fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

A contribuição vai ajudar a minimizar os custos com EPIs para os profissionais que atuam na linha de frente

 

SÃO CARLOS/SP - O Provedor da Santa Casa, Antônio Valério Morillas Júnior, e o Diretor Técnico do hospital, o infectologista Vitor Marim, receberam a visita do vereador Azuaite Martins de França (Cidadania 23), que entregou um cheque no valor de R$ 4.565,11.  Pelo segundo mês consecutivo, o vereador doa o salário integral que recebe da Câmara Municipal para ajudar o hospital no enfrentamento da COVID-19.

O recurso mais uma vez será investido na compra de rolos de TNT para confeccionar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como máscaras e jalecos para os profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate ao novo Coronavírus.

“Não acho justo ficar com esse valor já que as atividades da Câmara estão paralisadas devido à pandemia. Quero receber pelo trabalho desempenhado. Reafirmo meu apoio ao hospital, e ressalto que esse é um gesto solidário. Os voluntários que se apresentarem de alguma maneira pra ajudar o próximo, são os que realmente constroem e defendem a vida”, afirma o vereador.

O parlamentar citou ainda que, há mais de 20 anos, quando lançou a primeira lei para arrecadação de recursos voluntários através da conta do SAAE, o prefeito da época não implementou a ação, conforme previa a lei: “nesta legislatura, juntamente com o vereador Lucão Fernandes, apresentamos novamente o projeto e conseguimos aprovação de uma lei semelhante. Esperamos que o prefeito venha à utilizá-la em benefício da Santa Casa e da população”. 

A contribuição do parlamentar chegou em boa hora, pois a Santa Casa tem dependido muito da ajuda de doadores e empresários, uma vez que os recursos enviados pelo Estado não são suficientes para atender as despesas do hospital, principalmente em um momento de pandemia.

De acordo com o Provedor, o ato de solidariedade do vereador contribui para minimizar os custos com EPIs: “o vereador Azuaite sempre apoiou a Santa Casa. Desde 1997 ele luta para lançar a lei de arrecadação de recursos para ajudar o hospital. O vereador também foi o pioneiro a doar o seu salário ao hospital. Em seguida, tivemos outros exemplos como dos vereadores Leandro Guerreiro (Patriota) e Dimitri Sean (PDT). Os nossos agradecimentos mais uma vez pela sua demonstração de amor ao próximo que vai ajudar muito no atendimento da população e dos profissionais”.

O Diretor Técnico e Infectologista da Santa Casa, Vitor Marim, enaltece a iniciativa do vereador e afirma que é essencial essa ajuda ao hospital: “reforço o agradecimento ao vereador Azuaite, pois é um gesto muito nobre de pensar na saúde do próximo. Esse é um momento de união e de sensibilização de todos, de pensar no coletivo e cuidar do outro”.

A verba vai ser destinada para o custeio do Serviço de Nefrologia. O recurso foi depositado na conta da prefeitura em dezembro e ainda aguarda liberação

 

SÃO CARLOS/SP - A senadora Mara Gabrilli, do PSDB-SP, destinou emenda de R$ 300 mil reais para a Santa Casa, para o custeio do Serviço de Nefrologia do hospital. O dinheiro foi depositado na conta do município no dia 26 dezembro do ano passado e ainda depende da liberação da prefeitura.  

“Já visitei São Carlos algumas vezes e tenho muito carinho pela cidade e pela região. Conheço o importante papel que as Santas Casas realizam e sei de toda a dificuldade que existe para fechar as contas. Por isso, costumo destinar mais de 80% das minhas emendas parlamentares para a área de saúde em todo o estado de São Paulo. Espero que esse valor ajude a Santa Casa a atender bem e a melhorar a vida de muitos são-carlenses”, afirma a senadora.

O responsável técnico pelo Serviço de Nefrologia da Santa Casa, o nefrologista Douglas Pinotti, explica que, normalmente, nos serviços de hemodiálise, já se tem um gasto muito grande com material. Desde o material usado para fazer higienização do braço do paciente, o cateter que ele usa para fazer a hemodiálise, as agulhas que são descartáveis, as linhas de sangue que conectam o paciente à máquina e todos os materiais como luvas, máscaras, os aventais descartáveis. “E com a pandemia da COVID-19, esse consumo aumentou. Porque agora, estamos usando mais máscaras, luvas e aventais descartáveis. Por isso, essa verba vem em um momento muito propício e é primordial para garantir a manutenção do nosso atendimento de qualidade”.

