fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Segunda, 30 Novembro 2020

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos informa nesta terça-feira (01/12) os números da COVID-19 no município.

São Carlos contabiliza neste momento 4.392 casos positivos para COVID-19 (92 resultados positivos foram divulgados hoje), com 60 óbitos confirmados e 92 descartados.

Dos 4.392 casos positivos, 4.062 pessoas apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, 3 óbitos sem internação, 327 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 252 receberam alta hospitalar e 57 positivos internados foram a óbito. 4.094 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 16.942 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus (244 resultados negativos foram divulgados hoje).

Estão internadas neste momento 41 pessoas, sendo 22 adultos na enfermaria (10 positivos, 4 suspeitos e 8 negativos). Na UTI adulto estão internadas 16 pessoas (14 positivos, 1 suspeitos e 1 negativo). Na enfermaria 2 crianças estão internadas,1 com resultado negativo e 1 com suspeita da doença. Na UTI pediátrica 1 criança está internada também com suspeita da doença. Oito pacientes de outros municípios estão internados em São Carlos. A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS está hoje em 50% (14 pessoas estão internadas em leitos de UTI/SUS). Na enfermaria/SUS estão internadas 17 pessoas. Na rede particular 7 pessoas estão internadas na enfermaria e 3 na UTI.

 

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 23.323 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 20.675 pessoas já cumpriram o período de isolamento de 14 dias e 2.648 ainda continuam em isolamento domiciliar.

A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes do tipo PCR em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal (quadro respiratório agudo, caracterizado por pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre - mesmo que referida -, calafrios ou dor de garganta ou dor de cabeça ou tosse ou coriza ou distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos), sendo que 14.119 pessoas já realizaram coleta de exames, sendo que 11.099 tiveram resultado negativo para COVID-19, 2.818 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos). 202 aguardam resultado de exame.

O boletim emitido diariamente pela Vigilância Epidemiológica de São Carlos contabiliza as notificações das unidades de saúde da Prefeitura, Hospital Universitário (HU), Santa Casa, rede particular e planos de saúde.

Publicado em Coronavírus

O Formulário de Informações do Desastre (FIDE) elaborado pela Defesa Civil do Município, aponta que só o setor privado teve um prejuízo de R$ 42 milhões

 

SÃO CARLOS/SP - A Prefeitura de São Carlos, por meio da Defesa Civil, finalizou nesta terça-feira (1º/12), o Formulário de Informações de Desastre (FIDE) sobre os prejuízos causados com as fortes chuvas e alagamentos ocorridos na última quinta-feira (27/11), que afetou diversas áreas residenciais e comerciais como a baixada do mercado municipal, Jardim Bicão, Lagoa Serena e Vila Carmem.

De acordo com o levantamento realizado pelo diretor da Defesa Civil, Pedro Caballero, a intensa chuva convectiva de 138 mm, considerada de extrema intensidade, teve início às 17h30 com finalização às 18h40, acompanhada de granizo e rajadas de ventos isolados, com enxurradas e alagamentos de até 1,70 metros de altura nas regiões mais baixas da cidade.

Entre os danos humanos registrados, foi o atendimento de uma pessoa que teve hipotermia e precisou ser atendida no centro da cidade, além de 18 que ficaram desalojadas. O levantamento aponta que 32 casas foram afetadas, sendo que 3, totalmente destruídas. No bairro do Bicão, foi registrado o alagamento de 6 residências. No bairro Lagoa Serena, 2 casas tiveram perda total e 26 foram inundadas. Nessa região, 6 carros foram arrastados pela força da água, totalizando um prejuízo para essas famílias no valor de R$ 700 mil.

Na região central da cidade, local mais atingido, o alagamento provocou danos em 130 lojas, com 33 veículos arrastados pela força da água. O levantamento aponta, que o prejuízo do comércio, que compreende das lojas instaladas nas ruas Geminiano Costa, Jesuíno de Arruda, Episcopal, Nove de Julho e José Bonifácio, foi de R$ 42 milhões entre mercadorias, infraestrutura dos prédios e veículos danificados.

