fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Domingo, 27 Setembro 2020

SÃO CARLOS/SP - A moradora Nilza, chamou a Rádio Sanca para mostrar a situação em que se encontra um campinho de futebol de areia no final da Rua Aurélio Sanchez (Antiga Rua 5), no bairro Jardim Social Belvedere, em São Carlos.

O repórter Maicon Ernesto esteve no local e fez o jornal ‘Café com Notícias’ direto do local e conversou ao vivo com a moradora.

“Eu quero que a prefeitura tome alguma providencia, pois há um tempo atrás uma senhora tirou a própria vida aqui. Aqui não tem segurança nenhuma, pois não tem iluminação, o mato está alto e o campinho da dó de ver essa situação” desabafou Nilza.

Atrás do campo existe um morro muito alto onde alguns moradores realizam o descarte irregular de resíduos sólidos. Nilza disse a reportagem que já falou com as pessoas que infringem a lei.

“Outro dia eu vi um morador jogando entulho e eu fiz recolher e levar embora. Enquanto eu estiver viva não vou permitir que acabem com meio ambiente. O que falta realmente é uma atenção do poder público com a área de lazer que há mais de 3 anos ninguém do poder publico apareceu para resolver essa situação” disse.

O jornalista Rodrigo Stein, um dia antes falou com secretário de esportes do município sobre esse problema, e o mesmo se comprometeu em ir pessoalmente até o local e que nos daria uma resposta, porém até o fechamento desta matéria ninguém entrou em contato com nossa redação.

Assista a reportagem de Maicon Ernesto

 

Publicado em Cidadania

Com as doações, o objetivo é ampliar o número de procedimentos com fístula e, assim, aumentar a qualidade da diálise e a sobrevida dos pacientes

 

SÃO CARLOS/SP - O Serviço de Nefrologia da Santa Casa recebeu a doação de 2 caixas de fístulas arteriovenosa com 42 peças e 2 caixas de microvascular com 5 peças da empresa Sterileno Central de Esterilização. Durante a hemodiálise, é necessário criar um acesso vascular em alguns pacientes que têm insuficiência renal e a fístula – que é um procedimento feito para unir a veia e uma artéria - produz essa passagem para levar o sangue direto ao aparelho de hemodiálise. Devido à falta de instrumentos, os procedimentos estavam sendo feitos com o auxílio de um cateter (tubo), que é colocado em uma veia do pescoço, tórax ou virilha. Já com a confecção da fístula, o procedimento não apresenta tantos riscos e se torna mais eficiente.   

O Serviço de Nefrologia atende, em média, 2.660 pacientes mensais. Hoje, são confeccionadas 20 fístulas por mês no hospital.

De acordo com Coordenador de Enfermagem responsável pelo Serviço de Nefrologia, Elio Vieira da Silva Júnior, o procedimento com a fístula é muito mais eficiente. “Comparado com as outras opções, o procedimento com a fístula diminui o risco de infecção, a qualidade da diálise é melhor e aumenta a sobrevida do paciente. É o acesso ideal para o paciente realizar a hemodiálise. Agradecemos por essa doação que tanto vai contribuir no tratamento dos pacientes”, comenta o Coordenador.

“Estávamos usando um material que substituía fístula, mas que não era o ideal para pacientes que fazem hemodiálise. Precisávamos de mais instrumentais e a Sterileno propôs a doação. Com a chegada desses instrumentais, não será mais necessário esperar para iniciar um procedimento por conta da higienização e esterilização dos materiais. Com isso, mesmo em um momento de pandemia, vamos conseguir aumentar o número de cirurgias e proporcionar uma qualidade melhor no tratamento aos pacientes”, conta o Cirurgião Vascular da Santa Casa, Raphael Lapezak. 

A Sterileno já é uma parceira da Santa Casa e realiza todo o trabalho de esterilização dos produtos para a saúde do hospital: “A doação é para ajudar na alta demanda que a Nefrologia tem de cirurgias. Todos os instrumentais estão devidamente identificados e com QR Code para garantir o processo de rastreabilidade e evitar a perda dos instrumentos”, explica a Coordenadora de Esterilização da Sterileno, Bruna Gabrielle Vicente.

Também estiveram presentes na entrega dos instrumentais a Nefrologista da Santa Casa, Mariana Cunha Barbosa Saheb e a Encarregada da Sterileno Tatiane de Abreu Gracioli.

BRASÍLIA/DF - O presidente Jair Bolsonaro anunciou hoje (28) o Renda Cidadã, novo programa de transferência de renda do governo, que substituirá o auxílio emergencial e o Bolsa Família. Para financiar o programa, a proposta é usar os recursos de pagamento de precatórios e parte do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Os precatórios são títulos da dívida pública reconhecidos após decisão definitiva da Justiça.

