fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
Radio Sanca Web TV - Quarta, 24 Junho 2020

SÃO CARLOS/SP - Uma panela de pressão que foi esquecida no fogo quase causou um incêndio na noite desta quinta-feira (25), na Vila Marcelino em São Carlos. 

Segundo apurado pelo Repórter Maicon Ernesto que esteve no local, os moradores de um sobrado que fica na Rua Raimundo Correa, em cruzamento com a Rua Major Manuel António de Mattos, esqueceram uma panela de pressão no fogo e ela causou um principio de incêndio. 

A equipe do Corpo de Bombeiros compareceu ate o local com a Autotanque 09403, que precisou arrombar a porta de cima do sobrado para poderem adentrar na residência e conseguir retirar a panela de pressão e apagar o principio de incêndio. 

A equipe do Corpo de Bombeiros realizou buscas no local para saber se haviam vítimas, mas ninguém se feriu. 

A Polícia Militar compareceu ao local para registrar a ocorrência porque o Autotanque teve que arrombar a residência. 

Publicado em Policial

SÃO CARLOS/SP - O Centro de Controle Operacional da Guarda Municipal de São Carlos (CCO) ganhou uma estrutura mais moderna na Base Avançada “Edélcio Leme de Almeida”, localizada no antigo velório, ao lado do Cemitério Nossa Senhora do Carmo. A central funciona 24 horas com acesso às 53 câmeras distribuídas por toda a cidade e atendendo as demandas do telefone 153, da central de alarmes e dos rádios da corporação.

O Centro de Controle também já é integrado ao Detecta, sistema de monitoramento inteligente, o maior Big Data (conjunto de informações armazenadas) da América Latina, que integra bancos de dados das polícias paulistas, como os registros de ocorrências, Fotocrim (banco de dados de criminosos com arquivo fotográfico), cadastro de pessoas procuradas e desaparecidas, dados do Departamento Estadual de Trânsito, registro de veículos furtados, roubados e clonados. No total o sistema de videomonitoramento de São Carlos é composto por 53 câmeras de vídeo e 7 radares de velocidade com sistema OCR (Optical Character Recognition), tecnologia para reconhecer caracteres.

A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Segurança Pública, também iniciou um processo de expansão do sistema de monitoramento do município com a instalação de novas câmeras LPR - Licence Plate Recognition -, com detecção de placas de veículos em imagens e streamings em tempo real. No total serão instalados 4 novos equipamentos, porém 2 câmeras já foram instaladas, uma na rua Jesuíno de Arruda e outra na região do bairro Botafogo. As outras duas serão instaladas nas mesmas vias, porém no sentido contrário.

“Esse é um trabalho que iniciamos em 2018 com a recuperação do prédio que estava totalmente abandonado, um investimento de R$ 250 mil com recursos próprios. Quando assumimos prometemos que iríamos reestruturar a GM e o investimento nessa central de monitoramento é mais uma prova de que isso está sendo cumprido”, garante o prefeito Airton Garcia, lembrando que não foi possível fazer uma solenidade de inauguração em virtude do isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus.

O guarda municipal Evandro Gimenes Mione, diretor de Tecnologia e Informação da Secretaria de Segurança Pública, conta que as imagens em alta resolução agora são armazenadas em um servidor próprio, instalado no CCO, proporcionando maior segurança aos arquivos. “Foi através das imagens da GM que a ‘Gangue da Marcha Ré’ foi desarticulada” e muitas outras ações criminosas evitadas”.

“O sistema auxilia a corporação no controle de procedimentos, comportamentos e eventos em áreas eleitas como críticas, empregando tecnologia de análise de conteúdo, possibilitando que uma imagem seja visualizada pelo operador, com monitoramento em tempo integral, e caso exista uma ocorrência em andamento, as viaturas operacionais da GM são deslocadas rapidamente para o local. Mas continuamos buscando recursos junto ao Governo Federal para ampliarmos o sistema LPR e para instalação de outras tecnologias como para vídeos analíticos”, explica o chefe de gabinete da Secretaria de Segurança Pública, Paulo César Belonci.

De acordo com o secretário municipal de Segurança Pública, Samir Gardini, o local é um centro de inteligência. O sistema de videomonitoramento reduz os índices de criminalidade, oferecendo mais segurança à população, permitindo reconhecer e punir os infratores. Essas câmeras tem a função de dar mais rapidez nas ações de policiamento, tanto para coibir a violência como para maior agilidade em ocorrências. É um trabalho conjunto, com troca de informações, com reciprocidade, dando agilidade ao poder público na área da segurança, envolvendo as polícias Militar, Civil e a Guarda”.

