fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 
Radio Sanca Web TV - Terça, 20 Julho 2021

 

SÃO CARLOS/SP - A Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, por meio do Centro POP (Centro Municipal de Atendimento à População em Situação de Rua) em parceria com o Instituto “Se Mudando” e a operadora de telefonia móvel Fluke, está possibilitando que 10 pessoas em situação de rua passem pela experiência no mercado de trabalho por 45 dias.
De acordo com o Instituto Se Mudando, após o alinhamento com a Fluke, o Centro POP realizou um mapeamento de quais pessoas em situação de rua gostariam de participar da experiência. Os interessados foram divididos em dois turnos, manhã e tarde. O local de trabalho é o escritório da Fluke e o acompanhamento está sendo realizado pelo Centro POP.

Continua depois da publicidade


Foi realizado um alinhamento sobre a rotina de trabalho, pagamento (R$ 40,00 por 4 horas e café da manhã) e regras do local. Os assistidos assinaram um termo de imagem, tiveram o treinamento sobre o processo de embalagem dos chips de produzidos pela Fluke e sobre os protocolos de prevenção da COVID-19. Todos as pessoas em situação de rua já foram vacinadas contra o coronavírus com o imunizante de dose única.
“A presente parceria com Instituto Se Mudando e a Fluke, faz parte do esforço de estabelecer diretrizes e rumos que possibilitem a integração e inclusão das pessoas em situação de rua ao mundo do trabalho”, afirma Ana Dellapina, supervisora do Centro POP.
O Instituto “Se Mudando” que tem como missão quebrar barreiras e participar da mudança na vida de pessoas com trajetória de rua ao fomentar sua reinserção na sociedade, também está acompanhando os assistidos em todos os turnos, para acompanhá-los e dar todo o suporte necessário.
Para a secretária de Cidadania e Assistência Social, Glaziela Solfa Marques, essa parceria é muito importante, principalmente neste momento difícil em virtude da pandemia e da perda de renda. “É uma experiência concreta no mercado de trabalho para essas pessoas que estão em situação de rua e que buscam reorganizar suas vidas. Quem quiser participar desse modelo de ação, oferecendo essa oportunidade para essas pessoas, basta procurar o Centro POP que orientamos e apoiamos para que o projeto seja implementado”, garante a secretária.
O Centro Municipal de Atendimento à População em Situação de Rua (Centro POP) está localizado na rua São Joaquim, nº 818. O telefone para contato é o (16) 3307-4795.

Publicado em Outras Notícias

 

SÃO CARLOS/SP - A Prefeitura Municipal de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano, realizará audiência pública para analisar o Estudo de Impacto de Vizinhança – EIV e o projeto de aprovação referente a três empreendimentos imobiliários na área urbana do município.

Continua depois da publicidade


As audiências acontecem no dia 3 de agosto, a partir das 19h, por meio de videoconferência (plataforma zoom), pelo endereço eletrônico:
https://us02web.zoom.us/j/88502078450?pwd=MmJnd09SeHFoY0szZm5idWpXREE0QT09
Nas audiências públicas serão analisados os seguintes empreendimentos:
1 - EIV – Processo nº 5667/2020 – loteamento residencial de interesse social - Jardim Carozelli (implantação de loteamento residencial de interesse social);
2 - EVI – Processo nº 91488/2020 – Condomínio Green Ville (implantação condomínio de lotes);
3 - EIV – Processo nº 9143/2020 - Linear Incorporações e Construções EIRELI-ME (implantação condomínio residencial habitacional multifamiliar vertical);
Outras informações poderão ser solicitadas na Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano pelo telefone 3362-1313. A audiência é de livre acesso a toda comunidade são-carlense.

Publicado em Outras Notícias

 

Pelo segundo dia consecutivo São Carlos não registra óbito por COVID-19

 

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos informa que nesta quarta-feira (21/07) não foi registrado nenhum óbito por COVID-19 no município.

Continua depois da publicidade

São Carlos contabiliza neste momento 25.133 casos positivos para COVID-19 (138 resultados positivos foram divulgados hoje), permanecendo com 474 óbitos confirmados e 130 descartados.

Dos 25.133 casos positivos, 22.971 pessoas apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, 47 óbitos sem internação, 2.115 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 1.507 receberam alta hospitalar e 427 positivos internados foram a óbito. 24.144 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 43.240 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus (224 resultados negativos foram liberados hoje).

