fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

MATÃO/SP - Em parceria com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) e a Fundação Pró-Sangue, de 23 a 29 de novembro, a AB Triângulo do Sol está veiculando mensagem de incentivo à doação de sangue nos painéis eletrônicos instalados nas rodovias: Doe Sangue. Faça o bem ao próximo! @prosangue.

A ação tem o objetivo de contribuir para o reabastecimento dos estoques dos hemocentros do estado de São Paulo. A pandemia de covid-19 causou a redução das doações, por isso, os estoques dos hemocentros atingiram níveis críticos, ficando muito abaixo da média, situação que prejudica o atendimento dos pacientes. Nesta quarta-feira, 25 de novembro, é celebrado o Dia Nacional do Doador de Sangue.

 

Doação segura

Devido ao novo coronavírus, a Pró-Sangue adotou uma série de medidas cautelares para aumentar a segurança dos doadores e dos profissionais de saúde, seguindo orientações técnicas do governo do estado de São Paulo:

 

  • Agendamento individual para evitar aglomeração e diminuir o tempo de permanência das pessoas nos postos de coleta;
  • Álcool gel em vários pontos do processo de doação para os candidatos manterem suas mãos higienizadas durante a permanência nesses locais;
  • Protocolo de triagem dos candidatos à doação de sangue: candidatos que apresentaram infecção pela covid-19 são considerados inaptos por um período de 30 dias, após recuperação clínica completa (assintomáticos); candidatos que tiveram contato direto (domiciliar ou profissional) com casos suspeitos ou confirmados de contaminação por coronavírus devem aguardar 14 dias após o último dia de contato, para realizar a doação de sangue; profissionais da saúde (médicos, enfermeiros, dentre outros) que tiveram contato direto (domiciliar ou profissional) com pacientes devem aguardar 14 dias após o último dia de contato, para realizar a doação de sangue.

 

Requisitos básicos para doação:

 

• Estar em boas condições de saúde;

• Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos;

• Pesar 50 quilos, no mínimo;

• Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);

• Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);

• Apresentar documento original com foto recente (emitido por órgão oficial), que permita a identificação do doador.

 

Para mais informações e endereços dos postos de coleta, acesse: http://www.prosangue.sp.gov.br/

 

AB Triângulo do Sol I Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo

A concessionária AB Triângulo do Sol é responsável pela administração de 442 quilômetros de rodovias que compreendem o Lote 9 do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo: Rodovia Washington Luís (SP-310), entre São Carlos e Mirassol; Rodovia Brigadeiro Faria Lima (SP-326), de Matão a Bebedouro; e Rodovia Carlos Tonanni / Nemésio Cadetti / Laurentino Mascari / Dr. Mario Gentil (SP-333), entre Sertãozinho e Borborema.

Em meio à pandemia de COVID-19, a quantidade de leite doado em um mês foi suficiente para alimentar o dobro da média de bebês

 

SÃO CARLOS/SP - O Banco de Leite da Santa Casa bateu recorde de doações: durante todo o mês de julho, 46 voluntárias doaram 58 litros de leite materno. Essa quantidade foi suficiente para alimentar 32 bebês internados, o dobro da média para um mês (10 na UTI Neonatal e os outros 22 na UCIN - unidade semi-intensiva - e nos quartos na Maternidade, ao lado das mães). “Chegar a essa quantidade de doações foi gratificante para todos nós aqui do Banco de Leite. Mostra o quão solidárias são as nossas voluntárias. Ainda mais quando sabemos que bancos de leite de outros lugares do país têm enfrentado dificuldades para conseguir doações”, comenta a enfermeira do Banco de Leite, Karine Silva.

Segundo o pediatra e coordenador do Banco de Leite, André Giusti, “o leite materno, além de ser mais fácil de digerir e ter mais calorias (e por isso, fornece mais energia para os recém-nascidos), também possui muitos anticorpos, melhorando a defesa da criança”.

O QUE FAZER PARA SE TORNAR UMA DOADORA DE LEITE

Para ser voluntária e doar leite materno, basta procurar o Banco de Leite, que fica dentro da Maternidade da Santa Casa. A candidata à doação passa por exames e faz um cadastro. Ela recebe frascos e outros materiais para fazer a doação. Então, uma vez por semana, a equipe do Banco passa para buscar o leite.  O atendimento é feito todos os dias, incluindo feriados, das 7h às 18h00. O telefone para contato é o (16) 3509-1175.

