fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 

Debate, que acontece virtualmente, inaugura a série de eventos "EdUFSCar no ar", com lançamento de livro

 

Inspirada com o clima dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que seguem até o dia 8 de agosto, a Editora da Universidade Federal de São Carlos (EdUFSCar), em parceria com a Assessoria para Comunicação Científica da Instituição, inaugura a série de eventos "EdUFSCar no ar" com o lançamento do livro "Leituras de gênero e sexualidade nos esportes", de autoria de Wagner Xavier de Camargo, pesquisador na Universidade desde 2013.

O debate, que acontece - virtualmente - em 6 de agosto, às 10h30, abordará questões da atualidade no âmbito do mundo esportivo, com um olhar voltado a novas perspectivas a partir da reflexão sobre gênero e sexualidade.

Na ocasião, o autor comentará casos e fatos recentes que apareceram na mídia esportiva - como, por exemplo, a participação da primeira atleta trans na história das Olimpíadas; o impactos de ocorrências como o caso de Douglas Souza, atleta do vôlei brasileiro que assumiu a homossexualidade e conquistou grande visibilidade em pouco tempo; e a quantidade recorde de participação de atletas que se autodeclaram LGBTQIAPN+ na competição, com destaque para biografias, envolvendo suas lutas e seus desafios nas práticas esportivas.

O convidado também tratará da lógica binária que atualmente impera nos esportes, e da importância de se ampliar os entendimentos sobre corpos, gêneros e sexualidades para além dela.

Continua depois da publicidade

Outras temáticas que constam em seu livro serão contempladas no encontro, como as características do que o autor chama de esporte-espetáculo, além de problematizações sobre o que é considerado senso comum nos esportes, partindo para a desconstrução de estereótipos (como cores e esportes pautados por sexo).

Com textos curtos, críticos e de fácil entendimento, a obra recém-lançada pela EdUFSCar é fruto de pesquisas de Camargo ao longo dos anos - de 2013 a 2019 como pesquisador de pós-doutorado na UFSCar, com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapesp) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

O autor cursa um segundo doutorado no momento, em Antropologia Social, e atua como docente voluntário no curso de graduação em Ciências Sociais da UFSCar. Tem se dedicado a investigar corpo, gênero e sexualidade na Educação Física e nos Esportes a partir de referenciais conceituais da Antropologia, da Sociologia e dos Estudos de Gênero.

A mediação do encontro será de Adriana Arruda, jornalista da Assessoria de Comunicação Científica da Universidade. A transmissão será feita via Facebook - (nas páginas facebook.com/ufscaroficial e facebook.com/editora.edufscar) - e YouTube (em youtube.com/ufscaroficial). A participação é aberta a todas as pessoas interessadas, que poderão apresentar questões ao convidado durante o debate.

O livro de Camargo está disponível para compra no site da Editora (edufscar.com.br), com desconto de 30% até a data do evento de lançamento do livro, em 6/8. Mais informações sobre a obra podem ser conferidas em matéria no Portal da UFSCar (https://bit.ly/3lePwOy).

Inscrições devem ser feitas pelo site do Programa até 20 de agosto

 

SÃO CARLOS/SP - Até o dia 20 de agosto, o Programa de Pós-Graduação em Ciência Política (PPGPol) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) recebe inscrições na seleção para os cursos de mestrado e doutorado, com início no primeiro semestre de 2022. São ofertadas 15 vagas para o mestrado e 15 para o doutorado.

A seleção será composta por duas etapas: avaliação do projeto de pesquisa, de caráter eliminatório e classificatório; e exame oral e análise do currículo Lattes, de caráter classificatório.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site www.ppgpol.ufscar.br, conforme instruções dos editais de mestrado e doutorado.

Continua depois da publicidade

A área de concentração do Programa oferece aos alunos uma formação orientada para três domínios fundamentais no campo da Ciência Política - teoria, instituições e comportamento político. Essas dimensões são contempladas pelas duas linhas de pesquisa do PPGPol: "Instituições, organizações e comportamento político" e "Políticas públicas e democracia". Detalhes sobre o Programa estão em www.ppgpol.ufscar.br. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Curso, gratuito e remoto, é destinado a estudantes de 11 a 13 anos de todo o Brasil

 

SÃO CARLOS/SP - Já pensou em inventar uma língua? Essa é a proposta de um workshop gratuito da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) destinado a estudantes de 11 a 13 anos de todo o Brasil, com o objetivo de facilitar a compreensão da Língua Portuguesa a partir de um novo método.