Estão internadas neste momento 97 pessoas, sendo 25 adultos na enfermaria. 8 pacientes estão em Unidades de Cuidados Intermediários (UCI - Santa Casa), 2 estão em Unidade de Suporte Ventilatório (USV – HU/UFSCar). No total na UTI adulto estão internadas 58 pessoas, sendo 41 em leitos de UTI/SUS e 17 em leitos de UTI da rede particular. Na enfermaria SUS 4 crianças estão internadas neste momento. Nenhuma criança ocupa vaga de UTI/SUS. 11 pacientes de outros municípios estão internados em São Carlos neste momento. A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS adulto está em 93,18% (41 adultos estão internados). 

Neste momento o município disponibiliza 44 leitos adulto de UTI/SUS para COVID-19, já que a Santa Casa voltou a operar com 30 leitos adulto para UTI/SUS, 20 leitos de UCI, 6 de UTI infantil e 8 de enfermaria o Hospital Universitário (HU/UFSCar) opera com 14 leitos de UTI/SUS adulto, 6 de Unidade de Suporte Ventilatório (USV) e 15 de enfermaria. 

 

UPA – Uma pessoa está sendo atendida neste momento em leito de estabilização da UPA do Santa Felícia. O paciente já foi cadastrado e aguarda transferência via CROSS.

 

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 80.489 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 78.123 pessoas já cumpriram o período de isolamento e 2.366 ainda continuam em isolamento domiciliar.

A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes do tipo PCR em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal sendo que 54.174 pessoas já realizaram coleta de exames, 37.392 tiveram resultado negativo para COVID-19, 16.620 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos). 162 pessoas aguardam resultado de exame.

Publicado em Coronavírus

EUA - O grupo farmacêutico norte-americano Johnson & Johnson (J&J) prevê a venda de 2,5 bilhões de dólares em vacinas contra a covid-19 até 2021 e, aproveitando a retomada dos procedimentos médicos não urgentes, elevou suas projeções para o ano todo.

Continua depois da publicidade

A empresa, que vende o antiviral a preço de custo, vendeu doses de sua vacina contra a covid-19 pelo valor total de 164 milhões de dólares no segundo trimestre, superando os 100 milhões no primeiro trimestre, detalhou nesta quarta-feira um comunicado sobre seus resultados trimestrais.

Esses números são relativamente pequenos se comparados às vendas de vacinas contra o coronavírus das empresas Moderna ou Pfizer, esta última com planos em maio de faturar 26 bilhões de dólares em todo o mundo este ano.

Aprovada com urgência nos Estados Unidos em fevereiro, a vacina da J&J sofreu vários contratempos, incluindo uma suspensão de 10 dias em sua aplicação em abril, após relatos de que mulheres desenvolveram casos graves de coágulos sanguíneos, além de problemas de produção em uma fábrica em Baltimore.

No segundo trimestre, o grupo aproveitou as campanhas de vacinação contra a covid-19 nos Estados Unidos, o que permitiu a volta dos procedimentos clínicos não urgentes e a retomada das vendas de dispositivos médicos, como próteses. Esta última cresceu 62,7%.

O faturamento total da empresa, que inclui também a divisão farmacêutica (+ 17,2%) e a divisão de produtos de higiene pessoal e saúde como cremes e pensos (+ 13,3%), aumentou 27,1%.

Agora, a J&J espera vendas entre 91,3 bilhões e $ 92,1 bilhões de dólares em 2021 (93,8 bilhões a 94,6 bilhões, incluindo as vendas da vacina anticovid-19), acima de uma faixa anterior entre US$ 90,6 bilhões e US$ 91,6 bilhões.

 

 

*Por: AFP

Publicado em Economia

BRASÍLIA/SP - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quarta-feira (21) que as aulas já deveriam ter voltado anteriormente no país porque os alunos estão sendo prejudicados. Ele avalia que o avanço da vacinação e a redução de casos de covid-19 criaram um ambiente favorável ao retorno, mas que ele já poderia ter ocorrido.

"Acho que já devia ter voltado antes", disse. "Os nossos adolescentes estão sendo muito prejudicados. O mundo inteiro já voltou aula sem necessidade de vacinar professor. Oitenta por cento dos professores do ensino básico já estão vacinados com uma dose", afirmou.

