fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

Evento objetiva propiciar reflexões relacionadas ao ensino a distância emergencial nas escolas e os seus possíveis desdobramentos

 

SÃO CARLOS/SP - No dia 9 de maio, o Departamento de Metodologia de Ensino (DME) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) realiza, totalmente a distância, a 1ª Jornada das Licenciaturas, que pretende dar visibilidade a questões pertinentes à formação inicial e continuada de professores, de forma que os envolvidos no campo educacional possam se inteirar do debate sobre a profissionalização docente, destacando-se o conhecimento da pluralidade de saberes para atuar como professor. 

Em sua edição inaugural, dado o contexto vivenciado pelo mundo diante da pandemia do novo Coronavírus, a temática será "Profissão docente em pauta - O que aprendemos com a Covid-19?", para propiciar aos participantes reflexões relacionadas ao ensino a distância emergencial nas escolas e os seus possíveis desdobramentos. A Jornada tem como públicos-alvo licenciandos, professores da Educação Básica, professores universitários, gestores da Educação.

O evento terá duas sessões de debates online, transmitidas pela plataforma Google Meet. A primeira ocorre das 9 às 11 horas e terá a participação de Elisângela Venâncio Ananias, docente do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (Cefid) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), que abordará o tema "Autonomia e identidades docentes em tempos de crise". Em seguida, das 15 às 17 horas, a videoconferência, intitulada "Tecnologias e ensino", será ministrada por Ana Elisa Sobral Caetano, docente no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia São Paulo (IFSP, campus de Cubatão).

As atividades são gratuitas e abertas a todas as pessoas interessadas, com inscrições a serem feitas por meio do preenchimento deste formulário online (https://bit.ly/jornadalicenciaturas), até o dia 7 de maio. Haverá emissão de certificado aos participantes. A 1ª Jornada das Licenciaturas conta com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão (ProEx) da UFSCar. Mais informações estão disponíveis no cartaz de divulgação do evento (https://bit.ly/jornadalicenciaturas2) e dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail 1jornada.licenciaturas@gmail.com.

Inscrições podem ser feitas até o dia 15 de maio

 

SOROCABA/SP - O Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEP-So) do Campus Sorocaba da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está com inscrições abertas, até o dia 15 de maio, na seleção de estudantes para dedicação exclusiva ao curso de mestrado acadêmico, com início no segundo semestre de 2020.

O PPGEP-So, com área de concentração em Gestão de Operações, tem por objetivo formar pesquisadores que possam atuar em subáreas de pesquisas associadas ao planejamento, implementação, controle e aperfeiçoamento de sistemas produtivos em sentido amplo.
Podem participar do processo seletivo candidatos portadores de diplomas de graduação de instituições de Ensino Superior reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC) ou, provisoriamente, de certificado ou documento equivalente. As inscrições devem ser realizadas exclusivamente por e-mail, conforme as orientações presentes na página do Programa (www.ppgeps.ufscar.br).

O processo seletivo terá duas etapas, ambas de caráter eliminatório e classificatório: análise de currículo acadêmico e arguição sobre texto científico original e individual, elaborado pelo candidato.
Todas as informações devem ser conferidas no edital, disponível no site www.ppgeps.ufscar.br, na opção "Estude no PPGEP-So" e, na sequência, "Processo Seletivo para o 2º sem. de 2020 (dedicação exclusiva)". Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone (15) 3229-5990.

Iniciativa foi premiada no Hackatrouble 2020 e em breve estará disponível

 

SÃO CARLOS/SP - Um grupo de estudantes de graduação da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), do curso de Bacharelado em Ciência da Computação, criou um aplicativo destinado a combater aglomerações geradas por filas em estabelecimentos como bancos e equipamentos de Saúde, dentre outros, durante a pandemia de Covid-19. A solução, chamada de "Fila Digital", foi desenvolvida durante o Hackatrouble 2020 (www.hackatrouble.com.br), maratona de programação realizada ao longo de 48 horas, de 17 a 19 de abril. Participaram desta edição do evento cerca de 500 pessoas, todas remotamente.