A emenda é resultado do trabalho que vem sendo feito pela Santa Casa há quase dois anos, com a criação do Setor de Captação de Recursos. Em outubro, uma equipe do hospital - composta pelo diretor administrativo e financeiro do hospital, Odahi Leite Souza (representando o provedor Antonio Valério Morillas Júnior), Ariellen Fernanda Guimarães, coordenadora do setor de captação de recursos, e Marcos Daniel Sousa, assessor de captação de recursos - esteve em Brasília. “Participamos de uma audiência com a senadora Mara Gabrilli. E a senadora, sensível à causa da saúde e preocupada com as dificuldades das Santas Casas para manter as contas equilibradas, se prontificou a nos ajuda’, explica a coordenadora do Setor de Captação de Recursos, Ariellen Guimarães.

Para o provedor da Santa Casa, Antonio Valério Morillas Junior, “a emenda da Senadora Mara Gabrilli vai ajudar o hospital a enfrentar a pandemia da COVID-19. Os recursos vão ser fundamentais para manter o Serviço de Nefrologia, que funcionou de forma terceirizada por 30 anos e que assumimos há 1 ano. Nesse período, modernizamos os equipamentos e conseguimos reduzir a mortalidade de pacientes crônicos. Enquanto a média nacional gira em torno de 14%, na Santa Casa, esse índice é de 12%. E a ajuda da senadora, vai ser imprescindível para mantermos esse nível de qualidade”.

As doações são para ajudar o hospital e os profissionais no combate à pandemia

 

SÃO CARLOS/SP - Os Rotary Clubs de São Carlos e o Distrito 4540 entregaram para o hospital 8.210 máscaras e 12.900 luvas descartáveis. A doação foi feita pelo Fundo de Desastre do Rotary International: “ajudar a Santa Casa é fundamental pelo atendimento que o hospital está dando e salvando a vida das pessoas neste momento sem precedentes. Além disso, pela coragem e dedicação que todos os funcionários, que têm que se expor diariamente para cumprir essa missão. Os Rotary Clubs e as Casas da Amizade de São Carlos reconhecem isso e estão se empenhando em várias ações para ajudar”, afirma o Governador-Assistente, Guilherme Parsekian.

A LATAM AIRLINES de São Carlos também contemplou a Santa Casa com 150 máscaras modelo “Face Shield”. Essas máscaras protegem de forma mais segura a face dos profissionais que realizam procedimentos em pacientes com suspeita de COVID-19. Segundo o Gerente Sênior do Centro de Manutenção da LATAM, Marcos Melchiori, não foi preciso fazer nenhuma adaptação nas máquinas para a fabricação das máscaras: “nós confeccionamos as máscaras nas oficinas que, normalmente, fabricam peças para o interior de aeronaves. A mão de obra, as ferramentas e os materiais foram redirecionados para esta finalidade. Usamos os recursos que já tínhamos, como o ABS (um tipo de plástico resistente), usado para fazer braços de poltronas, mesas de refeição e outros. Estamos felizes em poder contribuir com a Santa Casa de São Carlos. Essa doação reforça o nosso compromisso de ajudar os profissionais da saúde a salvar vidas".

A Advogada Regina Oioli, preocupada com a proteção dos profissionais, doou duas bobinas com 100 metros de elástico, que vão ser usadas na confecção de máscaras: “mesmo em momentos difíceis, sempre temos algo a oferecer, seja algo material ou uma palavra de acolhimento. Essa é a importância da doação, pois sempre tem alguém precisando de ajuda”.

As Universidades também se uniram para ajudar a Santa Casa. Uma parceria entre o campus da Unesp em Araraquara e a UFSCar resultou na doação de 40 galões de 5 litros de álcool em gel: “buscamos entidades na cidade que precisavam desse produto. Contamos com a ajuda do Instituto de Química da UNESP em Araraquara e nos unimos na ação. Tivemos também o apoio da 3M do Brasil que doou os insumos para a fabricação do álcool gel e do Tenente-Coronel da Polícia Militar, Paulo Belonci, junto à Guarda Municipal de São Carlos, que viabilizaram a logística necessária para a entrega dos produtos”, explica o Doutorando da UFSCar, Eduardo Backes.

