fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 
Radio Sanca Web TV - Quarta, 09 Junho 2021

SÃO CARLOS/SP - O prefeito Airton Garcia recebeu na manhã desta quinta-feira (10/06), no auditório do Paço Municipal, os empresários do Grupo Toniello e do grupo Tonin Agropecuária e Participações, respectivamente Sérgio Monteiro, Lúcio de Moraes, Álvaro Abrão, que anunciaram a instalação de uma Concessionária Jeep em São Carlos.

O grupo Toniello tem mais de 30 de concessionárias no interior paulista e além da Jeep, trabalha com outras grandes marcas, entre elas Fiat, Peugeot, Dodge RAM e Chrysler. Em São Carlos a concessionária vai ser instalada na rua Miguel Petroni, ao lado do Tonin Superatacado. 

A sede da revendedora vai ser construída na área do grupo Tonin, inclusive quem vai coordenar a construção do prédio no padrão exigido pela marca Jeep vai ser o engenheiro Álvaro Abrão da Tonin Agropecuária e Participações, empresa da holding.

“Vamos gerar 30 empregos diretos para o funcionamento da concessionária e todos serão contratados aqui na cidade. Além disso, vamos gerar empregos na construção civil com a obra do prédio da concessionária”, disse Sérgio Monteiro do grupo Toniello.

O prefeito Airton Garcia agradeceu o grupo por escolher São Carlos para fazer o investimento. “Neste momento de pandemia é muito importante para a cidade a abertura de vagas de trabalho. É um grupo que tem credibilidade no mercado de veículos e que vai agregar oferta de serviços para a cidade”, afirmou o prefeito.

Também participaram da reunião os secretários de Planejamento e Gestão, Luís Antonio Panone, de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Caio Graco, o chefe de gabinete da Prefeitura, José Pires (Carneirinho) e o assessor especial de gabinete, Antônio Carlos Catharino.

Publicado em Comércio

SÃO CARLOS/SP - Teve início na terça-feira 8 de junho a primeira aula do Programa Meu Emprego - Trabalho em Equipe, promovido pela Secretaria Municipal de Trabalho Emprego e Renda, em parceria com a Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico.

Participaram da Aula Inaugural, o Secretário de Trabalho Emprego e Renda - Nino Mengatti, a Coordenadora Estadual do Programa da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico – Alice Lara, do Diretor de Políticas de Trabalho e Emprego para Juventude – Toninho Ribeiro, do Diretor de Departamento de Apoio à Economia Solidária – Paulo Faria e dos Facilitadores do Programa em São Carlos: Itamar Portioli, Meire de Souza, Luiz Fernando e Claudio Santos.

Os alunos inscritos receberão um kit com apostilas e materiais escolares para acompanhar as aulas. Serão 12 encontros em EAD, divididos em dois dias na semana, com duração de duas horas cada. Seu objetivo é orientar e preparar o trabalhador na busca de um emprego compatível com seus interesses, habilidades e qualificação profissional.

Durante as atividades, os participantes formam um grupo para troca de experiências e procura de emprego. São fornecidas orientações a respeito de elaboração de currículos, dicas de comportamento e de como conquistar lugar no mercado de trabalho com mais facilidade. Temas como comunicação, planejamento financeiro e empreendedorismo fazem parte da grade de ensinamentos do projeto.

O Diretor de Políticas de Trabalho e Emprego para Juventude Toninho Ribeiro, agradeceu e parabenizou a todos os Envolvidos e disse que esse programa vai resgatar alta estima de quem está a muito tempo desempregado e desenvolver habilidades, que o Aluno nem sabia que a tinha. 

“Vocês à partir de Hoje formam um uma equipe que vão aprender com as experiências um do outro, transformando-os em um Time de Sucesso”, disse aos Alunos.

O Secretário do Trabalho Nino Mengatti, parabenizou a iniciativa dos participantes em procurar por qualificação profissional e desejou que os ensinamentos fossem bem aproveitados por cada um deles. Na oportunidade, agradeceu a existência do programa como forma de inclusão de pessoas e que nunca é tarde para aprender e se preparar para buscar as oportunidades do mercado, pois na Secretaria, diariamente tem vagas disponíveis e com a qualificação fica mais fácil em ser recolocado no Mercado de trabalho.

