fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

BRASÍLIA/DF - O Palmeiras continua colado do G4 Campeonato Brasileiro na noite desta quinta-feira. No Estádio Mané Garrincha, o time alviverde sofreu um gol em cada tempo e acabou derrotado por 2 a 0 pelo Flamengo, concorrente direto na tabela de classificação.

Com 55 pontos em 30 partidas, o Flamengo sobe para o terceiro lugar do Campeonato Brasileiro, atrás apenas de São Paulo (57) e Internacional (59), ambos com um jogo a mais. O Palmeiras, por sua vez, permanece com os mesmos 51 pontos, na quinta colocação.

Pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, os dois times voltam a campo às 16 horas (de Brasília) deste domingo. No Estádio Castelão, o Palmeiras tenta a recuperação diante do Ceará. O Flamengo, por sua vez, procura embalar contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

O Jogo – O Palmeiras conseguiu criar a primeira oportunidade de gol no Mané Garrincha. Logo no início, Matias Viña recebeu grande lançamento de Danilo pela esquerda e cruzou forte. Sozinho diante do gol de Hugo, Willian completou para fora.

Na resposta do Flamengo, Isla cruzou da direita, a bola desviou em Viña e subiu. Arrascaeta, então, completou de bicicleta e Weverton desviou pela linha de fundo. Pouco depois, após cruzamento de Filipe Luís pela esquerda, Gerson recebeu passe de peito de Everton Ribeiro e bateu para nova defesa do goleiro adversário.

Aos 45 minutos da etapa inicial, Gabriel desarmou Danilo e Everton Ribeiro finalizou na marcação. Na sobra, Arrascaeta recebeu de Bruno Henrique e tentou passar por Weverton. Quase em cima da linha do gol, Kuscevic chutou em cima de Luan e a bola terminou nas redes.

O Palmeiras desperdiçou mais uma grande oportunidade logo no começo da etapa complementar. Raphael Veiga recebeu de Viña pela esquerda e cruzou para Willian chutar em cima de Gustavo Henrique. Na sobra, perto da marca do pênalti, Gabriel Menino bateu para fora.

O time alviverde cresceu na partida e passou a incomodar o Flamengo, mas quase tomou o segundo gol em jogada de bola parada do Flamengo. Da esquerda, Filipe Luis cobrou falta para dentro da área. Livre diante de Weverton, Gustavo Henrique cabeceou para fora.

A equipe rubro-negra equilibrou as ações e, após virada equivocada de Gustavo Scarpa, Bruno Henrique chutou de fora da área para Weverton espalmar. Na cobrança do escanteio, aos 37 minutos, Vitinho cruzou da direita e Gustavo Henrique cabeceou. A bola bateu em Pedro, que conseguiu para chute certeiro de Pepê.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - O Palmeiras pode dormir no G4 do Campeonato Brasileiro na noite desta segunda-feira. Com gols de Raphael Veiga e Luiz Adriano no Allianz Parque, em uma atuação brilhante, o time alviverde ganhou por 4 a 0 do apagado Corinthians e encerrou série de quatro vitórias consecutivas do arquirrival no torneio.

A vitória no clássico, válido ainda pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, deixa o Palmeiras com 51 pontos ganhos. O time alviverde briga por um lugar no G4 com o Flamengo, que enfrenta o Goiás também nesta segunda. O Corinthians, por sua vez, permanece com os mesmos 42 pontos e figura no nono posto da tabela de classificação.

Pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Flamengo às 19 horas (de Brasília) desta quinta-feira, no Estádio Mané Garrincha. Às 21 horas do mesmo dia, o Corinthians tenta a recuperação contra o Sport, na Neo Química Arena.

O Jogo – As duas únicas chances de gol do Corinthians no primeiro tempo nasceram a partir de cruzamentos de Fagner do lado direito. No primeiro, Jemerson cabeceou para boa defesa de Weverton e, no segundo, Gil cabeceou na trave esquerda da meta palmeirense.