“Estamos buscando recursos com responsabilidade fiscal e respeitando a lei do teto de gastos. Nós queremos demonstrar à sociedade e ao investidor que o Brasil é um país confiável”, disse o presidente, em declaração à imprensa após reunião com ministros de Estado e líderes partidários, realizada na manhã desta segunda-feira, no Palácio da Alvorada.

O senador Márcio Bittar (MDB-AC), relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo, explicou que as propostas das duas fontes de renda serão apresentadas tanto na PEC do Pacto Federativo, quanto na PEC Emergencial, que tratam da desindexação dos gastos públicos.

“O Brasil tem no Orçamento R$ 55 bilhões para pagar de precatórios e vamos utilizar o limite de 2% das receitas correntes líquidas, que é mais ou menos o que já fazem estados e municípios. Vamos estabelecer a mesma coisa para o governo federal. E o que sobrar desse recurso, juntando com o que tem no orçamento do Bolsa Família, vai criar e patrocinar o novo programa”, explicou Bittar.

Além disso, será proposto que o governo federal também possa utilizar até 5% dos recursos Fundeb, segundo o senador, “também para ajudar essa família que estarão no programa a manterem seus filhos na escola”. O Fundeb foi promulgado no mês passado e amplia de 10% para 23% a participação da União no financiamento da educação básica.

 

Durante a reunião, o governo também discutiu com os parlamentares a proposta de reforma tributária, mas, segundo o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), ainda não houve um acordo sobre o texto. “Nós continuaremos conversando para que ela possa avançar”, disse.

A primeira parte da proposta de reforma tributária do governo, que já está em tramitação, trata apenas da unificação de impostos federais e estaduais num futuro Imposto sobre Valor Agregado (IVA) dual. A segunda parte, que ainda será enviada ao Congresso, deve tratar sobre a desoneração da folha de pagamento das empresas.

 

 

*Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil

Publicado em Política

O homem detido alegou que desconhecer o destino da droga

 

RIBEIRÃO PRETO/SP - Policiais do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc) apreenderam 281 quilos de maconha que estavam em um caminhão nas proximidades do município de Ribeirão Preto. O flagrante ocorreu na manhã desta quinta-feira (24) e o motorista envolvido na ação foi preso.

Os policiais da 3ª Delegacia de Polícia da Divisão de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) receberam informações que um homem estava transportando drogas em um caminhão F-4000 e que o veículo estava estacionado próximo a um posto de abastecimento, localizado no km 320 da Rodovia Anhanguera.

Rapidamente, a equipe foi até o local e consegui interceptar o suspeito. Nada de ilícito foi encontrado em revista pessoal, contudo no veículo foram descobertos centenas de tijolos de maconha. Um celular também foi apreendido. O detido permaneceu à disposição da Justiça e foi indiciado por tráfico de drogas.

Publicado em Ribeirão Preto

Ação aconteceu na cidade de Campinas; responsável foi multado em R$ 5 mil

 

CAMPINAS/SP - A Polícia Militar, por meio do do 1º Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb), resgatou uma arara-canindé que era mantida em cativeiro, no bairro São José, em Campinas. A ação aconteceu no último sábado (26).

A ave, que está na lista de espécies ameaçadas de extinção, foi encontrada em uma gaiola, dentro de um ferro-velho, durante fiscalização. Ela foi apreendida e encaminhada para avaliação veterinária.

O responsável por manter o animal em cativeiro foi multado em R$ 5 mil, de acordo com a resolução 48 de 2014 da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SMA). O texto determina autuação para quem mantiver em cativeiro espécies da fauna silvestre sem permissão, licença ou autorização da autoridade ambiental competente. 

Publicado em Outras Cidades

RIO DE JANEIRO/RJ - Fátima Bernardes revelou que precisou "insistir bastante" para conseguir deixar o 'Jornal Nacional' e passar a apresentar o programa 'Encontro'.

Durante uma participação no 'Altas Horas', a jornalista contou a Serginho Groisman como surgiu a ideia de trocar a bancada do noticiário por um programa matinal de variedades.

"Não foi um convite, foi uma insistência. E haja insistência! Sempre gostei de fazer coisas diferentes, fui fazendo uns outros projetos além do JN e pensando em possibilidades. Mas eu me imaginava dentro do jornalismo. Queria apenas sugerir um programa para deixar o JN", explicou.

Fátima acrescentou que a ideia de se aventurar em uma outra atração surgiu depois da Copa do Mundo de 2002.

"Eu escrevi uma carta de intenções. Tive a aprovação dessa sinopse em 2011. Fui informada que o programa que eu imaginava não era na área do jornalismo, mas sim na área do entretenimento", finalizou.

 

 

*Por: Bang Showbiz

Publicado em TV

BRASÍLIA/DF - O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), marcou para a próxima 4ª feira (25) a sessão do Congresso para análise de vetos presidenciais. Por falta de acordo, a sessão que seria em 16 de setembro foi adiada.

Segundo líderes partidários, o atraso se deu por causa da falta de acordo em relação ao veto da renovação do benefício de desoneração da folha de pagamentos para 17 setores.

