fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 
Radio Sanca Web TV - Quinta, 21 Outubro 2021

SÃO CARLOS/SP - Os membros do Conselho de Alimentação Escolar  (CAE) se reuniram, no último dia 19, com a Secretária Municipal de Educação, Professora Wanda Hoffmann, seu chefe de gabinete, Colussi, e o Diretor do Departamento de Logística e Manutenção, Roberto Rado, onde apresentaram o Plano de Ação dos novos membros do conselho e solicitaram reformas urgentes na escola municipal Maria Alice Vaz de Toledo.

Os conselheiros Renata Soares, Cassio Manoel, Jucélia Vicente e Lineu Navarro,  levaram em mãos o relatório da visita feita pelos conselheiros no CEMEI Maria Alice, localizada na Cidade Aracy, onde são apresentadas todas as deficiências e problemas estruturais encontrados na cozinha, despensa de alimentos e no refeitório. 

Com fotos e o detalhamento minucioso destes espaços, os conselheiros apontam todas as reformas, compras de equipamentos e utensílios, ampliação dos espaços, implantação de novos bebedouros e novas rotinas que são necessárias serem implementadas, urgentemente, pela administração municipal. Nos próximos dias, o CAE já terá as respostas dos primeiros encaminhamentos da secretaria a estas solicitações.

Estas medidas garantirão que a qualidade das refeições servidas às crianças e as condições de trabalho das merendeiras sejam efetivamente as melhores possíveis. 

O CAE tem entre suas atribuições a realização destas visitas técnicas às escolas e às entidades conveniadas, para apurar como estão os espaços voltados à alimentação escolar de nossas crianças e jovens, bem como se dá o processo de compra, distribuição e armazenamento dos alimentos, acompanhar a elaboração dos cardápios e a aceitabilidade dos alunos em relação às refeições ofertadas.

Publicado em Educação

Durante esse período, mais de 3 mil bebês receberam o leite materno doado pelas voluntárias e quase 17 mil mães receberam atendimento

 

SÃO CARLOS/SP - O Banco de Leite da Santa Casa de São Carlos completa 20 anos neste mês de outubro. Nessas duas décadas, 3.350 recém-nascidos foram beneficiados com o leite materno doado.

É o caso das duas filhas da Adriele Nicoletti. Elas nasceram em 2008, depois que a auxiliar administrativa teve um sangramento com 26 semanas de gestação. “Eu estava trabalhando, quando tive esse sangramento e fui levada à Maternidade. Três dias depois da internação, a bolsa estourou e tive que passar por uma cesárea de urgência”.

As filhas Nicoli e a Jhenifer nasceram com cerca de 750 gramas e tiveram que ficar internadas na UTI Neonatal por quase três meses. Durante esse período, elas foram alimentadas por sonda com o leite materno doado ao Banco de Leite. “A gente só tem a agradecer né? Eu também doei o meu leite nesse período. Eu queria agradecer ao Banco de Leite. Hoje, 13 anos se passaram e elas estão aqui, bem e saudáveis”, relata Adriele.  

“ANJOS DA GUARDA” DAS MÃES E RECÉM-NASCIDOS

O Banco de Leite também realiza um trabalho de orientação às mães. A equipe dá dicas sobre a pega correta na hora de amamentar, o que fazer quando o leite empedra e como evitar o desenvolvimento de mastite.  Ao longo desses 20 anos, 16.697 mulheres foram acolhidas pela equipe técnica e receberam atendimento individual.

A Edenilva Bonicelli, de 33 anos, foi uma delas. Ela é Gerente Regional do Projeto Guri e, graças ao apoio da equipe do Banco de Leite, conseguiu amamentar o Murilo, hoje com 3 anos e meio. “Em 2018, quando o Murilo nasceu, eu tive muita dificuldade de amamentar. E foi graças aos profissionais do Banco de Leite, verdadeiros anjos da guarda, é que eu não desisti do meu sonho de amamentar. Pela minha inexperiência e falta de conhecimento prático, foi muito difícil no começo. Durante os primeiros 15 dias, fui diariamente ao Banco de Leite para que o Murilo e eu aprendêssemos a pega correta. Com o apoio das profissionais do Banco, a amamentação se tornou um processo prazeroso para mim e para o meu bebê”, afirma.

