fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Domingo, 15 Novembro 2020

SÃO CARLOS/SP - São Carlos contabiliza neste momento 3.856 casos positivos para COVID-19 (17 resultados positivos foram divulgados hoje), com 54 óbitos confirmados e 91 descartados.

Dos 3.856 casos positivos, 3.569 pessoas apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, 3 óbitos sem internação, 284 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 219 receberam alta hospitalar e 51 positivos internados foram a óbito. 3.698 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 15.278 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus (89 resultados negativos foram liberados hoje).

Estão internadas neste momento 32 pessoas, sendo 15 adultos na enfermaria (7 positivos, 5 suspeitos e 3 negativos). Na UTI adulto estão internadas 13 pessoas (11 positivos e 2 suspeitos). Na enfermaria 6 crianças estão internadas(4 negativos e 2 suspeitos) para COVID-19. Na UTI pediátrica nenhuma criança está internada no momento. Seis pacientes de outros municípios estão internados em São Carlos. A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS está hoje em 39,3(11 pessoas estão internadas em leitos de UTI/SUS).

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 20.240pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 18.692 pessoas já cumpriram o período de isolamento de 14 dias e 1.548 ainda continuam em isolamento domiciliar.

A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes do tipo PCR em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal (quadro respiratório agudo, caracterizado por pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre - mesmo que referida -, calafrios ou dor de garganta ou dor de cabeça ou tosse ou coriza ou distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos), sendo que 12.129 pessoas já realizaram coleta de exames, sendo que 9.494 tiveram resultado negativo para COVID-19, 2.423 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos). 212 aguardam resultado de exame.

Os resultados dos exames para COVID-19 podem ser acessados pelo link http://www.saocarlos.sp.gov.br/meuexame/. Para acessar o sistema o paciente deve preencher o cadastro com nome completo, número do RG e data de nascimento.

O boletim emitido diariamente pela Vigilância Epidemiológica de São Carlos contabiliza as notificações das unidades de saúde da Prefeitura, Hospital Universitário (HU), Santa Casa, rede particular e planos de saúde.

Publicado em Coronavírus

SÃO CARLOS/SP - A Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Renda (SMTER) informa que serão entregues de forma virtual, na terça-feira (17), às 19h, o certificado de conclusão da primeira turma de alunos do curso de Analista de Redes Sociais, realizado virtualmente através da Plataforma ZOOM de 25 de agosto a 29 de outubro.

Ministrado pela Professora Karina Olívio de Souza o curso teve carga horária de 50 horas e ofereceu 20 oportunidades de qualificação on line totalmente gratuita.

O Secretário Municipal de Trabalho, Emprego e Renda Walcinyr Bragatto explicou que devido ao período de Pandemia do Covid-19, o curso não teve encontros presenciais e foi ministrado no ambiente virtual. “Diante da impossibilidade de manter a qualificação presencial buscamos alternativas de adaptação da capacitação profissional dos alunos para o formato virtual, garantindo que novas pessoas pudessem ter a oportunidade de se qualificarem para as exigências do mercado de trabalho”, ressaltou Bragatto. 

Para a aluna Junia Clara Castro a experiência do curso de analista de redes sociais, ou melhor, a jornada foi incrível. “A professora, super competente, nos passou o conteúdo de forma fácil e leve, auxiliando o aprendizado. Um curso que abriu horizontes, através de um despertar para o novo. Gratidão à Karina Olivio e à Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda da Prefeitura Municipal de São Carlos”, relatou.

Camila Peixoto Coelho definiu o curso como um propósito que mesmo no meio de uma pandemia agregou conhecimento. “Você ter a oportunidade de agregar no seu currículo um curso que está em crescimento no mundo é muito gratificante. Eu já tinha um certo conhecimento em Instagram, porém muitas coisas aprendi, como aplicativos , filtros, gifs, engajamento. Posso dizer que sinto muito orgulho da cidade de São Carlos, por sempre incentivar os estudos para população”, comemorou .

A aluna Aline Cristina Gomes de Andrade disse ter “muito orgulho de ter participado dessa ação da Prefeitura que em meio a uma pandemia, teve a iniciativa de prover na cidade um curso de alta qualidade, visando formar profissionais para uma profissão em crescimento. O sentimento é de gratidão, hoje tenho certeza que fiz uma ótima escolha, pois vou seguir nessa caminhada e nesse novo mundo de possibilidades que me foi apresentado”, disse.

