fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

BRAGANÇA PAULISTA/SP - O Palmeiras conquistou uma boa vantagem na briga pela classificação às quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, a equipe alviverde enfrentou o Red Bull Bragantino no Estádio Nabi Abi Chedid, pelo jogo de ida das oitavas, e venceu pelo placar de 3 a 1. Raphael Veiga, Wesley e Luiz Adriano marcaram para o time dirigido pelo auxiliar Andrey Lopes, mais conhecido como Cebola. Hurtado descontou.

Com o resultado, o Verdão pode perder por até um gol de diferença no jogo de volta para se classificar. Já o Massa Bruta precisa vencer por pelo menos dois gols para levar a decisão para os pênaltis. No torneio, o tento marcado fora de casa não é utilizado como critério de desempate.

Agora, as equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira (5), às 19h (de Brasília), no Allianz Parque. Antes, o Palmeiras encara o Atlético-MG, em casa, enquanto o Red Bull Bragantino enfrenta o Grêmio, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Ambos os jogos ocorrem na segunda-feira (2).

O jogo

O Palmeiras tirou o zero do placar logo aos quatro minutos. Wesley fez a interceptação no meio-campo, aplicou um chapéu no adversário e passou para Viña, que deixou para Zé Rafael. O meia avançou pela esquerda, passou pela marcação e cruzou rasteiro para Raphael Veiga. O camisa 23 chegou batendo e contou com um desvio em Léo Ortiz para balançar as redes.

Com um início de partida arrasador, o Verdão ampliou a vantagem aos 17 minutos. Felipe Melo achou um belo lançamento para Wesley, que chegou por trás da zaga, invadiu a área e encheu o pé para marcar o segundo gol alviverde.

E o terceiro tento veio aos 27 minutos, dos pés de Luiz Adriano. Weverton lançou Veiga no campo de ataque, e o meia acionou Rony, que avançou pela direita e cruzou na área. Léo Ortiz errou o corte e deixou livre para o camisa 10 palmeirense marcar: 3 a 0 no primeiro tempo.

Apesar da grande desvantagem no marcador, o Red Bull Bragantino voltou do intervalo determinado a correr atrás do prejuízo. O Massa Bruta tentou pressionar os visitantes nos primeiros minutos da segunda etapa, mas não conseguiu efetivamente ameaçar o gol defendido por Weverton.

O Palmeiras, por sua vez, não apresentou o mesmo ímpeto do primeiro tempo. Confortável na partida, o Verdão desacelerou nos 45 minutos finais e passou a administrar o resultado, sem oferecer mais tanto perigo aos donos da casa.

O Alviverde teve grande chance de marcar pela quarta vez aos 22 minutos, quando Rony ganhou a sobra do escanteio e puxou o contra-ataque pela direita. O atacante avançou sozinho, invadiu a área e tentou o passe para Wesley, mas Claudinho apareceu para fazer a interceptação.

Se o Palmeiras não conseguiu ampliar, o Bragantino descontou aos 37 minutos. Morato recebeu na entrada da área e achou Hurtado livre. O venezuelano dominou e bateu firme no canto direito de Weverton para dar números finais ao confronto.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - Após quatro derrotas consecutivas, o Palmeiras enfim voltou a vencer na noite desta quarta-feira. No Allianz Parque, sob o comando do interino Andrey Lopes, o time alviverde goleou o frágil Tigre por 5 a 0, resultado que garante a melhor campanha da primeira fase da Copa Libertadores pelo terceiro ano consecutivo.

Com 16 pontos e 15 gols de saldo, o Palmeiras, líder do Grupo B, supera o rival Santos na classificação geral e terá a vantagem de disputar as partidas decisivas como mandante nas etapas eliminatórias. Já o Tigre, que entrou em campo desfalcado por casos de covid-19, fica com apenas um ponto, com a pior campanha da primeira fase.

Os confrontos das oitavas de final da Copa Libertadores serão definidos por sorteio nesta sexta-feira, com os primeiros colocados dos grupos enfrentando os segundos. Às 16 horas (de Brasília) de domingo, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras pega o Atlético-GO, no Estádio Olímpico.