De acordo com Pedro Caballero, a mobilização de recursos humanos no trabalho de socorro e assistência de reabilitação dos locais afetados, contou com uma ajuda humanitária de 250 pessoas voluntárias, 68 pessoas do setor de segurança pública, 14 pessoas da equipe de busca, resgate e salvamento, 120 pessoas de obras públicas e serviços gerais, além, do apoio de 14 pessoas da equipe de saúde e da Cidadania e Assistência Social.

“Pela quantidade de chuva e os estragos causados, só tivemos prejuízos financeiros não registrando nenhuma morte. Esse relatório é de grande importância para ser apresentado para Defesa Civil do Estado e da União, para ser utilizado na solicitação de verbas para obras de reconstrução e de prevenção dos problemas causados pelas fortes chuvas no município”, enfatizou Caballero.

 

ESTRAGOS EM LOCAIS PÚBLICOS - Já o levantamento realizado por engenheiros e técnicos da Prefeitura, aponta que os estragos causados pelas enchentes chegam ao valor de R$ 1,2 milhão. Os valores, que farão parte do decreto emergencial, se dá para a contratação de empresas especializadas para a recuperação de pavimentação das vias que tiveram o asfalto arrancado pela força da água, como na avenida Comendador Alfredo Maffei, próximo as ruas José Bonifácio, Aquidaban e Jesuíno de Arruda; na rua Episcopal próximo ao Calçadão; e na região do bairro Lagoa Serena. O valor também compreende a recuperação de calçadas, sistemas de drenagens, galerias de águas pluviais e galerias de esgotos afetadas. 

Durante a vistoria nos locais, o secretário de Serviços Públicos, Mariel Olmo, salientou que todo o serviço de recuperação será feito com recursos próprios da Prefeitura. “A primeira etapa foi de limpeza e o levantamento dos estragos estruturais nesses locais. Agora estamos finalizando as estimativas dos valores, e posteriormente, a contratação de empresas para recuperar esses estragos o mais rápido possível. Precisamos o quanto antes liberar o fluxo de veículos e pedestres em algumas ruas e calçadas do centro, que no momento estão intransitáveis”, disse o secretário.

Além dos serviços de recuperação dos estragos causados pelas enchentes como as vias, sistemas de drenagens, limpeza de bueiros e galerias de águas pluviais, a Prefeitura de São Carlos, por meio de seu corpo jurídico, está em contato com os moradores que tiveram as casas afetadas. A atenção no momento, se dá para uma residência no bairro Lagoa Serena, com acesso para avenida São Carlos, que teve o muro de contenção de água derrubado pela força da água, colaborando para a enchente naquela região.

Publicado em Outras Notícias

Governo do Estado vai liberar recursos para obras imediatas contra enchentes

 

SÃO CARLOS/SP - O prefeito Airton Garcia recebeu na manhã desta terça-feira (1º/12), no Paço Municipal, a visita do chefe de gabinete do Departamento de Águas e Energia Elétrica- DAEE, Wanderley de Abreu Soares Júnior, que a pedido do governador João Doria, esteve na cidade com engenheiros do órgão para vistoriar alguns pontos atingidos pelo temporal da última sexta-feira (27/11), já que serão liberados recursos para três obras que devem ser realizadas de imediato.

O DAEE, órgão gestor dos recursos hídricos do Estado de São Paulo, vistoriou o Córrego do Mineirinho, local onde deve ser realizada a ampliação da seção do Córrego na Rotatória Cristo, custo estimado em R$ 856.350,24; e obras para ampliação da seção da FEPASA à jusante da Rotatória do Cristo, custo estimado em R$ 9.773.980,82. “Essa visita é uma ação do Governo do Estado em virtude das chuvas que ocorreram na última semana. Visitamos alguns pontos prioritários elencados pelo município. Vamos levar ao secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente tudo que foi nos mostrado aqui para dar andamento as obras no Córrego do Mineirinho e da travessia da FEPASA na Rotatória do Cristo. O DAAE vai dar apoio para o município na escolha do melhor projeto para minimizar os problemas das enchentes nessa região”, afirmou Wanderley de Abreu Soares Júnior, chefe de gabinete do DAEE.