A técnica de enfermagem, Mikaele Duraes Santos, é uma das voluntárias do Banco de Leite. Duas semanas depois do nascimento da filha dela, Maria, hoje com 5 meses, começou a doar o leite materno. “Eu trabalho na Maternidade e sei como algumas gotas de leite podem salvar a vida de um bebê. Antes mesmo de engravidar, eu já planejava ser doadora”, comenta.

SERVIÇO:

BANCO DE LEITE DA MATERNIDADE DA SANTA CASA

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: todos os dias, incluindo feriados - das 7h às 18h. TELEFONE: (16) 3509-1175.

SÃO CARLOS/SP - A Campanha de Doação da Santa Casa completou 3 meses. Durante este período (23/3 a 30/6), o hospital arrecadou R$ 313.219,24. E com as doações de insumos, EPIs, alimentos e outros itens por empresas e voluntários, a Instituição deixou de gastar R$ 845.473,44.

Muitas dessas contribuições têm vindo por meio das lives. O proprietário da Canto Quieto Cutelaria Artesanal, Flávio Mesquita, que trabalha com a fabricação de facas artesanais, promoveu uma dessas ações virtuais. Ele decidiu rifar uma faca de churrasco e, com a venda das rifas, conseguiu angariar um valor de R$ 2.500 para o hospital. “Já tenho o hábito de doar mensalmente um valor ao hospital. Diante dessa situação que estamos vivendo, resolvi fazer a rifa. Pedi a ajuda de alguns amigos e, rapidamente, conseguimos vender 100 números de R$ 25,00 cada, e conseguimos arrecadar um valor significativo”, afirma. Mesquita ainda ressalta que a Live foi acompanhada pela Consultora do Setor de Captação de Recursos da Santa Casa, Angela Oioli, que falou um pouco sobre quais são as necessidades da Santa Casa neste momento de pandemia e como o valor será investido. “Espero ter contribuído, não só com o dinheiro, mas também com a sensibilização de mais pessoas a se tornarem contribuintes”, declara. O recurso arrecadado já foi usado para a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como jalecos, luvas, toucas e máscaras N-95 para os profissionais.

Preocupado com a situação das entidades que necessitam de ajuda nesse momento de pandemia, o Professor da Unesp, Weber Adad Ricci, também organizou uma Live e pediu, em troca, que os internautas fizessem doações à Santa Casa. “Me senti muito tocado pelo fato de que havia uma deficiência de algumas instituições nesse momento tão difícil de pandemia e resolvi ajudar de alguma forma. Durante a live, eu ofereci, durante 3 horas, uma aula com os meus conhecimentos em Odontologia e pedi para quem estava assistindo, que contribuísse com um valor ou com alguma doação. Fui surpreendido pela Destilaria Meneghetti de Brotas que, por intermédio de um dos dentistas que estava assistindo à aula, resolveu doar 1000 litros do álcool líquido 70%. É muito gratificante poder ajudar de alguma maneira”, conta o professor. 

A dupla Zé Renato e Raphael também ajudou a Santa Casa por meio de uma Live Sertaneja que aconteceu no dia 18 de junho. Durante a apresentação virtual foi possível arrecadar um valor de R$ 350,00. A doação será investida na compra de materiais descartáveis como aventais e luvas para ajudar na proteção dos profissionais de saúde. “A gente vem acompanhando tantos artistas fazendo Lives durante essa pandemia e decidimos também ajudar. Escolhemos a Santa Casa por ser um hospital de referência em São Carlos”, explica o músico Raphael.

“Tudo o que fizemos foi de coração para ajudar a Santa Casa. Qualquer ajuda neste momento é importante”, ressalta o médico obstetra, plantonista da Maternidade da Santa Casa e organizador da Live, Vinicius Reis Machado Costa.

 

DOAÇÕES DE ALIMENTOS E PRODUTOS DE HIGIENE

Além das ações virtuais, a Santa Casa vem recebendo diversas doações de alimentos e produtos de higiene. A empresa de tecnologia Liber Capital doou mais de 20 quilos de presunto e muçarela, 3 pacotes de rosquinhas de chocolate, 6 pacotes de bolacha água e sal e 1 pacote de açúcar. “Nossa empresa consegue funcionar com todos colaboradores em home office, mas reconhecemos que muitas pessoas não têm a mesma sorte. Fizemos a doação para ajudar, de alguma forma, quem está na linha de frente no combate à pandemia, já que esses profissionais correm risco enquanto prestam serviços essenciais para todos nós”, ressalta o Diretor Executivo, Victor Morandini Stabile.

