fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Quinta, 08 Outubro 2020

SÃO CARLOS/SP - Um motociclista ficou ferido na tarde desta sexta-feira (9) após colidir na traseira esquerda de uma caminhonete, na Av. São Carlos, cruzamento com a Rua Tiradentes.

Segundo o apurado pela nossa equipe,  o motociclista estava descendo a Av. São Carlos, quando no cruzamente com a Rua Tiradentes, a caminhonete Volkswagen Amarok, na cor prata, teria cruzado a rua. Segundo o motorista da Amarok, o motociclista estava em alta velocidade e não conseguiu freiar, havendo a colisão.

A Ambulancia 282 do SAMU atendeu a ocorrência e foi constatado que o motociclista sofreu escoriações e um possivel trauma no tornozelo direito.

Um médico que passava pelo local prestou todo apoio necessário a equipe médica do SAMU.

A Polícia Militar foi acionada e registrou o boletim

Publicado em Trânsito

SÃO CARLOS/SP - O governo anunciou nesta sexta (09) que as regiões que permanecem na fase amarela vão poder estender de 8h para 10 horas o funcionamento dos estabelecimentos comerciais, incluindo comércios de rua, shoppings, academias e prestadores de serviços.

Com isso São Carlos permanece na fase amarela, mas o comércio terá alteração no horário de funcionamento à partir da próxima terça (13).

SEGUNDA A SEXTA das 09h às 18h respeitando as 2h de refeição dos funcionários

2 PRIMEIROS SÁBADOS do mês das 09h às 17h

OS DEMAIS SÁBADOS das 09h às 13h (sendo opcional até as 17h), ou seja, a jornada de trabalho volta as 44h trabalhadas semanais.

Lembrando que restaurantes, bares e similares, salões de beleza e estética e as academias, também poderão continuar atendendo presencialmente com 40% de ocupação, com 10 horas de funcionamento, respeitando as recomendações de segurança e adotando os protocolos padrões e setoriais específicos.

Publicado em Comércio

SÃO PAULO/SP - O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (9) o avanço da Grande São Paulo e mais cinco regiões para a fase verde do plano de reabertura gradual das atividades econômicas durante a pandemia do coronavírus no estado.

Além da capital paulista, a Grande São Paulo e as regiões de Taubaté, Campinas, Piracicaba, Sorocaba e toda a Baixada Santista também passaram à fase menos restritiva de flexibilização. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

A região de Barretos, que estava na fase amarela, foi a única a regredir, e voltou à laranja.

O governo também anunciou nesta sexta que as regiões que permanecem na fase amarela vão poder estender de 8h para 10 horas o funcionamento dos estabelecimentos comerciais, incluindo comércios de rua, shoppings, academias e prestadores de serviços.

Pelas regras estaduais, além do que já é permitido nas fases anteriores, a fase verde também libera eventos culturais com público de pé mas, segundo o governo, "não podem ocorrer grandes shows". O horário de funcionamento dos estabelecimentos também é estendido para até 12 horas com até 60% da ocupação. Na fase amarela, eram 8 horas, com até 40% da capacidade.

Embora o estado estipule as regras, as prefeituras têm autonomia para adotar critérios mais restritivos.

As atividades culturais já são liberadas para regiões estáveis na fase amarela. No caso da capital paulista, no entanto, o prefeito Bruno Covas (PSDB) determinou que a abertura dos setores da cultura só ocorreria quando a cidade estivesse na fase verde. Então, agora, está liberado o funcionamento de teatros e cinemas.

Pelas regras da capital, também serão liberados eventos para até 600 pessoas como convenções, seminários, palestras e feiras na fase verde. Festas, no entanto, continuam temporariamente proibidas.

"A partir de amanhã nós temos não apenas as alterações nos horários e nas limitações em relação às atividades que já estão liberadas, mas também o retorno das atividades do setor cultural. Outras atividades que possam ser liberadas na fase verde, somente daqui a duas semanas. A vigilância sanitária do município orientou que agora a gente aguarde a evolução da pandemia na cidade por conta dessas autorizações das atividades já permitidas e também do setor cultural que volta a funcionar dentro dos protocolos e restrições já assinados com a prefeitura de São Paulo", disse Covas.

Veja as principais regras de cada fase, de acordo com a regra estadual:

  • Fase vermelha: Permitido o funcionamento apenas de serviços essenciais.
  • Fase laranja: Também podem reabrir imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio e shoppings podem reabrir, mas com restrições.
  • Fase Amarela: Também podem reabrir salões de beleza, bares, restaurantes, academias, parques e atividades culturais com público sentado podem funcionar, mas com restrições.
  • Fase verde: Também podem reabrir eventos, convenções e atividades culturais com público em pé.