Para o prefeito Airton Garcia o importante é que as obras sejam realizadas o mais rápido possível. “O Governo do Estado vai bancar essas obras, agora se será a Prefeitura ou próprio DAEE que vai licitar, isso não altera nada. Como tem um processo determinando que a RUMO faça a obra de ampliação da seção da FEPASA à jusante da Rotatória do Cristo, na verdade tem uma liminar, mas ainda pendente de julgamento, vamos manter a justiça informada e ninguém, nem o Estado e nem a Prefeitura, vai ter prejuízo”, explica o prefeito Airton Garcia.

De acordo com o Procurador Geral do Município, Alexandre Carreira Martins Gonçalves, o município é parte interessada no processo. “Vamos levar a conhecimento do juiz federal o que será feito, se os recursos vão entrar nos cofres do município, por qual rubrica ou se o Estado vai executar diretamente e se a empresa for responsabilizada como poderá ser feito esse ressarcimento. O importante é que a Prefeitura garanta esses recursos”.

O DAEE vai analisar e ajustar os projetos e após a conclusão desta etapa é que será definido se o processo licitatório será aberto diretamente pelo Estado ou se os recursos serão enviados para o município e a licitação realizada pela Prefeitura.

Também acompanharam a visita do chefe de gabinete do DAAE os secretários de Obras Públicas, Reginaldo Peronti, de Serviços Públicos, Mariel Olmo, de Segurança Pública, Samir Gardini, o diretor da Defesa Civil, Pedro Caballero, o chefe de gabinete da Prefeitura, José Pires (Carneirinho) e o vice-prefeito eleito, Edson Ferraz.

Publicado em Outras Notícias

Além de melhorar a comunicação durante os socorros, o investimento também irá oferecer uma frequência mais segura

 

SÃO CARLOS/SP - Buscando uma melhor comunicação entre as unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), com as Unidades de Pronto Atendimento (UPAS), Hospital Universitário e a Santa Casa, a Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, adquiriu novos rádios digitais.

No total foram investidos, com recursos do próprio município, R$ 188.999,00 que contemplou a compra dos rádios de frequência digital, antenas e bases fixas que irão melhorar significantemente a qualidade na comunicação durante os atendimentos de urgência e emergência. De acordo com o médico do SAMU, Márcio Gomes, o sistema analógico apresentava problemas em alguns locais mais distantes da cidade, muitas vezes perdendo o sinal de comunicação. “Com a migração do sistema analógico para digital, teremos um grande ganho na comunicação durante todo o processo de socorro feito pelo SAMU. Uma comunicação eficiente, é essencial para passarmos o estado de saúde do paciente e seu encaminhamento para os hospitais. Muitas vezes, tínhamos que usar o telefone celular para completar esse processo, pois a comunicação era falha em alguns locais”, disse o médico.

“A base do SAMU recebe diariamente 110 chamadas por meio do telefone 192, que são repassadas para as 6 unidades móveis e as 2 motolâncias que ficam estacionadas em pontos estratégico no município e no distrito de Santa Eudóxia”, explica Isabel Lima, supervisora do SAMU.

Segundo o secretário de Saúde, Marcos Palermo, a digitalização no sistema de comunicação de rádios era uma reivindicação antiga. “Com todo o apoio do prefeito Airton Garcia, a digitalização do sistema de comunicação do SAMU, já estava em nossos planos. A nitidez em uma comunicação de socorro é de suma importância, e deve prevalecer assim”, concluiu o secretário.

 A digitalização da frequência de rádio, além de melhorar todo o sistema de comunicação dos atendimentos, também irá preservar a identidade dos pacientes, já que os rádios digitais são mais seguros em relação as frequências emitidas.

BRASÍLIA/DF - O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), marcou para o próximo dia 11 o julgamento das ações sobre a obrigatoriedade da vacinação contra a pandemia de covid-19 no país. 

Uma das ações, ajuizada pelo PDT, quer garantir que estados e municípios também possam exigir vacinação compulsória. Dessa forma, ficariam livres de possíveis restrições do governo federal, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro já disse ser contra a vacinação obrigatória.

Na ação, ajuizada em outubro, a sigla de oposição argumenta que o artigo 3º da Lei nº 13.979/2020, que determina medidas de enfrentamento à pandemia, prevê que 'as autoridades poderão adotar, no âmbito de suas competências, determinação de realização compulsória de vacinação'.