A iniciativa faz parte do projeto de extensão "Educação Linguística: desenvolvimento de habilidades e competências", que tem como finalidade desenvolver um método de ensino que contribua para que estudantes da Educação Básica compreendam melhor os fenômenos existentes na Língua Portuguesa. Para tanto, o projeto oferta este workshop de língua inventada, que consiste em um método inovador em que os estudantes associam suas intuições linguísticas desenvolvidas durante a oficina à Língua Portuguesa. 

"Inventar uma língua é muito legal. Além disso, neste curso, durante o processo de criar uma língua, os participantes estarão construindo uma gramática, o que vai ajudá-los a compreender melhor as regras e o funcionamento de sua própria língua", afirmam os organizadores.

O público-alvo do workshop são estudantes entre 11 e 13 anos de idade que estejam matriculados em escolas públicas ou privadas de qualquer estado do Brasil. Os encontros acontecem de modo remoto, via Google Meet, e os participantes receberão certificado. Os dados obtidos na atividade serão aplicados para que o método seja aprimorado. 

Continua depois da publicidade

São ofertadas 60 vagas. As inscrições poderão ser feitas entre 9 e 15 de agosto pelo site do projeto www.eduling.ufscar.br, onde constam mais informações sobre o curso, como cronograma, proposta e orientações aos pais dos estudantes. Dúvidas podem ser encaminhadas para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

ARARAQUARA/SP - Com suas atividades paralisadas desde março do ano passado por conta da pandemia da Covid-19, as Escolinhas de Esportes de Araraquara voltarão a entrar em ação no dia 17 de agosto, quando serão retomadas as aulas em todos os polos espalhados pela cidade. As inscrições podem ser feitas a partir da próxima quarta-feira (4) na Secretaria de Esportes e Lazer, que fica localizada no Gigantão, com horário de atendimento das 8 às 12 horas e das 14 às 16h30.

O retorno das Escolinhas envolverá a prática de 19 modalidades: futebol, futsal, basquete, voleibol, handebol, natação, xadrez, damas, atletismo, karatê, judô, taekwondo, tênis de mesa, tênis, badminton, skate, rugby, capoeira e ginástica artística.

A coordenadora executiva de Projetos Esportivos de Inclusão Social da Secretaria de Esporte e Lazer, Roseli Gustavo, revela que a volta das Escolinhas será um desafio. "Os esportes e atividades físicas já eram essenciais e agora são mais ainda. Para vencer a Covid, é preciso vacinação, distanciamento, álcool gel, alimentação e também atividades físicas. Eu acho muito importante retomarmos as atividades, porque as crianças ficaram esse período de um ano e meio isoladas dentro de casa, só na televisão e no videogame. Precisamos agora combater o sedentarismo, a obesidade infantil e promover a sociabilidade das crianças, que agora vão poder interagir umas com as outras. Por isso, a volta das Escolinhas vai trazer benefícios em várias áreas e precisamos muito do apoio dos pais, para que eles incentivem e levem as crianças", analisa ela.

 

Nova estrutura

As Escolinhas de Esportes, que antes da pandemia atendiam mais de 6 mil crianças e adolescentes, voltarão às atividades com uma nova estrutura de gestão, onde a cidade foi dividida em quatro setores e cada um deles ficará sob a responsabilidade de um gestor.

Com a coordenação de Roseli Gustavo e a gerência de Júlio Cézar Invenzioni Alexandre, a nova organização conta com os gestores Daniel Raschemus (setor 1, composto por Fonte Luminosa, Vale do Sol, Santa Angelina, Jardim Maria Luiza, Jardim Botânico, Vila Yamada e Acapulco), Fábio Moraes Leite (setor 2, formado por Jardim Indaiá, São Rafael, Vale Verde, Selmi Dei, Jardim Pinheiros, Jardim das Estações e Parque São Paulo), João Batista Mantovani (setor 3, que envolve os bairros do São Geraldo, São José, Centro, Jardim Universal, Melhado, Jardim das Gaivotas e Santana) e José dos Anjos, o Toco (setor 4, que conta com Vila Xavier, Jardim das Hortênsias, Jardim Silvestre, Jardim Del Rey, Victório De Santi, Jardim Iguatemi/Oitis, Cecap, Jardim Yolanda Ópice, Jardim Martinez e Jardim Nova Época). O programa contará ainda com Alisson Alves da Silva, que irá coordenar os protocolos de saúde, orientando todos os trabalhos em torno da prevenção da Covid-19.