O Jogo - Em um começo confuso do Palmeiras, o Tigre deu um susto ainda durante os primeiros segundos da partida. Após falha de Felipe Melo pela direita, Magnin levou até o fundo e cruzou. Viña recuou curto de peito e Weverton precisou intervir para impedir gol de Morales.

Na resposta do Palmeiras, Gabriel Veron desceu pela direita e cruzou para dentro da área, mas Wesley e Luiz Adriano não conseguiram chegar a tempo de completar. Pouco depois, o centroavante recebeu de Zé Rafael na entrada da área e bateu colocado, com perigo.

O Palmeiras conseguiu inaugurar o marcador aos 33 minutos da etapa inicial. Em jogada pela esquerda, Wesley partiu para cima de Leizza, cruzou e viu a bola desviar em Monteseirin. Livre dentro da área , Raphael Veiga dominou e bateu forte para colocar o time da casa em vantagem.

Logo no começo do segundo tempo, Gabriel Menino desceu pela direita e sofreu pênalti de Melivillo. Na batida, Luiz Adriano chutou no canto esquerdo do goleiro e Zenobio espalmou pela linha de fundo. Aos 8 minutos, Menino cobrou o escanteio da direita e Gustavo Gomez cabeceou firme para ampliar a vantagem do Palmeiras.

Com o Tigre sem esboçar reação, o time da casa marcou o terceiro aos 20 minutos da etapa complementar. Após Luiz Adriano brigar pela bola na entrada da área, ela sobrou para Wesley. Zé Rafael recebeu do atacante e ampliou com um chute cruzado, rasteiro.

O quarto do Palmeiras na partida saiu aos 29 minutos do segundo tempo. Rony foi lançado por Danilo pela esquerda e cruzou para Gabriel Veron apenas completar diante das redes. Aos 35, Viña cruzou da esquerda e Rony finalizou com sucesso para encerrar o placar.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

FORTALEZA/CE - No dia do aniversário de 102 anos, O Fortaleza venceu o Palmeiras por 2 a 0 neste domingo, no Castelão, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por David.

A primeira metade da etapa inicial foi equilibrada. Os donos da casa, porém, fizeram dois gols entre os minutos 34 e 40 e encaminharam a vitória. Na sequência, o Verdão do auxiliar Andrey Lopes não conseguiu se impor.

Essa é a quarta derrota consecutiva do Palmeiras. Depois de 20 jogos de invencibilidade, o Verdão perdeu para Botafogo, São Paulo, Coritiba e Fortaleza. Essa foi a primeira após a saída de Vanderlei Luxemburgo.

Com a vitória, o Fortaleza vai para a sétima colocação no Brasileirão, com 24 pontos. O Palmeiras ocupa o oitavo lugar, com 22 somados.

O Leão voltará a campo para enfrentar o Ceará, na decisão do Campeonato Cearense, na quarta-feira. O Verdão atuará diante do Tigre (ARG), também na quarta, no Allianz Parque, pela Libertadores da América.

 

O JOGO

O Fortaleza começou a partida no ataque e teve a primeira chance aos 9 minutos, quando Yuri César deixou Osvaldo na cara do gol e Weverton fez grande defesa para salvar o Palmeiras.

No minuto 18, Gustavo Gómez ajeitou e Raphael Veiga desviou para ótima intervenção do goleiro Max Walef. O Leão respondeu aos 26, quando Weverton saiu do gol e evitou que Osvaldo saísse cara a cara.

Quando o placar marcava 29 jogados, Viña cruzou para Raphael Veiga. Max Walef defendeu à queima-roupa e jogou a bola para escanteio.

Aos 34, saiu o primeiro gol. Tinga tabelou com Ronald e o volante cruzou para David, com o gol aberto, abrir o placar. O lance foi validado com o auxílio do VAR.

O gol animou o Fortaleza e o segundo não demorou a sair. Em novo contra-ataque, Marlon cruzou para trás e Mayke acertou o travessão contra a própria meta. No rebote, David fez mais um.

 

SEGUNDO TEMPO

O Palmeiras se lançou ao ataque no segundo tempo, mas teve poucas chances claras e se preocupou a todo tempo com o contra-ataque do Fortaleza.