A outra ação é do PTB, partido do Centrão, e quer justamente o contrário: suspender esse trecho de lei federal aprovada pelo Congresso a partir de um projeto do próprio Executivo.

O julgamento será no plenário virtual, em que os ministros votam por meio do sistema eletrônico, sem reunião presencial. Eles deverão incluir suas manifestações até o dia 18.

A polêmica sobre a obrigatoriedade ou não da vacinação ganhou força em outubro, quando o ministro da Saúde, Eduado Pazuello, anunciou que o governo federal compraria 46 milhões de doses da vacina chinesa Coronavac, produzida por laboratório chinês em parceria com o Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo. Pazuello foi desautorizado por Bolsonaro, que ficou inconformado com o palanque dado ao governador João Doria diante do anúncio do acordo.

AGU

Lewandowski, relator das ações sobre a vacina contra a covid-19, pediu manifestação de diferentes órgãos sobre o tema e avisou que não decidiria sozinho. Em documento enviado pela AGU (Advocacia-Geral da União) ao STF, o governo argumentou que a União é responsável pro Programa Nacional de Imunizações e por coordenar possíveis ações em relação à vacinação. 

Já o procurador-geral da República, Augusto Aras, entendeu que os estados poderiam obrigar a vacinação contra a covid-19 em determinadas situações, como por exemplo uma falta de ação do governo federal

Publicado em Coronavírus

Quarto videoclipe do jovem revelação marca uma importante transição de sua carreira sendo apresentado ao público com novo estilo, seguindo por uma vertente mais pop do funk e até mesmo novo nome, já que tirou oficialmente seu sobrenome passando a adotar apenas Pepê

 

RIO DE JANEIRO/RJ - Pepê faz parte de uma nova geração de influenciadores da internet que conquistou milhões de fãs com seu charme e talento para a dança e a música. O que começou como diversão tem se tornado cada vez mais seu principal foco como artista e acaba de lançar seu quarto single, a faixa “Mandar Vazar” já disponível em todos os streamings de música e com o vídeo clipe em seu canal oficial no YouTube.

“Mandar Vazar” é uma composição de Dant, tem uma pegada com a cara do verão e uma batida para fazer todo mundo se mexer e curtir. O novo trabalho marca uma nova fase em sua carreira, seja em seu estilo abusando das tendências e looks conceito da moda, em seu som que segue por um caminho mais pop do funk do que em suas outras músicas, e até mesmo em seu nome. O jovem assume a partir de agora como nome artístico apenas Pepê, como já era conhecido por todos seus fãs.

Música já chega com novo videoclipe

“Eu estava com muita saudade de gravar um videoclipe. No último, de “Proposta”, devido o auge da pandemia tivemos que adaptar e eu e todos os meus convidados para participações especiais gravamos cada um em sua própria casa. O momento ainda pede cuidados, então não pudemos já partir para uma produção tão grandiosa, mas já conseguimos gravar em um estúdio e com balé. Tenho certeza que todo mundo vai dançar, cantar e curtir muito resultado”, conta Pepê.

Carreira de influenciador continua na internet

Vitor Nunes, CEO da Starhub, agência que tem a exclusividade de Pepê, também fala sobre o talento do jovem no mercado publicitário. “Pepê tem uma força de engajamento que faz suas postagens terem um alcance incrível. Seus Stories no Instagram, por exemplo, chegam a quase 15 milhões de impressões em uma semana. Há dois eles é embaixador da Nescau durante o Festival Teen, e tem atraído cada vez mais a atenção de anunciantes pelo seu carisma e sua comunicação com um público importante, os adolescentes e pré-adolescentes”.

Sobre Pepê

Pepê é um adolescente estiloso, descolado, cria conteúdos sempre divertidos, é considerado o rei dos passinhos de dança com uma presença bastante dinâmica em suas redes sociais. Foi isso que lhe trouxe milhões de fãs e um poderoso engajamento entre os jovens. É um dos grandes representantes entre os digital influencers de sua geração.

Este ano, mais uma vez fez parte do squad de apresentadores apresentador do Festival Teen no palco. Atualmente, conta com 2 milhões de seguidores no Instagram, 1,1 milhão no TikTok, 167 mil no YouTube e seus três primeiros vídeos, “Sapeca”, “Passinho do Brega” e "Proposta" já alcançaram quase 9 milhões de visualizações.