O SESC São Carlos, que já é um parceiro tradicional da Santa Casa, tem ajudado diariamente com doações para as refeições que são servidas no hospital. Por meio do projeto Mesa Brasil (que recolhe alimentos fora dos padrões de comercialização de várias empresas, mas em condições seguras para consumo e encaminham para as entidades), a Santa Casa recebeu doações de 540 caixas de leite de amêndoa, 108 litros de leite desnatado, pão de mandioca, salgados, frutas, verduras e legumes. Além da alimentação, o Mesa Brasil doou 600 unidades de álcool em gel 70%, 400 unidades de álcool líquido 70% e 24 unidades de água sanitária que vão ajudar na higiene do hospital.

Transmissão ao vivo direto de uma mansão na orla da Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte, que vai virar DVD e fez parte do Circuito Brahma Live, contou com a apresentação de Sara Costa, irmã do cantor Eduardo Costa, e chegou a mais de 4 horas ininterruptas de música e um show de solidariedade, com a arrecadação de toneladas de alimentos, itens de higiene e valores em dinheiro que serão repassados ao Lar de Antônio Tereza

 

BELO HORIZONTE/MG - O último sábado (27) foi de festa e alegria para a dupla Beto & Breno. Diante da impossibilidade de subir aos palcos devido a pandemia de Covid-19, os artistas decidiram realizar a live ‘Amor de Lares’, que contou com mais de 4 horas de show e apresentação de Sara Costa, em uma mansão na orla da Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte, tendo como cenário cartões postais da capital mineira, como o espelho d’água, a Igreja São Francisco de Assis e o Parque Guanabara. Para quem não assistiu, a live, que vai virar DVD, está disponível no canal oficial dos artistas no YouTube, pelo link https://www.youtube.com/watch?v=I9nVqjhdHO0.

A live ‘Amor de Lares’, que fez parte do Circuito Brahma Live, teve no nome escolhido em alusão ao último sucesso da dupla, ‘Amor de Bares’, e foi uma celebração à música sertaneja. Com um repertório composto por sucessos de grandes nomes do sertanejo e músicas autorais, Beto & Breno alegraram a tarde e a noite de sábado de milhares de pessoas que acompanharam a festa on-line. Hits de  Zezé di Camargo & Luciano, Eduardo Costa, Bruno & Marrone, Leandro & Leonardo, Édson & Hudson, Chitãozinho & Xororó, Gusttavo Lima, Zé Neto & Cristiano, Marília Mendonça,  Matheus & Kauan e muitos outros nomes fizeram parte da transmissão ao vivo, além, é claro, de sucessos da dupla, como ‘Amor de Bares’, ‘Volta Maria’, ‘O Que que Ela Tem’ e outras canções.

“Foi um dia inesquecível. Estávamos entre amigos fazendo o que mais gostamos de fazer: cantar. Quando olho para trás e vejo tudo o que passou para chegarmos até aqui, recebendo todo esse carinho e esse reconhecimento, fico emocionado”, conta Beto, que derrubou lágrimas ao cantar ‘Ave Maria’ como um agradecimento por tudo o que tem acontecido na vida e na carreira da dupla. Esta parte da transmissão foi compartilhada pela página “Papa Francisco – Amigos e Amigas”, no Facebook, que tem mais de 4 milhões de seguidores, dos quais mais de 60 mil já visualizaram o vídeo.

 Outro momento marcante foi quando os cantores interpretaram ‘Casinha Branca’. A canção foi gravada por eles a pedido do produtor musical Arnaldo Sacomanni, do SBT, para ser a música tema da novela Cúmplices de Um Resgate e que no DVD ‘Entre Amigos, da dupla, conta com a participação especial de Eduardo Costa.

