fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 
Radio Sanca Web TV - Quinta, 07 Outubro 2021

SÃO CARLOS/SP - Na manhã de quarta, 06, Dom Eduardo Malaspina atendeu a um convite do Prefeito Municipal de São Carlos, Airton Garcia, para visitá-lo em seu Gabinete.

Em conversa, o Prefeito Airton Garcia ressaltou a preocupação com os menos favorecidos da sociedade e o importante trabalho que, conjuntamente, a Igreja tem prestado a sociedade sãocarlense.

Publicado em Cidadania

SÃO CARLOS/SP - Na quinta-feira, 7, na sede da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de São Carlos – AEASC, a diretoria da entidade e os representantes regionais do CREA-SP receberam os membros do Comitê de Inovação do CREA-SP, oficializando e colocando em prática a parceria em projetos e atividades de inovação que se pretende fazer chegar aos profissionais associados.

“A AEASC tem buscado novas ferramentas para colaborar com os profissionais da engenharia, agronomia, geociências e arquitetura na sua rotina nesses novos tempos. Por isso nos interessamos tanto por esse trabalho do CREA-SP e acompanhamos as visitas realizadas em São Carlos”, declarou Agnaldo Spaziani, presidente da AEASC.

Publicado em Outras Notícias

SÃO CARLOS/SP - Foi publicada no Diário Oficial do Município a Lei No. 20155, de autoria do vereador Marquinho Amaral, que oficializou o nome de “Biblioteca Municipal Professora Sônia Maria Sawaya Botelho Bracher” à  a Biblioteca Municipal  anexa à Escola Municipal Afonso Fioca Vitalli (CAIC), no bairro Cidade Aracy.

Marquinho ressaltou que a denominação reverencia a memória de “uma brasileira notável, que se ligou à nossa cidade de maneira admirável e com sabedoria e desprendimento, soube se colocar sempre a serviço da coletividade em todas as ações e atividades que exerceu ao longo da vida”.

Sonia Maria Sawaya Botelho Bracher, nascida em 1936, filha de Paulo Sawaya, biólogo e um dos fundadores da Faculdade de Biologia da USP, formou-se em História e Geografia e em Psicanálise freudiana, área em que atuou até 1998. Era casada com Fernão Carlos Botelho Bracher e com ele apoiou a filha Elisa na formação do Instituto Acaia. Hoje uma escola de ensino fundamental que atende crianças e jovens de comunidades próximas ao Ceasa em São Paulo.  

Foi também uma das fundadoras e atuou na Direção Administrativo-Financeira da Escola Vera Cruz em São Paulo. De 1976 e 1989 esteve na Presidência da Associação Universitária Interamericana, mantenedora da Escola Vera Cruz. Comprometida com a educação brasileira, Sonia Bracher apoiou, com seu costumeiro entusiasmo, diversos projetos de assessoria a escolas e entidades públicas.

Sonia foi sócia benemérita da Sociedade Amigos do Alto Pinheiros (SAAP) e com sua família, sempre se preocupou com as áreas verdes, dedicando um cuidado muito especial à praça Conde de Barcelos.

Publicado em Política

RIO DE JANEIRO/RJ - Grazi Massafera parece já ter superado o fim do namoro com Caio Castro! Segundo o colunista Leo Dias, a atriz já está vivendo um novo affair!

O rapaz se chama Alexandre Machafer. Ele é direto e produtor e tem em seu currículo filmes como O Filho do Homem e Anos Radicais.

Uma amiga de Grazi, Marcella, teria sido a responsável por intermediar a relação.  Nas redes sociais, os dois estariam se seguindo, mas de forma discreta, já que Grazi preferiu apenas manter contato pelo seu perfil trancado no Instagram, reservado apenas para os mais chegados.

Publicado em Celebridades
Interessados devem se inscrever até 22 de outubro

 

SÃO CARLOS/SP - Estão abertas até 22 de outubro as inscrições para o mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Matemática (PPGM) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) para o 1º semestre de 2022.
Estão sendo oferecidas um total de 40 vagas, sendo 20 para o mestrado e 20 para o doutorado. O processo seletivo é composto de uma etapa (classificatória e eliminatória), a qual visa avaliar a formação anterior do candidato, a sua experiência acadêmica e profissional e a adequação de sua formação às áreas de interesse do PPGM. 
Demais informações, como forma de inscrição e cronograma, podem ser obtidas nos editais do mestrado e do doutorado, disponíveis no site do PPGM (www.dm.ufscar.br/ppgm).
Publicado em Educação

SÃO CARLOS/SP - O DAES - Departamento de Apoio à Economia Solidária, ligado à Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Renda e o Conselho Municipal de Economia Solidária (COMESOL) anunciam que está aberto mais um período de cadastramento para empreendimentos econômicos solidários na cidade.

Durante todo o mês de outubro, o Departamento receberá a documentação dos interessados em se cadastrarem junto ao COMESOL, conforme Resolução 001/2020.

O cadastramento é fundamental para que o empreendimento possa ter acesso às ações promovidas pela política pública de economia solidária, como o fundo municipal e o financiamento de projetos.