A Vice-Diretora do Instituto de Química da Unesp em Araraquara, Dulce Helena Siqueira Silva, conta que essa doação teve a participação de mais de 30 voluntários do próprio Instituto de Química e de empresas doadoras de insumos e embalagens para a fabricação e enchimento do recipiente com o produto: “inicialmente, recebemos a doação de álcool hidratado de uma usina. Já tínhamos alguns insumos e buscamos parcerias para a doação ou empréstimos de equipamentos, embalagens e espessante para a produção do álcool em gel. Sem essas parcerias, não conseguiríamos dar essa contribuição para ajudar na contenção da disseminação da COVID-19”.

O hospital recebeu outras doações de EPIs. O Tonin Superatacado doou 125 litros de álcool gel para a higienização das mãos dos profissionais e pacientes. De acordo com o gerente da unidade de São Carlos, Leandro Luiz da Silva, o Tonin Superatacado tem uma preocupação com a comunidade: “é um trabalho de responsabilidade social que a rede Tonin faz em todas as cidades onde atua. Nos preocupamos com toda a população e com o hospital. Essa foi uma forma que o Tonin encontrou de ajudar a combater e minimizar essa pandemia. Somos gratos por fazer parte da história da cidade”, conclui o gerente.

Continua depois da publicidade

SHOW VIRTUAL

O empresário Emerson Peronti organizou um show virtual, que aconteceu no dia 25 de abril e contou com a animação da Banda Vinil 78. Cerca de 1.700 pessoas assistiram à live. Durante a apresentação, foi possível arrecadar, através da vaquinha virtual, um total de R$ 2.865. Com esse valor, vai ser possível comprar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os profissionais que estão no trabalho de linha de frente.

“Como empresário da cidade, queria ajudar o hospital de alguma maneira. Pensamos em três critérios: ajudar o artista local, fazer a doação para uma Instituição de credibilidade e despertar um pouco de interesse nas pessoas sobre o trabalho da loja Peronti. A Santa Casa foi escolhida como parceira do show, por ser uma Instituição que inspira a confiabilidade que a gente queria levar para o evento, por ter uma tradição e por ser uma centralizadora de casos nesse momento de pandemia. O show virtual teve uma transmissão profissional e de qualidade e contou também com a doação do trabalho por parte da equipe técnica e também dos equipamentos.  Todos abraçaram essa causa”, conta Emerson.

 

DOAÇÃO DE FLORES PARA CAPELA E ENTREGA DE KITS DOS VOLUNTÁRIOS DO GRUPO DA SAÚDE  

A Capela São José da Santa Casa ganhou um pouco mais de cor. A Capelinha, como é conhecida, é visitada por pacientes e familiares e leva conforto espiritual e esperança em momentos difíceis diante das enfermidades. Pensando nisso, a gerente da Floricultura Águas Claras, Carolina Moraes, resolveu doar quatro vasos de flores para a decoração: “nosso intuito é sempre levar um pouco de alegria e cor pra onde a gente puder. As pessoas que frequentam a Capela, normalmente estão passando por situações delicadas. As flores são apenas um pequeno gesto para amenizar esses momentos de angustia e levar um pouco de alívio aos corações”, afirma Carolina.

Outra ação para levar um pouco de conforto espiritual para os profissionais e pacientes que estão no hospital, foi do Grupo da Saúde da Igreja Universal de São Carlos. Uma equipe com 14 voluntários se mobilizou e levou 120 kits de café da manhã para os profissionais do noturno. Além disso, o grupo se organizou em frente à Santa Casa, para orar pelos colaboradores do hospital: “fizemos um trabalho de valorização aos profissionais da saúde que estão nessa batalha contra o Coronavírus. Como nesse momento não podemos fazer as visitas religiosas, oramos do lado de fora pelos pacientes e profissionais. Temos que contar sempre com o poder da fé.  Tentamos mostrar o quão importante é o trabalho desses profissionais que tanto se dedicam pra ajudar a população” explica o Pastor, Robson de Lima Santana.

RECONHECIMENTO AOS PROFISSIONAIS

Como forma de valorizar e homenagear os profissionais pelo Dia do Enfermeiro(a), o proprietário da UltraEco Lavagem Ecológica de Veículos, Claudinei Martins Silveira, presenteou 10 profissionais com os serviços de lavagem completa, descontaminação, resina protetora e higienização dos bancos: “conheço bem as necessidades dos hospitais. Vendo a situação mundial, sei o quanto esses profissionais são necessários. Essa foi a maneira que encontrei para homenageá-los”.