Com o "Fila Digital", o cliente ou pessoa que utiliza um determinado serviço pode colocar seu nome na fila ainda em casa, saber quantas pessoas estão na sua frente e dali a quanto tempo será atendido. Com isso, pode sair de casa no horário mais próximo ao atendimento e, assim, permanecer na rua, exposto aos riscos de contágio, pelo menor tempo possível. O uso é gratuito para cliente e estabelecimento, mas uma versão remunerada poderá oferecer serviços adicionais, como relatórios estatísticos com dados precisos gerados pelas filas, inclusão do estabelecimento em um mapa com filtros para tipo de serviço e tempo de espera e, também, ferramenta para agendamento via Whatsapp para públicos menos familiarizados com a tecnologia de aplicativos.

O Hackatrouble 2020 foi organizado pela SAE Brasil (Sociedade de Engenheiros de Mobilidade) e pelo Centro Paula Souza. A edição teve como objetivo o desenvolvimento de soluções inovadoras para implantação em curto prazo no combate à Covid-19, em quatro categorias: Saúde, Mobilidade, Negócios e Social. A equipe da UFSCar ficou em segundo lugar na categoria Negócios e, com isso, será incluída em plataforma com conteúdos e oficinas voltados ao aprimoramento do processo de inovação.

A equipe agora está aprimorando algumas funcionalidades do aplicativo para disponibilizá-lo nos próximos dias. Originalmente formada pelos estudantes da UFSCar Alcides Mignoso e Silva, Lorhan Sohaky de Oliveira Duda Kondo, Mariana Cavichioli Silva e Renata Sarmet Smiderle Mendes; e pelo aluno de Sistemas de Informação da ESPM Leonardo Penna de Lima, o time - apelidado de Research - agora conta com a também estudante da UFSCar Bianca Garcia Martins, responsável por realização de pesquisa de mercado e pela divulgação do app. Confira vídeo de apresentação do projeto produzido para o Hackatrouble em https://bit.ly/3b7giiZ.

Iniciativa visa contribuir na formação de um contingente habilitado para propor estratégias de prevenção contra formas de violação de direitos

 

SÃO CARLOS/SP - A manifestação da violência em diversos contextos da vida cotidiana exige do poder público e da sociedade civil mobilização para o enfrentamento dessa realidade que atinge diferentes populações em todo o território nacional. Com base nisso, o Laboratório de Análise e Prevenção da Violência (Laprev) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) oferece o curso de especialização lato sensu "Atendimento psicossocial a vítimas de violência", que tem a finalidade de colaborar na formação continuada de profissionais de diferentes áreas do conhecimento no que se refere ao atendimento psicossocial às vítimas de violência, bem como contribuir na formação de um contingente que seja habilitado para propor estratégias de prevenção contra formas de violação de direitos. 

A iniciativa, coordenada por Alex Pessoa, docente do Departamento de Psicologia (DPsi) da UFSCar, é voltada a profissionais da Psicologia e da Saúde (como médicos, enfermeiros e terapeutas ocupacionais), além de assistentes sociais, professores, educadores sociais, advogados, entre outros.

O curso, com carga horária total de 380 horas, está estruturado em eixos temáticos, subdivididos em temas e módulos que serão ministrados presencialmente. Haverá encontros mensais, distribuídos aos sábados e domingos, em períodos matutino e vespertino. As aulas, que têm início previsto para o dia 13 de junho, acontecerão no Auditório da Educação Especial, localizado no DPsi, área Sul do Campus São Carlos da UFSCar.

As inscrições são limitadas e devem ser feitas até a primeira semana de junho, por meio da plataforma box UFSCar (https://bit.ly/3eNcF55), onde constam mais informações sobre valores, corpo docente e disciplinas. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail especializacao.laprev@gmail.com ou pelo WhatsApp (16) 99710-7915.