Júlio Invenzioni explica que a nova estrutura permitirá uma melhor análise para a busca pelo desenvolvimento do projeto. "Antigamente, eram duas pessoas que faziam essa gestão, que no caso eram um gerente e um gestor. Com essa nova formatação, a cidade será dividida em quatro regiões, que contarão com quatro gestores. Eles realizarão o trabalho junto a essas regiões com os professores, dando suporte e ajudando na divulgação, aproximando os pais e as famílias ao projeto. Cada gestor estará sempre passando, acompanhando, experimentando novos locais de acordo com as demandas", conta.

Ele acrescenta que algumas modalidades possuem melhores resultados em determinados bairros, por isso existe a necessidade de novos planejamentos para atrair mais alunos. "Se percebermos que uma Escolinha de um determinado local, com uma determinada modalidade, não teve público e adesão, vamos analisar onde aquela modalidade tem uma maior procura para colocarmos essa modalidade em um bairro onde possa adquirir novos adeptos. Também vamos passar pelas escolas, fazer trabalhos de divulgação e anunciar nas salas de aula as modalidades de cada região. Então o trabalho do gestor será esmiuçar a região e ver os locais com potencial para abrir novas modalidades", complementa.

Continua depois da publicidade

Cuidados e protocolos sanitários

Assim como Roseli, Júlio também vê como um grande desafio o retorno após um ano e cinco meses de atividades interrompidas em função da pandemia. "Vamos seguir todos os cuidados e protocolos de saúde. Será muito bom para as crianças voltarem às rotinas e às suas atividades. Sabemos que essas atividades contribuem muito para o desenvolvimento da criança, do adolescente, em seus aspectos cognitivo, motor, afetivo, e com essa volta às atividades esportivas, as crianças vão novamente ter a oportunidade de estarem se socializando, seguindo também o distanciamento de um metro e meio", salienta.

O gerente das Escolinhas se diz ansioso pelo retorno e esclarece ainda que a orientação é para que a volta seja cautelosa. "Em modalidades coletivas, vamos evitar os jogos e realizar exercícios físicos e técnicos da modalidade, assim como nas lutas, evitando o contato físico à princípio e adotando algumas cautelas. O mais importante é que vamos voltar a praticar exercícios e isso será muito bom, um grande ganho para as crianças, que poderão voltar a praticar seus esportes prediletos diante desse quadro", explana.

Júlio conta ainda que as Escolinhas se apoiarão no decreto que prevê a utilização de 60% da capacidade máxima de cada local, porém as atividades serão praticadas em espaços maiores, o que gera uma segurança maior. "Podemos até agregar mais alunos, desde que se respeite a distância mínima de um metro e meio entre as crianças. Os monitores estarão munidos de um kit de higienização, com álcool gel para passar antes, durante e depois da aula. Também serão higienizados todos os materiais utilizados. Se porventura alguma criança chegar sem máscara, vamos ceder máscara para ela poder praticar sua atividade. Tanto as crianças quanto os monitores devem estar de máscara", complementa. 

Inscrições podem ser feitas até o dia 3 de agosto

 

SÃO CARLOS/SP - O Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Recursos Naturais (PPGERN) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está com inscrições abertas no processo seletivo para os cursos de mestrado e doutorado, com ingresso no segundo semestre de 2021.

O Programa conta com três linhas de pesquisa: Indivíduos e Populações; Comunidades e Ecossistemas; e Aplicações Ecológicas. Para o mestrado são oferecidas 17 vagas e a seleção terá três fases: prova escrita, prova de Inglês e análise do currículo. A seleção para o doutorado, que oferta 12 vagas, é composta por duas etapas: arguição oral da proposta de pesquisa e entrevista e avaliação do currículo Lattes.

Continua depois da publicidade

As inscrições podem ser feitas até o dia 3 de agosto. Toda a documentação exigida na inscrição deverá ser enviada para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., obedecidos os prazos e instruções dos editais para mestrado e doutorado, disponíveis no site www.ppgern.ufscar.br. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone (16) 3351-8305 ou pelo e-mail de inscrição.