Já a aluna Mariana Santos da Silva destacou que o curso foi importante para todos, uma jornada incrível, que abriu portas e deu espaço para novos pensamentos. “Não só acrescentamos conhecimento, como dividimos experiências e assim criamos laços,  saímos melhores do que entramos e percebemos que o curso foi além das aulas”, observou.

Janaina Gomes Rosa resumiu o sentimento com a palavra gratidão. “Temos gratidão, em agradecimento a Prefeitura Municipal de São Carlos, a nossa mentora Karina Olivio, pelos ensinamentos que foi passado dessa profissão do presente futuro. Obrigada a todos os envolvidos nesse projeto”, agradeceu.

Daiane de Oliveira Luiz agradeceu a oportunidade de participar de um curso que foi “um divisor de água na minha vida, pela importância do crescimento profissional e pessoal também, mesmo em um ano atípico. São amigos que levo para o resto da vida e fazem parte da minha história. Fica meu carinho e agradecimento a todos”, concluiu.

Por fim, a aluna Silmara Aparecida Marim deixou seu sentimento de gratidão à professora Karina “professora minha gratidão a você e a Prefeitura de São Carlos por ter proporcionado esse curso incrível. Sucesso a todos”, desejou.

SÃO CARLOS/SP - Em pronunciamento nesta segunda-feira, o governo do Estado São Paulo adiou para 30 de novembro a classificação dos municípios no Plano São Paulo, alegando que a decisão foi tomada devido a uma pane no sistema de registro de dados pelo Ministério da Saúde.

O município de São Carlos aguardava para hoje o anúncio da classificação do Plano São Paulo, que regulamenta os estágios da quarentena nas diversas regiões do estado, para atualizar o dimensionamento das medidas de combate a pandemia COVID-19.

O coordenador do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus, Mateus de Aquino, afirmou que a sociedade são-carlense precisa continuar atenta e estabelecer uma rotina sanitária mais segura, além de promover o distanciamento social e fazer o uso de máscaras.

O site oficial do Estado (https://www.seade.gov.br/coronavirus/), atualizado hoje às 14 horas, informou que a região que São Carlos participa reduziu em 28% a variação mensal das internações e que a taxa de utilização dos leitos enfermaria e UTI são de 21,5% e 31,8%, respectivamente. A publicação ainda destacou que a variação atípica de casos e óbitos entre 6/11 e 10/11 e em óbitos em 13/11 ocorreu em virtude de problemas técnicos no sistema federal de notificação sobre COVID-19.

Publicado em Política

Um homem foi preso e outro é investigado; também foram recolhidos eppendorfs vazios e mais de R$ 7 mil em espécie

 

RIBEIRÃO PRETO/SP - A Polícia Civil apreendeu 252 pinos com cocaína e 17 tijolos de maconha em duas ações de combate ao tráfico de drogas, deflagradas na última sexta-feira (13), em Ribeirão Preto. Como resultado, um homem, de 23 anos, foi preso em flagrante.

Os trabalhos foram realizados por equipes da 2ª Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) da cidade.

Em uma das ocorrências, os agentes descobriram, durante investigações e trabalho de inteligência, que um imóvel, na avenida João Pessoa, estaria sendo utilizado por um suspeito para o armazenamento de entorpecentes que seriam, posteriormente, distribuídos em pontos do tráfico.

Os policiais civis foram até o local verificar e flagraram o homem com 252 pinos contendo cocaína, 13.500 eppendorfs vazios, um caderno com anotações e R$ 7.060 em espécie. 

Questionado, o suspeito confessou a prática de comércio de drogas. Toda a substância foi apreendida para perícia e o restante do material e dinheiro recolhidos. Ele foi preso em flagrante.

Segunda apreensão

As apurações desempenhadas pela equipe permitiram descobrir que outro suspeito também realizava o armazenamento de drogas em um imóvel para posterior comercialização.

Diante disto, os agentes foram até o local, na rua Antônio Galão, para verificar e mesmo antes de entrar na casa já sentiram o forte odor de maconha.

Foi realizada vistoria dentro do imóvel, sendo localizados 17 tijolos da droga dentro de uma mala. O suspeito não estava no local, mas documentos de identidade em seu nome foram encontrados na residência. As substâncias foram apreendidas para perícia e o homem, de 19 anos, é investigado.