Projeto, que tem parceria da UFSCar, busca voluntários para responderem questionários online

 

SÃO CARLOS/SP - Muitas pessoas dependem de cadeira de rodas para se locomover e o equipamento deve atender às necessidades específicas do seu usuário. Assim, o ideal é que o fornecimento da cadeira de rodas seja acompanhado por profissional capacitado. Nesse contexto, uma pesquisa realizada em São Carlos pretende identificar o perfil de atuação desses profissionais da Saúde e sua interação com os usuários de cadeira de rodas.
O estudo é desenvolvido pelo mestrando Ramon Guedes de Camargo, no âmbito do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Bioengenharia da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da Universidade de São Paulo (USP). A pesquisa é orientada por José Marques Novo Júnior, docente do Departamento de Educação Física e Motricidade Humana (DEFMH) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e coordenador do Laboratório de Inovação e Empreendedorismo em Tecnologia Assistiva, Esporte e Saúde (Lietec) da Instituição, que é parceiro do projeto. 
De acordo com os pesquisadores, o trabalho tem por objetivo identificar os principais problemas na interação entre profissionais e usuários de cadeira de rodas e oferecer soluções práticas que possam ser implementadas no cenário da oferta do equipamento no Brasil.
Para desenvolver o estudo estão sendo recrutados voluntários que deverão responder questionários online específicos para usuários de cadeira de rodas (http://bit.ly/pesquisaCRusuarios) e para profissionais da Saúde que prescrevem o uso do equipamento (http://bit.ly/pesquisaCRprofissional). A participação está aberta até o dia 31 de julho.
Mais informações sobre a pesquisa e o contato direto da equipe estão disponíveis no site https://ramonrgcamargo.com. Projeto aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFSCar (CAAE: 10881219.4.0000.5504).

Membros da comunidade externa também podem se inscrever nas disciplinas do tipo ACIEPE, no Período Suplementar de 2020 da UFSCar

 

SÃO CARLOS/SP - Nesta segunda-feira, 4 de maio, começam as atividades do Primeiro Período Letivo Suplementar de 2020, na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O Período Letivo Suplementar terá aulas e atividades de forma exclusivamente remota - ou seja, a distância - com início em 4 de maio e duração de 8 semanas, encerrando-se em 26 de junho. 

No Período Letivo Suplementar estão sendo oferecidas 64 disciplinas, distribuídas em 141 turmas, para estudantes de graduação dos campi de São Carlos (95 turmas), Araras (15 turmas), Sorocaba (28 turmas) e Lagoa do Sino (3 turmas). Além disso, estão sendo oferecidas 62 ACIEPES.

Disciplinas do tipo ACIEPE - Atividades Curriculares de Integração entre Ensino, Pesquisa e Extensão podem ser cursadas tanto por alunos de graduação da Universidade quanto por membros da comunidade externa, de modo totalmente gratuito. Estudantes de graduação já realizaram suas inscrições. Estudantes de pós-graduação e pessoas da comunidade externa devem consultar a lista das ACIEPES oferecidas, e seguir as orientações para inscrição. As vagas são limitadas.

Confira a lista das ACIEPES para o Primeiro Período Suplementar de 2020 aqui: http://www.extensao.ufscar.br/site/menu-1/aciepe

Produto resulta de parceria com fabricante de brinquedos

 

SÃO CARLOS/SP - A Nanox Tecnologia (www.nanox.com.br), empresa-filha da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), acaba de lançar máscara respiratória equivalente àquelas conhecidas como N95, mas com duas vantagens importantes: é reutilizável e o material do qual é feita tem propriedades bactericidas, antifúngicas e antivirais.
O produto é resultado de parceria com a fabricante de brinquedos Elka, que buscava destinação para seu parque industrial ocioso devido à pandemia de Covid-19. O contato foi estabelecido via IEC Partners, organização dos Estados Unidos que já interagia com ambas as empresas.
As propriedades antimicrobianas da máscara são resultantes da adição de micropartículas de prata aos polímeros dos quais é constituída a sua estrutura. Embora ainda não tenha sido possível comprovar sua ação contra o SARS-CoV-2, causador da Covid-19, o material já tem ação comprovada contra outros vírus. Além disso, a ação bactericida e antifúngica ajuda a evitar outras contaminações comuns em ambientes hospitalares, como, por exemplo, a pneumonia bacteriana.
O equipamento, batizado de Oto, é uma alternativa para profissionais de Saúde e outros usuários, especialmente diante da escassez de equipamentos de proteção individual (EPIs). A higienização demanda apenas água e sabão, além da troca do elemento filtrante (do tipo PFF2, descartável, fornecido no kit junto com as máscaras). 
A empresa está recebendo pré-reservas, e as entregas devem começar no final da primeira quinzena de maio. A capacidade instalada de produção já é de 200 mil unidades por mês, mas há possibilidade de ampliação para um milhão de máscaras, de acordo com a demanda.
Mais informações em www.otomask.com.br.