A Coordenadora Estadual do Programa, Alice Lara, agradeceu ao Secretário, Diretores e Equipe pelo apoio de São Carlos ao programa e disse que o Município é o primeiro a ofertar este curso adaptado ao EAD e que está sendo referência para outros Municípios.

Publicado em Política

SÃO CARLOS/SP - Algumas pessoas que gostam de prejulgar vivem dizendo por ai que moto clube é a união de amigos que gostam de andar de moto, porém não é só andar de moto, principalmente o moto clube Insanos MC.

O moto clube Insanos MC, tem por missão fazer o bem e ajudar pessoas necessitadas. Levar o mínimo que uma pessoa precisa para subsistência. As ações sociais começam dentro do moto clube, afinal não tem sentido ajudar fora do clube enquanto um integrante está desempregado e precisando de ajuda, ou seja, a primeira ajuda começa internamente. A ajuda interna consiste em alimentação, tratamento e até recolocação no mercado de trabalho. Vale ressaltar que o moto clube Insanos MC, está presente em 14 países e em diversas cidades do Brasil.

Em São Carlos, o moto clube realiza uma ação por mês, doação de sangue, campanha do agasalho, páscoa, natal... E neste mês de junho são duas campanhas, a primeira no dia 19, sábado, será a doação de sangue, que inclusive é uma campanha mundial e vai ocorrer simultaneamente em todas as divisões do Insanos MC, já a segunda campanha é para ajudar animais que são abandonados ou sofrem maus-tratos e são acolhidos por ONGs, ou simplesmente voluntários à causa animal.

Você que se sensibiliza com a causa animal e quer ajudar, basta entrar em contato com o Carrara pelo telefone (16) 99770 – 7238, ou fazer sua doação nos pontos de coleta, que são: Agropet Lua Kitina, Agropecuária Brasil, Espaço Animal, Casa de Rações Santo Antônio e Agropecuária Nossa Senhora Aparecida.

A entrega das doações está prevista para o dia 27 de junho, domingo.

Publicado em Cidadania

Máquinas automáticas possibilitam autocoleta para realização de testes PCR; Iguatemi São Carlos acaba de receber uma unidade, instalada próxima ao cinema

 

São Carlos/SP – Receber o diagnóstico de Covid-19 tornou-se mais fácil com a instalação de uma vending machine, da DNA Consult, no Iguatemi São Carlos. A partir da compra do exame no equipamento, é possível realizar a autocoleta no conforto de casa ou no trabalho. A dinâmica é simples: basta efetuar o pagamento, em crédito ou débito, retirar o kit, realizar a autocoleta e agendar a retirada do material, que segue para análise. O resultado é enviado por e-mail em até 24h após o recebimento da amostra.

Desenvolvidas pela IMach Solutions, com tecnologia 100% são-carlense, as máquinas pretendem diminuir o desconforto e a exposição das idas aos laboratórios, incentivando a autocoleta. O exame PCR utilizado pela empresa de biotecnologia é considerado padrão ouro pela OMS (Organização Mundial de Saúde), com 97,8% de assertividade, fazendo uso da saliva como amostra.

Antes vendidos apenas pelo site da DNA Consult, os kits para os exames agora podem ser adquiridos presencialmente na máquina instalada no Iguatemi São Carlos. E uma outra unidade da máquina está instalada no ONOVOLAB, centro de inovação e tecnologia de São Carlos. Cada exame tem um custo de R$150.

A DNA Consult, especializada em genética e biotecnologia, possui experiência de 20 anos em diagnóstico molecular. O co-fundador e Diretor Científico do laboratório da empresa, professor Dr. Euclides Matheucci Jr, explica a importância do equipamento. “Com as vending machines, pretendemos aumentar a comodidade e privacidade das pessoas para a realização dos testes. A autocoleta é segura, rápida e deve ser estendida também a outros tipos de exames. Em breve, pretendemos disponibilizar nas máquinas a verificação de imunidade à Covid-19, o teste de paternidade e o diagnóstico de Dengue, Zika e Chikungunya”, afirma.

As análises de anticorpos neutralizantes, que indicam a potencial imunidade contra a COVID-19, estão previstas para chegar às máquinas ao fim deste mês, custarão cerca de R$350 e terão resultado entregue em 6 dias. Já os testes de paternidade seguem com previsão para o fim de julho, sendo concluídos em até 20 dias, também com um custo aproximado de R$450.

