fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 

Interessados podem se inscrever até o dia 17 de setembro pela plataforma BOX UFSCar

 

SÃO CARLOS/SP - O uso de correntes elétricas para o tratamento da dor é uma das técnicas mais difundidas e eficazes do mundo. O recurso, usado há mais de dois milênios pela humanidade, não deixou de ser atualizado pelos cientistas até hoje. Para apresentar as novidades da área, estão abertas as inscrições para o curso online "Correntes Elétricas Analgésicas de Baixa e Média Frequência - Prática Baseada em Evidências", ofertado pela UFSCar.

De acordo com Richard Eloin Liebano, docente do Departamento de Fisioterapia da UFSCar, coordenador do curso e autor de livros e de mais de uma centena de artigos publicados, a técnica promove o alívio da dor já durante a sessão de terapia e o efeito pode durar por horas após a aplicação, além de facilitar o processo de reabilitação de pacientes com limitações de mobilidade. "Desde 400 anos a.C., há relatos do uso de peixes elétricos, por exemplo, com o objetivo de controlar a dor. Esse tipo de tratamento não apresenta efeitos adversos e tem poucas contraindicações", descreve.

Diversos estudos científicos têm sido realizados para aprofundar os conhecimentos em relação ao mecanismo de ação e a investigação de como os parâmetros (frequência, duração do pulso e intensidade) devem ser ajustados para melhorar os resultados desse tipo de recurso. "Com o passar dos anos, a aplicação foi aprimorada e, hoje, equipamentos modernos e capacitados atendem diversas condições dolorosas de pacientes. Sendo assim, estudantes e profissionais da área da saúde precisam se atualizar para aplicar o tratamento da dor aguda e crônica de forma mais eficaz de acordo com a ciência", ressalta o especialista, que também é responsável pelo Laboratório de Pesquisa em Recursos Fisioterapêuticos (LAREF) da UFSCar.

O Curso Online "Correntes Elétricas Analgésicas de Baixa e Média Frequência - Prática Baseada em Evidências" acontece no dia 18 de setembro, das 8 às 17 horas.

Mais informações, como valor de investimento, podem ser encontradas na Plataforma Box UFSCar, em www.box.ufscar.br. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail eletroanalgesia.ufscar@gmail.com.

Teleconsultas são voltadas a gestantes a partir da 36ª semana de gestação

 

SÃO CARLOS/SP - O Grupo de Orientação e Cuidado em Aleitamento (GOtAS) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está ofertando teleconsultas de pré-natal para gestantes a partir da 36ª semana de gravidez. As consultas abordam o aleitamento, são gratuitas e voltadas para gestantes de qualquer parte do mundo, desde que falem Português. 

O GOtAS iniciou suas atividades em março deste ano e já ofereceu 15 atendimentos de amamentação no pré-natal. De acordo com Natália Stofel, docente do Departamento de Enfermagem (DEnf) da UFSCar e coordenadora do Grupo, "uma das principais dificuldades das pessoas gestantes para iniciar e manter a amamentação é ter informações baseadas em evidências". É nesse contexto que o grupo atua de forma a orientar e fornecer informações seguras para as gestantes sobre o aleitamento.

As consultas são realizadas em formato virtual e um encontro tem sido suficiente para passar as informações e orientações necessárias. "A gente mantém o vínculo com as gestantes atendidas e, se houver a necessidade, marcamos outra consulta", explica Stofel.

São ofertadas duas consultas semanais e as interessadas devem entrar em contato com o GOtAS pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou enviar mensagem pelo Instagram do Grupo (@gotas.ufscar). Dúvidas podem ser esclarecidas pelos mesmos canais de contato.

GOtAS

O grupo é um projeto de extensão vinculado ao DEnf e visa oferecer orientação e cuidado em aleitamento com base nas evidências científicas, na humanização e no respeito à diversidade das pessoas que amamentam ou que desejam amamentar. Além da professora Natália Stofel, o GOtAS conta com a participação de outras docentes, alunas de graduação e pós-graduação e profissionais. As informações completas sobre o Grupo podem ser acessadas no Instagram.

