fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
Radio Sanca Web TV - Sábado, 06 Junho 2020

 

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos informa neste domingo (07/06), a situação epidemiológica do município para a COVID-19. São Carlos permanece com 205 casos positivos para a doença, com 5 mortes confirmadas e uma suspeita. 28 óbitos já foram descartados. Dos 205 casos positivos, 167 apresentaram Síndrome Gripal e não foram internadas, 38 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 23 receberam alta hospitalar, 10 permanecem internados e 5 positivos foram a óbito. 140 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 1.077 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus, já que no último sábado (06/06) foram liberados 12 resultados negativos para a doença. Estão internadas neste momento 29 pessoas, sendo 15 adultos na enfermaria (4 positivos e 11 suspeitos); 13 na UTI adulto (7 positivos, 6 suspeitos). Na enfermaria infantil 1 criança está internada com suspeita da doença. 5 pessoas com resultado negativo para COVID-19 permanecem internadas. A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS está hoje 61,2%.

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 2.973 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 2.620 pessoas já cumpriram o período de isolamento de 14 dias e 353 ainda continuam em isolamento. A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal (febre, acompanhada de um ou mais sintomas como tosse, dor de garganta, coriza, falta de ar). 797 pessoas já realizaram coleta de exames, sendo que 621 tiveram resultado negativo para COVID-19, 152 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos positivos). 24 pessoas ainda aguardam o resultado. O boletim emitido diariamente pela Vigilância Epidemiológica de São Carlos contabiliza as notificações das unidades de saúde da Prefeitura, Hospital Universitário (HU), Santa Casa, rede particular e planos de saúde.

Publicado em Coronavírus

 

SÃO CARLOS/SP - A Força Tarefa de São Carlos, formada por representantes da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Guarda Municipal, Polícia Militar e Departamento de Fiscalização, por determinação judicial da Vara Fazenda Pública, não permitiu a realização de uma manifestação organizada supostamente por um partido político intitulada “Ato Antifascista São Carlos” que seria realizada na manhã deste domingo (07/06) na Praça Maria Aparecida Resitano, no Mercado Municipal. Antes do horário marcado, via redes sociais, para a realização da manifestação, os ficais do município, guardas municipais e policiais militares entraram em contato com os organizadores do ato que tomaram ciência da sentença judicial e receberam as orientações das autoridades para o cancelamento da manifestação. A ordem judicial foi cumprida e os participantes deixaram a Praça do Mercado Municipal pacificamente. Um relatório da ação será encaminhado ao Ministério Público.

Publicado em Outras Notícias

Com o show virtual, a ideia é arrecadar recursos para compra de EPIs para o hospital

 

SÃO CARLOS/SP - Membros de várias igrejas evangélicas de São Carlos se uniram para fazer um show virtual e, assim, ajudar a Santa Casa. A Live Gospel está marcada para o dia 9 de junho, às 20h, e vai ser transmitida pelo Facebook da Santa Casa. A apresentação também vai contar com tradução em libras.

Quem teve a ideia de fazer a live foi o David Marques Francisco Garcia, analista contábil júnior na Santa Casa: “como tenho amigos que são da igreja e que fazem coisas maravilhosas com a música, pensei que poderíamos, juntos, fazer algo também pela Santa casa, meu local de trabalho, do qual eu tenho muito orgulho. Estamos preparando tudo com muito carinho, para ser uma noite de adoração a Deus, de alegria, esperança e solidariedade”.  

O professor Felipe de Souza também vai participar da Live Gospel. Foi procurado pelo David e 3 dias depois, o grupo já estava montado e o repertório definido. Durante a live, os músicos vão tocar canções antigas, músicas de adoração, algumas com arranjos da própria banda. “O nosso propósito é, primeiramente, adorar a Deus aqui com a nossa banda e através disso, ajudar a Santa Casa. Se a gente pode cantar e pode oferecer isso, é assim que a gente quer ajudar. Porque a fé sem obras é morta. Estamos aqui para trabalhar e ajudar”.

SERVIÇO:

LIVE GOSPEL

DATA: 9 DE JUNHO

HORÁRIO: 20H

ONDE: FACEBOOK DA SANTA CASA

COMO CONTRIBUIR: É SÓ USAR O QR CODE QUE VAI ESTAR DISPONÍVEL NA PÁGINA DA SANTA CASA

Publicado em Pop & Arte
Domingo, 07 Junho 2020 10:01

Casa é furtada na Vila São José

SÃO CARLOS/SP - A Guarda Municipal foi acionada por populares para verificar um disparo de alarme na Rua José Leme Marques, na Vila São José, em São Carlos, onde teria ocorrido um furto.