Continua depois da publicidade

De forma organizada e com uma transmissão impecável de imagem e som, a live ‘Amor de Lares’ contou com todos os cuidados para evitar os riscos de contaminação pelo novo coronavírus. A expertise nas medidas preventivas do Villefort, um dos patrocinadores do evento on-line, foi usada para garantir a segurança de toda a equipe técnica e dos artistas. O local foi desinfetado antes da apresentação e, durante todo o tempo de trabalho estavam presentes, profissionais da limpeza estavam atuando na assepsia de espaços e objetos. A banda de Beto & Breno e todos os profissionais que estavam fora de cena usaram máscara e tiveram as temperaturas aferidas antes de entrar na mansão. Além disso, o contato físico entre as pessoas foi o mínimo necessário e até mesmo a dupla higienizava as mãos durante live, como uma forma de proteção para eles e conscientização para o público.

Cerca de 40 empresas fizeram doações que surpreenderam Beto & Breno pelo volume arrecadado. Foram 1000 litros de leite, 2000 litros de álcool líquido 70, 1000 máscaras, 200 litros de suco, 1000 kg de produtos de limpeza, 1500 litros de água mineral, 700 brinquedos, 500 kg de ração, 20 tapetes pedilúvio para higienização de calçados, mais de 500 cestas básicas, quase 8 toneladas de alimentos em geral e R$ 23.300,00 em dinheiro. Todos os itens serão direcionados ao Lar de Antônio Tereza, que ajuda cerca de 800 crianças carentes.

“Estamos muito felizes pela corrente de solidariedade que foi criada. Empresas grandes, nomes fortes do mercado que estão conosco, que doaram e que se preocuparam em ajudar o próximo. O nosso sentimento é de missão cumprida e muita gratidão a todos os parceiros que são essenciais para Beto & Breno e que com toda certeza fizeram grande diferença na vida de centenas de crianças”, pontua Breno.

O sucesso da live ‘Amor de Lares’ só foi possível pela viabilização feita pelos patrocinadores. Beto & Breno são gratos e agradecem a Seara, a Brahma Duplo Malte, a Rivelli, a Vigor, ao Café Três Corações e ao Villefort Atacarejo, grande parceiro que tem apostado no talento dos artistas. “Somos gratos a Deus pelo dom de cantar e levar alegria para o público, mas não podemos esquecer de quem está apostando na gente e fazendo com que a nossa música chegue cada vez mais a um número maior de pessoas. A todos os patrocinadores da nossa live, nosso muito obrigado”, finaliza Beto.

Sobre Beto & Breno

Elias (Beto) e Breno se conheceram em 2009 e logo tornaram grandes amigos. Em 2011, montaram a primeira formação da dupla, com o nome ‘Breno & Gustavo’, que durou pouco, pois Breno teve que retornar à sua cidade natal, Vitória / ES. Ambos continuaram batalhando na música, sendo que Beto voltou para a sua primeira parceria musical, com Alessandro, e Breno seguiu carreira solo em terras capixabas.

Já em 2015, Breno retorna para a capital mineira e os dois nem pensaram muito e retornaram com a dupla, mas com um novo nome: Beto & Breno. Desde então, os artistas seguem batalhando para conquistar cada vez mais espaço e o retorno tem sido gratificante. Em 2019 eles foram considerados a dupla revelação em Minas graças ao sucesso de ‘Amor de Bares’, hit que ganhou as ondas do rádio, as redes sociais e os palcos dos maiores eventos da região, como, Festival Brasil Sertanejo, Arraiá de Belô, Pedro Leopoldo Rodeio Show, Expo Cachaça e muitos outros com projeção na mídia, conquistando cada vez mais fãs.

Com o sucesso repentino, as vozes de Beto & Breno ecoaram pelos quatro cantos do país quando foram convidados pelo SBT para interpretar a música ‘Casinha Branca’, que foi tema da novela Cúmplices de um Resgate.  E não para por aí, pois eles foram convidados a participar do projeto ‘Cerveja, Churrasco e Viola’, dirigido pelo Talismã, escritório do cantor Leonardo. A iniciativa contou com grandes artistas da música sertaneja, como, Matogrosso e Mathias, Eduardo Costa, Cézar e Paulinho, Trio Parada Dura, César Menotti & Fabiano, além, é claro de Beto & Breno.

E para coroar todo o sucesso conquistado, a dupla gravou e lançou em 2019 o DVD ‘Entre Amigos’, com as participações especiais de Fabiano Menotti (César Menotti & Fabiano), Eduardo Costa e Edy Brito & Samuel. A faixa ‘Amor de Bares’, que faz parte do trabalho, já está com quase 1,5 milhão de visualizações no YouTube.