Mais um morador de São Carlos demonstrou um gesto de solidariedade. O bombeiro aposentado, Rodrigo Lopes, contou com parceria do Laboratório Nobrevie e da Farmácia Magistral, para doar 100 unidades de creme hidratante para as mãos. “Trabalhei por quase 27 anos no Corpo de Bombeiros da cidade. Tenho uma relação muito próxima com o SMU e com a Santa Casa e sei o quanto é difícil trabalhar num hospital. Por isso, conheço de perto o trabalho desses profissionais. O fato deles estarem usando o álcool em gel em excesso, fazem com que as mãos fiquem ressecadas. Pensei em levar um cuidado maior pra eles com o apoio do Laboratório e da Farmácia. É importante que eles saibam que a população está torcendo por cada um eles e que logo tudo isso vai passar”, ressalta Rodrigo.

 

DOAÇÕES DE ALIMENTOS

E por mais uma semana, o Mesa Brasil do Sesc São Carlos ajudou a enriquecer a alimentação dos colaboradores e pacientes do hospital. O projeto, que visa recolher alimentos fora dos padrões de comercialização e destinar para as entidades, doou diversos tipos de legumes, frutas, verduras, mistura para bolo e 25 quilos de farinha de trigo. Além disso, foram doados vários tipos de salgados como empada, esfiha e kibe, que foram usados para complementar o chá da tarde dos pacientes

As fiscais do COREN inspecionaram a estrutura do hospital, capacitação da equipe de enfermagem e fluxo de atendimento aos suspeitos de COVID-19

 

SÃO CARLOS/SP - O Conselho Regional de Enfermagem fez uma inspeção na Santa Casa. As fiscais avaliaram, entre outros requisitos, o processo de trabalho, o cuidado com a saúde ocupacional do profissional de enfermagem, a carga de trabalho e a disponibilização de EPIs. Concluíram que a Instituição tem respeitado as normas exigidas pelos órgãos reguladores para o enfrentamento da pandemia.

O hospital conta com uma equipe de 145 enfermeiros, 416 técnicos de enfermagem e 56 auxiliares de enfermagem, em um total de 617 profissionais.

Em abril, por conta da pandemia, o COREN, seguindo as determinações do Conselho Federal de Enfermagem, passou a fazer fiscalizações em hospitais de todo o Estado de São Paulo, com foco na COVID-19. O Conselho elaborou um formulário com 34 requisitos, pensando na segurança da assistência aos pacientes e também para conseguir avaliar as condições de trabalho dos profissionais de enfermagem com relação ao uso de equipamentos de proteção individual (EPIS), fluxos de atendimento e treinamentos para lidar com a doença.

“Quando fatores de risco, tanto para os pacientes quanto para os profissionais são identificados, nós fazemos recomendações e encaminhamos solicitações de providências, bem como, trabalhamos junto ao Ministério Público do Trabalho, Ministério Público e Vigilância Sanitária para sanar aquela situação", explica o chefe técnico da subseção de Ribeirão Preto do COREN-SP, Cezar Pedroso.

Para a Gerente de Práticas Assistenciais da Santa Casa, Vanisia Sulpino, a Santa Casa mostra que, mesmo com as dificuldades financeiras que a Instituição vem enfrentando, dependendo de doações e da solidariedade de empresários e voluntários, com gestão eficiente é possível administrar bem os recursos e organizar fluxos e a estrutura do hospital”.

Seguem alguns dos quesitos analisados pelo COREN-SP e as medidas que foram tomadas pela Santa Casa.  

POLÍTICA PARA MONITORAR FUNCIONÁRIOS COM SUSPEITA OU CONFIRMAÇÃO DE COVID-19

Na Santa Casa, todos os funcionários que têm apresentado sintomas passam por avaliação clínica. Em seguida, são encaminhados para coleta de exames e o laboratório credenciado tem dado prioridade aos profissionais de saúde e liberados em até 48 horas. Em casos mais graves, esses funcionários podem ser encaminhados para fazer o exame de diagnóstico por imagem dentro do próprio hospital. Até agora, 84 profissionais de enfermagem passaram por  avaliações. E apenas o resultado de 1 profissional de enfermagem deu positivo para COVID-19.