Publicado em Ribeirão Preto
Segunda, 16 Novembro 2020 16:14

Eixo SP executa obra em Corumbataí

Trecho entregue é importante acesso à cidade

 

CORUMBATAÍ/SP – A Eixo SP Concessionária de Rodovias executou as obras da SPA 193/310, a ligação entre a SP 310 – Rodovia Washington Luís e a SPA 193 – Rodovia Amim José Bichara que é o principal acesso à Corumbataí. Essas ações dão continuidade aos serviços de recuperação de pavimento de vias secundárias pois as vias que fazem a ligação com rodovias sob administração da Eixo SP Concessionária de Rodovias entraram no cronograma emergencial de intervenções das frentes de obras ainda no início da concessão.   

“A manutenção programada das vicinais faz parte do Plano Inicial de Investimentos, que a concessionária coloca em prática desde junho com o objetivo de oferecer ao motorista a melhor experiência em sua viagem, com segurança e conforto”, afirma José Geraldo de Andrade, superintendente de Obras da Concessionária.     

Sobre a Eixo SP    

A Eixo SP Concessionária de Rodovias administra o lote Pipa (Piracicaba-Panorama), malha com mais de 1.273 km de estradas que passam por 62 municípios da região de Rio Claro, no centro do Estado, até Panorama, no extremo oeste, na divisa com o Mato Grosso do Sul. O maior contrato sob supervisão da Artesp – Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo, terá investimentos na ordem de R$ 14 bilhões em obras de ampliação, conservação, além da modernização de serviços ao usuário. Mais informações acesse: www.eixosp.com.br

Publicado em Outras Cidades

SÃO CARLOS/SP - Importante bate papo com Ronan Moraes, Psicólogo e coach.Com o tema: "cultivando emoções positivas em tempos difíceis".

Participem com a gente.

Nesta terça-feira 17/11/20 às 20:00hs.

Local: ONG Oncovita

SÃO PAULO/SP - A Azul registrou prejuízo líquido de R$ 1,226 bilhão no terceiro trimestre de 2020, divulgou nesta segunda-feira, 16, a empresa, em balanço enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O resultado representa um aumento de 122,7% na comparação com o prejuízo de R$ 550 milhões de igual trimestre de 2019. Segundo a companhia, os números continuaram pressionados pela pandemia de covid-19. O setor aéreo de todo o mundo é um dos mais afetados pela crise causada pelo coronavírus.

A receita líquida da empresa somou R$ 805,3 milhões no terceiro trimestre, queda de 73% na comparação com o registrado no mesmo período do ano passado, mas 100,5% maior que a do trimestre anterior, que foi de R$ 401,6 milhões.

Mesmo com o resultado no vermelho de julho a setembro, a companhia considera que o pior da pandemia ficou para trás e melhorou suas perspectivas para o quarto trimestre do ano. “À medida que retoma suas operações, a Azul explora oportunidades para reconstruir a companhia de forma mais eficiente e com menos despesas, aproveitando as mudanças estruturais do setor”, informou no comunicado.

Até o fim desde ano, a Azul espera operar mais de 80% da capacidade doméstica do ano passado. Em termos de malha, até dezembro, a projeção da companhia é voar para 113 destinos, uma recuperação quase completa em comparação aos 116 destinos atendidos antes da crise.

O indicador conhecido como ASK (assentos-quilômetro oferecidos) para dezembro deve atingir 70% do que foi registrado no mesmo mês de 2019. Antes, a empresa projetava chegar ao fim deste ano com 60% da oferta total.

 

 

*Por: Cristian Favaro / ESTADÃO

Publicado em Economia

MUNDO - Portugal registrou entre janeiro e setembro quase 10 milhões de turistas estrangeiros a menos do que no mesmo período do ano passado, consequência da crise da covid-19, o que representa uma queda de 73,8%, revelou nesta segunda-feira (16) o Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

No total, o setor português de hotelaria recebeu 8,7 milhões de pessoas durante nove meses, equivalente a 59,3% menos no número de hóspedes e, portanto, um colapso em seu faturamento de 64,5%, o que representa 1,23 bilhão de euros (cerca de 1,45 bilhão de dólares).

Neste contexto, o número de turistas estrangeiros caiu para apenas 3,4 milhões, contra 13 milhões entre janeiro e setembro de 2019.

O mercado interno apresentou melhores resultados, com uma queda de 36,9% - cerca de 5,3 milhões de hóspedes.

No que refere-se aos turistas estrangeiros, "os principais mercados [turísticos] também registraram quedas significativas, acima de 60%", destacou o INE português.

Portugal, cuja maior fonte de turistas é o Reino Unido, beneficiou-se entre o final de agosto e meados de setembro de uma suspensão temporária das restrições às viagens impostas no Reino Unido.