 

Quem pode ser cadastrar?

Todos os empreendimentos com iniciativas de economia solidária nas áreas de alimentação, artesanato, prestação de serviços, agricultura familiar, confecção, produção cultural, reciclagem, entre outras.

Para se cadastrar, os interessados deverão entrar em contato com o Departamento de Economia Solidária, da Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Renda para receber as orientações quanto à documentação necessária:

Contatos: (16) 3371-9219/ 3307-6808

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Endereço: Avenida São Carlos, 1839- Centro

Lembrando que o prazo encerra-se em 31 de outubro de 2021.

Publicado em Comércio

BRASÍLIA/DF - Mais de 370 milhões de indígenas vivem em todo o mundo e, para eles, espera-se que os impactos das mudanças climáticas sejam precoces e graves devido à sua localização em ambientes de alto risco.

Para enfrentar esses desafios, esses povos estão mobilizando seu conhecimento profundo dos territórios que são sua fonte de sustento há gerações. O conhecimento indígena opera em uma escala espacial e temporal muito mais precisa do que a ciência e inclui a compreensão de como lidar e se adaptar à variabilidade e tendências ambientais.

É por isso que pesquisadores defendem o uso dessa sabedoria no combate às mudanças climáticas. Intitulado como "Envolvendo a Transformação: Usando Rodadas Sazonais para Antecipar a Mudança Climática", ele deve ser publicado ainda neste mês na revista científica Human Ecology.

Quem está por trás do projeto é Karim-Aly Kassam, professor de Estudos Ambientais e Indígenas da Universidade Cornell, nos EUA. Em parceria com alunos e outros professores, o pesquisador se uniu a comunidades indígenas e rurais de todo o mundo para desenvolver calendários ecológicos que integram sistemas culturais locais com sistemas sazonais indicadores.

Publicado em Natureza

BRASÍLIA/DF - A União pagou, em setembro, R$ 649,62 milhões em dívidas atrasadas de estados, segundo o Relatório de Garantias Honradas pela União em Operações de Crédito, divulgado hoje (7) pelo Tesouro Nacional. Do total, R$ 475,52 milhões são débitos não quitados pelo estado do Rio de Janeiro; R$ 77,78 milhões de Goiás; R$ 75,22 milhões de Minas Gerais; R$ 16,17 milhões do Amapá, e R$ 4,93 milhões do Rio Grande do Norte.

Este ano, já são R$ 6,15 bilhões de dívidas de entes subnacionais honradas pela União. Os que tiveram os maiores valores honrados foram os estados do Rio de Janeiro (R$ 2,52 bilhões, 41,03% do total), Minas Gerais (R$ 2,32 bilhões, 37,68%) e Goiás (R$ 1,06 bilhão, 17,29%).

Como garantidora de operações de crédito de estados, municípios e outras entidades, a União – representada pelo Tesouro Nacional – é comunicada pelos credores de que não houve a quitação de determinada parcela do contrato. Caso o ente não cumpra suas obrigações no prazo estipulado, o Tesouro compensa os calotes, mas desconta o valor coberto com bloqueios de repasses federais ordinários, além de impedir novos financiamentos.

Há casos, entretanto, de bloqueio na execução das contragarantias. Entre 2019 e 2021, diversos estados que obtiveram liminares no Supremo Tribunal Federal (STF) suspendendo a execução. Com a adesão do Rio de Janeiro ao pacote de recuperação fiscal, em 2017, o estado também pode contratar novas operações de crédito com garantia da União, mesmo estando inadimplente.

Desde 2016, a União realizou o pagamento de R$ 39,10 bilhões em dívidas garantidas. Além do relatório mensal, o Tesouro Nacional também disponibiliza os dados no Painel de Garantias Honradas.

Publicado em Economia

BRASÍLIA/DF - Uma resolução publicada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pretende otimizar o processo de avaliação da importação de produtos derivados da planta Cannabis para tratamentos de saúde. Segundo a agência, o objetivo da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 570/2021 é reduzir o tempo para a aprovação do cadastro e possibilitar que os pacientes tenham acesso mais rápido a esses produtos.

Para tanto, altera a redação de uma RDC anterior, a de número 335/2020, que já trazia avanços para o acesso da população a esses produtos ao definir critérios e procedimentos para a importação de tais produtos por pessoa física “para uso próprio, mediante prescrição de profissional legalmente habilitado, para tratamento de saúde”.

A crescente demanda pela importação desses produtos tem resultado em demora para as manifestações da Anvisa, o que, segundo a própria agência, pode impactar em prejuízo à saúde dos pacientes.

Em seis anos, foi registrado um aumento de mais de 2.400% no número de pedidos, o que corresponde a um crescimento médio de 400% ao ano. Em 2015 foram 896 pedidos. Já em 2020 esse total ficou em 19.074.

“E até meados de setembro de 2021, já houve 22.028 pedidos de importação de produtos derivados de Cannabis por pacientes para fins terapêuticos”, complementa a Anvisa ao informar que a pandemia relacionada à covid-19 “agravou o cenário, provocando um aumento ainda maior nos pedidos de importação desses produtos”.