Mudanças em critérios possibilitaram avanço

Se forem considerados os critérios do Plano São Paulo que valiam até semana passada, a capital não teria índices para avançar à fase verde. A chegada do município e de outras regiões à esta fase ocorreu após o governo realizar novas mudanças nos critérios, publicadas no Diário Oficial nesta sexta-feira (9).

A principal alteração é que os critérios de internações, mortes, casos, entre outros, serão analisados em um período de 28 dias, na comparação com os 28 dias anteriores. Antes, a análise era dos últimos 7 dias, em comparação com a semana anterior. Segundo o coordenador do Centro de Contingência contra o Coronavírus do governo estadual, essa mudança eliminaria distorções.

“O comitê entendeu que a evolução da epidemia analisada a cada 7 dias traz uma instabilidade, principalmente considerando a disparidade entre a data do evento e da notificação e, assim, a partir de agora tanto no numerador quanto no denominador nós vamos ter, no numerador os 28 dias atuais e no denominador os 28 dias imediatamente anteriores pra determinar a evolução da doença”, disse José Medina.

Além disso, o governo eliminou a divisão que havia na Grande São Paulo, que estava dividia em seis sub-regiões. Antes, cada área da região metropolitana poderia estar em uma fase. Agora, todas devem estar no mesmo estágio de flexibilização.

Para Medina, a unificação da Grande SP é necessária porque a capital atrai pacientes mais graves e, por conta disso, fica com índices piores.

“Existe uma distorção em relação a cidade de São Paulo que precisa ser corrigida. A cidade de São Paulo é uma referência médica da América Latina, é a cidade onde concentram o maior número de pacientes graves e onde está o maior número de pacientes da região metropolitana, do interior e dos outros estados procuram atendimento quando tão numa situação mais grave”, disse José Medina, coordenador do Centro de Contingência contra o Coronavírus do governo estadual, em coletiva de imprensa nesta sexta.

“Então a mortalidade da cidade de São Paulo, ela é maior, a letalidade da cidade de São Paulo é maior do que todo o estado, porque concentra os casos mais graves e assim sacrifica os indicadores da cidade. Por isso que achamos bastante razoável, o restabelecimento de uma única Divisão Regional de Saúde, como ela era originalmente”, completou.

Principais alterações nos critérios de classificação do Plano São Paulo:

  • Taxa máxima de ocupação de UTI para uma região passar da fase laranja para a amarela passou de 70% para até 75%.
  • Taxa máxima de ocupação de UTI para uma região passar da fase amarela para a verde passou de 60% para um percentual entre 70% e 75%.
  • Regiões estão impossibilitadas de avançarem ou regredirem de fase por ponto percentual, por isso, a gestão desenvolveu uma margem de erro de 0,1 para critérios de evolução da epidemia e de 2,5 para capacidade do sistema de saúde.
  • Foram acrescentados os critérios de óbito e internação para cada 100 mil habitantes para que uma região passe da fase amarela para a verde.
  • Regiões devem passar 28 dias consecutivos na fase amarela antes de evoluírem para a fase verde.
  • Regiões que atingirem as fases 3 (Amarela) ou 4 (Verde) permanecerão nessas fases desde que tenham indicadores semanais inferiores a 40 internações por Covid-19 a cada 100 mil habitantes e 5 mortes a cada 100 mil habitantes.
  •  

Plano São Paulo

O Plano São Paulo, que regulamenta a quarentena em todo o estado, classifica as regiões do estado em cores, determinando quais locais podem avançar nas medidas de reabertura da economia.

Para começar a reabertura do estado em 1º de junho o governo dividiu o território de acordo com as 17 Divisões Regionais de Saúde (DRS).

 

Os critérios que baseiam a classificação das regiões são:

  • Ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs);
  • Total de leitos por 100 mil habitantes;
  • Variação de novas internações, em comparação com a semana anterior;
  • Variação de novos casos confirmados, em comparação com a semana anterior;
  • Variação de novos óbitos confirmados, em comparação com a semana anterior.
  • Na fase verde também é considerado óbitos e casos para cada 100 mil habitantes;
  • Regiões que atingirem as fases 3 (Amarela) ou 4 (Verde) permanecerão nessas fases desde que tenham indicadores semanais inferiores a 40 internações por Covid-19 a cada 100 mil habitantes e 5 mortes a cada 100 mil habitantes.

Veja as principais regras de cada fase:

  • Fase vermelha: Permitido o funcionamento apenas de serviços essenciais.
  • Fase laranja: Também podem reabrir imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio e shoppings podem reabrir, mas com restrições.
  • Fase Amarela: Também podem reabrir salões de beleza, bares, restaurantes, academias, parques e atividades culturais com público sentado podem funcionar, mas com restrições.
  • Fase verde: Também podem reabrir eventos, convenções e atividades culturais com público em pé poderão voltar a acontecer quando houver uma estabilidade de quatro semanas do estado de São Paulo na fase verde (4), também com restrições.