Já Michael Yabuki, comandante da GM, recorda que quando assumiu o comando da corporação, em 2017, somente 6 câmeras estavam em funcionamento. “Conseguimos recuperar algumas e com o apoio de instituições e com recursos próprios do município aumentamos o monitoramento na cidade. É uma grande vitória para a população e para o trabalho dos agentes. Agradeço ao prefeito Airton Garcia e ao secretário de Segurança Pública pela confiança que deposita no trabalho da GM”, finalizou o comandante Yabuki.

Na Base Avançada da GM também é realizado patrulhamento 24 horas por duas equipes. No local funciona uma central de requalificação e formação online para os agentes da corporação e podem ser realizados boletins de ocorrência pela Internet.

Publicado em Policial

MUNDO - Deu a lógica. Austrália e Nova Zelândia serão as sedes da Copa do Mundo Feminina de Futebol de 2023.  A Fifa anunciou a escolha da candidatura em conjunto dos dois países da Oceania no início da tarde desta última quinta-feira (25), após votação do conselho da entidade que rege o futebol mundial. Austrália e Nova Zelândia disputavam com a Colômbia o direito de organizar a Copa, mas a dupla da Oceania era favorita.

Antes do processo de votação, a candidatura já tinha ficado com a melhor avaliação em relatório divulgado pela Fifa no último dia 10. A maior concorrência era do Japão, e a Colômbia tinha poucas esperanças. Em uma escala de 1 a 5 de pontuação, os países da Oceania receberam 4,1, enquanto os japoneses ficaram com 3,9, e os colombianos com 2,8.

Contudo, na última terça-feira (23), a Associação Japonesa de Futebol (JFA) desistiu da disputa em meio ao cenário de incertezas por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19). O Brasil também pleiteava o direito de receber o Mundial  Feminino de 2023, mas também recuou, antes mesmo da publicação do relatório da Fifa.

Em publicação no Twitter, a entidade parabenizou os países escolhidos.

Apesar de muita torcida para a Colômbia nas redes sociais, o caminho ficou livre para Austrália e Nova Zelândia serem as anfitriãs da competição. Será a nona Copa do Mundo Feminina e, até então, apenas China, Suécia, Estados Unidos, Alemanha, Canadá e França sediaram a competição.

A maior vencedora da Copa do Mundo é a atual campeã, a seleção dos Estados Unidos, com quatro títulos. A Alemanha levantou a taça duas vezes, enquanto Japão e Noruega venceram uma vez cada.

 

 

*Por Maurício Costa - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

*AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Esportes

SÃO PAULO/SP - A pandemia do novo coronavírus (covid-19) interrompeu treinos e competições pelo mundo. Estar longe dessa rotina, ainda mais em um ano que seria olímpico e que começou com medalhas internacionais, não é fácil para quem vive do esporte. Mas, para Lauro Chaman, a saudade de encarar as pistas e estradas só não é maior que a das visitas frequentes a dona Elvira, de 89 anos, avó do medalhista paralímpico do ciclismo.

"Ela é minha vida, é a minha inspiração. Além de ser minha madrinha, cuidou de mim quando minha mãe tinha que trabalhar. Morávamos em uma casa simples. Ela e meu avô sempre fizeram o máximo por mim. Tudo que faço hoje, com certeza, é por toda minha família, mas, em especial, pela minha avó e meu filho, que se chama Antônio, mesmo nome do meu avô, que faleceu quando eu tinha 16 anos”, conta Lauro à Agência Brasil. "No começo [da pandemia], era muita incerteza, então, a gente meio que se isolou. Dias atrás, pude ver minha avó com todos os cuidados, mas fiquei um bom tempo sem conseguir. Antes, as visitas eram diárias. Foi complicado. A gente pensa mais na família. O esporte ficava um pouco em segundo plano", admite.

Enquanto tenta retomar a rotina familiar, Lauro também volta gradualmente a treinar em Araraquara, cidade do interior paulista em que vive. As atividades externas reiniciaram há cerca de duas semanas, após a flexibilização da quarentena decretada pelo governo estadual, que é revista a cada 14 dias. Ele é acompanhado remotamente pelo técnico Cláudio Diegues, que fica em Santos, no litoral de São Paulo, onde fica a base da equipe de Chaman, a Memorial.