 

Pepê Barbosa

Agenciado exclusivo da Starhub

Instagram: @opebarbosa

TikTok: @opebarbosa

YouTube: Opebarbosa

Ouça “Mandar Vazar” em todos os streamings de música: Mandar Vazar (ffm.to)

Assista ao videoclipe: Pepê - Mandar Vazar (Videoclipe Oficial) - YouTube

Publicado em Pop & Arte

SÃO CARLOS/SP - Levantamento da Defesa Civil de São Carlos aponta que os prejuízos e danos materiais privados, causados pela enchente da última quinta-feira, 26, somam cerca de R$ 42,1 milhões.

De acordo com Pedro Caballero, diretor da Defesa Civil, os custos de perdas privadas incluem comércio em geral (mercadorias e móveis), veículos automotores e edificações residenciais, sendo três delas com perda total.

Preocupado com essa situação, o presidente da ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos), José Fernando Domingues, participou na tarde desta segunda-feira, 30/11, de uma videoconferência com a secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, onde solicitou que seja viabilizado o empréstimo de recursos financeiros, com juros subsidiados, por meio do Banco do Povo Paulista, para que os comerciantes se recuperem e salvem empregos e famílias que dependem do comércio.

Zelão solicitou ainda que o Banco do Povo tem se intensificado ao máximo para contribuir com essas pessoas que tiveram perdas com as enchentes, porém, a burocracia é muito grande. “A gente vem desde o início do ano, também com outro episódio dessa enchente, depois tivemos a pandemia de coronavírus que atrapalhou a vida de muitas pessoas e agora essa nova enchente que parecia um tsunami e arrasou as lojas. Dito isso, gostaria de solicitar uma análise diferenciada para que esses comerciantes afetados recebam essa ajuda emergencial, porque senão a gente não vai conseguir atendê-los”, afirmou.

A reunião on-line também contou com a participação do prefeito Airton Garcia, do secretário de Trabalho Emprego e Renda, Walcinyr Bragatto, do diretor regional do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP), Emerson Chú, e dos comerciantes atingidos Danilo Loretto (Perfumaria Sumirê), Ivone Zanquim (Agropecuária Zanquim) e do - Roberto Messali (Peixaria Central).

Bragatto ressaltou que o município tem recursos de R$ 5 milhões para empréstimos voltados para os comerciantes da cidade, mas que o momento pede maior flexibilização. “Existe uma análise dos processos dos créditos que são feitos por São Paulo, o momento pede mais flexibilização na análise desses processos, para tornar os empréstimos mais rápidos. Essa agilidade é fundamental para que possamos socorrer de forma imediata os comerciantes que perderam todas as suas mercadorias com as enchentes”, disse o secretário.

Além de mais agilidade no processo de liberação de créditos por meio do Banco do Povo e outros programas, como o Desenvolve São Paulo, um dos pontos discutidos na reunião foi o aumento estendido do prazo e do teto a ser emprestado, que hoje gira em torno de R$ 21 mil.

Patricia Ellen ressaltou que vai se esforçar para atender aos pedidos e deverá visitar a cidade na próxima semana, porém, a data ainda não ficou definida.

Publicado em Comércio

CRICIÚMA/SC - O assalto a uma agência bancária de Criciúma, em Santa Catarina, na manhã desta terça-feira (1º) foi o maior do estado, segundo a Polícia Civil, que investiga a ação. "Podemos afirmar que foi o maior roubo da história de Santa Catarina", afirmou o delegado Anselmo Cruz. 

"Há uma mobilização policial muito forte. Em paralelo a isso, iniciou-se um trabalho de investigação para tratar desse que podemos já afirmar ser o maior roubo, de maiores proporções já acontecido no estado de Santa Catarina", afirmou o delegado. "Tivemos o anterior em março do ano passado no aeroporto que era em Blumenau, uma ação extremamente violenta, porém, a mobilização dos criminosos que ocorreu nesta madrugada se tornou algo inédito no estado." 

