fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 
Santa Casa, Prefeitura e Concessionária Eixo fazem surpresa para paciente que teve alta da UTI Covid-19

Santa Casa, Prefeitura e Concessionária Eixo fazem surpresa para paciente que teve alta da UTI Covid-19

Escrito por  Ago 27, 2021

Ele mora em uma van e, na saída, reencontrou a amiga inseparável, a cadelinha “Chambinha”

 

SÃO CARLOS/SP  - A vida de todos nós é marcada por encontros e despedidas. Mas ninguém é capaz de seguir essa longa jornada sozinho, sem amigos. Sejam pessoas ou nossos companheiros, os bichinhos de estimação.

A história do senhor Alberto Waldemar Andriano, de 73 anos, traduz muito bem isso. Já trabalhou como pedreiro, mecânico e hoje tem como lar uma van. Ele usa o veículo para viajar pela região. Sempre acompanhado de sua família: duas cadelinhas.

Nesse período de pandemia, o seu Alberto foi infectado pelo Coronavírus. Ele passou mal na cidade de Aguaí e foi atendido em um posto de Saúde, mas decidiu retornar para São Carlos.

Em um posto de combustíveis da rodovia Washington Luís, onde costuma parar a van, ele passou mal, e foi socorrido por uma ambulância da Concessionária Eixo. O destino foi o centro de triagem do Ginásio Milton Olaio Filho. Até no momento do transporte, as cachorrinhas foram com o dono. Mas com a internação, tiveram que se separar.

Os animais foram levados para uma ONG em Brotas, que tem parceria com a concessionária Eixo e cuida dos animais recolhidos. A veterinária Camila Martinelli disse que os dois animais foram levados para um sítio, que é usado para abrigar os bichinhos. As duas cadelas foram batizadas de “Chambinha”

“O trabalho da Concessionária Eixo, de tirar esses animais das rodovias, é fundamental, pelas vidas dos animais e das pessoas. Eles tiram para não causar um problema maior e eu cuido até achar o proprietário. No caso do seu Alberto, ficamos com a “Chambinha” até que ele se recuperasse e tivesse alta”, explica a veterinária.

Do ginásio Milton Olaio, Alberto foi transferido para a Santa Casa de São Carlos no dia 20 de agosto e recebeu alta nesta quinta-feira (26/08). No estacionamento do hospital, a surpresa: a cadelinha “Chambinha” foi trazida pela Concessionária Eixo, com apoio da Prefeitura de São Carlos, para reencontrar o seu Alberto. A outra cadelinha “Chambinha”, que havia fugido, foi encontrada no fim da tarde desta quinta-feira (26) pela ONG de Brotas. 

“Eu não tenho nem palavras para agradecer. Fui muito bem recebido e, na minha saída, ainda reencontrar a minha cadelinha. Só tenho que agradecer de coração mesmo”, relata o seu Alberto.

O paciente também ganhou um kit do Grupo de Voluntárias da Santa Casa, com toalhas, cobertores e produtos de higiene pessoal. A médica residente em clínica médica, Débora Garcia Gullo, foi uma das profissionais de saúde que cuidaram do seu Alberto nos setores COVID da Santa Casa. Descobriu que ele vivia sozinho e que a família dele eram as cachorrinhas.

“Ele falou que não teve a oportunidade de casar e ter filhos e que realmente não tem ninguém, mas que compartilha a vida com as cachorras e isso tocou bastante a gente. Eu sou apaixonada por animal de estimação e foi o que eu falei para ele hoje, que eu agradeço por tê-lo conhecido e compartilhado essa história com a gente”. 

Para Crislaine Mestre, Diretora do Departamento de Vigilância em Saúde da Prefeitura de São Carlos, o que mais chamou a atenção foi a relação de amizade entre eles. “A gente quando está doente tem toda a família em volta e a família dele são esses animais e a gente percebeu a amizade que tem dele para os animais e dos animais para ele, e isso comoveu a todos nós, além do ato de solidariedade de toda a equipe”, comenta.

Toda a surpresa foi um exemplo da importância do atendimento humanizado na Santa Casa. A psicóloga Juliana Tedesco, coordenadora do Centro Integrado de Humanização da Santa Casa, ressalta que “falar de humanização é tratar com individualidade cada paciente que está dentro do hospital e o vínculo desse paciente com as cadelinhas é algo muito importante, é muito bonita a história dele”, afirma.

A médica infectologista e coordenadora do Serviço de Controle de Infecção relacionada à Assistência em Saúde (SCIRAS) da Santa Casa, Carolina Toniolo Zenatti,  resume toda essa bela história que teve um final feliz.

“Aqui, na Santa Casa, a gente sempre tenta trazer um tratamento diferenciado para os pacientes no quesito da humanização. A gente viu que era uma pessoa que tinha várias necessidades, não só financeiras mas também afetivas, e a gente viu a importância que as cadelinhas tinham para ele, isso é inclusive importante para a reabilitação, então a gente se esforça para fazer essas ações, para dar o suporte integral que ele precisa. Foi mais uma vitória, a gente passou por muitas perdas, mas cada vida que a gente consegue devolver é uma vitória.

 

 

 

Ivan Lucas

 Jornalista/Radialista

Website.: https://www.radiosanca.com.br/equipe/ivan-lucas
E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Top News

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Setembro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30