Era por volta das 07h45 deste domingo (07), quando os GMs chegaram ao local informado e encontraram o cadeado do portão estourado no chão e o portão aberto. Em seguida com o apoio da viatura 635, às equipes fizeram uma varredura no local onde constataram o arrombamento da casa e que seu interior estava todo revirado e vários objetos furtados.

Foi feito contato com o proprietário e em seguida elaborado R.O (Relatório de Ocorrência), ninguém foi detido.

Publicado em Policial

SÃO PAULO/SP - Na noite da última sexta-feira (05), Sabrina Sato deu o que fala nas redes sociais ao postar um clique incrível em seu perfil do Instagram.

No registro, a apresentadora surgiu em um cenário paradisíaco, ostentando suas curvas e impressionando com sua boa forma.

“Hoje é o #DiaMundialDoMeioAmbiente, um dia importante para repensarmos sobre a forma como temos tratado nosso planeta e como podemos minimizar o impacto da nossa sociedade sobre ele. A Terra, além de nosso lar, é de onde vem nosso alimento. Somos o que comemos. Cada espécie animal ou vegetal, cada processo da natureza é essencial para a manutenção de todos os ecossistemas. Temos que amar, respeitar e cuidar desse patrimônio para nossos filhos e netos”, escreveu Sabrina na legenda da publicação.

 

 

*Por: Camilla Tochetto / METROPOLITANA

Publicado em Celebridades

SÃO CARLOS/SP - A Secretaria Municipal de Fazenda, por meio do Departamento de Arrecadação, informa que em virtude da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), que já levou a óbito 5 são-carlenses, o cadastro para o pedido de isenção do IPTU 2021 para aposentados e pensionistas será realizado automaticamente, portanto essas pessoas não precisam procurar nenhuma unidade dos Serviços Integrados do Município (SIM) para solicitar a renovação do benefício.

“Vamos utilizar o último cadastro para evitar a aglomeração de idosos nas nossas unidades em virtude da disseminação da COVID-19 e porque essas pessoas são do grupo de risco. Esse ano 5 mil aposentados e pensionistas foram beneficiados com a isenção”, informa Leandro Maestro, diretor de Arrecadação da Dívida Ativa da Secretaria de Fazenda.

Já o cadastro para as pessoas que se aposentaram recentemente será realizado ainda neste mês, porém a data será divulgada pela Prefeitura. O Departamento de Tecnologia da Informação da Secretaria de Planejamento e Gestão irá disponibilizar, a partir do retorno das atividades nas repartições públicas, um link no site a Prefeitura (www.saocarlos.sp.gov.br), no ícone do SIM Online, para o agendamento desse atendimento.

Entre os requisitos para solicitar a isenção do IPTU o idoso deve comprovar que é aposentado ou pensionista com mais de 60 anos, proprietário de um único imóvel, com recebimento de no máximo 2,5 salários mínimos. O imóvel será isento em sua totalidade até 300 m² de terreno e 120 m² de construção, sendo cobradas as metragens excedentes.

Publicado em Outras Notícias

RIO DE JANEIRO/RJ - A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) enviou aos presidentes de clubes na última 6ª feira (5.jun) guia médico com sugestões e recomendações para orientar o retorno dos treinos e competições de futebol no Brasil.

O documento foi elaborado de acordo com normas técnicas da OMS (Organização Mundial da Saúde), do Ministério da Saúde, do CFM (Conselho Federal de Medicina) e da AMB (Associação Médica Brasileira). Eis a íntegra (2 MB).

Os treinos e campeonatos sob supervisão da CBF foram suspenso em 15 de março por causa da pandemia de covid-19.

No documento, a organização afirma que o retorno de treinos é fundamental para “a manutenção do condicionamento físico-técnico” dos atletas, desde que tomadas todas as medidas de prevenção, como a testagem em massa.

“O futebol é uma modalidade esportiva que extrapola a sua atividade fim, é considerada a ‘paixão nacional’ e está arraigada na cultura e no cotidiano da população brasileira, com capilaridade em todas as regiões e classes sociais”.

A CBF também afirma que os clubes devem ter cuidados especiais com atletas e profissionais que possuem asma ou alguma doença crônica.

Membros da comissão técnica, funcionários e grupo de apoio com mais de 60 anos ou indivíduos abaixo desta faixa etária com comorbidades devem ser mantidos afastados dos ambientes com grande concentração de pessoas.

