fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 
Anexar o sul da Ucrânia, a ambição que a Rússia oculta cada vez menos © Ed Jones

Anexar o sul da Ucrânia, a ambição que a Rússia oculta cada vez menos

Escrito por  Maio 20, 2022

RÚSSIA - Declarações de autoridades russas de alto nível quase não deixam margem para dúvidas: a Rússia prepara uma ocupação duradoura, ou mesmo anexação, dos territórios do sul da Ucrânia que assumiu desde o início de sua operação militar há quase três meses.

O presidente russo, Vladimir Putin, ao iniciar sua ofensiva em 24 de fevereiro contra seu vizinho, assegurou que os territórios ucranianos não seriam ocupados e sustentou que só queria defender as populações de língua russa que, segundo ele, seriam oprimidas por Kiev.

Mas a última declaração do vice-primeiro-ministro russo Marat Jusnulin, durante uma visita à região de Zaporizhzhia, tomada pelos militares russos, sugere outros alvos.

"Acredito que o futuro desta região é trabalhar dentro da amistosa família russa. É por isso que vim, para contribuir o máximo possível para a integração", declarou na quarta-feira.

O funcionário também explicou que a usina nuclear da região, que produz até 20% da eletricidade da Ucrânia, funcionará para a Rússia, a menos que Kiev pague.

Sergei Aksenov, governador da Crimeia, anexada por Moscou em 2014, falou em "vehr o futuro [da península e das regiões de Zaporizhzia e Kherson] dentro de um único Estado", a Rússia.

E as autoridades estacionadas pelo exército russo em Kherson também não escondem seu desejo de que essa área faça parte da Rússia.

"Hoje somos um território sob o controle das forças armadas [russas], mas no futuro [...] haverá uma região de Kherson na Rússia", disse Vladimir Saldo, chefe do governo pró-Rússia.

Anteriormente, havia anunciado que o rublo seria introduzido como moeda na região.

Além disso, a Rússia foi acusada de ter confiscado as colheitas naquela região, algo que Moscou nega.

Por outro lado, nos últimos três meses a anexação à Rússia das regiões separatistas de Donetsk e Lugansk - cuja independência foi reconhecida pelas autoridades russas pouco antes da ofensiva - foi mencionada, mas nenhum projeto específico foi anunciado.

 

- Consolidar conquistas -

O Kremlin não nega qualquer eventual anexação e afirma que quer respeitar a vontade das populações locais, boa parte das quais fugiu em consequência da ofensiva russa.

"O preâmbulo de qualquer ação nesse sentido só pode ser a expressão da vontade das populações dessas regiões [...] para que decidam com quem querem viver", disse Dmitri Peskov, porta-voz da presidência russa.

Uma ideia que lembra o referendo sobre a anexação da Crimeia à Rússia em 2014, embora, segundo Peskov, a ambição imediata das autoridades russas seja restaurar a água e a eletricidade nas áreas que ficaram sem elas devido aos combates.

Desde meados de abril, a Ucrânia denuncia que a Rússia prepara a anexação dessas regiões do sul, especialmente considerando que a campanha militar russa está registrando fracassos em outras áreas do país.

Kiev pretende lutar e reconquistar os territórios perdidos.

Embora a Rússia tenha encontrado forte resistência em Kiev, dificuldades no Donbass (leste) e teve que se retirar de Kharkiv (nordeste), desde as primeiras semanas do conflito ela controla a região de Kherson e grande parte de Zaporizhzhia.

A resistência ucraniana também impediu o avanço das tropas russas em Odessa, uma grande cidade portuária no Mar Negro, no sudoeste, e em Dnipro, no centro do país.

Mas, de fato, a Rússia já controla todo o litoral do Mar de Azov e pode esperar, com a queda de Mariupol, consolidar seus ganhos territoriais com uma ponte terrestre ligando o território russo à Crimeia.

Um general russo declarou no final de abril que o objetivo final da Rússia era controlar todo o sul da Ucrânia, até Odessa e Transnístria, um território separatista pró-Rússia da Moldávia.

 

 

AFP

Ivan Lucas

 Jornalista/Radialista

Website.: https://www.radiosanca.com.br/equipe/ivan-lucas
E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Top News

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Julho 2022 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
Aviso de Privacidade

Este site utiliza cookies para proporcionar aos usuários uma melhor experiência de navegação.
Ao aceitar e continuar com a navegação, consideraremos que você concorda com esta utilização nos termos de nossa Política de Privacidade.