 

 

*Por Beatriz Borges, Marina Pinhoni e Patrícia Figueiredo, G1 SP

Publicado em Política

São ofertadas 24 vagas e as inscrições podem ser feitas até 14 de outubro

 

SÃO CARLOS/SP - Estão abertas, até 14 de outubro, as inscrições na seleção para o curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Gerontologia (PPGGero) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). No total, são ofertadas 24 vagas e todas as etapas do processo seletivo serão realizadas de forma remota em virtude da pandemia da Covid-19. O início do curso será no primeiro semestre de 2021.

O PPGGero tem duas linhas de pesquisa: Saúde, Biologia e Envelhecimento; e Gestão, Tecnologia e Inovação em Gerontologia. O objetivo do Programa é capacitar o aluno, teórica e metodologicamente, para atuar como docente do Ensino Superior e iniciar a carreira de pesquisador, produzindo conhecimento em Gerontologia e tornando-o acessível à comunidade científica e à população em geral.

O processo seletivo terá duas etapas: análise e arguição do projeto de pesquisa e análise do currículo. As inscrições devem ser feitas conforme as instruções do edital, disponível em www.ppggero.ufscar.br. As orientações completas sobre a seleção também estão no edital. Outras informações podem ser solicitadas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

Publicado em Educação

SÃO PAULO/SP - A ex-BBB Clara Aguilar fez sucesso nas redes sociais ao publicar uma foto pra lá de ousada em seu Instagram na noite desta última quinta-feira (08).

A participante do Big Brother Brasil 14 encantou os fãs ao posar com uma roupa básica e confortável para curtir um momento bem à vontade, convidando os seguidores para os “close friends” da rede social e compartilhando conteúdo exclusivo.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Molhadah ? Já faz parte do meu Close Friends!? ?

Uma publicação compartilhada por Clara (@clara) em

O Clique rendeu mais de 26 mil likes nesta postagem da ex-BBB.

 

 

*Por: Gabriela Ellin / METROPOLITANA

Publicado em Celebridades

Foram recolhidas 27,7 toneladas de janeiro a agosto, seis vezes mais que em igual período de 2019

 

PIRACICABA/SP - O trabalho das polícias paulistas na região de Piracicaba resultou na apreensão de 27,7 toneladas de drogas de janeiro a agosto deste ano. A quantidade, que é cerca de seis vezes maior que a recolhida nos primeiros oito meses de 2019 (4,3 t), representa o maior total contabilizado ao longo da série histórica do período, iniciada em 2001.

Neste período, ainda foram realizadas 8,1 mil prisões na região e registrados 3,1 mil flagrantes por tráfico de drogas. Além disso, 557 armas de fogo ilegais foram apreendidas. As marcas alcançadas demonstram a efetividade das ações policiais para combater o tráfico de entorpecentes em todo o Estado. 

Os resultados obtidos são fruto do intenso trabalho investigativo da Polícia Civil e do policiamento ostensivo da Polícia Militar que, em diferentes locais, conta com o apoio de Batalhões de Ações Especiais de Polícia (Baep) - unidades que atuam de forma semelhante aos padrões do policiamento de choque.

Há que destacar também as megaoperações como as São Paulo Mais Seguro, Rodovia Mais Segura e Interior Mais Seguro, realizadas desde o início da nova gestão para reforçar o policiamento em locais estratégicos, contribuir com a redução dos indicadores criminais, combater o crime e aumentar a percepção de segurança das pessoas.

Estado

No Estado, o aumento na quantidade de drogas apreendidas nos primeiros oito meses do ano foi ainda maior. Comparado a 2019, o crescimento foi de 62,23% - passou de 119,4 para 193,7 toneladas. No período, também foram realizadas 99,3 mil prisões e apreendidas 7,7 mil armas de fogo ilegais, além de serem registrados 28,6 mil flagrantes por tráfico de entorpecentes.

Publicado em Outras Cidades

SÃO PAULO/SP - O SBT passa por um momento de cortes em seu elenco de estrelas. Desde setembro, demissões são feitas para enxugar o quadro de funcionários e tentar amenizar a grave crise pela qual passa a emissora de Silvio Santos. Na quarta-feira (7), Leão Lobo, Lívia Andrade e Mamma Bruschetta tiveram os contratos rompidos.

Além deles, Maísa Silva, uma celebridade teen que explodiu no canal, anunciou sua saída da casa após 13 anos no último sábado (3). No final do ano passado, Larissa Manoela, outra promessa, também já havia deixado o SBT. Arlindo Grund e Isabella Fiorentino, que apresentavam o Esquadrão da Moda, foram outras baixas. E o elenco de As Aventuras de Poliana, que iria gravar a nova fase da novela, foi dispensado. No jornalismo, dois dos principais nomes da emissora caíram: Roberto Cabrini e Rachel Sheherazade.