Um protocolo está sendo finalizado pelo Ministério da Saúde para orientar como será o retorno às aulas. Segundo o ministro, será um reforço em nível nacional, já que muitos estados e municípios também elaboraram protocolos. "O que precisamos é um protocolo de segurança. Uso de máscara, testagem. Nós vamos fazer isso."

Continua depois da publicidade

O retorno às aulas é esperado para o mês de agosto.

 

 

*Por: R7

Publicado em Ciência & Saúde

SÃO PAULO/SP - Entidades e associações que representam caminhoneiros avaliam a possibilidade de realizar uma paralisação nacional a partir de domingo (25), Dia do Motorista, que poderia crescer na segunda-feira (26). Há um descontentamento de parte da categoria com promessas não cumpridas pelo governo Jair Bolsonaro e com as altas recentes do preço do óleo diesel.

Entre as insatisfações também são citadas o fim da isenção do PIS/Cofins sobre o diesel, os preços elevados dos insumos para o transporte de cargas e a falta de fiscalização do piso mínimo do frete. Algumas entidades já decidiram apoiar a interrupção das atividades, mas reuniões ainda serão realizadas ao longo desta semana para definir a posição da categoria, segundo representantes dos grupos.

Uma das entidades que decidiu apoiar a paralisação é o CNTRC (Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas). Plínio Dias, presidente da entidade, disse que a mobilização começa no dia 25 e que a adesão pode crescer na segunda-feira e nos dias subsequentes.

A entidade afirma já ter apresentado 387 ofícios ao governo desde o começo do ano com as reivindicações dos caminhoneiros, como o fim da política de PPI (Preço de Paridade de Importação) da Petrobras para combustíveis, maior fiscalização nas estradas para cumprimento do piso mínimo de frete e a aposentadoria especial para os motoristas. Segundo o representante, a pauta é a mesma da paralisação do início de 2021. "Até o presente momento, o governo e as pastas cabíveis não chamaram para conversar", disse Dias.

O descrédito do governo vem aumentando junto aos caminhoneiros em virtude de algumas promessas não cumpridas. Em maio, preocupado com movimentos grevistas e as constantes ameaças de paralisações, o governo anunciou um pacote de medidas para a categoria, o "Gigantes do Asfalto". Entre as medidas consta a criação do Documento Eletrônico de Transportes (Dt-e), uma das principais apostas do governo para o segmento autônomo.

O projeto foi aprovado na última quinta-feira (15), pela Câmara dos Deputados por meio da Medida Provisória nº 1051/21 e vai tramitar no Senado. Trata-se de um recurso que vai unificar os documentos exigidos para o transporte de cargas e que poderá ser usado pelo celular do motorista. Também foi visto pela categoria como tentativa de acalmar os ânimos.

A Abrava (Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores) vai decidir sobre a adesão no movimento em reunião com seus associados nesta quinta-feira (22). "Estamos conversando e orientando a categoria para seguirmos para termos os cumprimento das leis que conquistamos", disse o presidente da Abrava, Wallace Landim, conhecido como Chorão. A entidade vem cobrando o Executivo quanto à efetivação de uma série de medidas anunciadas para a categoria em manifestações frequentes.

O representante da ANTB (Associação Nacional de Transporte do Brasil), José Roberto Stringasci, disse que a entidade apoia a categoria na sua decisão, mas ponderou que os caminhoneiros ainda estão decidindo se vão parar ou não. Conforme Stringasci, várias reuniões de lideranças sindicais, de associações e cooperativas estão sendo realizadas no Brasil todo nesta semana. "Vamos ver a decisão da maioria da categoria. O que a maioria decidir estaremos junto e apoiando."

Continua depois da publicidade

Conforme Stringasci, a questão dos combustíveis é chave. "Não tem mais condições para o caminhoneiro, e nem para o povo brasileiro, de tanto reajuste. A categoria quer uma reforma na política de preço", disse o líder. Dias, do CNTRC, que participou de uma reunião em junho com o presidente da Petrobras, general Joaquim Silva e Luna, afirmou que até o momento os caminhoneiros não foram chamados à mesa para escutar a resposta da empresa aos seus pedidos.