O time da casa passou a trabalhar a bola com qualidade no meio de campo e tomou o controle da partida. Aos 33 minutos do primeiro tempo, Willian protegeu a marcação e acionou Raphael Veiga dentro da área. Luiz Adriano levou a marcação de Gil e o meia, sozinho, finalizou com precisão diante de Cássio.

O Palmeiras ainda teve tempo para marcar o segundo aos 44 minutos da etapa inicial. Willian recebeu belo passe de Zé Rafael e, diante da saída de Cássio, tocou para Luiz Adriano marcar. O assistente marcou impedimento, mas o lance acabou validado pelo VAR.

Logo aos 2 minutos da etapa complementar, pouco depois de Cássio salvar em chute de Willian, o Palmeiras marcou o terceiro gol. Após lançamento de Luan, Luiz Adriano tentou girar em cima de Jemerson, mas foi parado. Na sobra, Raphael Veiga completou de primeira e marcou seu segundo gol.

O Palmeiras manteve o domínio da partida e marcou seu quarto gol aos 20 minutos do segundo tempo. Sem olhar para trás, o corintiano Gabriel tentou recuar para Cássio. Sozinho, Luiz Adriano dividiu com o goleiro adversário e viu a bola terminar nas redes.

Aos 31 minutos, o árbitro Jean Pierre Goncalves Lima expulsou Gabriel após ver pelo monitor do VAR lance entre o corintiano e o palmeirense Danilo. Pouco depois, Weverton fez milagre em nova cabeçada de Gil. Sem correr riscos na defesa, o Palmeiras ainda desperdiçou grande chance com Rony, que bateu por cima do gol de Cássio.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - Adversários nas finais da Copa do Brasil, Palmeiras e Grêmio fizeram uma prévia na noite desta sexta-feira, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. No Allianz Parque, o time alviverde saiu na frente no primeiro tempo, mas caiu na etapa complementar e cedeu o empate por 1 a 1.

Com 50 pontos ganhos em 29 partidas, o Grêmio sobe para a quarta colocação do Campeonato Brasileiro. Já o Palmeiras contabiliza 48 pontos em 28 exibições e permanece na sexta posição da tabela. O São Paulo lidera com 56 pontos e 29 jogos.

Em jogo atrasado pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o arquirrival Corinthians às 19 horas (de Brasília) desta segunda-feira, no Allianz Parque. Já o Grêmio, pela 31ª rodada, encara o Atlético-MG às 19h15 de quarta-feira, em sua arena.

O Jogo – O Palmeiras amassou o Grêmio durante a etapa inicial e criou sua primeira chance logo no começo. Breno Lopes roubou a bola da defesa, tabelou com o companheiro Rony e, na cara do goleiro, chutou fraco, facilitando a defesa de Vanderlei.

Em uma descida pela direita, Breno Lopes cruzou rasteiro e Rony, livre, bateu na trave. Pouco depois, da entrada da área, Willian chutou colocado e também acertou a trave. Para completar, Breno Lopes recebeu após deixada de Raphael Veiga e também mandou na trave.

De tanto pressionar, o Palmeiras enfim conseguiu inaugurar o marcador aos 32 minutos do primeiro tempo. Inteligentemente, Willian ganhou disputa de Rodrigues na esquerda e cruzou. Matias Viña tocou rasteiro para o meio da área, Rony furou e Raphael Veiga completou para o gol.

O Grêmio voltou melhor para o segundo tempo e, logo no começo, Pepê fez boa jogada individual pelo meio antes chutar para defesa de Weverton. Na resposta do Palmeiras, Matias Vinã cruzou da esquerda, Rony puxou a bola para trás e Willian completou de voleio, mas Vanderlei salvou.