Segundo o delegado Anselmo Cruz, a ação envolveu cerca de 30 homens armados em 10 veículos. "Eles portavam um farto armamento pesado, com fuzis calibres 556, 762, que já foram identificados, além de algo quase que, para outros países, inacreditável, mas um armamamento calibres .50 de uso restrito das Forças Armadas. Identificamos pelo menos uma arma usada durante a ação capaz de perfurar blindados e ser usada como arma antiaérea."

O delegado afirmou ainda que desde o primeiro momento, uma vez estabelecido o perímetro de segurança, teve início o trabalho de investigação com os trabalhos de perícia. "Isso para que se tenha uma ação capaz de identificar todos os autores deste crime."


Por R7

Publicado em Outras Notícias
Terça, 01 Dezembro 2020 11:14

Força Tática recupera moto furtada

SÃO CARLOS/SP - A Polícia Militar conseguiu recuperar uma motocicleta que foi furtada em 12/11/2020 no bairro Botafogo, em São Carlos.

Segundo informações, ontem, 30, o 190 da Polícia foi acionado afirmando que uma motocicleta com placa adulterada estava na Rua Sebastião de Moraes. Os Militares foram até o local informado e a moto estava estacionada em uma garagem. Os Policiais foram recepcionados por um casal que permitiu a entrada dos PMs. Ao verificar a numeração do chassi e motor estavam suprimidos, porém embaixo do banco foi encontrado a etiqueta do chassi. Ao realizar uma pesquisa constatou ser a moto furtada dias atrás.

O casal disse que a moto era do filho, porém ele não estava no local. Os pais do menor foram conduzidos ao Plantão Policial, onde foram ouvidos e liberados. A moto foi apreendida para posteriormente passar por perícia.

Publicado em Policial

SÃO PAULO/SP - Anúncio de volta de restrições vai diminuir horário de funcionamento e capacidade de estabelecimentos. Programação de volta às aulas segue igual

Com o retorno de todo o Estado de São Paulo para a Fase 3 - Amarela do Plano São Paulo, os estabelecimentos comerciais no estado de São Paulo fecharão mais cedo a partir desta quarta-feira (2). A medida, porém, não alterará a programação de volta às aulas, e as escolas não serão fechadas. 

O anúncio da reclassificação aconteceu nesta segunda-feira (30), um dia depois das eleições municipais, durante coletiva de imprensa com o governador João Doria (PSDB). A medida foi tomada diante do aumento de internações e casos,  registrado desde o início de novembro.

Com base na reclassificação, a decisão final de abrir ou fechar serviços e comércios em casos mais graves ficará sob responsabilidade das prefeituras. Na capital, nem mesmo cinemas ou teatros serão fechados com a reclassificação. 

Veja as regras da fase amarela

Shoppings centers

Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local.

Horário reduzido (10 horas).

Praças de alimentação (ao ar livre ou em áreas arejadas).

Adoção dos protocolos geral e setorial específico.

Comércio e serviços

Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local.

Horário reduzido (10 horas).

Adoção dos protocolos geral e setorial específico.

Bares e restaurantes

Somente ao ar livre ou em áreas arejadas.

Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local.

Horário reduzido (10 horas).

Consumo local até 17h.

Consumo local até as 22h (se a região estiver a ao menos 14 dias seguidos na fase amarela).

Adoção dos protocolos padrões e setoriais específicos.

Salões de beleza e barbearias

Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local.

Horário reduzido (10 horas).

Adoção dos protocolos geral e setorial específico.

Academias

Ocupação máxima limitada a 30% da capacidade do local.

Horário reduzido (10 horas).

Agendamento prévio com hora marcada.

Permissão apenas de aulas e práticas individuais, mantendo-se as aulas e práticas em grupo suspensas.

Adoção dos protocolos geral e setorial específico.

Eventos e atividades culturais

Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local.

Obrigação de controle de acesso, hora marcada e assentos marcados.

Venda de ingressos de eventos culturais em bilheterias físicas, desde que respeitados protocolos sanitários e de distanciamento.

Assentos e filas respeitando distanciamento mínimo.

Proibição de atividades com público em pé.

Por R7

Publicado em Coronavírus

Classificados Imóveis

Alugo Apartamento

R$ 550,00

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Dezembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      

Comércio e Serviços em Geral