A retomada das atividades deverá ser feita em 5 fases:

  1. fase preliminar;
  2. fase de treinamentos individuais ou em pequenos grupos;
  3. fase de treinamentos coletivos;
  4. fase de competições;
  5. fase de acompanhamento

A CBF também citou medidas de higiene e etiquetas que deverão ser reforçadas por cada clube:

  • orientar todos os atletas e os trabalhadores do clube para que lavem as mãos com frequência com água e sabão ou que usem álcool em gel 70% com regularidade;
  • utilizar etiqueta respiratória (cobrir a boca ao tossir ou espirrar, não escarrar ou cuspir no campo);
  • etiqueta de cumprimento – não cumprimentar as pessoas com aperto de mãos ou tocando-as;
  • usar máscaras e/ou protetores faciais de uso individual (face shields), principalmente em locais fechados, todos que não estiverem em campo em atividade física;
  • garantir maior frequência da limpeza das superfícies, equipamentos utilizados para as atividades físicas;
  • sugerimos não fornecer alimentos em padrão bufê, para evitar contaminação no momento de servir. Em caso de flexibilização pelas autoridades sanitárias locais, o funcionário do restaurante servirá os alimentos usando máscaras e luvas, e todos os indivíduos deverão utilizar máscaras e mantendo o distanciamento mínimo de 1 metro ao servir-se para a refeição;
  • realizar reuniões técnicas preferencialmente em locais abertos e bem ventilados, colocando os atletas com distância mínima de 1 metro entre eles;
  • reforçar com os atletas para que adotem as medidas de prevenção (higienização de mãos, uso de máscara, etiqueta respiratória, nos seus domicílios e fora do clube) para proteger os demais membros do time, a si mesmos e, principalmente, sua família e a comunidade;
  • reforçar a orientação para que familiares e contactantes próximos avisem o médico do clube em caso de sintomas sugestivas de gripe para que sejam avaliados e orientados quanto à conduta, e encaminhados para o atendimento segundo as políticas de assistência à saúde, seja na rede pública ou na saúde suplementar.

 

 

*Por: PODER360

Publicado em Esportes

SÃO PAULO/SP - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC) disse neste último sábado (6/6) que os brasileiros que são a favor da democracia precisam se unir. Ele acredita que, diante do clima de tensão que se instaurou no país nas últimas semanas, o importante é ampliar o diálogo em prol da democracia e não criar mais atritos.

"Nós não estamos em um momento de defender posições de atrito. Ao contrário. Os que são a favor da democracia têm que se unir", afirmou Fernando Henrique Cardoso, em live realizada pelo movimento Direitos Já para discutir a "democracia brasileira e os caminhos para protegê-la" neste sábado.

Ele explicou que este é um momento em que é preciso "estar juntos para avançar com a democracia".  "Não está na hora de esconder o sentimento democrático", acrescentou.

Por isso, sugeriu que as divergências partidárias sejam deixadas para depois e que os agentes políticos também não queiram brigar por liderança agora. "Precisamos de todo mundo, de a sociedade discutir ideias. Temos que criar uma base comum outra vez. Depois brigamos, depois vêm as questões menores, partidárias, de um querer uma coisa e o outro querer outra. Não é isso que está em jogo agora. O que está em jogo hoje é nossa sobrevivência como pessoa e nação", disse.

Para FHC, para que essa defesa da democracia seja efetiva, também é preciso ampliar e incluir cada vez mais pessoas nesse debate, inclusive os militares. Ele admitiu que a tarefa não é fácil, mas lembrou que as Forças Armadas têm um peso importante da sociedade brasileira.

"Essa conversa deve ser estendida aos militares, porque se não eles vão pensar que estamos querendo subverter a ordem. E é inerente ao espírito militar querer manter alguma ordem. Não sou favorável à desordem alguma. Quero que haja a possibilidade de inclusão", emendou, dizendo, contudo, que não acha que os militares darão um golpe de uma hora para outra, como pensam alguns brasileiros.

 

 

*Por: Marina Barbosa / CORREIO BRAZILIENSE 

Publicado em Política

MUNDO - Joe Biden anunciou, no final de semana, ter garantido os delegados necessários para obter a indicação democrata e enfrentar Donald Trump nas eleições presidenciais de novembro nos Estados Unidos.

"Amigos, hoje à noite garantimos os 1.991 delegados necessários para vencer a indicação democrata", disse o ex-vice-presidente no Twitter.

"Vou me dedicar todos os dias a lutar para conquistar seu voto, para que, juntos, possamos vencer a batalha pela alma desta nação", completou.

Ele já era considerado o virtual candidato democrata desde abril, quando o senador Bernie Sanders, de Vermont, desistiu da disputa e endossou sua candidatura à Casa Branca.

Joe Biden, de 77 anos, alcançou esta marca no momento em que os Estados Unidos se encontram mergulhados em uma onda de mobilizações pela morte do afroamericano George Floyd, nas mãos de um policial branco.