São 27 vagas para o mestrado e 16 para o doutorado para aulas com início em 2022

 

SÃO CARLOS/SP - Estão abertas as inscrições na seleção para os cursos de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Terapia Ocupacional (PPGTO) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Estão sendo ofertadas 27 vagas para o mestrado e 16 para o doutorado. Interessados devem se inscrever até 8 de setembro, por e-mail, e as aulas terão início no próximo ano. 

O PPGTO tem a área de concentração "Processos de Intervenção em Terapia Ocupacional" e são três linhas de pesquisa: Promoção do desenvolvimento humano no contexto da vida diária; Redes sociais e vulnerabilidades; e Cuidado, emancipação social e saúde mental. O PPGTO é o primeiro programa de pós-graduação da área no país e seu objetivo é consolidar e ampliar o desenvolvimento científico do campo, como também se projetar em direção às novas tendências, nacional e internacionalmente, voltando-se para a necessidade de formação pós-graduada específica em Terapia Ocupacional. 

O processo seletivo para mestrado e doutorado terá duas etapas - avaliação do projeto de pesquisa e defesa oral pública do projeto. Os interessados devem se inscrever até às 18 horas (horário de Brasília) do dia 8 de setembro, seguindo as instruções dos editais, disponíveis no site www.ppgto.ufscar.br. A solicitação de isenção da taxa de inscrição pode ser solicitada, conforme as especificações dos editais, entre 26/7 e 6/8. As datas das fases do processo seletivo também estão disponíveis nos documentos e a matrícula será feita em março de 2022.

Continua depois da publicidade

As informações completas sobre a seleção estão no site e dúvidas também podem ser esclarecidas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

SÃO CARLOS/SP - A Secretaria Municipal de Educação (SME) já definiu o calendário oficial para a volta às aulas presenciais nas escolas públicas de São Carlos. A partir de 30 de agosto, professores e estudantes do Ensino Fundamental poderão estar em sala de aula como era antes da pandemia da COVID-19. A proposta é o retorno gradual com o ensino presencial combinado com o ensino não presencial. Nesse primeiro momento, está previsto o retorno de 6,5 mil estudantes do primeiro ao quinto ano (Ensino Fundamental I) e do sexto ao nono ano (Ensino Fundamental II), além dos matriculados na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Serão 10 EMEBs (Escolas Municipais de Educação Básica), e uma EMEJA (Escola Municipal de Educação de Jovens e Adultos) e seus polos. 

Os pais e responsáveis também podem optar por manter os filhos ainda no modo remoto, uma vez que parte dos professores também estará em atividades pedagógicas virtuais e, assim como os servidores com mais de 60 anos e com comorbidades, estarão na fila para tomar a segunda dose da vacina para regressar aos locais de trabalho, respeitando o cronograma previsto no Decreto Municipal nº 308/2021 e legislações pertinentes ao combate à disseminação da COVID-19.

No segundo momento de volta às aulas presenciais, que acontece no dia 27 de setembro, poderão retornar presencialmente às escolas as mais de 8,7 mil crianças de 3 a 5 anos e 11 meses das fases 4, 5 e 6 dos 35 Centros Municipais de Educação Infantil (CEMEIs).

De acordo com os protocolos sanitários, será possível uma ocupação de 35% a 50% por dia, a depender da especificidade de cada escola.

O retorno dos bebês e das crianças pequenas até 3 anos (fases 1, 2 e 3) dos 25 CEMEIs, com mais de 3,8 mil matriculados, está previsto para o dia 18 de outubro. O prazo de retorno mais amplo nessa faixa etária deve-se aos protocolos diferenciados por se tratar das creches.

As três datas que marcam o retorno presencial foram compartilhadas e divulgadas durante um encontro virtual da Secretária de Educação, professora Wanda Hoffmann, com os diretores das unidades escolares da rede municipal no dia 22 de julho. No dia anterior, todos os supervisores de ensino da SME foram informados sobre a proposta, como também a seguir todos os coordenadores pedagógicos.

“Estamos propondo um retorno gradual, atendendo às famílias, com a adaptação ao presencial, com a convivência diária na escola, dando tempo suficiente para que todos possam acolher os estudantes e alcançar a normalidade”, afirmou a secretária Wanda Hoffmann. “Sabemos que não será uma tarefa fácil, mas temos que começar”.

Diante do cenário pandêmico, a SME vai disponibilizar aos diretores das unidades escolares uma cartilha de procedimentos para atender aos protocolos sanitários e ao protocolo pedagógico, incluindo as ações de contingência, caso alguma pessoa da comunidade escolar esteja com suspeita de COVID-19.