Pesquisadores que desejam apresentar pesquisas no evento podem se inscrever até o dia 20 de setembro

 

SÃO CARLOS/SP - De 20 a 22 de outubro, acontece o Simpósio Online "Capitalismo e Educação no Campo em Tempos Pandêmicos", realizado pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Pesquisadores, profissionais, estudantes e movimentos sociais estarão reunidos de forma remota para participar de mesas temáticas transmitidas pelo YouTube. Serão abordados o capitalismo e a educação; o direito à educação; e como a pandemia atingiu o setor. Professores convidados das Universidades Federais do Tocantins, da Paraíba, da Bahia e do Espírito Santo, além de docentes das Universidades Estaduais de Campinas e do Rio de Janeiro já confirmaram presença.

A programação ainda conta com apresentações de pesquisas sobre o ensino remoto emergencial com tecnologias digitais na educação no campo; políticas educacionais, desigualdade social e exclusão digital; a intensificação e precarização do trabalho pedagógico nas escolas da área rural; e movimentos sociais e educação, que têm exercido um papel ativo para garantir a oferta e a permanência da população do campo na educação escolar durante a pandemia e promovido ações na luta contra as situações de vulnerabilidade.

Dentre outros assuntos, ao longo do Simpósio Online "Capitalismo e Educação no Campo em Tempos Pandêmicos", serão tratadas as condições de uso da Internet nas escolas e o processo de inclusão dos filhos dos trabalhadores do campo; as metodologias usadas no ensino remoto levando em conta a atual situação social, política e econômica do Brasil; e a promoção de práticas para combater o desmonte das escolas do campo. O trabalho do professor, a infraestrutura, as relações do educador, os impactos na saúde, os desafios e as novas demandas, assim como a necessidade de novas formações, também serão discutidos.

A transmissão do evento será pelo Canal do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Educação no Campo (Gepec) da UFSCar no YouTube. Aqueles que desejam apresentar pôsteres, resumos expandidos ou relatos de experiências educativas bem-sucedidas na Educação no Campo, formais ou não, podem se inscrever até o dia 20 de setembro. As apresentações de trabalho ocorrerão pelo Google Meet. Os links das salas serão enviados individualmente aos inscritos por e-mail. 

O Simpósio é promovido por grupos de estudos da própria UFSCar, em parceria com as Universidades Estaduais do Mato Grosso do Sul, de Goiás, do Norte do Paraná, assim como a Universidade Federal de Uberlândia e o Instituto Federal do Maranhão. O formulário de inscrição para ouvintes e participantes, a programação completa, valores de investimento, e outras informações estão disponíveis na página www.educacaocampo.faiufscar.com. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Inscrições podem ser feitas até 17 de setembro

 

SÃO CARLOS/SP - O Programa de Pós-Graduação em Gestão de Organizações e Sistemas Públicos (PPGGOSP) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está com inscrições abertas para o processo seletivo do mestrado, em que estão sendo oferecidas 25 vagas. 

O Programa conta com três linhas de pesquisa: Gestão de Organizações Públicas; Gestão de Políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação; e Estado e Políticas Públicas. 

A inscrição pode ser feita até 17 de setembro. Toda a documentação exigida na inscrição e outros detalhes do processo seletivo podem ser consultados no edital, disponível no site do Programa (www.ppggosp.ufscar.br). 

PPGGOSP

O PPGGOSP é um programa de pós-graduação strictu sensu, gratuito, que abrange a oferta de curso de Mestrado Profissional relacionada aos princípios e diretrizes consubstanciados no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da UFSCar. Dentre as demandas expressas no conjunto de diretrizes gerais e específicas do PDI, destacam-se os seguintes cursos de ação diretamente relacionados a esse Programa: estabelecer ações de valorização do servidor público; definir o perfil do servidor técnico-administrativo que a UFSCar deseja e necessita; implantar uma política de capacitação continuada interna e integrada para os servidores técnico-administrativos. Ampliando o espectro de contribuição dessa proposta, a implantação do Mestrado não só visa ao atendimento dessas demandas, através da qualificação do servidor da própria instituição, mas também atende à necessidade de capacitação de outros profissionais.