Beto & Breno – Live ‘Amor de Lares’

Assista: https://www.youtube.com/watch?v=I9nVqjhdHO0

BROTAS/SP - Mais doações chegaram de empresas de Brotas, alimentos que viraram cestas básicas para famílias carentes, cadastradas em programas sociais da Prefeitura.

O prefeito Leandro, agradece ao empresário Lúcio, da Maq-Lúcio Casa Agropecuária pela doação de uma tonelada de produtos. Agradece também ao empresário Etore Pinotti, da Loja Calcinhas e Cuecas, pela destinação de 17 cestas básicas.

O Fundo Social e Secretaria de Desenvolvimento Social já entraram em contato com as famílias cadastradas nos programas sociais e estão organizando a distribuição!

Mais de 5 mil protetores já foram doados. Pessoas físicas e jurídicas podem colaborar e ampliar esta rede de esperança.

 

SÃO CARLOS/SP - São Paulo, Campinas, São Carlos, Itirapina, Pitangueiras e mais cerca de 20 cidades tiveram a saúde de sua população reforçada com a doação de protetores faciais pela UFSCar. O projeto, coordenado pelo Prof. Dr. Rafael Vidal Aroca, já entregou cerca de 5.200 máscaras tipo face shield. As doações foram para hospitais, UBSs, UPAs, profissionais da saúde, trabalhadores da segurança, dentre outros.

A importância do uso de máscaras é evidenciada pelos números da COVID-19. "Segundo estudos realizados neste ano de 2020, países que utilizam máscaras têm número menor de mortes por Coronavírus do que países que não utilizam", explica o Coordenador do Projeto. No entanto, devido à pandemia, a procura por máscaras e protetores faciais aumentou e sua oferta diminuiu. Ocasionou preços elevados e dificuldade para encontrar os produtos no mercado.

"Começamos a produzir logo no início da pandemia para entregar ao Hospital Universitário da UFSCar, que necessitava de aproximadamente 300 protetores faciais. No entanto, diversas unidades de saúde e outras cidades começaram a nos procurar. Por isso, nosso objetivo passou a ser ajudar o maior número possível de Instituições e salvar o maior número de vidas", conta o Engenheiro da UFSCar, Marcos Tan Endo.

Doações - Para produzir os protetores faciais, doações de pessoas físicas, de empresas e de outras unidades da UFSCar estão sendo fundamentais.

Doações de pessoas físicas e empresas podem ser feitas por meio do endereço http://ain.ufscar.br/FaceShields_UFSCar/ 

O contato também pode ser feito por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., diretamente com o Coordenador do Projeto, Prof. Dr. Rafael Vidal Aroca.

SÃO CARLOS/SP - O programa São Carlos Humanitária, desenvolvido pelo Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus, subcomitê de cidadania, realiza no próximo sábado, dia 16 de maio, o “Dia D” da solidariedade.
As doações vão ser recebidas em esquema de DRIVE THRU, das 8h às 17h, no Fundo Social de Solidariedade de São Carlos, localizado na rua Francisco Maricondi, nº 375, na Vila Marina, próximo ao Hospital Universitário.
Poderão ser doados alimentos não perecíveis, produtos de limpeza, produtos de higiene, agasalhos e produtos de proteção contra a COVID-19, como máscaras e álcool em gel.


“A nossa intenção é ajudar as pessoas que perderam seus empregos, estão sem renda ou tiveram o salário reduzido e não conseguem mais manter suas famílias. Vamos redobrar nossos esforços para atender essas pessoas que em virtude da pandemia do novo coronavírus passam necessidade neste momento”, ressalta a presidente do Fundo Social de Solidariedade de São Carlos, Lucinha Garcia.
Para a secretária de Cidadania e Assistência Social, Glaziela Solfa Marques, as doações vão complementar as ações que já estão sendo realizadas pela Prefeitura. “Com isso podemos ajudar a população mais vulnerável e os que agora perderam a autonomia financeira. Já intensificamos os trabalhos, porém com a campanha podemos aumentar ainda mais a área de cobertura”, acredita a secretária.
Durante a semana as doações podem ser feitas em 3 locais: no Departamento de Direitos Humanos, na rua Marechal Deodoro, 2.490, no Centro; também no Fundo Social de Solidariedade, na rua Francisco Maricondi, nº 375, na Vila Marina e no Tiro de Guerra, na rua Tiradentes, nº 592, no Jardim Macarengo.