Com Wesley e Willian nos lugares de Mayke e Patrick de Paula, Andrey colocou a equipe toda para frente. A agressividade aumentou, mas a desorganização também.

A primeira oportunidade do Verdão na etapa final veio aos cinco minutos, quando Raphael Veiga deixou Willian na cara de Max Walef. A bola foi finalizada para fora.

Depois disso, o Palmeiras correu, tentou, mas pouco incomodou. Na metade final do segundo tempo, o Fortaleza controlou o jogo e administrou a vitória. Nos acréscimos, Gustavo Gómez foi expulso por reclamação.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - A quinta passagem de Vanderlei Luxemburgo pela Sociedade Esportiva Palmeiras terminou na noite desta quarta-feira. Após o revés diante do Coritiba, o terceiro seguido no Campeonato Brasileiro, a diretoria do clube se reuniu na Academia de Futebol e decidiu demitir o treinador.

A agremiação confirmou a informação por meio de nota postada em seu site oficial. “O Palmeiras agradece a Luxemburgo pelo trabalho desenvolvido em sua quinta passagem pelo clube, na qual conquistou o Campeonato Paulista de 2020”, diz o texto.

Assim, Luxa deixa o cargo após um retrospecto de 18 vitórias, 15 empates e cinco derrotas, com 54 gols marcados e 28 sofridos ao longo desta temporada. Com o treinador, saem também o auxiliar Maurício Copertino e o preparador físico Antônio Mello.

Encarregado de suceder Mano Menezes, Vanderlei Luxemburgo teve o ponto alto de sua gestão no Campeonato Paulista 2020. Jogando de forma pragmática, o Palmeiras quebrou um jejum de 12 anos ao superar o arquirrival Corinthians nos pênaltis após dois empates nas finais.

O time alviverde chegou a passar 20 jogos consecutivos sem derrota (10 vitórias e 10 empates), mas teve rendimento decepcionante na maioria deles. Antes apontada como ponto de sustentação para o trabalho de Luxa, a sequência ruiu diante do Botafogo e a crise se instalou com os tropeços contra São Paulo e Coritiba.

A despeito do futebol abaixo do esperado exibido pelo Palmeiras há algum tempo, Luxa ganhou sobrevida em função do contexto do clube alviverde em 2020, temporada marcada pela pandemia de covid-19. Com apenas duas contratações, o técnico precisou recorrer aos jovens da base e ainda perdeu Dudu.

Após a derrota contra o frágil Coritiba, no entanto, a situação de Luxa ficou insustentável. Com seis alterações na formação titular, o time sofreu dois gols logo no primeiro tempo e, claramente bagunçado em campo, não conseguiu reagir, causando a despedida do treinador.

Dono de oito títulos pelo Palmeiras, Luxa é o técnico recordista no quesito, já que ganhou o Campeonato Paulista (1993, 1994, 1996, 2008 e 2020), o Brasileiro (1993 e 1994) e o Rio-São Paulo (1993). Aos 68 anos, ele sai com 244 vitórias, 96 empates e 71 derrotas em 411 jogos, com 810 gols marcados 372 sofridos.

 

 

*Por: Bruno Ceccon / GAZETA ESPORTIVA

RIO DE JANEIRO/RJ - O Palmeiras entrou em campo para enfrentar o Botafogo como único invicto do Campeonato Brasileiro, mas não conseguiu manter a condição no Estádio Nilton Santos. Na noite desta quarta-feira, desfalcado de cinco titulares, o time alviverde desperdiçou um pênalti e acabou derrotado por 2 a 1.

Superado após 20 jogos consecutivos sem derrota, o Palmeiras permanece com 22 pontos e cai para a quinta colocação do Campeonato Brasileiro. O Botafogo, por sua vez, volta a vencer após 10 rodadas e chega aos 15 pontos para assumir o 15º posto.

Pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras volta a campo para disputar o clássico contra o rival São Paulo às 19 horas (de Brasília) deste sábado, no Allianz Parque. Já o Botafogo encara o Sport às 18h15 de domingo, no Estádio da Ilha do Retiro.