HISTÓRIA DO BANCO DE LEITE

O Banco de Leite da Maternidade da Santa Casa foi criado no dia 5 de outubro de 2001, como uma das metas para que a Maternidade recebesse credenciamento para atendimentos de alta complexidade. “Nós já éramos referência para o atendimento regional, mas não tínhamos ainda o credenciamento. Para que isso fosse viabilizado, o Ministério da Saúde determinou que tivéssemos um Ambulatório de Alto Risco, Alojamento Conjunto para mães e bebês e um Banco de Leite. Fomos buscar referências em outros municípios como Jundiaí, e criamos o nosso Banco de Leite”, explica a ginecologista, obstetra e Coordenadora da Maternidade na época, Elvira Zanetti.

Atualmente, existem em todo o país, 221 Bancos de Leite. E no Estado de São Paulo, são 56 unidades.

PERSONAGENS DESSES 20 ANOS DE HISTÓRIA

Para celebrar os 20 anos do Banco de Leite, a Santa Casa realizou uma Cerimônia de Homenagem nesta sexta-feira (22) aos responsáveis pela implantação e trabalho da unidade.

A equipe do Banco de Leite; a Coordenadora da Maternidade na época da inauguração, Elvira Zanetti e o Grupo de Voluntárias (12 voluntárias que dão orientação sobre o trabalho do Banco de Leite às mães internadas na Maternidade) receberam Certificados de Agradecimento.

A Instituição também homenageou o Rotary de São Carlos Norte (que ao longo dessas duas décadas, doou equipamentos para o processo de armazenamento e pasteurização do leite e mobiliários e, juntamente com o Rotary Clube da Alemanha, comprou monitores, incubadoras para bebês, caixas com instrumentos, mesa cirúrgica e outros equipamentos de última geração para a Maternidade) e o pediatra André Giusti, que há 15 anos coordena o Banco de Leite.

“O doutor André vem realizando um trabalho de excelência na Coordenação do Banco de Leite, seja captando recursos para as melhorias da estrutura e dos serviços, seja aperfeiçoando os processos e ajudando na captação de novas voluntárias. Somos muito gratos à dedicação dele, assim como somos gratos à dedicação de toda equipe do Banco de Leite e ao apoio do Rotary de São Carlos Norte”, afirma o Provedor da Santa Casa, Antônio Valério Morillas Júnior. 

Nos últimos 15 anos, período em que o Pediatra André Giusti está à frente do Banco de Leite, as doações saltaram de 5 litros de leite materno por mês para, em média, 35 litros por mês.

“Sempre digo que algumas gotas podem salvar muitas vidas. E ao longo desses 15 anos, essa vem sendo a minha principal motivação. E eu não poderia realizar esse trabalho, sem a dedicação de toda a equipe e da enfermeira Karine Silva, que é uma verdadeira ‘mãe’ do Banco de Leite e coordena as atividades diariamente. Nada disso também seria possível sem o apoio do Rotary de São Carlos Norte que, ao longo de todo esse período, tem nos ajudado a estruturar o Banco de Leite com os equipamentos mais modernos”, afirma o coordenador do Banco de Leite, André Luiz Giusti.

Também participaram dessa Cerimônia de Homenagem, o vice-prefeito, Edson Ferraz; a Vereadora Raquel Auxiliadora (PT), representando a Câmara Municipal; a vereadora Cidinha do Oncológico (Progressistas), da Comissão de Saúde da Câmara; e a vereadora Professora Neusa (Cidadania).

O CAMINHO DA DOAÇÃO

O Banco de Leite conta hoje com 30 doadoras. Para também se tornar uma voluntária, a mãe precisa ir ao Banco de Leite apenas uma vez. A doadora passa por uma triagem, faz o cadastro, recebe os frascos e outros materiais como luvas e máscaras e todas as orientações para fazer a ordenha em casa. Uma vez por semana, a equipe do Banco de Leite busca os frascos com o leite doado na casa da voluntária. Esses frascos são colocados numa caixa térmica com um termômetro para controle rigoroso da temperatura.

O leite doado é levado para o Banco de Leite. Os frascos são higienizados e o leite, avaliado, congelado. Duas vezes por semana, o Banco de Leite faz a pasteurização das doações, processo que dura, em média, 4 horas.

“É importante ressaltar que, antes e depois da pasteurização, o leite materno doado passa por exames para garantir a qualidade. E aquele que não estiver dentro dos padrões é descartado. Tudo para garantir a segurança para as nossas doadoras e para o recém-nascido que vai receber esse leite”, explica a Enfermeira do Banco de Leite, Karine Silva.

A validade desse leite, depois de todo esse processo, é de 6 meses.

SERVIÇO:

BANCO DE LEITE DA SANTA CASA

LOCAL: Entrada da Maternidade da Santa Casa

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: todos os dias (incluindo domingos e feriados): 7h às 18h

TELEFONE: (16) 3509-1175.