Nanox
A Nanox foi criada em 2004, por estudantes de iniciação científica e mestrado da UFSCar. Ela é uma spin-off do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids) apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), que tem sede na UFSCar. Na ocasião, a partir de demanda apresentada por uma fabricante de eletrodomésticos, os então estudantes vislumbraram a oportunidade de empreender na área de materiais baseados em nanotecnologia, à época quase inexistente no Brasil. Além da própria Fapesp, por meio do Programa de Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), a Nanox também recebeu apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

Empresas juniores da UFSCar participam da iniciativa, intitulada Transforme SP

 

SÃO CARLOS/SP - A Federação de Empresas Juniores do Estado de São Paulo (Fejesp), com colaboração do Núcleo São Carlos de Empresas Juniores, criou o projeto Transforme SP, uma campanha de financiamento coletivo que objetiva auxiliar micro e pequenas empresas (MPEs) do Estado de São Paulo a enfrentarem o momento de crise causado pela pandemia da Covid-19, minimizando prejuízos, evitando demissões e falências, além de investirem em educação empreendedora. A ideia é arrecadar R$ 240 mil e promover consultorias gratuitas junto às MPEs, que serão prestadas por empresas juniores (EJs).

O projeto foi a maneira que o Movimento Empresa Júnior (MEJ) paulista encontrou para ajudar o empreendedorismo do Estado durante a pandemia. Nesse sentido, quatro núcleos regionais de empresas juniores e uma centena de EJs se uniram para concretizá-lo - entre elas, cinco são da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar): empresas juniores de Engenharia de Produção do Campus São Carlos (Produção Jr) e do Campus Sorocaba (Líder Jr); de Computação (Cati Jr), do Campus São Carlos; de Administração (Meta Jr); e de Economia (Otimiza), ambas do Campus Sorocaba.

Marcelo Ávila, estudante do curso de Engenharia de Materiais da UFSCar e presidente do Núcleo São Carlos de EJs, diz que este "é o maior projeto do MEJ Paulista, com instâncias trabalhando para auxiliar micro e pequenas empresas a passarem pelo momento de crise com os menores efeitos colaterais possíveis". De acordo com ele, os agentes envolvidos irão trabalhar de maneira conjunta: "As empresas juniores irão desenvolver projetos, enquanto os agentes facilitadores  - Fejesp e núcleos - devem levar a iniciativa até as MPEs. Os investidores, por sua vez, trabalharão para fazer os projetos acontecerem sem nenhum gasto para os que mais precisam".
As consultorias gratuitas oferecidas para as MPEs do Estado devem auxiliar com novas estratégias perante o atual cenário em áreas como Marketing e Gestão Empresarial e Financeira, contribuindo para um melhor planejamento para que as empresas consigam manter suas fontes de renda.

Pessoas interessadas em colaborar com doações podem realizá-las pelo site https://fejesp.org.br/transformesp, onde também é possível realizar o cadastro de micro e pequenos empresários interessados em receber os serviços oferecidos pelo projeto. Mais informações sobre o Transforme SP constam no material de divulgação (https://bit.ly/2VJZvOx) e dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Rádio UFSCar apoia show beneficente para auxiliar o Cantinho Fraterno de São Carlos

 

