitro Rafael Traci não deu nada.

A partida foi movimentada na etapa inicial, mas poucas chances claras apareceram. No minuto 25, Pepe bateu com desvio e a bola passou perto do travessão. Aos 40, Daniel Alves fez boa jogada, mas Bruno Alves isolou.

A bola que passou mais perto foi a dos acréscimos, quando Alison tocou para Maicon e o chute colocado raspou a trave de Tiago Volpi.

Alisson recebe na esquerda e encontra bom passe para Maicon, que pisa tirando da marcação e manda uma chapada que passa raspando a trave de Volpi!

 

SEGUNDO TEMPO E NOVA POLÊMICA

O São Paulo foi o primeiro a assustar na etapa final. Logo no primeiro minuto, Igor Gomes recebeu no meio-campo, avançou e chutou forte para Vanderlei espalmar. Aos 5, Geromel ajeitou e Kannemann desviou. Bola passou muito perto. Gremistas reclamaram de pênalti de Reinaldo.

Quando o placar marcava 14 jogados, Sara encontrou Reinaldo livre, que cruzou para Luciano bater com categoria, perto do gol de Vanderlei.

A metade final do segundo tempo foi de muita correria e marcação, mas nenhuma criatividade. 0 a 0 justo no placar final.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

MUNDO - O técnico Tite completou sua 50ª partida no comando da Seleção na noite desta terça-feira, pelas Eliminatórias Sul-Americanas. Com três gols marcados por Neymar, dois em cobrança de pênalti, o Brasil ganhou do Peru por 4 a 2 no Estádio Nacional de Lima.

Inspirado, Neymar chegou ao 64º gol pela Seleção e superou Ronaldo (62), ficando atrás apenas de Pelé (77), pelas contas da Fifa. Com seis pontos em duas rodadas, o Brasil lidera as Eliminatórias Sul-Americanas, já que leva vantagem sobre a Argentina no saldo. O Peru, por sua vez, tem apenas um ponto e aparece no oitavo posto.

Após as duas primeiras rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas, as seleções passarão cerca de um mês sem se reunir. Em 12 de novembro, o Peru encara o Chile, como visitante. Já a Seleção Brasileira entra em campo para pegar a Venezuela no dia 14, no Estádio do Morumbi.

O Jogo – A seleção peruana inaugurou o marcador em Lima logo aos 5 minutos do primeiro tempo. Ao cortar passe de Aquino para Farfan, Marquinhos acabou ajeitando a bola para chute de primeira de Carrillo no canto direito da meta defendida por Weverton.

Pouco depois, o Brasil perdeu grande chance com Firmino, mas conseguiu empatar aos 27 minutos da etapa inicial. Neymar teve a camisa puxada dentro da área por Yotun e o árbitro chileno Julio Bascuñan marcou pênalti. Na cobrança, o próprio atacante do Paris Saint-Germain converteu.

A Seleção Brasileira cresceu na partida e Neymar chegou a marcar novamente, mas a arbitragem marcou impedimento de Richarlison na origem do lance, confirmado pelo VAR. Na última chance do primeiro tempo, Renan Lodi cruzou da esquerda e Firmino cabeceou com perigo.

O Peru retomou a liderança no marcador aos 13 minutos da etapa complementar. Yotun cobrou lateral pela esquerda para dentro da grande área e Rodrigo Caio tirou de cabeça. No rebote, Tapia bateu de primeira, a bola desviou no zagueiro do Flamengo e matou o goleiro Weverton.

O time comandado por Tite chegou novamente ao empate aos 19 minutos do segundo tempo. Após cobrança de escanteio de Neymar pela esquerda, Firmino cabeceou e Richarlison ainda completou em cima da linha. O lance, demoradamente analisado pelo VAR, acabou validado.

Em jogada de contra-ataque, Everton Cebolinha cruzou da direita e o árbitro marcou pênalti de Zambrano sobre Neymar. Na cobrança, aos 37 minutos do segundo tempo, o camisa 10 virou. Aos 48, pouco depois da expulsão de Zambrano, Neymar aproveitou rebote de chute na trave de Everton Ribeiro e fechou o placar.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31