SÃO CARLOS/SP - O Instituto Esperança São Carlense enviou para as UPAS, SAMU e SITS 150 máscaras que estão sendo doadas para a proteção dos profissionais de saúde que estão na linha frente  ao combate do coronavírus.

Segundo o próprio Instituto, a intenção agora é doar mais 800 máscaras totalizando quase 1000 máscaras doadas para a saúde de São Carlos.

O diretor do departamento de gestão do cuidado hospitalar, Fausto Sposito agradeceu as doações do Instituto esperança e afirmou que nesse momento tem sido muito importante para todos que representam o sistema de Saúde de São Carlos receber essas doações de equipamentos das empresas e entidades, que se solidarizam com a situação.

Doações de suco de laranja e outros itens complementam a alimentação servida no hospital e ajudam a reduzir os gastos mensais da Instituição

 

SÃO CARLOS/SP - A Santa Casa recebeu nesta semana muitos salgados congelados e tabletes de manteiga, além de frutas, verduras e legumes, do Sesc São Carlos. Por meio do projeto Mesa Brasil, esses alimentos são recolhidos de empresas e encaminhados para instituições sociais. “Desde a implantação do Mesa Brasil em São Carlos em 2017, a Santa Casa já é uma parceira. Doamos aproximadamente uma tonelada de alimentos mensalmente. Nossa doação é semanal e inclui basicamente hortifrutis, mas também doamos itens não perecíveis.”, explica a coordenadora do programa Mesa Brasil do Sesc São Carlos, Veridiana Blanco de Molfetta.

Os salgados foram servidos nas refeições de pacientes e colaboradores, juntamente com o suco de laranja doado pela Louis Dreyfus Company Brasil S.A. A empresa de Bebedouro entregou para a Santa Casa 4 mil litros de suco integral pasteurizado. “Queremos contribuir com a saúde de profissionais e pacientes neste momento de pandemia”, comenta o Gerente de Recursos Humanos, Daniel Gomes.

De acordo com a Gerente de Nutrição da Santa Casa, Olga Maria Picolo Vela, essas doações são fundamentais para ajudar na alimentação dos colaboradores e pacientes, além de reduzir os gastos mensais com a alimentação: “neste momento todas essas doações que recebemos são bastante importantes. Com essa ajuda, conseguimos economizar nas compras do mês e isso é muito benéfico ao hospital. Além disso, algumas doações destinamos direto para os profissionais que estão em contato com os pacientes com suspeita de COVID-19, para que eles se sintam ainda mais valorizados por estarem se dedicando ao próximo”. 

RECONHECIMENTO

Reconhecer o esforço dos profissionais que estão na linha de frente também foi o objetivo do Grupo Artesãs com Vida, ao entregar kits com bombons, trufas e uma boneca artesanal para 700 funcionários da enfermagem: “neste kit, colocamos mensagens preparadas, carinhosamente, pelas artesãs, familiares e amigos. Colocamos também uma boneca conhecida como Abayomi.  Quando se presenteia alguém com essa boneca, significa que você está oferecendo o melhor para essa pessoa. Acredito que cuidar do outro é responsabilidade de todos”, afirma funcionária pública e voluntária, Gláucia Elena de Moura Dotta.

O grupo, composto por 45 artesãs e mais 10 pessoas que trabalham de forma indireta na confecção das máscaras, também doou 7.701 máscaras de TNT. O material, no começo, foi adquirido e rateado entre as artesãs. Depois, as doações foram chegando através de amigos, e hoje o grupo conta com a solidariedade da comunidade em geral.

O laboratório Apsen também fez uma doação para a Santa Casa de 20 caixas de luvas, 11 litros de álcool em gel e 11 litros de álcool líquido para o Programa de Residência Médica em Ortopedia. “Nós vamos distribuir um kit contendo as luvas e o álcool para cada residente. A doação nos ajuda a oferecer o cuidado e atenção à segurança dos nossos residentes”, explica o coordenador da residência de Ortopedia, Rodrigo Reiff.

A Razek, empresa de produtos médicos cirúrgicos, doou prateleiras, armários, micro-ondas, geladeira, divisórias, cadeiras e 11 equipamentos de ar condicionado. "A Razek acredita que esse é um momento de solidariedade e união. Estamos certos de que vamos superar esse momento juntos. Ajudaríamos a Santa Casa São Carlos independentemente da situação, pois sabemos da sua importância e comprometimento com o nosso município e região", afirma Daniela Sassoli, diretora da Razek.