Entre abril e julho, o número de diárias contratadas por hóspedes procedentes do Reino Unido caiu mais de 90%. Depois, a queda em ritmo anual passou a 79,9% em agosto e 70,7% em setembro.

O turismo é o principal setor para a renda de Portugal, representando 8,7% do PIB do país.

Em 2019, em seu conjunto, apenas o mercado britânico gerou 3,3 bilhões de euros (cerca de 3,9 bilhões de dólares) em renda, à frente do mercado francês com 2,6 bilhões de euros (cerca de 3,07 bilhões de dólares).

 

 

*Por: AFP

Publicado em Economia

IBATÉ/SP - Com 63,58% dos votos válidos, o prefeito José Luiz Parella (PSDB) – ao lado da vice-prefeita Ivani do Cruzado (PSDB) – foi escolhido pela população para seguir governando os destinos da cidade de Ibaté, por mais quatro anos.

O candidato Ci Guaraty (PTB) ficou em segundo com 21,86% dos votos válidos, seguido pelo Professor Hícaro (PT), que obteve 14,56%. Os votos Brancos somaram 4,46% e os Nulos mais 7,43% dos eleitores. O total de abstenção foi de 26,43%.

Feliz com a vitória e por ter vencido em todas as urnas eleitorais, Zé Parrella destacou que sua quarta eleição se deve ao trabalho que vem realizando. "Estou muito agradecido. Se o povo me elegeu quatro vezes é porque estou fazendo um trabalho muito bom e eles estão aprovando", afirmou. 

O prefeito reeleito ressaltou que desde a sua primeira eleição, assumiu um compromisso de devolver a dignidade e o respeito à população ibateense. "A partir do momento que você dá dignidade e respeito ao povo, você dá tudo. Eu trabalho em prol do povo, não pra mim e nem pra minha família. Eu vejo o que precisa para o povo e as coisas que vão precisando fazer, a gente vai fazendo e, graças a DEUS, tem dinheiro para tudo", declarou.

Zé Parrella enfatizou que não engana a população. "Tudo o que a gente vem fazendo até hoje, é com recursos próprios. Eu não engano o povo e sou muito realista. Quando tem que falar não, falo não! Quando dá pra falar sim, falo sim! E tem dado certo", comentou.

Questionado sobre o segredo de ser imbatível nas urnas, o tucano relatou que tem que ter transparência e trabalhar em prol da população, em especial, dos menos favorecidos. "O segredo é a honestidade e a transparência. A partir do momento que você vem imbuído, com o coração aberto, limpo e transparente, você se elege quatro vezes ou até mais. Desde 2005 pra cá, não perdemos nenhuma eleição. Fui eleito em 2005, reeleito em 2008, elegemos nosso sucessor em 2012, depois na eleição suplementar de 2013, voltei em 2016 e agora fui reeleito neste domingo", afirmou. 

O prefeito ressaltou também que se sente muito feliz e agradecido pelo reconhecimento do povo. "Graças a Deus, é um reconhecimento que tenho do povo de Ibaté. Fico muito agradecido e vamos seguir trabalhando. Muito obrigado a todos. Eu sou o Zé Parrella", finaliza.

Publicado em Ibaté

Pesquisa também alerta para a importância da prevenção, diagnóstico precoce e tratamento eficaz da doença

 