“Queremos tornar esses testes mais acessíveis à população. E com os kits de autocoleta das vending machines, trazemos mais privacidade às pessoas, sem perder a eficácia, por meio do uso da tecnologia”, diz Bruno Lima, desenvolvedor de produtos da DNA Consult.

No Iguatemi São Carlos, a máquina para testes PCR está localizada próxima ao cinema e já segue em operação. O centro de compras funciona de segunda-feira a sábado, das 10h às 21h, e aos domingos e feriados, das 12h às 20h. Restaurantes e praça de alimentação seguem abertos todos os dias, das 11h às 21h.

 

Serviço

Shopping Iguatemi São Carlos

Endereço: Passeio dos Flamboyants, 200, São Carlos

Informações: www.iguatemisaocarlos.com.br

 

Horário de Funcionamento: Segunda-feira a sábado, das 10h às 21h, e aos domingos e feriados, das 12h às 20h. Restaurantes e praça de alimentação seguem abertos todos os dias, das 11h às 21h.

Publicado em Coronavírus
Quinta, 10 Junho 2021 13:08

Amor ou dependência emocional?

O psicanalista e coach Dr. Júnior Silva explica como aprender a diferenciar uma situação da outra e não machucar o coração

 

SÃO PAULO/SP - Uma linda história de amor, com sentimentos equilibrados. Um relacionamento harmônico e... Que seja eterno! Esse é um desejo, praticamente, unânime da humanidade, não é? Às vésperas do Dia dos Namorados, então, nem se fale. Quem está acompanhado só quer fazer o relacionamento dar certo a qualquer preço e quem está sozinho sente-se melancólico e segue em busca do tal “amor da vida”. 

E o problema está aí! Nessa busca incessante do grande amor de sua vida, muita gente acaba confundindo um sentimento com dependência emocional. É aquela famosa questão de não conseguir ficar sozinho e, sempre, ter a necessidade de se apoiar em algum relacionamento, ainda que falido, abusivo e que, na maioria das vezes, só faz sofrer.

Mas como entender se é amor ou a terrível dependência emocional? O psicanalista e coach Dr. Júnior Silva, explica um pouco sobre essa tênue linha que separa um sentimento verdadeiro e saudável, de algo doentio. “A procura por um amor verdadeiro pode nos colocar em grandes ciladas, mas que juramos de pés juntos, ser amor. Mal sabemos que aquele sentimento nada mais é que uma paixão, carência e pior, dependência emocional. Ou seja, a falta de percepção correta das emoções e sentimentos pode nos fazer tomar decisões desastrosas”, alerta Dr. Júnior.

Ciclos de infelicidade

Para ilustrar melhor a situação da dependência emocional, o psicanalista compartilha um texto da psicóloga Ane Caroline Janiro. E quantas vezes já não vimos esse filme, não é? Ou com nós mesmos, ou com alguém que conhecemos. Observe: 

“Ela é bonita, inteligente, mas não consegue ser feliz sozinha. Está em um relacionamento destrutivo, faz de tudo pelo parceiro, se anula, se esgota por ele, mendiga atos de amor. Não acredita em suas próprias capacidades, precisa da constante aprovação do companheiro e das outras pessoas. É insegura, sente ciúmes excessivamente, tem medo de ser abandonada e, por isso, se molda conforme a vontade alheia, se esquecendo completamente daquilo que ela realmente é. Quando seu relacionamento chega ao fim, tudo parece ser uma tempestade horrível! Passa pela fase do sofrimento insuportável. Depois decide: “agora tudo será diferente”! Mas por não acreditar em seu próprio valor, logo estará de novo envolvida com promessas de amor vagas, carícias e demonstrações de afeto não duradouras. Algo que para ela, agora sim, parece ser a chave de sua felicidade, mas na verdade está em uma nova prisão. E o ciclo todo se repetirá...”

Segundo Dr. Júnior, neste texto Ane Caroline descreve, exatamente, uma pessoa que sofre de dependência emocional afetiva. “E posso afirmar: casos assim são mais comuns do que podemos imaginar. São pessoas presas a relacionamentos frustrados, infelizes, mas que não conseguem se libertar”, analisa o profissional. 