A SME também está investindo recursos na compra de termômetros digitais, recipientes para oferta de álcool gel 70◦ no interior das escolas, assim como suportes de papel toalha, máscaras, luvas, aventais de TNT descaráveis, toucas e sapatilhas descartáveis, e material para higienização de espaços e equipamentos. 

Graças a uma parceria com a Vigilância Sanitária que fez as orientações à SME, a partir de segunda-feira, dia 26 de julho, a equipe técnica da SME atuará presencialmente em cada região onde estão situadas as 10 EMEBs para orientar diretores e servidores sobre os protocolos sanitários e pedagógicos. A primeira unidade a receber a intervenção será a EMEB “Professor Afonso Fioca Vitali” (CAIC), na região do Cidade Aracy. A partir dela, todas os equipamentos públicos do ensino fundamental seguirão as mesma normas e regras.

A equipe técnica também fará a demarcação de piso para o distanciamento correto para a entrada e saída dos estudantes, isolamento de carteiras dentro das salas de aula, identificação de assentos nos refeitórios para posicionamento dos estudantes, proteção e intercalação de torneiras, entre outras ações, conforme os protocolos setoriais quanto às diretrizes a serem adotadas para funcionários e para estudantes no que se refere aos métodos de distanciamento social, higiene pessoal, limpeza e higienização de ambientes, comunicação, monitoramento das condições de saúde, respeitando o plano do Governo de São Paulo. 

A expectativa, segundo a secretária Wanda Hoffmann, é ter um retorno tranquilo com acolhimento dos estudantes e com um ambiente o mais adequado possível.

Ação busca voluntários a partir de 60 anos para avaliações e intervenções gratuitas

 

SÃO CARLOS/SP - O Programa Multidimensional e Assistencial de Gestão para Idosos Caidores (Magic) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) tem por objetivo acompanhar os idosos que sofreram quedas acidentais com o intuito de reduzir os fatores de risco dessas ocorrências. A iniciativa é do grupo de pesquisa "Abordagem funcional e multifuncional em Gerontologia", coordenado pelas professoras Juliana Hotta Ansai e Karina Gramani Say, do Departamento de Gerontologia (DGero), em colaboração com os professores Larissa Costa Riani e Paulo Giusti Rossi, do Departamento de Fisioterapia (DFisio), da Universidade.  O projeto busca voluntários a partir de 60 anos de idade, que residam em qualquer região do País.

O programa vai oferecer aos participantes avaliações, intervenções de atividades físicas e cognitivas para melhora da mobilidade, coordenação, força muscular, equilíbrio, atenção e memória, além de uma gestão de casos individuais, com foco na redução dos fatores de risco para quedas. As atividades são desenvolvidas no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Gerontologia (PPGGero) da UFSCar, têm como colaboradores Maria Joana Duarte Caetano, educadora física e pesquisadora; Herick Moralles, docente do Departamento de Engenharia de Produção (DEP) da UFSCar; e parceria internacional com o pesquisador e professor Stephen Lord (Austrália).

Para realizar o programa, estão sendo convidados voluntários idosos, a partir de 60 anos, que tenham sofrido queda nos últimos 12 meses. Os participantes serão avaliados de forma individual, antes e depois do período das intervenções. Além disso, os voluntários serão assistidos por profissionais para garantirem o seu bem-estar e segurança. Em virtude da pandemia de Covid-19, o programa será ofertado de forma remota, respeitando todas as recomendações e medidas sanitárias, utilizando vídeos com aulas, atividades impressas e acompanhamento por telefone. A expectativa é propiciar benefícios para os participantes, além de melhora na resistência física e preparação para lidar com a ameaça de quedas.

Interessados em participar do Magic devem preencher este formulário (https://bit.ly/3BsMb4c) ou fazer o contato com os pesquisadores pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., pelo Whatsapp (16) 99729-9855 (ou pelo link https://bit.ly/3BnW8jf). Após o preenchimento do formulário, os interessados devem aguardar o contato da equipe que explicará os próximos passos. Mais informações também podem ser acessadas no Instagram (@programamagic) e no Facebook (facebook.com/promagic.ufscar)

Realizado pelo Senac São Paulo, evento promove a experimentação dos cursos técnicos por meio de atividades práticas

SÃO CARLOS/SP - Entre os dias 26 de julho e 6 de agosto, o Senac São Paulo promove a segunda edição do Experimente o Senac, evento totalmente gratuito e virtual.  Por meio de uma experimentação de aulas práticas de cursos técnicos, via plataforma Microsoft Teams, a iniciativa possibilita trocar experiências com profissionais qualificados e tirar dúvidas sobre áreas que o participante pretende investir. Para participar, é necessário se inscrever em www.sp.senac.br/experimente.