SÃO CARLOS/SP - A Polícia Militar Ambiental multou a Universidade Federal de São Carlos em mais de R$ 445 mil, pelo incêndio ocorrido no último domingo (05).

De acordo com informado, o incêndio destruiu mais de 140 hectares de vegetação, além de uma área de preservação permanente. Segundo a PM Ambiental, algumas irregularidades na manutenção de aceiros foram encontradas, e também o não atendimento de instruções técnicas referentes à capacitação de uma brigada de incêndio.

Ainda segundo informações, uma representante da Universidade teria sido questionada pela Polícia Ambiental, e a mesma teria informado que as adequações já foram providenciadas, mas infelizmente não tiveram tempo suficiente para executar.

Objetivo é dar mais transparência ao projeto e facilitar a integração com as atividades acadêmicas

 

BURI/SP - O projeto de extensão Fazenda Escola Lagoa do Sino (FELS) acaba de lançar sua página institucional (www.fels.ufscar.br). A página foi elaborada para promover a divulgação, de forma transparente e contínua, de informações sobre tudo o que ocorre no projeto e disponibilizar ferramentas que vão facilitar a integração com as atividades acadêmicas do Centro de Ciências da Natureza (CCN). 

Além das informações gerais, notícias e vídeos sobre o projeto, o site possui uma seção sobre transparência com todos os boletins informativos já publicados e disponibilizará, conforme forem sendo produzidos, outros relatórios e informações relevantes. Há também seções destinadas ao Programa de Estágios, aos dados de produção, aos projetos que promovem a agrobiodiversificação dos sistemas produtivos, dentre outras.

Para Alberto Carmassi, Diretor do Campus Lagoa do Sino e Coordenador do projeto, a página atende uma antiga demanda da comunidade acadêmica. "Desde que assumimos o projeto, estamos trabalhando para dar mais transparência ao que acontece dentro da FELS e aproximá-la da comunidade. O novo site vai disponibilizar todos os boletins, regimentos, publicações e demais informações para que nossos estudantes, servidores e a comunidade local saibam o que de fato está sendo realizado no projeto" finaliza.

A página foi desenvolvida pelo Departamento WebSites e Hospedagem (DeWeb) da Secretaria Geral de Informática (SIn), em parceria com a equipe gestora da FELS. Dúvidas e sugestões podem ser enviadas ao e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Fazenda Escola Lagoa do Sino A Fazenda Escola Lagoa do Sino (FELS) é um projeto de extensão de produção e comercialização agropecuária que visa dar suporte às atividades de ensino, pesquisa e extensão do Campus Lagoa do Sino da UFSCar. Com aproximadamente 370 hectares de área de cultivo e uma infraestrutura voltada à produção de grãos, a FELS tem o objetivo principal de funcionar como um laboratório a céu aberto, que busca proporcionar mais efetividade na integração das atividades produtivas e acadêmicas do Campus, assim como colaborar na redução dos impactos ambientais e no desenvolvimento sustentável do sudoeste paulista.

Acesse a página e conheça mais sobre o projeto (www.fels.ufscar.br).

UFSCar já trabalha também em diagnóstico da extensão da área atingida, bem como em apoio à investigação das causas do fogo

 

SÃO CARLOS/SP - Como muitos já devem saber, uma área de vegetação no Campus São Carlos da UFSCar, junto a outras áreas adjacentes, foi atingida na tarde de ontem (5/9) pelos incêndios que, infelizmente, têm sido comuns na região.