O Jogo - O Botafogo foi superior no início da partida e criou a primeira oportunidade de gol. Bruno Henrique acabou desarmado na saída de bola e Rhuan cruzou da esquerda. Honda e Babi tentaram completar para o gol de carrinho, mas não conseguiram chegar a tempo.

O Palmeiras equilibrou a partida e também deu um susto no goleiro Diego Cavalieri ao aproveitar uma saída errada do adversário. Willian recebeu de Rony e ajeitou para Patrick de Paula. De canhota, o meio-campista bateu forte e viu a bola sair perto da trave esquerda do Botafogo.

O time comandado por Vanderlei Luxemburgo ainda voltou a assustar nos minutos finais da etapa inicial. Em cobrança de escanteio do lado esquerdo, Raphael Veiga levantou a bola na área. Willian completou na primeira trave e cabeceou com muito perigo.

Com os dois times sem alterações para o segundo tempo, o Botafogo conseguiu inaugurar o marcador ainda antes do minuto inicial. Kevin cruzou rasteiro da direita e o centroavante Pedro Raul apareceu na primeira trave para completar diante de Jailson.

Com o Palmeiras ainda grogue, o Botafogo aumentou aos 4 minutos. Victor Luis bateu falta de longe, Pedro Raul desviou e a bola sobrou para Caio Alexandre finalizar. Jailson defendeu, mas o próprio Caio Alexandre marcou no rebote. O assistente Bruno Boschilia assinalou impedimento, mas o lance foi validado pelo VAR.

Aos 31 minutos, com as cinco trocas já realizadas, Gustavo Scarpa cruzou da esquerda, Wesley desviou e Willian marcou para o Palmeiras. Quatro minutos depois, Willian recebeu de Lucas Lima e sofreu pênalti de Diego Cavalieri. Na cobrança, o próprio Willian bateu para defesa do goleiro botafoguense, perdendo a chance de empatar.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - O Internacional interrompeu uma sequência de sete jogos de invencibilidade do Palmeiras na Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. Nesta segunda-feira (5), mesmo atuando no Allianz Parque, em São Paulo, as Gurias Coloradas derrotaram as palestrinas por 3 a 1, pela 13ª rodada da competição, e estão virtualmente classificadas às quartas de final.

O Colorado saiu na frente aos 16 minutos do primeiro tempo, em cobrança de falta da meia Djeny, no ângulo. O segundo saiu no início da segunda etapa, com Belinha. Aos nove minutos, a lateral aproveitou o rebote da goleira Vivi, após escanteio batido pela meia Rafa Travalão na pequena área, e mandou para as redes. Aos 17, Vivi deixou a bola escapar ao tentar cortar um passe da atacante Byanca Brasil e a também atacante Jheniffer marcou o terceiro. O Palmeiras descontou aos 21, com a atacante Rosana, na sobra de um cruzamento da lateral Isabella que parou no travessão.

A equipe gaúcha assumiu o terceiro lugar, com 27 pontos. A distância para o Flamengo, nono colocado e primeiro time fora da zona de classificação, é de seis pontos. O Rubro-Negro ainda pode alcançar o Inter em pontos e número de vitórias.  O Verdão permanece com 24 pontos, no G-8, mas caiu para sétimo, devido à vitória da Ferroviária sobre o Santos, na Vila Belmiro, por 2 a 1, no duelo que encerrou a rodada.

 

Ferroviária x Santos

A meia Rafa Mineira, com um golaço por cobertura, da intermediária, colocou as Guerreiras Grenás à frente, aos 42 minutos do primeiro tempo. Na etapa final, a goleira Luciana se destacou com duas defesas importantes, inclusive a de um pênalti batido pela atacante santista Larissa. Aos 22, a meia Aline Milene ampliou para o time de Araraquara (SP). Dois minutos depois, a atacante Thaisinha diminuiu para as Sereias, que pressionaram, mas não conseguiram o empate. A Ferroviária foi a 26 pontos, na quinta posição. O Alvinegro, já classificado, é o vice-líder, com 30 pontos

 

Minas Brasília x Iranduba

Em outro jogo desta segunda, o Minas Brasília foi a Manaus e derrotou o Iranduba por 2 a 0, em duelo direto contra o rebaixamento. A atacante Bárbara, capitã do Minas, balançou as redes duas vezes, aos 39 minutos do primeiro tempo e aos 11 do segundo tempo. O Hulk da Amazônia teve a chance de diminuir nos acréscimos do segundo tempo, mas a atacante Brenda não converteu a penalidade.