O presidente do Sinhores (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de São Carlos e Região), Silvio Carrera de Miranda, também fez uma contribuição importante para o hospital: doou 10 rolos de 50 metros de TNT para ajudar na confecção dos EPIs para a proteção dos profissionais, que foram entregues pela assessora de Comunicação Marilda Santos.

As doações não param por aí. O Supermercado Savegnago colaborou doando três carrinhos para auxiliar no transporte dos alimentos. A Capricórnio Têxtil doou 10.000 máscaras para a proteção dos profissionais. E a voluntária Sueli Forgerini contribuiu com 200 metros de elástico para a confecção de EPIs.

Outra iniciativa foi da aposentada Jaira Vidal. Ela conta que gostaria de ajudar as voluntárias na confecção de EPIs, mas pelo fato de fazer parte do grupo de risco, precisa ficar isolada. Por isso, resolveu ajudar de outra forma: “eu arrecadei com os vizinhos e amigas um valor R$ 1.240,00 para a compra de tecidos. Temos que reconhecer o trabalho dos profissionais que estão no hospital se dedicando pra cuidar do próximo”.

Em média, 30 voluntários têm agendado e comparecido todos os dias para fazer a doação

 

SÃO CARLOS/SP - O Banco de Sangue da Santa Casa tem recebido todos os dias, em média, 30 voluntários para doar sangue. O que tem feito os estoques permanecerem estáveis. Dessa forma, o Banco tem conseguido atender às demandas de urgência e emergência do hospital.

No começo da pandemia, apenas 10 doações estavam sendo feitas por dia. Em alguns dias, o Banco chegou a receber apenas 5 doadores. Mas com a mobilização de ONGs e voluntários e com a divulgação feita principalmente pela imprensa, esse número triplicou, chegando aos 30 doadores por dia.

“A nossa agenda está lotada até o dia 5 de maio. E isso se deve aos doadores que, entendendo a necessidade do Banco de Sangue e da Santa Casa, prontamente nos atenderam. Agradecemos muito a todos os voluntários”, afirma a coordenadora do Banco de Sangue, Ariane Iazorli.

Desde o dia 23 de março, depois da determinação da Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, as doações passaram a ser agendadas para evitar aglomerações. Também não é mais permitida a presença de acompanhantes. E é justamente por isso, que os doadores precisam chegar no horário, porque a cada 15 minutos, tem sido agendados dois voluntários. “Quando o voluntário atrasa, não conseguimos mais atender, justamente porque já tem outro agendado logo em seguida. E pela determinação da Associação, não podemos deixá-lo esperando na recepção, justamente para evitar as aglomerações”, orienta a coordenadora do Banco de Sangue.

Muitos voluntários também questionam por que o Banco de Sangue não amplia o horário para receber mais voluntários e, assim, estocar o sangue para ser usado quando necessário. O problema é que o sangue é formado por vários componentes. E cada um deles tem um prazo de validade. O plasma (parte líquida) dura 1 ano; as hemácias, 1 mês; mas as plaquetas, responsáveis pela coagulação, apenas 5 dias. E hoje ainda não existe uma tecnologia para conservar esses componentes por mais tempo. “É justamente por isso que a gente distribui 30 senhas por dia. Porque precisamos que as doações sejam contínuas, já que não conseguimos fazer estoque por muito tempo e as urgências e emergências não param de acontecer”, explica a coordenadora do Banco de Sangue.

Juntamente por isso é que as Campanhas e divulgações pedindo doações são constantes. A agenda está completa até o dia 5 de maio. Mas o Banco de Sangue já está trabalhando para que novos agendamentos sejam feitos depois disso, a fim de atender as demandas de maio e junho.

Lembrando que para ser doador, é preciso ter entre 18 e 69 anos, ter mais de 50 Kg e estar em boas condições de saúde. O voluntário também não pode fumar uma hora antes da doação e nem ingerir bebida alcoólica 24 horas antes. E é preciso apresentar um documento oficial com foto.

SERVIÇO:

BANCO DE SANGUE DA SANTA CASA

AGENDAR A DOAÇÃO: (16) 3509-1230:  Segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: Segunda a sexta-feira – 8h às 12 horas

                                                                  Sábados – 8h às 11 horas

Classificados Imóveis

Alugo Apartamento

R$ 550,00

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Comércio e Serviços em Geral