"[Antes da pandemia] Ele tinha algumas lesãozinhas de tanto tempo em treinamento, em esforço, sem muito tempo [para cuidar delas] devido ao calendário. Então, a primeira coisa [após a paralisação] foi destreiná-lo e cuidar dessas lesões. Agora, ele alterna dia sim, dia não, saindo sozinho, com máscara. O trabalho de base é interno, ele tem rolo de treinamento e faz a parte de reforço muscular de casa", conta o técnico à Agência Brasil. "Ele tem um personal da parte física [em Araraquara] e a gente faz contatos quinzenais [reuniões virtuais] entre a equipe. À medida que as provas são confirmadas, vamos estruturando o calendário de treinamento", completa.

Segundo o calendário da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), há dois torneios de paraciclismo previstos no segundo semestre: o campeonato nacional de estrada, entre 27 e 30 de agosto, em Leme (SP), e o Circuito Pan-Americano de pista e estrada, de 23 a 27 de setembro, em Maringá (PR). A realização, conforme a CBC, depende de "orientações das autoridades de saúde".

Além de torneios no ciclismo adaptado, Lauro pretende competir no Brasileiro convencional da modalidade, por enquanto, agendado para outubro. "Espero estar em uma boa forma, competitiva. Acredito que não estarei no auge em agosto, mas, espero que, ao longo dos eventos, fique mais próximo do 100% e comece 2021 com o pé direito e força máxima", projeta o atleta da classe C5 (ciclistas de menor comprometimento físico-motor). Chaman nasceu com a perna esquerda mais fina que a direita, e virada para fora. No decorrer dos anos,  desenvolveu uma atrofia na panturrilha.

O atleta vinha de bons resultados em 2020, antes da paralisação em decorrência da pandemia. Conquistou três medalhas no Mundial de Paraciclismo, em Milton (Canadá), em fevereiro: duas pratas e um bronze. A briga por pódios na retomada das competições, porém, não é a prioridade do planejamento. "A gente está voltando com as atividades dele, com um início com carga baixa, volume de treino baixo, para ele recuperar o domínio de todas as áreas físicas e fisiológicas, aumentando um pouquinho o trabalho de força. O Lauro pode disputar qualquer evento porque, no ciclismo, o processo de treino envolve competição, mas, não vamos nos atentar ao resultado. A gente só terá a competição como parâmetro da evolução do treino", explica Diegues.

O foco da preparação gradualmente retomada por Lauro mira a Paralimpíada de Tóquio, em 2021. Na Rio 2016, dois meses após o nascimento do filho, ele foi medalhista de prata na disputa de estrada e de bronze na prova de contrarrelógio [cada atleta pedala sozinho e ganha o que concluir o percurso em menos tempo]. Os feitos foram inéditos para o ciclismo brasileiro, adaptado ou convencional, em Jogos. De lá para cá, o paulista foi campeão mundial de estrada em 2017, na África do Sul, e de scratch [todos largam em grupo, e quem conclui a disputa primeiro é o vencedor] em 2018, no Rio de Janeiro (RJ). E no ano passado ainda  faturou dois ouros nos Jogos Parapan-Americanos de Lima (Peru).

"Penso que tenho que voltar a treinar, voltar ao melhor. Vou me cobrar para ser melhor do que antes, ser mais regrado. Acredito que meus adversários também. É complicado falar sobre [expectativa de] pódio, medalha... Vou procurar fazer bem meu trabalho com a Seleção e a minha equipe para alcançar o melhor possível", conclui Chaman.

 

 

*Por Lincoln Chaves - Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional - São Paulo

*AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Esportes

SÃO CARLOS/SP - O vereador Roselei Françoso (MDB) solicitou a presença do diretor presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Benedito Marchesin, no distrito de Água Vermelha nesta última terça-feira (23). O vereador Dimitri Sean Carneiro também acompanhou a agenda.      

O objetivo do encontro foi cobrar agilidade nas obras de construção do emissário de esgoto na avenida Dr. Ernesto Pereira Lopes Filho, que fica ao lado da Unidade de Saúde do bairro e do campo de futebol.

“Esse emissário, além de resolver o refluxo que ocorre no cruzamento da avenida Bela Cintra com a rua 30 de julho, vai garantir a coleta dos novos loteamentos que estão em implantação em Água Vermelha”, salientou Roselei.