USO RACIONAL DE EPIS

Os funcionários tem disponíveis como Equipamentos de Proteção Individual máscaras N 95, máscaras cirúrgicas, privativos (uniformes), aventais, toucas, óculos de proteção e face shields.

CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO DAS EQUIPES

Na Santa Casa, o Centro de Simulação Realística do hospital está sendo usado para capacitação da equipe no enfrentamento da COVID-19. Um robô imita o paciente e com ele, os profissionais receberam treinamento para fazer a reanimação cardiopulmonar, intubação orotraqueal (quando o paciente tem insuficiência respiratória e precisa ser ligado ao ventilador pulmonar) e também a cricotomia de emergência (quando é preciso fazer uma perfuração na garganta do paciente para ligá-lo ao ventilador pulmonar). Além disso, a equipe foi treinada para lidar com todos os equipamentos de proteção e a maneira de usá-los corretamente para eliminar qualquer chance de contágio e contaminação.

ALOCAÇÃO E ISOLAMENTO DOS CASOS SUSPEITOS

A Santa Casa de São Carlos criou o Centro de Campanha no final de março, para atender casos respiratórios menos graves e orientá-los a continuar o tratamento em casa. O consultório conta com um médico que faz os atendimentos das 8h às 20h, todos os dias.

E no começo de abril, o hospital criou uma ala para atender pacientes com suspeita de COVID-19. São 32 leitos no total. Desses, 24 são leitos de enfermaria, para os casos menos graves, mas que necessitam de internação e 8 são leitos individualizados de UTI, com antessalas para que o paciente fique isolado dos demais.

MEDIDAS DE PROTEÇÃO PARA FUNCIONÁRIOS DO GRUPO DE RISCO

Com a pandemia de COVID-19, os funcionários com mais de 60 anos foram afastados e orientados a manter o isolamento social.

Gestantes e profissionais com doenças crônicas como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares foram tirados da linha de frente e remanejados para outros setores.

COMUNICAÇÃO

No final de março, a Santa Casa lançou o Boletim Coronavírus, disponível no site da Instituição. Pela ferramenta, são divulgados, todos os dias, o número de pacientes (SUS, convênios e particulares) internados com suspeita ou confirmação de COVID-19, se esses pacientes estão na UTI ou outra unidade de internação e o número de mortes suspeitas ou provocadas pela doença. Por meio do Boletim, os casos são monitorados e divulgados, a fim de dar transparência para o trabalho feito no hospital.

Além do Boletim Coronavírus, a Comunicação Interna também foi reforçada, para orientar sobre novos fluxos de atendimento e procedimentos para assistência aos pacientes confirmados ou com suspeita de COVID-19.

APOIO PSICOLÓGICO

A Santa Casa conta com um Centro Integrado de Humanização que, entre outros serviços, oferece apoio psicológico com 5 profissionais e 2 residentes em Psicologia para os profissionais do hospital.

SÃO CARLOS/SP - Três pessoas ficaram feridas após acidente de trânsito na Avenida José Pereira Lopes, na Vila Prado, em São Carlos, neste dia 26 de maio de 2020.

Segundo informações, Tio e sobrinho seguiam com uma YBR Yamaha, na cor preta, pela referida Avenida, no sentido bairro Botafogo, quando um caminhão teria freado bruscamente, o motociclista (Tio), ao desviar e tentar ultrapassar o caminhão pela esquerda, um pedestre acabou sendo atropelado, onde todos foram ao solo com escoriações.

O SAMU foi acionado, onde prestou os primeiros socorros ao Tio de 50 anos e ao sobrinho de 17 anos, e encaminhou ambos à Santa Casa de Misericórdia para maiores cuidados.

Já o funcionário da Electrolux, de 47 anos, foi socorrido por colaboradores da empresa até a enfermaria, onde com sangramento no rosto e muitas dores no corpo. Após os primeiros cuidados foi conduzido à Santa Casa de São Carlos.

SÃO CARLOS/SP - Os médicos Rafael Izar (cirurgião), Roberto Muniz Junior (infectologista) e Enrico Ioriatti (neurocirurgião) vão fazer uma nova live, no dia 24 de maio, às 16h. A apresentação vai ser transmitida pela página do Facebook do Move Sanca (grupo voluntário que une empresários e outros profissionais em ações em prol de São Carlos), parceiro dessa ação. O valor arrecadado vai ser usado para a compra de EPIS para a Santa Casa e cestas básicas para famílias carentes.