O governo trabalha alternativas para que o veto não seja derrubado, mas o próprio Alcolumbre admitiu na semana passada que o sentimento é pela derrubada.

A impressão dos deputados e senadores já era a de que o veto deve ser derrubado. O governo já até disse que pode entrar no STF (Supremo Tribunal Federal) caso isso ocorra.

O benefício em questão é concedido a 17 setores da economia. Permite que as empresas que integram esse grupo calculem o imposto patronal para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) com base num percentual de seus faturamentos. Para todas as demais, é obrigatório o pagamento de 20% sobre os salários de seus funcionários ao Instituto Nacional do Seguro Social.

O Poder360 já mostrou que o governo abriu mão de receber R$ 118,3 bilhões em 8 anos de desoneração da folha de pagamentos. O valor equivale a praticamente a metade do que o governo desembolsou com o programa Bolsa Família no período (R$ 235,7 bilhões).

PACTO FEDERATIVO

Considerado uma das prioridades pelo Executivo, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Pacto Federativo deve ser apresentada nesta 2ª feira (28.set.2020) aos líderes da base do governo. O relator da proposta, Marcio Bittar (MDB-AC), recebeu aval de Bolsonaro para colocar na proposta o novo programa de renda básica, chamado de Renda Brasil.

Outra novidade que pode aparecer nessa medida é 1 imposto sobre transações digitais. Esta é forma que o governo vem defendendo para financiar uma desoneração da folha mais ampla e não só para 17 setores específicos.

O líder do Governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), chegou a dizer que está negociando com o presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), para aprovar o imposto digital (conhecido como nova CMPF). Segundo ele, uma das possibilidades é criar o imposto por 1 período de transição de 6 anos.

Em julho, Maia afirmou que “não há espaço para a criação de novos impostos, inclusive uma nova CPMF”. Para ele, a carga tributária brasileira já é alta demais, e a sociedade não admitiria novos impostos. “A gente precisa aprovar 1 sistema mais simples, transparente e cobrar do Estado a prestação de serviços de melhor qualidade”, disse.

 

 

*Por: Mateus Maia / PODER360

Publicado em Economia

BRASÍLIA/DF - O Índice de Confiança da Indústria, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), cresceu 8 pontos na passagem de agosto para setembro deste ano. Com o resultado, o indicador chegou a 106,7 pontos, em uma escala de 0 a 200 pontos, o maior nível desde janeiro de 2013, quando também registrou 106,7 pontos.

Dezoito dos 19 segmentos industriais pesquisados registraram aumento da confiança de agosto para setembro.

O Índice da Situação Atual, que mede a confiança dos empresários no momento presente, cresceu 9,5 pontos e chegou a 107,3 pontos. Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, subiu 6,3 pontos e atingiu 105,9 pontos.

“Na opinião dos empresários, a demanda estaria satisfatória, o nível de estoques está confortável e haveria expectativa de aumento de produção e do quadro de pessoal no curtíssimo prazo. Esse resultado sugere que o pior da crise já foi superado e que o setor teria fôlego para continuar a apresentar resultados positivos no próximo trimestre”, afirma a economista da FGV Renata de Mello Franco.

Há, no entanto, uma preocupação do setor com relação aos próximos seis meses. “Uma cautela possivelmente motivada pela incerteza com relação aos rumos da economia após a retirada dos programas emergenciais do governo”, diz Renata de Mello Franco.

 

 

*Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Publicado em Economia

SÃO CARLOS/SP - O 190 da Polícia foi acionado para atender uma ocorrência de furto em uma residência localizada na Rua Basílio Dibbo, no Jardim Cruzeiro do Sul, em São Carlos. Os PMs Cabos Alex e Soares, encontraram dois sujeitos defronte ao local do crime e em revista foi encontrado uma chave turquesa, cabos elétricos e um botijão de gás.

Em pesquisa via COPOM, um dos indivíduos constou como procurado pela justiça pelo artigo 155 do Código Penal.

Desta forma os criminosos foram conduzidos ao Plantão Policial, onde ficaram à disposição do delegado. A ação ocorreu neste último domingo 28, por volta das 23h30min.

Publicado em Policial
Segunda, 28 Setembro 2020 08:18

Filho perturba mãe e acaba preso

SÃO CARLOS/SP - Parece estória, mas não é! Uma mãe solicitou a presença da Polícia Militar em sua casa para prender seu próprio filho, pois o mesmo estava lhe perturbando.

A mãe que mora na Rua Carlos Marra, no bairro Jardim Tangará, ligou no 190 e disse que tem uma medida protetiva contra o filho e que ele pulou o muro da casa e estava lhe perturbando. Uma viatura se deslocou para o endereço informado e os Policiais ao chegar na residência encontraram o homem de 38 anos, dentro da casa.

O indivíduo foi conduzido ao Plantão Policial e depois recolhido ao Centro de Triagem de São Carlos.

Publicado em Policial

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30