De acordo com o parlamentar, a segunda etapa da obra, também importante, é o recapeamento da avenida Dr. Ernesto Pereira Lopes Filho. “Teremos mais casas em breve nessa região, esgoto e recapeamento são infraestruturas fundamentais”, frisou.

Segundo a informação do diretor presidente do SAAE, as obras do emissário devem ser iniciadas ainda no mês de julho. “Ela já está licitada e já temos a empresa contratada, vamos iniciar essa importante obra o mais rápido possivel”, salientou Marchesin.

Roselei também esteve no local onde será construída a nova escola municipal, cujos recursos já estão garantidos. “O processo já está na licitação, estou cobrando a Prefeitura porque este é um ano eleitoral e tem prazos impeditivos para determinados procedimentos”, explicou Roselei.

Roselei com o presidente do SAAE, Benedito Marchesin em Água Vermelha: pedido para agilizar construção de emissário de esgoto

Publicado em Política

SÃO PAULO/SP - Devido ao grande sucesso de suas lives, Rick e Renner organizam sua terceira transmissão ao vivo – que acontecerá neste sábado, 27, às 16h, no canal oficial do YouTube da dupla. Com arrecadação monetária e de mantimentos voltados ao estado do Maranhão, eles preparam uma festa animada, regida pelas hastags Fique em Casa e Canta Comigo.

Sábado promete ser mais um daqueles dias para entrar na história dos sertanejos. A live que acontecerá em prol de ajuda ao Maranhão, promete ser mais assistida que as outras duas. “Tivemos mais de 1 milhão de visualizações e 8° lugar nos vídeos em alta do YouTube em uma de nossas transmissões. Para esta, preparamos uma rede de divulgação extremamente engajada, envolvendo amigos, parceiros e fã clubes. Vamos parar a internet”, detalha Rick.

A movimentação realmente está apontando para o sucesso prometido. Rick e Renner prometem sorteios na transmissão de sábado. “Faremos uma gincana onde escolheremos ganhadores para três prêmios de extrema qualidade. Uma moto 0km, um carro também zero e R$3 mil reais. Por tanto, não deixe de fazer sua doação”, avisa Renner.

Rick e Renner em prol do estado do Maranhão terá aproximadamente três horas de duração e os artistas ultrapassarão o número de 40 canções a serem cantadas. Eles pinçaram os maiores clássicos de carreira além de faixas do mais recente trabalho, o projeto Seguir em Frente. “E queremos também que os fãs interajam. Vamos atender a muitos pedidos. É só comentar pedindo sua música que vamos atender”, promete Rick. No repertório, não deixarão de tocar "Nos Bares da Cidade", "Ela É Demais", "Filha", "Escolta de Vagalumes", "Casa de Caboclo", "Mãe", "A Força do Amor", Entre outras.

Inscreva-se para receber as notificações: https://www.youtube.com/rick&renneroficial
 

Contato:

Shows Rick & Renner | Vibe Promoções Artísticas
Marquinhos Nascimento | (11) 9.7059.8636 (15) 3418.0322/ 3418.0342

Site: www.rickerenneroficial.com.br
Instagram: https://www.instagram.com/rickerenner/
Facebook: https://www.facebook.com/rickerenneroficial/
Twitter: https://twitter.com/Rickerenner_

Publicado em Pop & Arte

SÃO CARLOS/SP - Nesta sexta-feira, 26 de junho, o Sesc São Carlos estreia um novo projeto artístico nas redes sociais. Trata-se de ‘ELXS e ELOS Musicais’ que visa dar espaço a produções locais, com nomes que atuam na cena cultural da cidade. O artista de estreia será NETTO ROCKFELLER.

Para essa edição de “anunciação” reuniu-se um conjunto de seis artistas são-carlenses, de estilos variados, que farão apresentações nas redes e que estarão disponíveis ao público todas as sextas e terças-feiras. Toda a diversidade do rock, blues, soul, R&B, Rap, Hip Hop, Samba, Folk e MPB estará entrelaçado pelos elos que irão se formando a cada novo vídeo.

Serão executadas três músicas por artista:

Sendo a primeira autoral, a segunda um ícone de referência que essa pessoa representa, e por fim, uma terceira canção que será de autoria da próxima pessoa a se apresentar no projeto.