A vitória manteve as brasilienses na 12ª posição, agora com 14 pontos. São quatro de vantagem para o próprio Iranduba, que abre o Z-4, em 13º. Um novo triunfo nas duas rodadas finais da primeira fase, contra Cruzeiro ou Internacional, garante a permanência do Minas na Série A1. Às amazonenses, resta torcer contra o time da capital federal e ganhar os dois próximos compromissos, diante de Avaí/Kindermann e Palmeiras.

O resultado na Arena da Amazônia também confirmou o rebaixamento do Audax, 14º colocado, com sete pontos, podendo chegar somente a 13. Ao time de Osasco (SP), o melhor placar em Manaus seria o empate, já que uma vitória do Iranduba levaria o Hulk a 13 pontos, mas com um saldo de gols bem superior ao das paulistas, que ficaram em situação difícil ao serem goleadas pelo Flamengo no domingo (4), por 4 a 0.

 

Confira a classificação completa da Série A1 do Brasileiro Feminino.

 

 

*Por:Lincoln Chaves - Repórter da TV Brasil e da Rádio Nacional

*AGÊNCIA BRASIL

SÃO PAULO/SP - Com o esperado primeiro gol de Rony, o Palmeiras assegurou sua classificação às oitavas de final da Copa Libertadores na noite desta quarta-feira. No Allianz Parque, o time alviverde deslanchou no segundo tempo e atropelou o Bolívar com um triunfo por 5 a 0.

Com 13 pontos ganhos, o ainda invicto Palmeiras lidera o Grupo B, completado por Guaraní (7), Bolívar (4) e Tigre (1). Nesta quinta-feira, o time argentino ainda recebe o adversário paraguaio, mas a equipe brasileira não sai mais da zona de classificação às oitavas de final.

Pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 19 horas (de Brasília) deste sábado, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Ceará, no Allianz Parque. Pela Copa Libertadores, no encerramento da primeira fase, o time alviverde pega o Tigre às 21h30 de 21 de outubro, novamente na arena.

O Jogo - O Palmeiras conseguiu inaugurar o marcador no Allianz Parque logo aos 2 minutos do primeiro tempo. Em boa trama ofensiva, Rony recebeu pela direita e cruzou. Ao escorar, Wesley não conseguiu acertar o gol, mas Willian, atento, completou com sucesso.

Após sofrer o gol, o Bolívar cresceu no jogo e ganhou certo volume. Em chute disparado de fora da área, Rey obrigou Weverton a trabalhar. Pouco depois, após cruzamento da direita, Emanuel não pegou em cheio, mas o goleiro palmeirense teve que espalmar.

O Palmeiras ainda conseguiu chegar de forma consistente ao campo de ataque mais uma vez durante a etapa inicial. Após lançamento em profundidade de Felipe Melo, Wesley recebeu pela esquerda, carregou para o meio e chutou. Rojas, então, saltou no canto para defender.

O time mandante voltou atento para a etapa complementar no Allianz Parque e aumentou sua vantagem logo no minuto inicial. Wesley recebeu de Matias Viña pela esquerda, carregou para cima da marcação e bateu colocado para marcar um golaço, seu primeiro como profissional.

Aos 13 minutos, Rony cruzou da direita, Gustavo Gomez disputou pelo alto e a bola sobrou para Matias Viña marcar seu primeiro gol pelo Palmeiras em um chute firme de canhota. Dois minutos depois, o lateral esquerdo cruzou e Raphael Veiga aumentou de direita em um frango de Rojas.

Aos 18 minutos, após recuo curto do Bolívar, Wesley fez belo cruzamento da direita e Rony completou de cabeça do lado oposto para enfim marcar pelo Palmeiras. Como de costume, Vanderlei Luxemburgo aproveitou suas cinco substituições e, sem forçar o ritmo, o time alviverde não correu riscos até o final da partida.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

MUNDO - Sem criatividade, o Palmeiras correu riscos no Estádio Defensores Del Chaco na noite desta última quarta-feira, mas empatou por 0 a 0 contra o Guaraní, pela quarta rodada da Copa Libertadores. Antes com 100% de aproveitamento, o time alviverde segue na liderança, mas ainda não garante presença nas oitavas de final.