“A repercussão da última live foi muito grande. Tive a ideia de fazer, depois de ver as necessidades do hospital. Como, além de ser médicos, somos apaixonados por fazer música, decidimos repetir a dose. E dessa vez, com apoio do Move Sanca”, explica o cirurgião Rafael Izar.

A primeira live feita pelo trio de médicos no começo de abril foi acompanhada por 48 mil internautas e compartilhada 1.095 vezes. Durante a apresentação, 384 pessoas fizeram doações, num total de R$ 28.818,00, recursos usados para a compra de EPIS para a proteção dos profissionais de saúde no atendimento aos pacientes com suspeita de Coronavírus.

Para um dos líderes do Move Sanca e Fundador e CEO da Oz Produtora, Hygor Beltrão Amorim, a parceria com a Santa Casa vai unir forças em prol do município: “o Move Sanca tem trabalhado na arrecadação de fundos para a compra e distribuição de cestas básicas para famílias de São Carlos que se encontram em situação de alta vulnerabilidade, o que foi intensificado durante a pandemia. Unir o talento dos médicos músicos ao propósito de ajudar São Carlos e ajudar o principal hospital da região, faz com que essa live tenha um grande potencial de ajudar na arrecadação. Esperamos mais uma vez uma grande participação do público em forma da ação solidária”.

 

SERVIÇO:

LIVE DE TRIO DE MÉDICOS DA SANTA CASA

DATA: 24 DE MAIO

HORÁRIO: 16H

ONDE: FACEBOOK DO MOVE SANCA

COMO CONTRIBUIR: É SÓ CLICAR NO LINK QUE VAI ESTAR DISPONÍVEL NA PÁGINA DO MOVE SANCA

SÃO CARLOS/SP - O vereador Azuaite Martins de França (Cidadania), em pronunciamento na sessão da Câmara Municipal nesta terça-feira (19), apresentou números da dívida que a Prefeitura de São Carlos acumula com a Santa Casa de Misericórdia - cerca de R$ 15,4 milhões – correspondentes a cobranças judiciais de extrateto (valores não pagos que ultrapassam um teto financeiro definido pelo SUS), órteses e próteses, repasses de recursos federais repassados por parlamentares e valores de processo judicial em perícia.

“Em São Carlos a melhor contribuição, a grande ajuda no combate à Covid-19 em relação à Santa Casa de Misericórdia é a Prefeitura pagar o que deve ao hospital”, declarou Azuaite.

VALORES DEVIDOS - O vereador detalhou os números da dívida em valores atualizados em 18 de maio: cobranças judiciais de valores referentes à produção: extra teto de outubro de 2019 (R$ 470.469,69);novembro de 2019 (R$ 154.159,06); dezembro de2019 (R$ 289.495,55); janeiro de 2020 (R$ 316.884,05); fevereiro de 2020 (R$ 498. 755,09); março de 2020 (R$ 359.973,35); orteses e próteses de outubro de 2018 a outubro de 2019 (R$ 1.248.556,61), processo de paciente com decisão judicial (R$ 159.203,83), totalizando R$ 3.497.496,83.  Valores referentes a verbas federais destinadas ao hospital com repasses ainda pendentes: da Senadora Mara Gabrilli (R$ 300.000,00); do deputado Paulo Teixeira (R$ 150.000,00); da deputada Joice Hasselmann (R$ 200.000,00); da Deputada Katia Sastre (R$ 100.000,00); do deputado Cezinha de Madureira  (R$ 100.000,00) e da bancada paulista (R$ 1.063.715,00), totalizando mais R$ 1.913.715,00. Valores correspondentes a processo judicial em perícia (R$ 9.989.000,00). O total geral devido ao hospital corresponde a R$ 15.400.211,83.

Há 50 dias o vereador já havia feito pronunciamento na Câmara alertando que a Prefeitura deveria quitar suas dívidas com a Santa Casa como forma de ajudar no combate à Covid-19. “Até agora a Prefeitura não pagou”, disse ele. Na ocasião, Azuaite encaminhou ofício ao prefeito Airton Garcia Ferreira, no qual observou que a medida ajudaria a Santa Casa a “a garantir o seu funcionamento e a segurança dos profissionais que trabalham em contato com doentes, sem mesmo os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) mínimos”.