Equipes da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros, bem como do Parque Ecológico, da Embrapa, de usinas da região e da própria UFSCar atuaram intensamente para conter o fogo. A UFSCar já trabalha também em diagnóstico da extensão da área atingida, bem como em apoio à investigação das causas do fogo e demais medidas que venham a ser necessárias.

Mesmo com o acesso ao Campus restrito e controlado, alguns locais seguem frequentados para prática de atividades físicas e de lazer. Assim, é importante destacar que, devido aos danos provocados pela queimada, há alto risco de queda de árvores em várias áreas de vegetação. Assim, a Reitoria da UFSCar reforça a importância de não haver, em nenhuma hipótese, visita ao local, reiterando o alto risco envolvido, não apenas às pessoas, mas também ao ambiente e ao trabalho das equipes que buscam controlar a situação.

Psicóloga do HU-UFSCar fala sobre o tema e aponta a importância do apoio da família, amigos e profissionais de saúde

 

SÃO CARLOS/SP - A campanha Setembro Amarelo é organizada nacionalmente, desde 2014, pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), e tem o objetivo de sensibilizar e informar os diferentes públicos sobre a temática do suicídio, formas de acolhimento, abordagem dos pacientes e a prevenção com o apoio de familiares, amigos e profissionais de saúde.  

Lara Rosa Cobucci é psicóloga do Hospital Universitário da Universidade Federal de São Carlos (HU-UFSCar/Ebserh/MEC) e acredita que a campanha de prevenção ao suicídio é importante por promover espaços de fala aberta sobre o tema, já que apenas por meio do conhecimento é possível ofertar ajuda e prevenir que esse ato ocorra. "O suicídio segue sendo um assunto pouco falado, por se tratar de um grande tabu e estigma. Mas, ao contrário do que comumente se pensa, falar sobre ele não aumenta seu risco, mas, sim, promove acolhimento e possibilita a obtenção de ajuda adequada", avalia Cobucci.    

Dados

De acordo com dados da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS), cerca de 800 mil pessoas morrem, por ano, em todo o mundo por causa do suicídio. Ele também é a segunda principal causa de morte entre jovens com idades entre 15 e 29 anos. Dados da ABP indicam que são registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil, com casos cada vez mais frequentes entre os jovens. De acordo com a Associação, cerca de 96,8% dos suicídios estão relacionados a transtornos mentais.  

Para Lara Cobucci, o suicídio, assim como o pensamento e as tentativas, não tem uma causa única ou pontual. "Esse comportamento ocorre como um resultado da interação de diversos fatores psicológicos, sociais, culturais, ambientais, biológicos e genéticos. Dentre os principais fatores de risco para o suicídio está a presença de doença mental, como depressão, transtorno bipolar e abuso de álcool ou outras drogas. Sabe-se que praticamente todos os indivíduos que tentam suicídio têm alguma doença mental pregressa, porém muitas vezes tais doenças nunca foram diagnosticadas ou tratadas", explica.       

Prevenção

Como o suicídio ocorre por uma junção de fatores, Lara Cobucci explica que há diversas estratégias que podem e devem ser empregadas como prevenção. Uma delas, de acordo com a psicóloga do HU-UFSCar, é a identificação e avaliação do risco do indivíduo, considerando tentativas prévias, quadro de saúde mental, a presença de planos de morte e características sociais e psicológicas. "Embora haja o mito de que as pessoas que ameaçam se matar não irão concretizar o plano e querem ‘apenas chamar atenção’, sabe-se que a maioria dá sinais, expressa seus pensamentos e planos de morrer antes de tentar e cometer o suicídio", alerta. Uma vez identificado o risco, a pessoa deve ser acolhida, ouvida de forma empática e encaminhada para serviços de referência em saúde mental. Além disso, deve-se buscar garantir a presença do suporte social.   

Nesse contexto, a psicóloga aponta que a família e amigos são essenciais na prevenção ao suicídio. "Eles têm o papel de ouvir, dar suporte e acolher, além de incentivar a buscar ajuda profissional e evitar que a pessoa tenha acesso a meios de se autolesionar".   