O tal do amor-próprio

Mas o que fazer para se evitar essa armadilha da dependência emocional, que só tende a deixar o lado psicológico de qualquer pessoa em frangalhos, com o passar do tempo?

Dr. Júnior dá a receita, que pode até parecer simples, mas colocar em prática requer esforço, atenção e até disciplina, além de autoconhecimento. “O que acontece é que antes de querer amar alguém, precisamos aprender a nos amar em primeiro lugar. Pode acreditar! Essa é a base para que possamos ter a segurança de encontrar o amor verdadeiro. Como podemos amar alguém se não aprendemos a nos amar primeiro?”, provoca o psicanalista.

E ele alerta para algo muito comum em nossa sociedade e que torna tão complicado as pessoas desenvolverem esse amor por si mesmo, se valorizarem. É que esse sentimento, em muitos casos, é julgado como egoísmo, desvio de conduta, arrogância. “Temos a interpretação errônea, e grave, de que nos amar é egoísmo. Mas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Egoísmo é a falta de empatia, o ser fica preso no seu ego incapaz de olhar para necessidade e sentimentos do outro. O amor-próprio nos permite priorizar-se, sem nos diminuir ou sujeitar-se aquilo que não merecemos, mas com empatia ao próximo”, esclarece Dr. Júnior. 

É justamente por essa falta de valorização própria, que muita gente acaba entrando numa dependência emocional, acreditando que só pode viver e ser feliz ao lado de alguém, condicionando toda sua vida a outra pessoa e se anulando. Mas com a falsa sensação de segurança, de que vive um lindo amor, quando, na verdade, está em uma grande furada e só vai se machucar. 

“A partir do momento que não nos priorizamos e colocamos o outro à nossa frente, estamos as ensinando que aceitamos vir em último lugar. E se isso acontece é a certeza de que criou-se uma dependência emocional, e estamos longe do amor verdadeiro que tanto buscamos”, alerta Júnior, que ainda ressalta: “Quer um amor verdadeiro? Ame-se! E sem pressa, nem desespero, no caminho desse amor-próprio você encontrará um amor companheiro, maduro e verdadeiro”.

Publicado em Outras Notícias

Um homem foi preso e indiciado por descaminho, já que não apresentou nenhuma documentação fiscal da mercadoria

 

ADAMANTINA/SP - A Polícia Militar prendeu um homem, de 57 anos, que foi surpreendido transportando milhares de óculos sem documentação fiscal. O flagrante aconteceu na quarta-feira (9), na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, em Adamantina.

Uma equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR), do 2º Batalhão de Polícia Rodoviário (BPRv), estava em patrulhamento no âmbito da Operação Paz e Proteção, próximo ao km 593 da via, quando se deparou com um automóvel Fiat/Fiat.

Foi realizada abordagem e, durante a vistoria veicular, foram localizados 5 mil óculos oriundos do Paraguai, sem qualquer documentação fiscal. As mercadorias foram apreendidas e o motorista suspeito foi preso em flagrante e indiciado por descaminho.

Publicado em Outras Cidades

SÃO CARLOS/SP - O presidente da Câmara de São Carlos, vereador Roselei Françoso (MDB), foi convidado pela direção da Escola Estadual Professor Sebastião de Oliveira Rocha a conhecer o projeto de Aquaponia idealizado pelos professores Lutércio Duarte e Ana Paula de Oliveira.
Recebido pelos professores e pela vice diretora Priscila Micelle nesta quarta-feira (9), Roselei esteve na unidade para conhecer o projeto. A aquaponia combina a prática da aquicultura – produção de organismos vivos na água – com a hidroponia – cultivo de plantas sem solo, geralmente hortaliças.

A técnica que a escola pretende implantar reduz o consumo de água em até 90% se comparada aos sistemas convencionais. O objetivo é a criação de peixes e o plantio de verduras. “Agora na pandemia essa pode ser uma alternativa para suprir muitas famílias de alimentos básicos”, explicou Lutércio.