SÃO CARLOS/SP - O show beneficente "Cantando pelo Cantinho" de Léo Presley & A Máfia de Memphis, organizado em parceria com a Rádio UFSCar, foi transmitido ao vivo pelo YouTube e Facebook do Cantinho Fraterno na última sexta (24). Somando todas as arrecadações, cerca de R$ 20 mil foram angariados para a instituição que abriga idosos na cidade de São Carlos. A live (apresentação ao vivo) aconteceu no Anfiteatro Bento Prado Jr., na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

A parceria entre o Cantinho Fraterno e a Universidade se deu por meio da Rádio UFSCar. "Conversando com o Presidente do Cantinho Fraterno, Luiz Botega, soube que eles gostariam de fazer uma live e que havia a necessidade de se angariar recursos a este lar de idosos. Minha ação inicial foi pedir à Reitoria da UFSCar permissão para utilizar um auditório da Universidade nesta ação beneficente, o que me foi prontamente autorizado. Em seguida, trabalhamos para viabilizar a parte técnica e toda a organização do palco", conta Pedro Dolosic, Diretor da Rádio UFSCar. 

Somando as visualizações do YouTube às do Facebook, foram mais de 8 mil pessoas alcançadas com a live. Somente durante a Live, foram arrecadados aproximadamente R$ 12 mil. "A live contou com diversas pessoas trabalhando voluntariamente por uma causa: ajudar o Cantinho Fraterno. Foram técnicos da UFSCar, colaboradores da Rádio e diversas pessoas da cidade de São Carlos empenhadas, além de empresas apoiadoras", conclui Pedro Dolosic.

Os interessados em colaborar com o Cantinho Fraterno podem entrar em contato com a instituição pelo telefone 16.3372.3414 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..br. Doações em dinheiro podem ser feitas diretamente na conta da entidade: 
Banco do Brasil | Agência 0295-x | Conta corrente 50000-3 | CNPJ: 59.620.518/0001-70. 

Atualmente, o Cantinho Fraterno conta com 34 moradores abrigados.

Em um total de 60 horas, atividades acontecem entre maio e junho

 

SÃO CARLOS/SP - O Departamento de Engenharia Civil (DECiv) e o Centro de Ciências da Natureza (CCN) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), junto com o Departamento de Geotecnia da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da Universidade de São Paulo (USP), oferecem ao longo de maio e junho o curso "Entendendo a Dinâmica da Terra", em um total de 60 horas, inteiramente a distância. A atividade acontece na modalidade de Atividade Curricular de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão (Aciepe), e as inscrições são abertas a estudantes de graduação em engenharias Civil e Ambiental, Gestão e Análise e Ambiental e Biologia; estudantes de pós-graduação em Engenharia Urbana e em Geotecnia; e demais pessoas interessadas na área de Ciências da Terra.
O primeiro encontro acontece em 12 de maio, a partir das 20 horas, de forma síncrona, via Google Hangouts Meet. Os encontros abordarão - em outros debates síncronos, na leitura de textos e por meio de filmes - a importância dos conhecimentos das Ciências da Terra para a Engenharia e ciências correlatas. O objetivo é compartilhar o conhecimento acumulado nas instituições participantes com a sociedade e contribuir para a consolidação da topofilia, ou seja, o elo entre o humano e o ambiente em que vive.
Os encontros devem mostrar como é possível utilizar esses conhecimentos nos estudos e análises ambientais. Os organizadores destacam que a temática é essencial para compreensão dos processos geológicos, uso sustentável dos materiais geológicos e gestão dos espaços urbanos e rurais. São responsáveis pela Aciepe as docentes da UFSCar Marcilene Dantas Ferreira, do DECiv, e Cláudia Marisse dos Santos Rotta, do CCN, com a colaboração de Jefferson Lins da Silva, da USP, e Gisele Yamanouth, da Universidade Federal do Pará (UFPA).
As vagas são limitadas. Para estudantes de graduação da UFSCar, a inscrição já foi encerrada conforme o calendário do Primeiro Período Letivo Suplementar. Para outras pessoas interessadas, a inscrição deve ser feita até o dia 8 de maio com envio de e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Mais informações podem ser solicitadas pelo mesmo e-mail.

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Novembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30