Em nota, a Anvisa explica que a nova resolução estabelece que a aprovação do cadastro ocorrerá “mediante análise simplificada no caso dos produtos derivados de Cannabis constantes em Nota Técnica emitida pela Gerência de Produtos Controlados da Anvisa e publicada no portal da Agência”.

Assim sendo, no ato do cadastramento, será avaliada exclusivamente a regularidade do produto. “Ou seja, se o produto a ser importado é produzido e distribuído por estabelecimentos devidamente regularizados pelas autoridades competentes em seus países de origem para as atividades de produção, distribuição ou comercialização”, detalha a autoridade sanitária.

A Anvisa também está trabalhando na atualização dos sistemas, a fim de permitir, em breve, a aprovação automática do cadastro nos casos de produtos constantes em lista predefinida pela agência.

Publicado em Ciência & Saúde

FRANCA/SP - O Vice-Governador Rodrigo Garcia anunciou nesta semana, o repasse de mais de R$ 61 milhões para a saúde, ações de geração de emprego e empreendedorismo e infraestrutura urbana da região de Franca, sendo R$ 38,5 milhões extras para 13 serviços de saúde da região, entre eles a Santa Casa da cidade que está entre os beneficiados com o novo programa estadual “Mais Santas Casas”.

“Esse programa aumentou o valor daquelas Santas Casas que já recebiam apoio do Estado e também prevê recursos para todos os hospitais filantrópicos da região para que possam continuar prestando esse grande serviço à população”, afirmou o Vice-Governador.

Garcia também participou da 4ª edição do Retoma SP, ação que oferta serviços de qualificação, investimentos, emprego e renda para toda população paulista e soma investimentos na região de Franca da ordem de R$ 10 milhões. Na ocasião, autorizou repasse de R$ 250 mil para elaboração de estudos técnicos para a viabilização do primeiro Centro de Inovação Tecnológica do Estado na região de Franca. Pela Secretaria de Desenvolvimento Regional, mais de R$ 13 milhões foram autorizados para obras de infraestrutura e aquisição de equipamentos em 17 cidades da região.

 

Mais Santas Casas

Com o novo aporte destinado à Santa Casa, o recurso anual destinado pelo Governo de São Paulo à entidade salta de R$ 29,6 milhões para R$ 33,9 milhões, um acréscimo superior a R$ 4,2 milhões.

A Santa Casa é um serviço filantrópico, atende casos de média e alta complexidade e possui 344 leitos, mais de 89% deles destinados ao SUS. Entre as especialidades, estão as áreas de oncologia, neurocirurgia, oftalmologia, nefrologia, ortopedia, cardiologia, cirurgia geral, pediatria clínica, obstetrícia, entre outras. Com a expansão dos recursos, poderá fortalecer o atendimento à população local.

Além da Santa Casa, outros 12 serviços da região serão contemplados pelo programa Mais Santas Casas. Nove entidades não recebiam nenhum recurso do Governo de SP e passam a receber agora mensalmente (confira a lista completa no link: https://www.saopaulo.sp.gov.br/wp-content/uploads/2021/10/MaisSantasCasas_Franca.pdf). A região teve um acréscimo de 5,5 milhões e investimentos com o novo programa.

 

Retoma SP

Por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o Governo de São Paulo realizou em Franca a quarta edição do Retoma SP. A ação visa ofertar serviços de qualificação, emprego e renda para toda população paulista, principalmente para os cidadãos que foram mais afetados pela pandemia da Covid-19. O investimento do Estado na região administrativa de Franca para impulsionar a retomada da atividade econômica é de R$ 10 milhões.

A iniciativa acontece com o apoio da InvestSP, Agência Estadual de Promoção de Investimentos e Competitividade, e a parceria da Prefeitura de Franca. Trabalhadores, desempregados, estudantes e pequenos empreendedores que necessitam de auxílio neste momento de retomada poderão ter acesso a serviços como Empreenda Rápido, Mutirão do Emprego, Poupatempo, Cursos Novotec e Via Rápida, entre outros.

Durante o evento, Rodrigo Garcia entregou de maneira simbólica benefícios do Banco do Povo, Bolsa Empreendedor e Bolsa do Povo. Estas ações fazem parte de iniciativas com foco na retomada da economia.

“O Bolsa do Povo é o programa mais abrangente do país. Ele dá oportunidade para quem mais precisa, dá uma bolsa para as pessoas de baixa renda que perderam entes queridos na pandemia, ajuda o empreendedor a retomar seu negócio. É a esperança para apoiar as pessoas que mais precisam”, destacou Garcia.

Na região de Franca, 980 pessoas foram selecionadas para o Bolsa Trabalho, que vai oferecer bolsas no valor de R$ 535 por mês aos cidadãos que realizarem atividades de trabalho em órgãos públicos municipais e estaduais. Os participantes também terão acesso a um curso de qualificação profissional e receberão apoio à empregabilidade, por meio dos Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs).

Publicado em Outras Cidades

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Outubro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31