A expectativa é de que, para além da exibição das músicas, o projeto possa criar laços entre os profissionais da arte musical, com a possibilidade do público assistir e conferir essa troca de experiências entre os artistas e ter a oportunidade de deslocar seu o olhar para um novo estilo musical e também ver aquele artista que tanto admira arriscando novas formas de se apresentar.

ELXS e ELOS Musicais – A ideia

A linha de pensamento parte de várias referências institucionais e visa contribuir com a geração de novos conteúdos para difusão nas redes sociais, num primeiro momento, acionando as redes locais de artistas da música.

O projeto prevê apresentações curtas (entre 10 e 15 minutos), nas quais cada artista participante irá divulgar as três músicas citadas.

A dinâmica de cada bloco visa fechar um circuito de relações, em que o último artista a se apresentar execute uma música do primeiro artista que se apresentou, numa espécie de logística de “amigo secreto”.

Outra frente desse mesmo projeto visa dialogar com outras áreas técnicas que compõem a cadeia artística relacionada à linguagem musical e prevê uma formação básica de conteúdo audiovisual que irá oferecer dicas e técnicas simples para melhoria na qualidade de gravações caseiras de vídeos para difusão via redes sociais.

Para conferir toda essa programação, basta acessar

youtube.com/user/sescsaocarlos  

instagram.com/sescsaocarlos

facebook.com/sescscarlos

 

Serviço: ELXS e ELOS Musicais

Data: a partir de 26 de junho

Onde: redes sociais do Sesc São Carlos

Mais informações – Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Publicado em Outras Notícias

SÃO CARLOS/SP - O tema de hoje tem gerado revolta na população são carlense nos últimos dias e tudo isso se dá por conta das cobranças de água, que estão chegando nas residências dos consumidores.

Das condutas do SAAE

É fato que a Autarquia municipal nos últimos três meses, realizou a medição dos hidrômetros “por média”. Na verdade, foram cobrados valores aleatórios, pois o consumo do hidrômetro permaneceu inalterado nas contas. Em umas residências por 2 e outras por 3 meses.

Neste mês de junho o “leiturista” voltou a passar nas residências, ocasião que foi contabilizando todo o período que o consumo foi pago por “média” e neste exato momento é que os problemas dos consumidores começaram.

Saliento que a cobrança deixou de ser realizada por conta da pandemia, no entanto o SAAE não informou a população de forma clara sobre a questão, o que contraria o código de defesa do consumidor e pode ser caracterizado como uma atitude abusiva da autarquia.

Outra irregularidade que constatei, foi a cobrança ser realizada por 2 ou até 3 meses sem qualquer mudança no consumo atual, não fora realizada a mudança no hidrômetro, mas apenas chegou ao consumidor a média no valor, o que acaba contrariando a injustificada cobrança.

Atualmente com a medição regular, o consumidor se deparou com a cobrança acumulada de 2 ou 3 meses, sem qualquer desconto do que já foi pago como “cobrança” por média, fazendo com que o arque duas vezes com a mesma conta.

Outro fato injustificável é o consumidor ter que arcar com a faixa mensal acima da qual ele paga habitualmente, isso pelo fato da suspensão do trabalho do “leiturista” por conta da pandemia. O consumidor não pode ser prejudicado e muito menos onerado por uma decisão da Autarquia. O correto é o consumidor ter a conta baseada na faixa de consumo mensal habitual e não na que foi provocada pelo SAAE sem qualquer aviso ao consumidor.

Deveria a Autarquia ter descontado da conta atual os valores pagos a título de média dos meses passados, ter realizado a cobrança pelo histórico de consumo anterior e parcelado os valores, mas é claro, o consumidor precisaria ter sido previamente informado, o que não ocorreu, culminando com a conduta abusiva e passível de multa por parte do Procon.

Existem ainda contas atuais que foram computadas valores maiores do que realmente foram gastos, bastando analisar a “leitura atual” com o que é destacado no hidrômetro, causando assim uma cobrança ilegal e abusiva.

Da falta de atendimento do SAAE

Como se não bastasse os procedimentos ilegais e abusivos praticados pela Autarquia, os consumidores enfrentam dificuldades de entrar em contato e obter informações úteis sobre as referidas contas. O atendimento presencial está suspenso e o atendimento por telefone (0800-1110064) é precário e muitas vezes não atende, o que é considerado falha na prestação de serviço, o que também deve ser fiscalizado, gerando até mesmo multa.