O time gaúcho quase chegou ao empate em jogada de bola parada no Allianz Parque. Encarregado de cobrar de falta de frente para o gol de Weverton, Jean Pyerre bateu direto. Posicionado na barreira, Benjamin Kuscevic desviou e a bola saiu à esquerda da trave palmeirense.

O Grêmio ganhou volume de jogo e conseguiu empatar aos 42 minutos da etapa complementar. Em descida pela direita, Luiz Fernando tabelou com Maicon e cruzou. Posicionado entre Luan e Mayke, Diego Souza subiu para cabecear firme. Nos acréscimos, Weverton ainda fez milagre em cobrança de falta de Diego Souza.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

RIO DE JANEIRO/RJ - Nesta quinta-feira, a CBF realizou o sorteio de mando de campo da final da Copa do Brasil. A primeira partida entre Grêmio e Palmeiras será disputada em Porto Alegre e a grande decisão fica para o Allianz Parque, em São Paulo.

A cerimônia foi realizada com a presença dos dois presidentes, Maurício Galiotte e Romildo Bolzan, além dos treinadores Abel Ferreira e Renato Gaúcho. Quem sorteou os mandos de campo foi o ídolo das duas equipes, Paulo Nunes.

Para chegar à final, o Verdão superou Bragantino, Ceará e América-MG, enquanto o Tricolor Gaúcho passou por Juventude, Cuiabá e São Paulo. As datas da final ainda serão definidas. A princípio, os jogos acontecem nos dias 11 e 17 de fevereiro. Entretanto, se o Palmeiras vencer a Libertadores, as partidas ocorrem nos dias 28 de fevereiro e 7 de março, por conta da disputa do Mundial de Clubes.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

SÃO PAULO/SP - De forma dramática, o Palmeiras garantiu a classificação à final da Copa Libertadores na noite desta terça-feira. Após ganhar por 3 a 0 na Argentina, o apagado time brasileiro foi dominado pelo River Plate no Allianz Parque e perdeu por 2 a 0, placar suficiente para avançar à decisão do torneio pela quinta vez, a primeira desde 2000.

A grande final da Copa Libertadores está marcada para as 17 horas (de Brasília) do dia 30 de janeiro, no Estádio do Maracanã. Após empate sem gols na Bombonera, Santos e Boca Juniors decidem o segundo classificado a partir das 19h15 desta quarta-feira, na Vila Belmiro.

Classificado à decisão da Libertadores, o Palmeiras ainda enfrenta o Grêmio na final da Copa do Brasil e segue na disputa do Campeonato Brasileiro. Às 21h30 (de Brasília) desta sexta-feira, pela 30ª rodada do torneio por pontos corridos, o time alviverde pega o mesmo Grêmio, no Allianz Parque.

O Jogo – O Palmeiras conseguiu criar a primeira chance de gol no Allianz Parque. Logo no começo da partida, Gabriel Menino inteligentemente tocou de primeira pelo meio e deixou Rony na cara do gol. O atacante tentou driblar, mas acabou desarmado de forma limpa por Armani.

O River Plate melhorou na partida e inaugurou o marcador aos 28 minutos do primeiro tempo. Em cobrança de escanteio pela direita, De La Cruz levantou a bola na área. Robert Rojas não foi acompanhado por Gustavo Scarpa e, de cabeça, completou para o gol.

O Palmeiras, acuado no campo de defesa, ainda sofreu o segundo gol aos 43 minutos da inicial, pouco depois de perder o capitão Gustavo Gomez por lesão. De La Cruz cruzou da direita, Matias Suarez tentou desviar e Borré apareceu antes de Marcos Rocha para completar na segunda trave.

O panorama da partida não mudou no segundo tempo e, logo aos 6 minutos, Angileri cruzou da esquerda para o livre Montiel completar com precisão do outro lado. Após análise do VAR, porém, a arbitragem anulou o gol por impedimento de Borré na origem da jogada.