“O projeto vai permitir formar alunos em várias áreas do conhecimento e desenvolver habilidades em ciências da natureza e exatas”, destacou a professora Ana Paula. Para implantar o sistema, serão necessários 1 caixa d´água de 1 mil litros, barris de 200 e 100 litros, bomba, encanamentos, pedra brita, argila, entre outros materiais, além dos alevinos.
De acordo com o professor Lutércio, com um sistema deste porte é possível criar até 100 peixes. Os peixes são colocados dentro de um tanque e alimentados com ração. Os animais produzem dejetos que são misturados à água e bombeados em direção a um filtro capaz de limitar as impurezas sólidas e permitir apenas a passagem da água, que, com o trabalho das bactérias, fica repleta de nutrientes.
“Eu tenho uma relação muito próxima com a Educação e fico muito feliz de ser lembrado para contribuir com projetos tão bonitos como esse”, salienta Roselei. “O professor Lutércio me deu aula em Santa Eudóxia e sem dúvidas é um dos responsáveis por eu ter me tornado vereador”, lembrou o parlamentar.
O presidente da Câmara se comprometeu a buscar apoio para implantar o projeto de Aquaponia. O valor estimado para implantar o projeto é de cerca de R$ 2 mil. “Vou buscar parceiros que se interessem em contribuir e ajudar a colocar essa ideia em prática”, disse Roselei.
 
Sustentabilidade – A escola Sebastião de Oliveira Rocha já possui um sistema de reaproveitamento de resíduos orgânicos por meio de biodigestão anaeróbica. O processo produz biofertilizante natural e gera gás metano para abastecer a cozinha da escola.
O produto é engarrafado e vendido à comunidade. O projeto foi desenvolvimento pelo clube de ciências Tesla e foi o vencedor na categoria ensino médio do Prêmio Destaque Educação 2020.
Publicado em Educação
Vestuário, perfumaria e chocolates serão os setores mais procurados pelos consumidores


 

SÃO PAULO/SP - De acordo com a pesquisa realizada pela FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo), neste ano, as vendas de Dia dos Namorados devem apresentar um aumento de 8% em relação ao volume de vendas de 2020. A expectativa é que a data aqueça o setor varejista e provoque um equilíbrio no balanço semestral.

“O Dia dos Namorados ainda é a terceira data mais importante para o varejo. Roupas, perfumes e chocolates serão os itens mais procurados na data. Flores e acessórios também estarão presentes na lista de produtos e podem resultar em crescimento das vendas”, explica o presidente da FCDLESP, Maurício Stainoff 

Mesmo com a demanda do e-commerce, a maior concentração das vendas vai permanecer no comércio físico - os shoppings e as lojas de rua  irão receber o maior fluxo de consumidores. Para a entidade, cerca de um terço das vendas será pelo ambiente virtual e o restante nas lojas físicas. Somadas, as vendas  devem chegar a R$ 7 bilhões  no estado de São Paulo.

Com mais restrições em 2020, os bares e restaurantes devem apresentar um melhor desempenho neste ano - mesmo com as limitações na capacidade de ocupação e no horário de funcionamento.

“As lojas podem aproveitar o período para oferecer promoções variadas e descontos. O objetivo é recuperar parte do seu caixa e fluxo.  Esperamos  uma aceleração na vacinação e, com isso, tenhamos um segundo semestre de recuperação do emprego e renda das pessoas. Somente a vacinação, o emprego e renda garantem a retomada consistente e contínua das vendas”, finaliza Stainoff.

Publicado em Economia

SÃO CARLOS/SP - A Polícia Civil de São Carlos investiga as causas de um assassinato que ocorreu ontem, 09, por volta das 21h30min, no bairro Cidade Aracy II.

De acordo com informações, um motociclista pela Rua Expedita Maria Costa, se aproximou da vítima e efetuou vários disparos na direção da cabeça, na mão e no peito de Wesley dos Santos Lucena, 28 anos.

O SAMU foi acionado, porém o médico Dr. Renato Rizzoli , ao chegar constatou óbito no local.

A Perícia, a DIG e a Polícia Militar estiveram no local para registrar a ocorrência.

Publicado em Policial

EUROPA - O número de crianças vítimas de trabalho infantil aumentou pela primeira vez em 20 anos, atingindo 160 milhões no mundo, anunciaram hoje (10) a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

No relatório Trabalho Infantil: estimativas globais de 2020, tendências e o caminho a seguir, divulgado pelas duas instituições por ocasião do Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, celebrado em 12 de junho, destaca-se a necessidade de medidas para combater a prática, que poderá ser agravada pela pandemia.