A duas rodadas do fim da primeira fase, em situação confortável, o Palmeiras lidera o Grupo B com 10 pontos ganhos e depende de um empate para avançar. O Guaraní, por sua vez, tem sete pontos e figura na segunda colocação, seguido por Bolívar (4) e Tigre (1).

Pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras enfrenta o Flamengo às 16 horas (de Brasília) deste domingo, no Allianz Parque. Às 19h15 da próxima quarta-feira, pela quinta rodada da Copa Libertadores, o time alviverde encara o Bolívar, também em sua arena.

O Jogo - Logo no começo da partida, após cobrança de falta, Morel desviou para o gol e Weverton precisou ceder escanteio. Pouco depois, Gabriel Menino recebeu de Matias Viña e arriscou de fora da área para o goleiro Servio espalmar a bola pela linha de fundo.

Após um início equilibrado, o Guaraní cresceu na partida e criou as melhores oportunidades. Fernando Fernandez avançou pelo meio e, com espaço, bateu de fora da área. A bola tocou na trave direita de Weverton, que reclamou bastante após a saída pela linha de fundo.

O time paraguaio ainda conseguiu dar um novo susto no Palmeiras durante o primeiro tempo. Em jogada construída pelo lado esquerdo, Florentin recebeu de Merlini, limpou a marcação de Felipe Melo e bateu de dentro da área. A bola desviou em Gustavo Gomez e saiu com perigo.

O Palmeiras foi incapaz de criar chances de gol durante o começo do segundo tempo, o que levou o técnico Vanderlei Luxemburgo a mexer. Aos 16 minutos, ele trocou a dupla de ataque ao tirar Luiz Adriano e Gabriel Veron para as entradas de Willian e Wesley.

Em uma saída errada de Danilo, o Guaraní quase conseguiu inaugurar o marcador no Estádio Defensores Del Chaco. Redes avançou pela direita e cruzou para Morel completar de primeira. Weverton fez boa defesa e, no rebote, a arbitragem marcou impedimento de Dominguez corretamente.

Depois de pedir pênalti de Felipe Melo, o time paraguaio assustou novamente. Após vacilo de Ramires, Dominguez recebeu de Fernando Fernandez e bateu cruzado, com muito perigo para Weverton. Em uma rara chegada do Palmeiras, Willian foi lançado e tentou encobrir o goleiro, sem sucesso.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

MUNDO - O Palmeiras retomou a disputa da Copa Libertadores de maneira bem-sucedida na noite desta quarta-feira. Com um golaço de Gabriel Menino, o time alviverde alviverde venceu o Bolívar por 2 a 1 e, apesar da altitude de La Paz, conseguiu manter os 100% de aproveitamento no torneio.

Com três vitórias em três rodadas, o Palmeiras contabiliza nove pontos ganhos e figura na liderança do Grupo B da Copa Libertadores. Bolívar e Guaraní têm os mesmos três pontos e o time paraguaio ainda entra em campo para encarar o Tigre na noite de quinta-feira.

Às 16 horas (de Brasília) deste domingo, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras volta a campo para encarar o Grêmio, em Porto Alegre. Pela quarta rodada da Copa Libertadores, às 21h30 da próxima quarta-feira, o rival é o Guaraní, no Estádio Defensores Del Chaco.

O Jogo – O Palmeiras conseguiu testar o goleiro Rojas logo nos primeiros minutos da partida disputada nos 3.640m de La Paz. Rony bateu da esquerda e o meia Raphael Veiga arriscou duas vezes de fora da área, com todos os chutes defendidos pelo arqueiro rival.

O Palmeiras inaugurou o marcador aos 33 minutos do primeiro tempo. Posicionado pela esquerda, Rony conseguiu alcançar lançamento de Marcos Rocha e sofreu pênalti de Jusino. Na cobrança, Willian bateu no canto direito de Rojas e colocou o time visitante em vantagem.