Segundo os líderes, há possibilidade de maior adesão agora do que na paralisação de fevereiro, em virtude dos reajustes no diesel de lá para cá. Conforme o representante da ANTB, alguns motoristas e entidades que a princípio eram contra, por achar que era um movimento contra o governo, agora acreditam ser "uma questão de necessidade" a paralisação para reivindicar seus "direitos". "Entenderam as pautas, principalmente a do combustível", disse. "Agora o caminhoneiro está com a corda no pescoço e viu que o combustível subiu e que, se a gente não se mexer, vai subir de novo", afirmou Dias.

 

 

*Por Agência Estado 

R7

Publicado em Economia

SÃO CARLOS/SP - Uma motorista compareceu ao Plantão Policial visivelmente assustada para registrar uma ocorrência de trânsito na tarde de ontem, 20, em São Carlos.

Segundo o relato da motorista, ela transitava pela Rua Raimundo Corrêa, sentido centro/rodovia, quando uma mulher em um Corsa atrás buzinava querendo passagem. A motorista deixou passar, mas a mulher que dirigia o Corsa teria jogado o carro para cima da depoente, onde quase causou um acidente, assustando-a (motorista) e suas filhas que estavam no carro.

Não contente a motorista do Corsa acelerava e freava, quando na rotatória da avenida Getúlio Vargas, que adentra a rodovia Washington Luís, a mulher que dirigia o Corsa teria parado, descido do veículo e com uma barra de ferro e desceu pancadas no VW/Gol da vítima. Após tudo isso a mulher foi embora.

Continua depois da publicidade

A Polícia Civil vai investigar o caso.

Publicado em Policial

BELO HORIZONTE/MG - Em entrevista ao canal ‘Conceito Sertanejo’, no Youtube, o cantor Eduardo Costa fez revelações pra lá de inusitadas sobre sua vida sexual e chegou a admitir que é viciado na prática.

Na ocasião, ele afirmou que se pudesse, passaria o dia todo tendo relações: “Eu gosto tanto de sexo quanto eu gosto de cantar. Eu gosto de mulher, eu gosto de transar, eu gosto de sexo demais. Se eu pudesse, ficava o dia inteiro fodend*”, disse ele.

Em seguida, o sertanejo revelou que precisou recorrer a ajuda médica para conter o problema: “Tenho problema com sexo, rapaz, eu faço umas 15 vezes por semana, eu tô falando sério. Ainda tô fazendo tratamento para dar uma segurada”, finalizou.

Continua depois da publicidade

Recentemente, após Eduardo Costa entrar em uma polêmica após supostamente se envolver com a influenciadora digital Mariana Polastreli, ele revelou, em conversa com Léo Dias, sobre sua relação com a jovem, que é casada formalmente com o engenheiro Eduardo Polastreli.

 

 

*Por: Lais Mylla / METROPOLITANA

Publicado em Celebridades

SÃO CARLOS/SP - Um boletim de ocorrência (B.O), foi registrado ontem, 20, sobre um furto realizado no último final de semana (sábado 17), na Vila Costa do Sol, em São Carlos.

Segundo consta, o criminoso adentrou a propriedade pulando o muro e levou o que conseguia carregar, como joias, TV, aparelhos eletrônicos, entre outros.

O caso foi registrado e será investigado.

Continua depois da publicidade

Publicado em Policial

SÃO CARLOS/SP - Ontem, 20, o Padre Carlos Alberto Giacone, da Paróquia-Santuário São Pio X, foi internado na UTI de um hospital particular de São Carlos. Padre Carlos Alberto, contraiu o novo coronavírus e estava de quarentena em casa. Segue a nota da Diocese de São Carlos.

NOTA A IMPRENSA:

A Assessoria de Comunicação e Imprensa da Diocese de São Carlos-SP comunica que o Revmo. Padre Carlos Alberto Giacone, Pároco da Paróquia-Santuário São Pio X, está hospitalizado na UTI da Unimed, em virtude de inflamação nos pulmões em decorrência da COVID-19.

Padre Carlos cumpriu o período da quarentena em sua residência, fazendo uso de oxigênio. Na tarde desta terça-feira, 20, o religioso foi hospitalizado, ficará em observação e realizará exames médicos. Seu quadro de saúde é considerado estável, porém, inspira cuidados respiratórios.

Continua depois da publicidade

Dom Eduardo Malaspina, Administrador Diocesano, pede que os fiéis se unam em oração pelo pleno restabelecimento da saúde do Padre Carlos Alberto.

Publicado em Coronavírus

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Julho 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31