O documento destaca que, pela primeira vez em 20 anos, a evolução da erradicação do trabalho infantil "inverteu o sentido", contrariando a tendência de queda registrada entre 2000 e 2016, período em que houve redução de pelo menos 94 milhões de crianças no mundo do trabalho.

Nos últimos quatro anos, esse aumento foi de 8,4 milhões de pessoas, diz o relatório divulgado nessa quinta-feira. "Cerca de 9 milhões a mais de crianças estão em risco devido aos efeitos da covid-19" até o fim de 2022, e "esse número poderá aumentar para 46 milhões, caso não venham a ter acesso a medidas de proteção social essenciais".

"Novas crises econômicas e o fechamento de escolas, devido à covid-19, podem significar que as crianças trabalham mais horas, ou em condições agravadas, enquanto muitas outras podem ser forçadas às piores formas de trabalho infantil, devido à perda de emprego e rendimento em famílias vulneráveis", alerta o documento.

Citada em um comunicado, a diretora executiva do Unicef, Henrietta Fore, lembrou que o mundo terreno na luta contra o trabalho infantil e que 2020 não facilitou esse trabalho.

Henrietta defendeu a importância de se investir em programas que desestimulem o trabalho infantil, num momento em que o fechamento de escolas, as crises econômicas e os ajustes nos orçamentos nacionais podem forçar as famílias "a tomar decisões muito drásticas".

"Apelamos aos governos e os bancos internacionais de desenvolvimento para que priorizem os investimentos em programas que permitam que as crianças saiam do mercado de trabalho e regressem à escola, além de apostarem em programas de proteção social que evitem que as famílias tenham de recorrer ao trabalho infantil".

O relatório mostra ainda um aumento substancial no número de crianças, entre os 5 e os 11 anos, que trabalham e que representam mais de metade de todos os casos de trabalho infantil no mundo.

O número de crianças com idade entre 5 e 17 anos, envolvidas em trabalhos perigoso, atividades laborais que podem prejudicar a sua saúde, segurança física ou desenvolvimento cognitivo, aumentou 6,5 milhões desde 2016, situando-se atualmente em 79 milhões, acrescenta.

A publicação indica que 70% dos casos de trabalho infantil, o equivalente a 112 milhões de crianças, ocorrem no setor agrícola, 20%, o correspondente a 31,4 milhões de menores, nos serviços, e 10%, 16,5 milhões de crianças, na indústria.

O trabalho infantil nas áreas rurais (14%) é quase três vezes superior quando comparado com as áreas urbanas (5%).

"Quase 28% das crianças com idade entre 5 e 11 anos e 35% das crianças entre 12 e 14 anos que trabalham não frequentam a escola", observa o relatório, acrescentando que há maior maior incidência de meninos no trabalho infantil, atenuando-se essa disparidade quando se considera o trabalho doméstico.

O diretor-geral da OIT, Guy Ryder, declarou, citado no mesmo comunicado, que essas novas estimativas "são um alerta" e apelou para que se intervenha, para não ser posta em risco "toda uma nova geração de crianças".

"A proteção social inclusiva permite que as famílias mantenham seus filhos na escola, mesmo em situação econômica adversa. O aumento do investimento é essencial para promover o desenvolvimento rural e o trabalho decente no setor agrícola", disse Ryder.

"Estamos num momento crucial, os resultados alcançados vão depender, em grande parte, das medidas que tomarmos" e é necessário reiterar o compromisso e a vontade "para reverter essa situação e interromper o ciclo da pobreza e do trabalho infantil", pediu Guy Ryder.

O relatório adverte que "o trabalho infantil compromete a educação das crianças, restringe os seus direitos, limita as suas oportunidades futuras e contribui para a manutenção de ciclos de pobreza viciosos.

Além do aumento dos gastos com educação e a facilitação do regresso das crianças à escola, a OIT e o Unicef defendem a promoção do trabalho digno para adultos, de modo que as famílias não tenham que recorrer à ajuda dos filhos para gerar rendimento em casa.

As informações divulgadas pelas duas instituições baseiam-se em dados de 106 pesquisas que cobrem mais de 70% da população mundial de crianças entre 5 e 17 anos.

 

 

*Por RTP

Publicado em Economia

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Junho 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30        
Propagandas gratuitas right 2