No início de abril e também agora, o parlamentar avaliou como corretas as medidas tomadas pela Prefeitura no que tange aos cuidados com a proteção da população diante da pandemia de Covid-19. “As medidas alinham-se com as normas do governo de São Paulo; há necessidade de afastamento social”, disse.

SITUAÇÃO DE GUERRA - Azuaite comparou o momento atual com o de uma guerra e observou que o Brasil não enfrentou sacrifícios impostos por guerras e bombardeios como os povos do oriente médio, Ásia e Europa, mas nesta pandemia registra um número de mortes muito superior aos de uma guerra. “No próximo domingo vamos superar os 20 mil mortos oficiais, sem contar as mortes não contabilizadas de vítimas da Covid-19 em nosso país”.

Frisou que no âmbito da cidade de São Carlos, a Câmara Municipal não se furtou em nenhum momento em ajudar a população, estabelecer parcerias e estender seus braços para as instituições da cidade para superar esse momento tão difícil. “Existem pessoas que não reconhecem, existem as que dedicam seu tempo a criticar os outros, mas existem também pessoas solidárias, que ajudam a construir a cidade e o Brasil”, afirmou.

Na opinião do vereador, a pandemia “faz a humanidade inaugurar o século 21, e depois dela haverá outra cultura, outra forma de pensar, um mundo completamente diferente de antes”. Ele disse acreditar que  haverá mudança na política, na administração dos países e no comportamento humano: “Vínhamos de um mundo com característica muito individualista, pessoas pensando em si mesmas; quando as  pessoas se viram isoladas no isolamento social, parece que sentiram que as outras pessoas existem e hoje estão ansiosas pelo abraço, pelo contato e pela aproximação”.

Azuaite considera que o principal sinal da sociedade nessa direção”é a extrema soliariedade de anônimos, de organizações que resolveram estender sua mão e dar sua ajuda, de qualquer forma possível para colaborar de forma generosa com o próximo”.

A verba vai ser destinada para o custeio da alimentação de pacientes e acompanhantes do SUS

 

SÃO CARLOS/SP - A deputada federal Katia Sastre, do PL, destinou emenda de R$ 100 mil reais para a Santa Casa, para a alimentação de pacientes e acompanhantes do SUS. O dinheiro foi depositado na conta do município e está em processo de liberação.

“Meu mandato trabalha com resultados e vejo esses resultados acontecendo com o serviço prestado pela Santa Casa de São Carlos. E destinar emendas para o hospital é uma forma de auxiliar o cidadão de bem que vive no município. Conheço de perto a realidade e as mazelas da saúde pública em nosso Estado e não posso ficar de braços cruzados: preciso ajudar com o que for preciso”, explica a deputada federal.

Segundo a Gerente de Nutrição da Santa Casa, Olga Maria Picolo Vela, “a alimentação balanceada é fundamental para que os pacientes se recuperem mais rapidamente. Afinal, uma dieta que inclui alimentos variados proporciona as vitaminas e nutrientes de que o nosso corpo precisa. Por isso, esses recursos são muito bem-vindos, já que vão ajudar o hospital nesse sentido”.

A emenda é resultado do trabalho que vem sendo feito pela Santa Casa há quase dois anos, com a criação do Setor de Captação de Recursos. Em outubro, uma equipe do hospital - composta pelo diretor administrativo e financeiro do hospital, Odahi Leite Souza (representando o provedor Antonio Valério Morillas Júnior), Ariellen Fernanda Guimarães, coordenadora do setor de captação de recursos, e Marcos Daniel Sousa, assessor de captação de recursos - esteve em Brasília. “Estivemos em Brasília, em uma audiência com a deputada Policial Katia Sastre que, de imediato, se prontificou a ajudar a Santa casa, ciente que esse recurso seria benéfico à população”, explica a coordenadora do Setor de Captação de Recursos, Ariellen Guimarães.

Para o provedor da Santa Casa, Antonio Valério Morillas Junior, “a emenda da Deputada Katia Sastre vai ajudar o hospital a reduzir custos com a alimentação. E esse apoio é fundamental neste momento em que a Instituição se desdobra para enfrentar a pandemia da COVID-19. O recurso é também um reconhecimento da importância da Santa Casa não só para São Carlos como também para a região e por isso, agradecemos muito o incentivo da parlamentar”.

