fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 
O elenco da Companhia de Dança ImprovisAR-te em ensaio para o espetáculo – Foto: Estela Luiz O elenco da Companhia de Dança ImprovisAR-te em ensaio para o espetáculo – Foto: Estela Luiz

Companhia de Dança de São Carlos estreia espetáculo produzido ao vivo

Escrito por  Maio 23, 2022

Os 9 bailarinos e o músico da Companhia ImprovisAR-te compõem a trilha sonora e os passos de dança no momento do espetáculo

 

SÃO CARLOS/SP - A palavra improviso no dicionário se refere a alguma coisa feita sem preparação ou ensaio prévio. Mas na arte, para se fazer um improviso, é preciso muita técnica e repertório. Assim como nos shows de jazz. E é com essa proposta que a Companhia de Dança ImprovisAR-te traz para o palco o espetáculo "Espelhos da Cabeça" na terça-feira (24), às 20h, no Teatro Municipal de São Carlos.

“O improviso é tido como algo fácil, algo para o qual não precisa se dedicar ou algo que se faz de qualquer jeito. Mas na arte não. Para descontruir, é preciso ter construído. Para improvisar, é preciso ter repertório”, explica a Diretora Artística do Espetáculo, Marina Sanches.

São 9 bailarinos no palco, sendo duas do elenco juvenil. Os dançarinos criam os passos e os movimentos no momento do espetáculo, ao som da trilha sonora também composta na hora pelo multi-instrumentista Felipe Côrtes.

“É um dos maiores desafios que eu tive nos últimos tempos. Porque compor uma trilha ao vivo pode dar super certo e pode não dar. Durante os ensaios, criei algumas músicas e fiquei muito feliz com o resultado. E teve outras que, no meio do caminho, eu pensei ‘putz, eu queria ter feito outra coisa’. É muito desafiador. Mas eu não componho do nada. Já tenho algumas ideias. Se vou fazer uma trilha mais feliz ou mais densa. E a partir dessas diretrizes, vou criando as paisagens sonoras de cada cena”, explica o músico.

O espetáculo “Espelhos da Cabeça” é composto por 8 cenas do cotidiano, trazidas pelos próprios bailarinos, com reflexões de suas próprias trajetórias de vida. E o nome da montagem foi proposto pela Diretora Artística, Marina Sanches. Ela é graduada em Terapia Ocupacional e uma paciente dela foi a inspiração para a montagem.

 

Bailarinos da Companhia ImprovisArte em cena do espetáculo – Foto: Lennon Abrão

 

“Ela tinha diagnóstico de esquizofrenia e tinha delírios de que dentro da cabeça dela havia espelhos, que refletiam pensamentos negativos e a obrigavam a ter comportamentos agressivos. E essa experiência foi muito marcante para mim, porque me fez refletir sobre quais são os espelhos das nossas cabeças. As coisas que vivemos, que nos atravessam, que nos refletem e que mudam o nosso curso e como a gente responde a isso”, comenta a Diretora Artística.  

“Espelhos da Cabeça” é o primeiro espetáculo da Companhia de Dança ImprovisAR-te, que nasceu como uma resposta à pandemia da COVID-19.

“Durante a pandemia, a gente teve que reinventar o modo de fazer dança. Com cada um na sua casa, no seu espaço, tínhamos muita dificuldade para ensinar. Principalmente porque, pela internet, as músicas ficam com delay. Então, a partir dessa dificuldade, criamos essa aula a que demos o nome de processos criativos e improvisação. Com esse método, improvisamos com os objetos que temos no nosso espaço. E foi aí que nasceu a semente da companhia”, conta Marina Sanches.

 

Bailarinos e músico da Companhia ImprovisAR-te em ensaio para o espetáculo – Foto: Assessoria de Imprensa

 

Luize Prado é uma das bailarinas do elenco. Ela começou a fazer balé clássico aos 5 anos. Passou pelo jazz, hip hop, balé contemporâneo, funk e stiletto.

“Eu acho que por ter passado por várias modalidades de dança, eu entendi do que o meu corpo gosta e como ele se expressa e isso é essencial quando a gente fala de improviso. Nas outras modalidades de dança, temos uma coisa muito marcada, tem que fazer várias vezes um mesmo passo para ficar bom. E por isso, o dançar com improviso é muito diferente”, afirma a bailarina.

A Diretora Geral do Espetáculo, Cristina Luiz, reforça o conceito do improviso do espetáculo.

“Eu fui aluna de biodança por muitos anos e trabalhei com expressão corporal. E a proposta da Companhia ImprovisAR-te veio de encontro com a minha trajetória, porque eu sempre acreditei nesse processo de uma dança verdadeira, que viesse de dentro da gente, não só de fora. Embora eu seja professora de balé clássico e trabalhe com os códigos, com a linguagem de uma dança estruturada, acadêmica, eu acredito muito que nós temos que ter um espacinho no nosso corpo e na nossa vida para nos expressarmos de uma forma mais genuína”, ressalta.

 

SERVIÇO:

“Espelhos da Cabeça – Companhia de Dança ImprovisAR-te

Data: 24 de maio

Hora: 20h

Local: Teatro Municipal de São Carlos

Ingressos: 30 a 60 reais - podem ser adquiridos pelo WhatsApp (16) 99241-1181 / ou na Escola Cristina Luiz – Rua Eugênio Franco de Camargo, 2061 – Vila Nery

Ivan Lucas

 Jornalista/Radialista

Website.: https://www.radiosanca.com.br/equipe/ivan-lucas
E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Top News

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Julho 2022 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
Aviso de Privacidade

Este site utiliza cookies para proporcionar aos usuários uma melhor experiência de navegação.
Ao aceitar e continuar com a navegação, consideraremos que você concorda com esta utilização nos termos de nossa Política de Privacidade.