Nesta edição, serão 24 atividades em diferentes áreas, como gastronomia e alimentação; turismo e hospitalidade; bem-estar, beleza e estética; comunicação; e gestão e negócios. Entre as opções, a aula de finan&ccedil ;as será realizada em 28 de julho, das 19h às 21h, e abordará as diferenças de investimentos em renda fixa e variável, compreendendo os riscos de cada tipo. Também irá tratar dos investimentos em empresas, de acordo com as principais tendências do mercado.

Já no dia 3 de agosto, das 17h30 às 19h30, docentes do Senac São Carlos, Senac Ribeirão Preto, Senac São José do Rio Preto e Senac Taboão da Serra, ministrarão a aula de confeitaria, que mostrará o passo a passo da montagem de um evento, com direito a bolo, docinho e embalagem. A programação co mpleta está no portal do evento.   

Para Leandro D’Arco, gerente do Senac São Carlos, o ensino técnico atende a demanda do mercado atual, que busca mão de obra qualificada e vivência na área de formação. “Na unidade de São Carlos, oferecemos um amplo portfólio de qualificação profissional técnica, contemplado, inclusive, na campanha institucional de cursos técnicos a R$ 99 mensais. O Experimente o Senac é uma ótima opção para se familiarizar com assuntos de interesse e definir a área para investir em conhecimento.”

Para conhecer as opções de cursos técnicos disponíveis no Senac São Carlos,  basta acessar o portal www.sp.senac.br/saocarlos. Uma novidade na oferta é o Técnico em Modelagem do Vestuário, que possibilita ao aluno conhecer tendências do consumo, desenvolvendo um olhar criativo em relação ao mercado, ao consumidor e ao produto de moda.  

Continua depois da publicidade

Cursos Técnicos do Senac São Paulo a R$ 99 mensais

Desde o início da pandemia de Covid-19, o Senac São Paulo entende que ampliar o aprendizado técnico é o caminho ideal para quem visa uma oportunidade para traçar novas rotas na carreira, se especializar em uma área de interesse ou até mesmo conseguir uma recolocação profissional.

Preocupada com essa situação e tendo em vista a recuperação econômica, com o aumento na oferta de vagas de empregos esperados para os próximos meses, a instituição adotou novas políticas de descontos institucionais, para que mais pessoas tenham acesso a este nível de ensino. Desde o início de julho, todas as mensalidades dos cursos técnicos foram fixadas a R$ 99, inclusive, para alunos já matriculados. A oportunidade terá vigência de um ano.

Interessados devem se inscrever até o dia 30 de julho

 

SOROCABA/SP - Até o dia 30 de julho, estão abertas as inscrições para a nova turma do curso Master in Business Administration (MBA) em Restauração, Licenciamento e Adequação Ambiental, ofertado pela UFSCar-Sorocaba. As aulas terão início no dia 31 de julho e serão realizadas em plataforma virtual, durante o período de isolamento social.

A especialização tem o objetivo de formar e atualizar profissionais com conhecimentos técnico-científicos para atuar no planejamento, implantação e monitoramento de projetos e atividades de restauração de áreas degradadas e adequação de propriedades rurais, com base em princípios legais, técnicos e ambientais.

O MBA é destinado a pessoas formadas em Agronomia, Engenharia Florestal, Engenharia Agrícola, Zootecnia, Biologia e Engenharia Ambiental; a profissionais vinculados às áreas técnicas, gerenciais e estratégicas de empresas de consultoria ambiental ou autônomos; e àqueles que possam vir a ocupar cargos de gestão ambiental em organizações públicas ou privadas.

Continua depois da publicidade

O curso é semipresencial, com carga horária de 376 horas, divididas em módulos. As aulas ocorrerão em sábados alternados, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas. Os procedimentos de inscrição e demais informações estão no site www.posrestauracaoambiental.ufscar.br. A seleção será realizada por ordem de inscrição.
Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone (15) 99691-6032 (também WhatsApp) ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Agosto 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31