SÃO CARLOS/SP - Um estudo desenvolvido na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) revelou que o Brasil tem o dobro da prevalência de diabetes (diagnosticado e não diagnosticado) em pessoas acima dos 50 anos em comparação com a Inglaterra. A pesquisa utilizou uma amostra representativa de ingleses e brasileiros entre os anos de 2012 e 2015. O trabalho é fruto de um projeto de iniciação científica conduzido pela gerontóloga Eilane Souza Marques dos Santos e pela fisioterapeuta Roberta de Oliveira Máximo, sob orientação de Tiago da Silva Alexandre, docente do Departamento de Gerontologia (DGero) da UFSCar, e contou com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp - Processo 2017/22820-0).
O diabetes está relacionado a um conjunto de complicações que comprometem a saúde e habilidades de autocuidado, principalmente em pessoas com mais de 50 anos. No entanto, duas outras condições também têm chamado a atenção da comunidade científica devido à sua relação com resultados adversos nessa população: o pré-diabetes (condição que antecede o diabetes) e o diabetes não diagnosticado (situação em que a pessoa tem o diabetes, mas desconhece). "Já se sabe que o pré-diabetes é um estado de alto risco para o desenvolvimento do diabetes mellitus e o diabetes não diagnosticado aumenta o risco de complicações devido ao descontrole dos níveis de glicose no sangue; assim é fundamental a implementação de políticas de saúde e realização de triagens para minimizar ou evitar os danos causados por essas condições", destaca Alexandre.
Baseada nessas evidências, a pesquisa comparou a prevalência e os fatores associados ao pré-diabetes, diabetes não diagnosticado e diabetes diagnosticado em amostra representativa de ingleses e brasileiros com 50 anos ou mais. Utilizando dados de estudos harmonizados sobre o envelhecimento, o projeto contou com 5.301 participantes do English Longitudinal Study of Ageing (Elsa) em 2012 e 1.595 participantes do Estudo Longitudinal de Saúde dos Idosos Brasileiros (Elsi) em 2015. 
Para o projeto, os indivíduos foram questionados sobre o conhecimento do diagnóstico médico de diabetes (sim ou não) e realizaram exames de sangue para confirmar o nível de hemoglobina glicada (HbA1c), sendo classificados em quatro grupos: não diabéticos - aqueles que apresentaram níveis normais de hemoglobina glicada (<5.7%) e não relataram diabetes; pré-diabéticos - aqueles que apresentaram níveis limítrofes de hemoglobina glicada (≥5.7% e <6.5%) e não relataram diabetes; diabéticos não diagnosticados - aqueles que apresentaram níveis alterados hemoglobina glicada (≥6.5%) e que não relataram diabetes; e diabéticos diagnosticados - aqueles que relataram diabetes, independente dos valores de hemoglobina glicada.
Os resultados apontaram que o Brasil e a Inglaterra apresentam diferenças nas prevalências e fatores associados a três condições de saúde, sendo que a Inglaterra possui maior prevalência de pessoas na condição limítrofe (pré-diabéticos) enquanto o Brasil possui maior prevalência de pessoas doentes, sejam eles diabéticos diagnosticados ou não diagnosticados. Em números, a prevalência de pré-diabetes, diabetes não diagnosticado e diabetes diagnosticado foi de respectivamente 48,6%, 3% e 9,6% na Inglaterra e 33%, 6% e 20% no Brasil.
Em relação aos fatores associados, os resultados indicaram que elementos-chave para o surgimento de doenças crônicas incluindo a obesidade abdominal, hipertrigliceridemia, tabagismo e sedentarismo foram comuns em ambos os países, embora a amostra inglesa tivesse mais condições adversas de saúde relacionadas aos três estados de diabetes, como por exemplo acidente vascular cerebral (AVC), doença cardiovascular, níveis baixos de HDL e hipertensão. "Contudo, o fato do Brasil concentrar o maior número de pessoas com diabetes, diagnosticado ou não, pode ser devido a mudanças de hábitos de vida e ao elevado consumo de alimentos com baixa qualidade nutricional e de alto valor energético, uma vez que o diabetes teve forte associação com o sedentarismo e com a obesidade", acrescenta o docente. 
Aliado a isso, existe o desafio da Atenção Primária à Saúde em lidar com a dupla carga de doenças (em que doenças infectocontagiosas coexistem com doenças crônicas não transmissíveis), exercendo efeitos negativos no estabelecimento de medidas preventivas voltadas ao diabetes tipo 2, com uma triagem menos oportuna do público mais velho e dificuldades no diagnóstico precoce e tratamento eficaz. 
De acordo com o orientador, a pesquisa oferece uma oportunidade valiosa para comparações entre os países e gera discussões importantes para aprimorar as estratégias voltadas à melhoria dos serviços de saúde. "Os resultados são particularmente relevantes, dado que o diabetes é uma doença crônica que pode desencadear outros problemas, sendo essencial para os gestores dos serviços de saúde, bem como para os usuários desse serviços, ou seja, para a comunidade como um todo, o reconhecimento dos fatores que podem levar ao aparecimento do pré-diabetes, diabetes não diagnosticado e diabetes diagnosticado", conclui ele.
A realização do estudo foi aprovada pelo London Multicentre Research Ethics Committee (MREC/01/2/91) e pelo Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos do Centro de Pesquisas René Rachou da Fundação Oswaldo Cruz (certificado: 886-754). Recentemente, a pesquisa foi publicada na Public Health Nutrition (https://bit.ly/3pccS70)

Publicado em Educação

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Novembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30