O Palmeiras teve alguma melhora e, aos 27 minutos do segundo tempo, Robert Rojas tomou o segundo amarelo por falta sobre Rony. Pouco depois, o árbitro Esteban Ostojich assinalou pênalti de Alan Empereur sobre Matias Suarez. Orientado pelo VAR, o juiz reviu o lance pelo monitor e anulou a marcação por simulação.

Com os zagueiros Kuscevic, Alan Empereur, Luan e Emerson Santos em campo, Abel Ferreira procurou fortalecer a marcação nos minutos finais. Após cobrança de escanteio pela esquerda, Enzo Perez cabeceou para grande defesa de Weverton e, apesar da pressão do River, o placar permaneceu inalterado durante os 12 minutos de acréscimo.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

RECIFE/PE - Mesmo com uma equipe considerada mista, o Palmeiras foi até Recife e derrotou o Sport por 1 a 0, na abertura da 29ª rodada da Série A. A partida foi marcada por uma polêmica nos instantes finais, quando, após consultar o árbitro de vídeo (VAR), o árbitro Dyorgines José Padavani de Andrade voltou atrás da marcação de uma penalidade para os donos da casa já nos acréscimos. O gol marcado por Willian no primeiro tempo acabou sendo suficiente para a vitória, que deixa o Verdão firme no G-6, com 47 pontos, em sexto.

Envolvido na disputa da final da Copa do Brasil e na semifinal da Libertadores, o Palmeiras enviou a campo uma escalação com algumas modificações do técnico português Abel Ferreira, principalmente a improvisação do zagueiro Emerson Santos na lateral direita e a presença do pouco utilizado zagueiro chileno Benjamín Kuscevic. Na terça-feira, o time paulista pode confirmar a vaga em uma final da Libertadores depois de quase 21 anos. A equipe derrotou o River Plate no jogo de ida, em Buenos Aires, por 3 a 0.

Em Recife, o Sport tomou mais a iniciativa, mas o Palmeiras não deixou de levar perigo ao gol de Luan Polli. Patric, com algumas investidas no começo do jogo, deixou o Verdão alerta, mas não demorou para que a equipe paulista abrisse o placar.

Aos 26 minutos, Gabriel Veron recebeu longo lançamento pela direita e cruzou rasteiro. Willian dominou já dentro da área e chutou quase sem ângulo. Com os desvio por entre as pernas do goleiro Polli, a bola acabou entrando. Foi o 18º gol do atacante na temporada. Ele é o artilheiro do time, junto com Luiz Adriano.

A partir daí, o Palmeiras assumiu mais o controle do jogo, tanto em posse de bola quanto em número de oportunidades de gol.

No segundo tempo, o time de Abel Ferreira esteve perto do segundo gol aos 15 minutos, quando o atacante Breno Lopes acertou a trave em uma jogada pela direita.

O técnico Jair Ventura queimou as cinco substituições a que tinha direito, mas o Sport ainda parecia mais distante de empatar do que o Palmeiras de ampliar. A chance de ouro pareceu vir aos 49 do segundo tempo. Rony tentou o domínio com o peito dentro da área, mas a bola acabou tocando em seu braço. Depois de apitar pênalti no campo, o árbitro recorreu ao VAR e acabou voltando atrás, sob muitas reclamações dos jogadores do Sport. Ele considerou o toque de Rony involuntário.

O Palmeiras confirmou o triunfo por 1 a 0, que mantém a equipe com três vias possíveis para uma vaga na próxima edição da Libertadores: o G-6 do próprio Campeonato Brasileiro, o título da Copa do Brasil e o da Libertadores. Já o Sport segue na briga contra o rebaixamento, com 32 pontos, quatJogo terminou com pênalti anulado após consulta ao árbitro de vídeo. Verdão se mantem na briga pelo título enquanto Sport se aproxima da zona de rebaixamento. ro a mais que o primeiro integrante da zona do rebaixamento, o Bahia.