A empresária fez uma vaquinha virtual e cerca de 200 clientes participaram da ação

 

SÃO CARLOS/SP - A proprietária da Les Cloches, Luciana Hildebrand, doou R$ 10.443,30 à Santa Casa. Ela montou uma vaquinha virtual e para cada cliente que participasse doando a cota mínima de R$ 25 reais para o hospital, a empresária deu um cupom para que a pessoa que doou concorresse ao prêmio de R$ 2 mil reais em roupas das lojas.

“Quando a quarentena começou, eu fiquei muito preocupada e fiz a promessa de que, se as vendas continuassem, eu faria algo para ajudar a Santa Casa. O movimento das minhas lojas se manteve, por isso, resolvi criar a vaquinha. Foi uma forma de agradecimento também”, conta a empresária Luciana Hildebrand.

A coordenadora do Setor de Captação de Recursos da Santa Casa, Ariellen Guimarães, conta que “o hospital tem recebido ajuda de todos os setores. E essa “corrente do bem”, criada pela Luciana, também vai ser fundamental para que a Santa Casa continue adquirindo os equipamentos de proteção individual para que, assim, nossos profissionais de saúde mantenham o atendimento”.

SERVIÇO:

AJUDE A SANTA CASA

VAQUINHA ONLINE #TODOSPORSÃOCARLOS

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/todosporsaocarlos-ajude-a-santa-casa

 

CONTAS BANCÁRIAS

CNPJ 59.610.394/0001-42

Banco Santander: Ag 3301 - Conta 13.000589-3

Caixa: Ag 3047 Op 003 - Conta 1001-3

Banco do Brasil: Ag 3062-7 - Conta 208000-1

Bradesco: Ag 3124 - Conta 30016-0

Horário das doações agora pode ser definido por WhatsApp. A ideia é ajudar na organização do fluxo de voluntários

 

SÃO CARLOS/SP - O Banco de Sangue da Santa Casa criou mais um canal de agendamento para doação de sangue. A partir de agora, as doações podem ser agendadas pelo WhatsApp. “Ampliamos a forma de agendamento pelo WhatsApp a pedido dos doadores. Uma maneira mais prática e rápida para todos”, afirma a coordenadora do Banco de Sangue, Ariane Iazorli.

Com a mobilização da população e dos voluntários, o Banco de Sangue tem recebido cerca de 30 doadores por dia. Esse número ajuda a atender às necessidades urgentes do hospital.  No momento, os estoques estão equilibrados, mas para a próxima semana, o número de agendamentos já diminuiu.

O importante é que as doações sejam constantes para manter o estoque estável, pois alguns componentes do sangue têm prazo de validade. O plasma (parte líquida) dura 1 ano; as hemácias, 1 mês; mas as plaquetas, responsáveis pela coagulação, apenas 5 dias. E hoje ainda não existe uma tecnologia para conservar esses componentes por mais tempo. “Estamos conseguindo atender todas as demandas de transfusão de sangue, mas nossa preocupação é com as plaquetas. Precisamos garantir plaquetas para as próximas semanas. Elas são essenciais nas cirurgias cardíacas”, explica a coordenadora do Banco de Sangue.

Devido à pandemia da COVID-19, desde março, o Banco de Sangue tem seguido as regras da Associação Brasileira de Hematologia. Foi proibida a entrada de acompanhantes e as doações estão sendo agendadas para evitar aglomerações. Dessa maneira, é possível garantir a proteção de todos e regular o fluxo de doadores.

Vale ressaltar que para ser doador, é preciso ter entre 18 e 69 anos, ter mais de 50 Kg e estar em boas condições de saúde. O voluntário também não pode fumar uma hora antes da doação e nem ingerir bebida alcoólica 24 horas antes. E é preciso apresentar um documento oficial com foto. Lembrando que o uso de máscara também é obrigatório.

 

SERVIÇO:

BANCO DE SANGUE DA SANTA CASA

AGENDAMENTO DE DOAÇÕES:

(16) 99104-6748 (WhatsApp) e (16) 3509-1230 (fixo)

De segunda a sexta-feira, das 8h às 15h

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

Segunda a sexta-feira – 8h às 12 horas

Sábados – 8h às 11 horas

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30