Durante o primeiro tempo, o Bolívar procurou se aproximar do gol adversário por meio de bolas cruzadas dentro da área, sem grande trabalho a Weverton. O time da casa chegou a subir com perigo pela direita, mas a arbitragem marcou impedimento de forma duvidosa.

O Bolívar atacou algumas vezes pelo lado esquerdo no começo do segundo, mas o Palmeiras conseguiu ampliar sua vantagem aos 14 minutos. Gabriel Menino recebeu de Rony e, da intermediária, bateu forte para marcar um golaço, no ângulo direito de Rojas.

A equipe boliviana diminuiu a diferença no marcador aos 21 minutos da etapa complementar. Em cobrança de escanteio pela direita, Saavedra levantou a bola dentro da área palmeirense. Gutierrez desviou na primeira trave e Riquelme, de cabeça, completou para dentro.

O Bolívar aumentou seu volume de jogo e, apostando nos cruzamentos, chegou a acuar o Palmeiras no campo de defesa. Com Vitor Hugo no lugar de Willian, o desgastado time alviverde sofreu nos minutos finais, mas conseguiu segurar a vitória. Nos acréscimos, em cobrança de falta, Gustavo Scarpa ainda certou o travessão.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

Se o Corinthians carimbou o Allianz Parque no primeiro Derby da casa palmeirense após o último batismo, na noite desta quinta-feira o Verdão deu o troco com uma vitória por 2 a 0 na agora chamada Neo Química Arena.

O triunfo manteve a invencibilidade da equipe de Vanderlei Luxemburgo – já são 13 jogos sem perder – e acabou com um jejum no clássico que já perdurava dois anos.

Por outro lado, o resultado elevou ainda mais a pressão em cima de Tiago Nunes. O Timão conseguiu apenas uma vitória nos últimos cinco jogos e o momento é de preocupação.

Na tabela, o Palmeiras é quarto colocado do Campeonato Brasileiro depois de nove rodadas, com 16 pontos e oito jogos. O Corinthians, com nove pontos também em oito jogos, é apenas o 13º.

Primeiro tempo

Mais uma vez, Tiago Nunes decidiu trocar Camacho por Gabriel. Além disso, o técnico promoveu a estreia de Otero como titular e armou o time num esquema tática diferente, uma espécie de 4-1-4-1.

Deu certo por pouco tempo. A melhor chance veio numa sobra que Otero pegou de primeira, de canhota e mandou no travessão de Weverton.

Aos poucos, o Palmeiras foi entendendo o jogo e criando dificuldades. A segunda metade da etapa inicial foi dominada pelos visitantes, que encontraram os buracos no meio de campo e pela ponta esquerda.

Em uma destas escapadas, Wesley saiu cara a cara com Cássio. O goleiro fez a defesa e viu Lucas Lima bater para o gol no rebote. Fagner, que fazia a cobertura, quase embaixo do travessão, inexplicavelmente, colocou o braço na bola de maneira proposital.

Pênalti e expulsão sem maiores questionamentos. Para piorar, a TV mostrou que sequer a bola entraria no gol.

Luiz Adriano, que não tinha nada com isso, deslocou Cássio e marcou para o Palmeiras pouco antes do intervalo.

Segundo tempo

O Corinthians voltou para o segundo tempo com Éderson e Michel. Luxemburgo, chegou a perder Luiz Adriano por lesão e também usou seu banco, inclusive para dar a primeira oportunidade de Gabriel Veron num Derby.

E a jovem revelação alviverde mostrou que tem estrela. Piton saiu jogando errado, com o time ainda voltando de um escanteio ofensivo, e deixou Lucas Lima na boa para acionar Willian. Gabriel não acompanhou e a bola chegou em Veron, que só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Daí pra frente, o atual campeão Paulista apenas administrou a vantagem, sem grandes problemas. Danilo Avelar ainda levou dois cartões amarelos em sequência e deixou o Corinthians com nove jogadores em campo para terminar o clássico.

Pela frente

Na próxima rodada, o Verdão receberá o Sport, no domingo, às 19h45, no Allianz Parque. O Corinthians visitará o Fluminense, às 16h do mesmo dia, no Maracanã.

 

 

Tiago Salazar \ Gazeta Esportiva

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31