 

 

*Por Igor Santos - Repórter da TV Brasil - Rio de Janeiro - Agência Brasil

SÃO PAULO/SP - Antes da partida de ida das semifinais da Libertadores contra o River Plate, o Palmeiras via sua campanha minimizada por não ter enfrentado rivais de tradição pelo caminho. Eis que veio o poderoso time de Marcelo Gallardo, no comando desde 2014. Foram 11 títulos, sendo duas taças da competição sul-americana. Das últimas seis edições, em cinco os Millonarios foram, no mínimo, semifinalistas.

O currículo de Gallardo intimida, é verdade, mas os 3 a 0 implacáveis do Palmeiras de Abel Ferreira, na última terça-feira (05), em Buenos Aires, fizeram o técnico argentino ter reações inusitadas. O ídolo do River parecia atônito à beira do campo e, em certos momentos, dava até risada diante do que acontecia a poucos metros.

No segundo gol do Verdão, marcado por Luiz Adriano, a câmera da Conmebol flagrou Gallardo dando um sorriso amarelo, parecendo não acreditar. Eis que, nesta sexta-feira (08), as mesmas imagens foram usadas milimetricamente pelo SBT em sua chamada para o jogo de volta, na próxima terça-feira (12).

No "teaser", uma espécie de prévia para atrair o público, o SBT usou o jeitão discreto de Gallardo para enfatizar o quanto a vitória do Verdão no jogo de ida fez abalar as estruturas do rival. "Após o show do Verdão, só rir para não chorar, né, Gallardo?", brincou o narrador ao fundo para anunciar a atração do horário nobre do canal.

Desde que Conmebol e Globo romperam, o SBT entrou como o carro-chefe da TV aberta no Brasil ao comprar os direitos de transmissão da competição. Na última terça, a vitória do Palmeiras em Buenos Aires fez o canal de Silvio Santos alcançar picos de 18 pontos, o recorde da emissora em SP nos últimos dois anos.

 

 

*Por: MatheusFontes / BOLAVIP

SÃO PAULO/SP - A pandemia do novo Coronavírus atrapalhou muito, mas surgiram outros "problemas" que podem fazer o Palmeiras ver seu calendário ficar ainda mais crítico. Com a vitória sobre o River Plate por 3 a 0 no primeiro jogo da semifinal, trazendo ótima vantagem para o Brasil, a possibilidade aumentou.

Com um pé na final, houve alteração no horário do jogo contra o Vasco, passando das 21h30 para as 19h15, permitindo que sejam respeitadas 72 horas de intervalo para a partida seguinte. Além disso, pode haver mudança no duelo contra o Botafogo, inicialmente marcado para 31 de janeiro.

Vale lembrar de que antes de enrentar o Cruz-Maltino, o Verdão ainda terá seis adversários pela frente (Sport, River Plate, Grêmio, Corinthians, Flamengo e Ceará), em um intervalo de 16 dias, com uma média de um jogo em pouco mais de dois dias, ou seja, pouco tempo para os treinos do técnico Abel Ferreira.

Diante dos problemas de calendário e ciente de que precisará realizar alterações, a Confederação Brasileira de Futebol ainda não aprofundou o assunto, aguardando inicialmente a definição do resultado de terça-feira (12), contra o River Plate, para tomar ciência do que a CBF cogitará fazer.

Conforme publicou o GloboEsporte.com, além de alterar rodadas do Brasileirão, a entidade pode se ver obrigada a adiar as finais da Copa do Brasil, entre Palmeiras e Grêmio, que seriam nas primeiras semanas de fevereiro, caso a equipe de Abel Ferreira seja campeã da Libertadores e vá ao Mundial de Clubes, que será disputado no mesmo período.