BRASÍLIA/DF - A Receita Federal abriu hoje (22) consulta a lote residual de restituição do Importo de Renda da Pessoa Física (IRPF) relativo ao mês de outubro de 2021. O lote contempla também restituições residuais de exercícios anteriores. As informações sobre a restituição estão disponíveis por meio de aplicativo para tablets e smartphones e por meio do site da Receita, na área intitulada Meu Imposto de Renda, onde deve-se clicar em Consultar a Restituição.

Nela, o contribuinte tem acesso às orientações e aos canais de prestação do serviço, nos quais é possível fazer consultas no formato simplificado ou completo de sua situação, por meio do extrato de processamento, acessado no portal e-CAC. Caso identifique pendência, ele poderá retificar a declaração.

Segundo a Receita Federal, há R$ 448,5 milhões em créditos bancários para 292.752 contribuintes. O crédito será depositado no dia 29 de outubro. “Desse total, R$ 169.234.573,08 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade legal, sendo 4.593 idosos acima de 80 anos, 40.459 entre 60 e 79 anos, 3.862 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 14.520 cuja maior fonte de renda seja o magistério", informou, em nota a Receita.

O pagamento da restituição é feito na conta bancária informada na Declaração de Imposto de Renda. Nos casos em que o depósito não tenha sido feito, os valores ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil. Em geral essa situação ocorre quando a conta corrente declarada foi encerrada. Para ter acesso ao dinheiro não depositado, o contribuinte precisa reagendar o crédito por meio do Portal BB, ou ligar para a Central de Relacionamento BB, nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

“Caso o contribuinte não resgate o valor de sua restituição no prazo de um ano, deve requerê-lo pelo portal e-CAC, disponível no site da Receita Federal, acessando o menu Declarações e Demonstrativos > Meu Imposto de Renda e clicando em Solicitar restituição não resgatada na rede bancária", informa a Receita.

 

 

*Por Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil

Publicado em Economia

SÃO CARLOS/SP - A Câmara Municipal de São Carlos realizou nesta sexta- feira (22) uma reunião agendada a pedido da Comissão de Saúde e do vereador Marquinho Amaral com o objetivo de buscar estratégias para conscientizar a população sobre a importância de todos tomarem a segunda dose da vacina contra Covid-19.

Conduzida pelo vereador Lucão Fernandes, presidente da Comissão de Saúde, a reunião contou com a participação do vice-prefeito e secretário municipal de Esportes e Cultura, Edson Ferraz; dos secretários municipais de Saúde, Marcos Palermo, de Educação, Wanda Hoffmann, e de Comunicação, Mateus de Aquino (também presidente do Comitê de Combate ao Coronavírus); da chefe do Departamento de Vigilância Sanitária, Crislaine Mestre; além de demais vereadores.

Estiveram presentes representantes das organizações de classe e segmentos da sociedade: CIESP-São Carlos (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), SinHoRes São Carlos (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de São Carlos e Região), São Carlos Clube, São Carlos Country Club e ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos). Participaram ainda as entidades religiosas: Assembléia de Deus, Ministério Sara Nossa Terra, Ministério Pentecostal da Bíblia, Igreja do Evangelho Quadrangular, Ministério Deus Proverá e Ministério Missão Encorajamento.

Em sua fala, o vereador Marquinho Amaral destacou que é inaceitável haver uma cidade como São Carlos, com importante potencial econômico, comercial, educacional e tecnológico, quase 20 mil pessoas que ainda não tomaram a segunda dose da vacina contra Covid-19. O parlamentar propôs aos participantes uma união para que sejam realizadas ações em prol da conscientização da importância de completar todas as fases da imunização.

 

CORRENTE PARA SALVAR VIDAS - “Não se trata de impor ao cidadão tomar a vacina, mas de conscientizar de que somente a vacina vai fazer com que nós possamos voltar à vida normal que tanto queremos. Ao lamentar as mais de 500 mortes que tivemos aqui em São Carlos, eu suplico a cada um de vocês que, unidos, independentemente de posições religiosas, políticas e ideológicas, nós possamos fazer uma grande corrente para salvar vidas”, Marquinho.

Publicado em Coronavírus

SÃO CARLOS/SP - A equipe Canil da Guarda Municipal conseguiu encontrar entorpecentes na manhã de hoje, 22, na Rua José Quatrochi, próximo ao CRAS Santa Felícia, em São Carlos.