A quem recorrer quando aos problemas?

Como o serviço de informações e atendimento do Saae é ineficaz e falho, a primeira opção do consumidor é se socorrer do Procon. Tal órgão tem o dever de realizar a reclamação e questionar a Autarquia, exigindo informações e justificativas plausíveis da conduta.  Friso que o Procon tomando conhecimento da situação, poderia agir de ofício, não necessitando o consumidor de realizar a reclamação, o que até o momento não ocorreu.

É de conhecimento que o Procon São Carlos está “fechado” por conta da pandemia e o consumidor deve realizar a reclamação ou denúncia por e-mail, telefone ou WhatsApp, conforme amplamente divulgado pelo próprio órgão. Ocorre que tais canais de atendimento também são ineficazes e o consumidor acaba não sendo atendido, gerando transtornos e mais revolta ao munícipe.

No caso, o consumidor poderá realizar reclamação do Procon São Carlos na ouvidoria da Prefeitura (0800 770 1552 / Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.,) e na Ouvidoria do Procon SP (0800 377 62 66 / https://www.ouvidoria.sp.gov.br) .

Ultrapassando a esfera administrativa, os consumidores poderão se valer conjuntamente do ministério público do consumidor de São  Carlos e do Judiciário, pleiteando a apreciação da conduta da autarquia, a declaração da prática abusiva e a possível restituição de valores pagos a mais.

Infelizmente vemos em nosso município um aparelhamento da máquina, onde cargos de confiança do Prefeito foram colocados em importantes setores, fazendo com que inclusive a fiscalização do Procon em face ao SAAE seja prejudicada e no final não realizada, justamente pela amizade e apadrinhamento político e até mesmo de chefe do setor de fiscalização que não pode fiscalizar e muito menos assinar Auto de Infração, o que não deixa de ser prevaricação do cargo comissionado, sendo passível até mesmo de responsabilização do Prefeito. Outro destaque é a omissão dos vereadores perante ao SAAE, aqueles que têm o dever de fiscalizar, mostram-se inertes diante da abusividade provocada.

Para finalizar, é sempre importante que o consumidor leia atentamente as contas, verifique se está em débito automático e suspeitando que existem irregularidades, deve exigir os seus direitos.

 

*Por: Dr. Joner Nery é advogado inscrito na OAB/SP sob o n° 263.064, pós-graduado em Direito e Processo do Trabalho e Especialista em Direito do Consumidor, ex-diretor do Procon São Carlos/SP e ex-representante dos Procons da Região Central do Estado de São Paulo, membro da Comissão Permanente de Defesa do Consumidor da OAB/SP.

Publicado em Outras Notícias

SÃO CARLOS/SP - O Auto Tanque 09403 do Corpo de Bombeiros de São Carlos foi acionado para evitar um grande acidente na Rua Miguel Petrone, esquina com a Rua Brás Cubas, no Jardim Centenário, em São Carlos.

Clientes de uma drogaria perceberam que o Totem de 10 metros de altura estava balançando muito devido ao vento e acionaram o Corpo de Bombeiros para analisar o caso. Foi constatado que realmente o risco é eminente e a drogaria acionou a equipe de manutenção para fixar o Totem, ou seja, este trecho da Rua Miguel Petroni, ficará interditada até que isso seja resolvido.

Portanto motoristas evitem passar pela região e se dirijam por vias alternativas.

Publicado em Comércio

SÃO CARLOS/SP - A creche 'Nosso Lar’ está realizando uma deliciosa Feijoada preparada com muito amor e carinho, que acontecerá no dia 12 de julho, domingo.

A Feijoada será no sistema Drive-Thru, ou seja, você terá que retirar e levar para casa. O valor é R$ 40,00 e serve 2 pessoas. As adesões podem ser retiradas na secretaria da entidade de segunda a sexta, das 8h às 16h, podendo ser pago em dinheiro ou no cartão.

A Feijoada acompanha porção de arroz, couve, farofa, vinagrete e torresmo.Vale ressaltar que a entidade estará atendendo todas as recomendações de segurança e higienização da OMS (Organização Mundial da Saúde).

A retirada será das 11h às 13h30min (Sistema Drive-Thru) na Rua Helvídio Gouveia, no numeral 186, no bairro Boa Vista.

Maiores informações pelo telefone (16) 3377-9800.

Publicado em Cidadania

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Junho 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30