 

 

*Por: PedroZanuzzi / BOLAVIP

SÃO PAULO/SP - Não foram somente os palmeirenses que ficaram enlouquecidos com a histórica vitória do Verdão por 3 a 0 sobre o River Plate, em Buenos Aires, pelo primeiro jogo da semifinal da Copa Libertadores 2020. O SBT também comemorou bastante o triunfo do time de Abel Ferreira sobre a equipe de Marcelo Gallardo.

Com mais de 18 pontos de audiência, o canal de Silvio Santos bateu o seu recorde de audiência dos últimos dois anos.

No segundo tempo da partida, quando o Palmeiras fez mais dois gols sobre o River Plate, a audiência chegou a bater 18.2 e ficou perto de ultrapassar a Globo, o que seria algo histórico para a emissora.

O jogo marcou 15.6 de média, 18.2 de pico e 23.2% de share. Foi a maior audiência da Libertadores no SBT, e a melhor média da emissora desde 27 de agosto de 2018.

O SBT garantiu os direitos de transmissão da Libertadores somente para esta edição, e ainda irá transmitir o jogo de volta da semifinal, no Allianz Parque, na semana que vem, além da final no dia 30 de janeiro, em jogo único, no Maracanã.

 

 

*Por: LANCE

MUNDO - O Estádio Libertadores de América recebeu na noite desta terça-feira a semifinal do torneio continental. Com gols de Rony, Luiz Adriano e Matias Viña, o Palmeiras atropelou o River Plate com um triunfo por 3 a 0 e abriu vantagem na disputa para garantir um lugar na grande decisão.

O segundo e decisivo confronto entre Palmeiras e River Plate está marcado para as 21h30 (de Brasília) de terça-feira, no Allianz Parque. Com o resultado da partida disputada na Argentina, o time alviverde pode perder por até dois gols de diferença para avançar.

Pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Sport às 19 horas (de Brasília) deste sábado, na Ilha do Retiro. Às 18 horas do mesmo dia, pela Copa Diego Maradona, o River Plate encara o Independiente, no Estádio Libertadores de América.

O Jogo – O River Plate procurou explorar o lado direito da defesa do Palmeiras no começo da partida e criou a primeira chance. Após levar a melhor sobre Marcos Rocha, Suarez cruzou para Carrascal completar de primeira, mas Weverton fez grande defesa.

O Palmeiras respondeu em grande estilo e conseguiu inaugurar o marcador aos 26 minutos da etapa inicial. Gabriel Menino recebeu belo passe de Patrick de Paula pela direita e cruzou rasteiro. Armani saiu errado e, na sobra, Rony teve tempo de ajeitar antes de bater. A bola desviou em De La Cruz e terminou nas redes.

Pouco depois, Scarpa chegou a marcar após cruzamento de Luiz Adriano, mas a arbitragem assinalou impedimento do centroavante, confirmado pelo VAR. Nos minutos finais, ao cobrar falta cometida por Patrick de Paula sobre Carrascal, Nacho Fernandez acertou o travessão.

O Palmeiras voltou atento para o segundo tempo e aumentou a vantagem no primeiro minuto da etapa complementar. Em jogada de contra-ataque, Luiz Adriano recebeu de Danilo, girou em cima de Rojas e arrancou até tocar entre as pernas do goleiro Armani.

Aos 14 minutos, pouco depois de cabecear com perigo, Carrascal foi expulso por entrada dura em Gabriel Menino, que irritou os adversários com um domínio de letra. Na cobrança da falta, Gustavo Scarpa cruzou e Matias Viña cabeceou para marcar o terceiro.

Com uma boa vantagem no marcador e um a mais em campo, o Palmeiras jogou sem se expor e Abel Ferreira aproveitou para fazer alterações. O time brasileiro ainda deu um susto em chute cruzado de Gabriel Menino nos minutos finais e soube como suportar algumas provocações dos adversários, especialmente contra Menino.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

Classificados Imóveis

Alugo Apartamento

R$ 550,00

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Comércio e Serviços em Geral