Segundo consta, os GMs realizavam patrulhamento, quando avistaram na referida via um individuo saindo de um terreno baldio, o mesmo ao ver a viatura saiu correndo.

Com suspeitas de haver drogas no terreno a cadela K9 Naja, entrou em ação e encontrou 02 pedaços de maconha, mais 16 porções da mesma substância e 68 eppendorfs de cocaína.

Os entorpecentes foram apresentados à Central de Polícia Judiciária. Ninguém foi detido.

Publicado em Policial

SÃO CARLOS/SP - Inaugurado em 16 de outubro de 2020, o Viver Bem Pediátrico (VBP) completou um ano de atendimentos com muito a comemorar. A expectativa inicial é que em um ano de ativação, o local estaria atendendo cerca de 150 crianças. Entretanto, atualmente são atendidas mais de 320 crianças de zero a 12 anos incompletos com diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista, Síndrome de Down, paralisia cerebral, prematuros e com atraso do desenvolvimento neuropsicomotor, sendo referência nos serviços prestados a esse público.

O VBP oferece trabalho multiprofissional de qualidade e especializado, totalmente gerenciado pela Unimed São Carlos, avaliando, estimulando e, principalmente, reabilitando as crianças, garantindo suporte ao processo de desenvolvimento de cada um. O trabalho é realizado por equipe multiprofissional composta por fonoaudiólogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas altamente capacitados.

O Viver Bem Pediátrico oferece terapias comprovadamente eficazes como a Terapia Aba, o Método Pediasuit, o Método Bobath, Terapia Ocupacional, avaliação sensorial, estimulação precoce e a terapia assistida por animais.

Hoje, a cachorrinha Perla, da raça Papilon, acompanha os pacientes em atividades, duas vezes por semana. Já a Honey, uma Labrador, de propriedade do VBP, está passando por um treinamento mais fino e logo estará participando também.

O prédio foi pensado com muito cuidado para ofertar salas específicas para a aplicação de cada terapia com excelência e efetividade. Para ser atendido pelo Viver Bem Pediátrico, o responsável pela criança precisa apresentar encaminhamento médico prévio realizado por pediatra, neurologista, neuropediatra ou psiquiatra ao departamento de Relacionamento com o Cliente da Unimed São Carlos.

Para Ivan Linjardi, vice-presidente da Unimed São Carlos, a unidade atende ao anseio da cooperativa visando a verticalização dos serviços, bem como garantir a qualidade dos atendimentos. “O Viver Bem Pediátrico se tornou realidade e hoje é uma referência em toda a região”, afirmou Linjardi.

SÃO PAULO/SP - O Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP (InCor) informou que pediu na quinta-feira (21) a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar testes em humanos da vacina contra a Covid-19 administrada em spray nasal. Se receber o aval, a chamada fase 1/2 dos ensaios clínicos deve começar nos próximos meses.

"O desenvolvimento brasileiro é inédito no mundo não apenas pela sua forma de administração pelas narinas, mas também pelos componentes derivados do vírus que ele utiliza para a imunização e pelo veículo que os transporta (nanopartículas)", afirma o Incor.

Essa etapa avaliará a toxicidade do imunizante e sua capacidade de induzir resposta protetora (imunogenicidade). A vacina será aplicada em quem completou o ciclo vacinal com a AstraZeneca.

“Como vamos avaliar a vacina em pessoas vacinadas, os ensaios devem correr mais rapidamente", disse em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo o pesquisador chefe do estudo, Dr. Jorge Kalil, diretor do Laboratório de Imunologia do InCor e professor Titular da FMUSP (Faculdade de Medicina da USP).

Depois, na fase 3, será avaliada a eficácia do imunizante contra infecção pelo Sars-CoV-2, coronavírus causador da Covid.

O estudo tem a participação de pesquisadores do InCor (Instituto do Coração), do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) Minas e da Rede Vírus.

O projeto tem ainda o apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo) e recebeu financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Segundo Kalil, os testes da fase 1/2 serão feitos em cerca de 270 voluntários com idades de 18 a 59 anos. Destes, 180 recebem a vacina e 90, placebo. O grupo que recebe o imunizante será subdivido, para que os pesquisadores analisem a eficácia da vacina em diferentes dosagens: 30µg, 60µg e 120µg.

Uma das vantagens dessa vacina é usar proteínas do vírus – e não o genoma ou o vírus inativado inteiro. Com isso, pode ser facilmente atualizada para proteger contra variantes em circulação ou que surgirem futuramente.