Não são só os rostos conhecidos que tiveram de sair. Equipes de produção como as do programa de Raul Gil e Patrícia Abravanel foram dispensadas (apesar de os apresentadores continuarem na emissora).

Sem muita atividade, o SBT exibe muitas reprises, o que tem afugentado a audiência. Parte do problema é a pandemia do coronavírus. A emissora costuma dar férias para os funcionários no início do ano, quando exibe reprises. Mas com as atividades suspensas por causa da Covid-19, não houve tempo hábil para retomada das gravações.

Além disso, faltou investimento na área jornalística em um momento em que o público estava propenso em consumir informações sobre o novo coronavírus. Neste ano, o SBT também comprou direitos de transmissões da Taça Libertadores da América por um custo altíssimo, cerca de R$ 316 milhões. Isso afetou o caixa e o retorno ainda não é o esperado. O SBT completa 40 anos em 2021 e vai ter de traçar uma boa estratégia para vencer a crise e comemorar.

 

 

*Por: Redação VEJA São Paulo

Publicado em TV

SÃO CARLOS/SP - Um sujeito foi detido pelo crime de tráfico de entorpecentes na Rua Madre Saint Bernard, no Jardim Paraíso, em São Carlos.

Os PMs de Força Tática receberam a denúncia de que havia um sujeito realizando o tráfico através de aplicativo de celular. Durante patrulhamento os Militares se depararam com o acusado na Avenida São Carlos, próximo a Praça Santa Cruz.

C.F.B (idade não informada), foi abordado e em revista corporal foi encontrado duas porções de maconha e um invólucro contendo substância aparentemente droga sintética. Ao ser questionado o indivíduo confessou que realizava a venda e que teria um estoque de drogas em sua casa.

Os Policiais foram até a residência do sujeito e lá foi localizado meio tijolo de maconha e porções prontas para vender.

Assim sendo, o sujeito foi conduzido ao Plantão Policial, e depois recolhido ao Centro de Triagem de São Carlos.

Publicado em Policial
Sexta, 09 Outubro 2020 07:54

Homem é encontrado morto no CDHU

SÃO CARLOS/SP - A Polícia Militar foi acionada na madrugada desta sexta-feira,  após encontrarem um homem morto, em uma residência do CDHU, na Vila Isabel.

Segundo o apurado, a casa onde o homem morava era alugada, quando a dona do imóvel foi receber o aluguel, ninguém a atendeu, ela então chamou um chaveiro para verificar como estava o interior da residência e sentiu um forte odor, dentro da casa estava o rapaz, que chamava Saulo, caido e exalando forte odor.

A Polícia Militar foi acionada junto a USA 400 do SAMU, onde a equipe médica constatou o óbito.

O caso foi considerado como morte suspeita e será investigado pela Polícia Cívil

Publicado em Policial

SÃO CARLOS/SP - A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, anunciou nesta quinta-feira (08/10), que vai colocar em operação a terceira casa de acolhimento infantojuvenil na cidade.

O acolhimento é uma medida de proteção para crianças e adolescentes afastados do convívio familiar, por consequência de abandono ou então cujas famílias ou responsáveis encontrem-se impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção, até que seja viabilizado o retorno à família de origem ou, na sua impossibilidade, encaminhamento para família substituta. Os encaminhamentos são feitos somente Poder Judiciário ou Conselho Tutelar.

Em São Carlos já funcionam duas unidades da Casa de Acolhimento Claudia Picchi Porto (antigo albergue infantil). A terceira unidade não está sendo criada em virtude da demanda de novas vagas, mas para acomodar melhor as crianças e adolescentes que já fazem parte do processo.

“Na verdade estamos redimensionando as vagas e reorganizando as unidades por perfil desse público e também em virtude da COVID-19. Hoje atendemos entre 50 a 60 crianças e adolescentes, porém temos variação de entrada e saída no serviço. Com a terceira unidade vamos cumprir integralmente as normativas e um pedido do judiciário”, explica a secretária de Cidadania e Assistente Social, Glaziela Solfa Marques.

Para colocar em funcionamento a terceira Casa de Acolhimento estão sendo contratados 14 profissionais entre eles educadores, psicólogos, assistentes sociais e coordenador de unidade.

NOVAS VAGAS – A secretária Glaziela Solfa Marques também anunciou o aumento do número de vagas para abrigar a população em situação de rua. “Conseguimos 30 novas vagas emergenciais, somadas as outras 20 que já foram disponibilizadas desde o início da pandemia, totalizamos 50 lugares. Contando com as entidades parceiras como Divina Misericórdia e também a Casa de Passagem (antigo Albergue Noturno), estamos com 130 vagas”, finaliza a secretária.

Publicado em Cidadania

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31