Por fim, Lara complementa que a pandemia de Covid-19 está afetando a saúde mental de muitas pessoas e que diversos estudos já apontam para o aumento de depressão, ansiedade, angústia, violência e abuso de álcool e outras drogas. "Além do contexto do isolamento social, esses sintomas se juntam a dificuldades financeiras e perdas ocasionadas pela pandemia, e se tornam grandes fatores de risco ao comportamento suicida. Diante disso, mais do que nunca, são necessários a conscientização e o desenvolvimento de estratégias de produção de cuidado, a fim de evitar um aumento nas taxas já muito altas de comportamento suicida no Brasil e no mundo", conclui.  

Em caso de necessidade, o indivíduo poderá buscar ajuda em um dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) de sua cidade - em São Carlos são três tipos de Caps (Mental, Álcool e Drogas e Infantil e Juvenil) -, além do Centro de Valorização da Vida (CVV), que também é um importante canal de comunicação para quem precisa conversar, disponível 24 horas pelo telefone 188.    

HU-UFSCar

Durante este mês de setembro, serão realizadas ações específicas sobre o tema com funcionários e pacientes da Saúde Mental do Hospital. O HU-UFSCar possui oito leitos de internação exclusivos para Saúde Mental, com atendimento multidisciplinar e estrutura específica para esse serviço, sendo referência para encaminhamentos na cidade e região.

UFSCar oferece 20 vagas, distribuídas entre os campi São Carlos e Sorocaba

 

SÃO CARLOS/SP - De 8 de setembro até 25 de outubro (às 17 horas), estarão abertas as inscrições no Exame Nacional de Acesso (ENA 2022) para ingresso em 2022 no Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (Profmat). O curso tem como objetivo proporcionar formação matemática aprofundada relevante para o exercício da docência na Educação Básica, a professores em exercício da docência de Matemática das redes pública ou privada

O Profmat é desenvolvido por meio de uma rede de instituições de Ensino Superior que, para 2022, estão oferecendo um total de 1.400 vagas. Destas, 20 são para a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), sendo 10 no Campus São Carlos e 10 no Campus Sorocaba. O curso é semipresencial, e as aulas estão previstas para acontecer às segundas-feiras em São Carlos e às sextas-feiras em Sorocaba. O mestrado profissional foi avaliado com conceito 5 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), nota máxima para programas com apenas curso de mestrado.

O Exame consistirá numa prova presencial, a ser realizada no dia 4 de dezembro. Entretanto, caso seja verificada a impossibilidade de realização da prova presencial, em razão da pandemia da Covid-19, a prova fica adiada para o dia 8 de janeiro de 2022.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela Internet, em www.profmat-sbm.org.br, onde também estão mais informações sobre o Profmat e o edital do processo seletivo. O Profmat é oferecido no contexto do programa Universidade Aberta do Brasil (UAB), da Capes, sob a coordenação da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e com apoio do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa).

 

São 67 vagas. Interessados devem se inscrever até 14 de setembro

 

SÃO CARLOS/SP - A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (ProGPe) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está com seleção aberta para 67 vagas de estágio - nível superior, regime de 20 horas semanais - para o Campus São Carlos. 

Para concorrer, o aluno deve estar matriculado e frequentando regularmente cursos do Ensino Superior nas seguintes áreas de formação: Administração, Biblioteconomia/Ciência da Informação, Ciências Biológicas/Ciências Ambientais, Imagem e Som, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Informática, Letras/Linguística, Pedagogia, Psicologia, Nutrição, Estatística, Ciências Sociais, Tradução e Interpretação em Língua Brasileira de Sinais. 

Os interessados deverão se inscrever até 14 de setembro, por meio do site de concursos da UFSCar (https://concursos.ufscar.br), no link Fase de Inscrição - Estagiários, onde também constam os editais. Mais informações neste mesmo site ou com o Departamento de Provimento e Movimentação pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Setembro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      

Comércio e Serviços em Geral