A morte de Floyd reacendeu a raiva acumulada ao longo dos anos por assassinatos policiais de cidadãos negros e desencadeou um movimento nacional de protestos civis sem precedentes no país desde o assassinato de Martin Luther King Jr., em 1968.

"Este é um momento difícil na história dos Estados Unidos. E a política agressiva e divisiva de Donald Trump não é uma resposta", escreveu Biden em um post na plataforma digital Medium.

"O país está pedindo liderança. Liderança que pode nos unir", acrescentou.

Em seu primeiro discurso público importante desde que entrou em confinamento em casa em meados de março, devido à pandemia de coronavírus, Biden chamou a morte de Floyd de "um alerta para nossa nação" e acusou Trump de transformar os Estados Unidos em um "campo de batalha dividido por velhos ressentimentos e novos medos".

Vice-presidente nos oito anos de governo do primeiro presidente negro dos Estados Unidos, o democrata Barack Obama, Biden prometeu abordar o "racismo sistêmico", se eleito para a Casa Branca.

Esta semana, o democrata já havia acusado o presidente Donald Trump de pensar apenas na reeleição. Sua resposta aos protestos contrasta fortemente com a do rival republicano, que ameaçou enviar o Exército contra manifestantes.

Durante um breve discurso, na segunda-feira (1o), Trump anunciou a mobilização de "milhares e milhares de soldados fortemente armados" e policiais em Washington para impedir "os distúrbios, os saques, o vandalismo, os ataques e a destruição gratuita de propriedade".

E ameaçou as várias cidades que registram protestos: se as autoridades locais não tomarem medidas para detê-los, Trump disse que enviará o Exército para "resolver o problema rapidamente".

Enquanto falava no Jardim das Rosas da Casa Branca, a polícia dispersava manifestantes reunidos do lado de fora da residência presidencial com gás lacrimogêneo.

 

 

*Por: AFP

Publicado em Política

MUNDO - O primeiro-ministro russo Mikhail Mishustin anunciou na última semana um plano 5 trilhões de rublos (cerca de € 65 bilhões) para relançar a economia do país, fragilizada pela pandemia de Covid-19. As autoridades do país vinham sendo criticadas por uma forma de inércia diante das consequências econômicas da crise sanitária.

O valor é relativamente baixo comparado aos programas de investimento anunciados pelos Estados Unidos ou pela União Europeia. Mas para os padrões russos, o montante é considerado importante, já até agora poucas medidas concretas haviam sido anunciadas para ajudar a economia do país.

O premiê deu poucos detalhes sobre as modalidades concretas desse plano econômico. O chefe do governo disse apenas que serão implementadas “cerca de 500 medidas” durante dois anos e se contentou em anunciar os objetivos: limitar a recessão em 2020 e relançar um crescimento de mais de 2% até o final de 2021.

A economia russa deve registrar uma queda de 9,5% de seu Produto Interno Bruno (PIB) no segundo trimestre de 2020 e uma retração entre 5% e 6% acumulada no final do ano.

Segundo a imprensa russa, Moscou também quer aproveitar desse plano para incentivar os dispositivos de trabalho em meio período e reduzir os empregos informais no país. Além disso, uma parte importante do montante deverá ser atribuído às pequenas e médias empresa, as mais afetadas pela crise. Também são esperados investimentos no turismo interno e na inovação tecnológica, numa tentativa de diminuir a dependência russa da exportação de hidrocarbonetos.

Popularidade de Putin em baixa

Com esse plano, as autoridades russas esperam responder às críticas sobre a falta de reatividade do Kremlin diante da epidemia, já que as poucas medidas anunciadas foram consideradas insuficientes ou não foram totalmente implementadas. A imagem de Vladimir Putin sofreu com essa situação. O presidente, que há mais de 20 anos dirige a política do país, perdeu 10 pontos segundo uma pesquisa realizada pelo instituto independente Levada.

A um mês do referendo constitucional, o presidente precisava mostrar à população que ele não se interessava apenas pela política externa ou seu futuro à frente do país, mas também às dificuldades que atingem à todos. “É de uma importância crucial resolver os problemas do momento”, declarou Putin.

Antes mesmo da pandemia de Covid-19, as autoridades russas já haviam apresentado 2020 como sendo o ano de transformação para a economia do país, após 2019 registrando apenas 1,3% de crescimento.

Segundo dados oficiais, mais de 5 mil pessoas morreram vítimas do coronavírus na Rússia. O país registra entre 8 mil e 9 mil novos casos de contaminação diariamente. Mais de 400 mil pessoas estão infectadas.

 

 

*Por: Daniel Vallot, correspondente da RFI em Moscou

Publicado em Economia

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Junho 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30