 

 

TV Cultura

Publicado em Coronavírus

SÃO CARLOS/SP - A Secretaria Municipal de Educação (SME) está com inscrições abertas para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) para pessoas acima de 15 anos que ainda não completaram o Ensino Fundamental, da alfabetização ao 9º Ano. Têm direito à matrícula qualquer pessoa, nessa faixa etária, que esteja interessada em retomar seus estudos em 2022.
O município de São Carlos possui cinco unidades e três polos de atendimento dos estudantes da EJA, em três períodos: manhã, tarde e noite. As vagas estão disponíveis por região e por ano escolar.
As Unidades Escolares que atendem à EJA são: EMEB “Carmine Botta” (Ensino Fundamental do 1º ao 9º Ano para o período noturno) para a região da Vila Prado; EMEB “Professora Dalila Galli” (Ensino Fundamental do 1º ao 9º Ano para o período noturno) para a região do Jardim Jockey Clube; EMEB “Arthur Natalino Deriggi” (Ensino Fundamental do 1º ao 9º Ano para o período noturno) para a região do bairro Antenor Garcia; EMEB “Affonso Fioca Vitali” (Ensino Fundamental do 1º ao 5º Ano para o período noturno) para a região da Cidade Aracy e EMEJA “Austero Mangerona” (Ensino Fundamental do 1º ao 5º Ano para os períodos diurno e noturno) para os interessados em estudar no centro da cidade.
A EMEJA “Austero Mangerona” oferece ainda três polos para o Ensino Fundamental, do 1º ao 5º Ano: Centro da Juventude “Elaine Viviani” (Jardim Monte Carlo), CEMEI “Professor Vicente de Paulo Rocha Keppe” (Loteamento Habitacional São Carlos) e Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Vila Boa Vista). 
Para quem estiver interessado em retornar aos “bancos escolares” e iniciar seus estudos mesmo após adulto, as inscrições da Educação de Jovens e Adultos (EJA) devem ser feitas nas próprias unidades escolares, presencialmente, ou por meio do formulário online no endereço eletrônico www.saocarlos.sp.gov.br/centraldevagas, basta preencher o questionário com os dados pessoais.

Publicado em Educação

SÃO CARLOS/SP - O vereador e professor Bruno Zancheta (PL) cobrou na última terça-feira (19), em sessão plenária no legislativo, a melhoria da segurança de todas as escolas municipais da rede de educação. Ele protocolou um requerimento de urgência, aprovado por unanimidade pelos vereadores, cobrando a instalação de alarmes em todas as CEMEIs e EMEBs de São Carlos. Sem este dispositivo de segurança devidamente instalado na unidade escolar, a Guarda Municipal acaba não sendo acionada.

Na manhã da última segunda-feira (18), ele esteve na CEMEI Dário Rodrigues, no Bairro Cidade Aracy, que foi novamente furtada, causando um grande prejuízo com os equipamentos roubados e os danos estruturais. Em visita realizada no mês de março a esta mesma escola, o vereador já havia alertado o poder público sobre a ausência, por exemplo, de um alarme. O jovem parlamentar lamentou o ocorrido: “Não podemos admitir que isto aconteça, principalmente em uma escola que atende toda à uma comunidade. Infelizmente, mais uma vez, os maiores prejudicados são as crianças. Espero que com este exemplo ruim, a Prefeitura aprenda e se atente para a necessidade de um sistema de segurança efetivo em todas as escolas.

“Tive uma reunião com a secretária Municipal de Educação, Wanda Hoffmann e conversei também com o secretário de Segurança Pública, Samir Gardini sobre o ocorrido. É momento de unirmos forças e tomarmos ações conjuntas. Como professor, e realizando uma série de visitas às unidades de ensino, estou atento e acompanhando de perto essa situação”, finalizou Bruno Zancheta. 

Publicado em Política
Sexta, 22 Outubro 2021 10:20

Idosa morre ao cair da cama

SÃO CARLOS/SP - Na madrugada de hoje, 22, uma idosa faleceu na Santa Casa de Misericórdia de São Carlos, após cair de sua cama em sua residência.

Segundo consta, a idosa caiu da cama no dia 05 de outubro e seus familiares acionaram o SAMU que socorreu a vítima até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Vila Prado. Na unidade médicos fizeram avaliação e encaminhou a senhora até a Santa Casa, onde permaneceu internada.

Nesta 6ª feira, Maria Aparecida de Almeida Rio, de 73 anos, não resistiu aos ferimentos e infelizmente morreu.

Não foi divulgado o horário do velório e sepultamento.

Publicado em Outras Notícias

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Outubro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31