fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
Radio Sanca Web TV - Domingo, 17 Mai 2020

SÃO CARLOS/SP - O Grupamento de Patrulhamento Rural Ambiental da Guarda Civil Municipal de São Carlos, encontrou nesta segunda-feira (18) na área rural, próximo a Fazenda Santa Maria, na Água Fria, uma Picape que foi roubada na cidade de Brotas-SP

Segundo o apurado, um cliclista passava pela área e avistou um veículo, no meio da mata ao lado de um Canavial. Foi feita a denúncia e a viatura 659 com os GMs Sartori e Orlando, e mais outras viaturas de apoio, foram até ao local, onde foi constatado, que se tratava de Fiat Picape, produto de roubo na cidade de Brotas.
Após verificação dos GMs foi constatado que roubo aconteceu em um sítio, em Brotas, os marginais chegaram por volta das 7 horas da manhã de sábado (16), amarraram o dono do veículo que também é proprietário do sítio, e alguns empregados.

Foi roubado do sítio: um freezer, ferramentas, roçadeira botijões de gás, baterias de gerador e Panela de pressão. o dono da Picape já foi localizado e a ocorrência foi registrada.

Publicado em Brotas

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos informa nesta segunda-feira (18/05) a situação epidemiológica do município para a COVID-19.
São Carlos contabiliza 62 casos positivos para a doença, com 3 mortes confirmadas e ainda uma morte suspeita em investigação. 24 óbitos já foram descartados até o momento.
Dos 62 casos positivos, 45 pessoas apresentaram Síndrome Gripal e não foram internadas, 17 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 10 receberam alta hospitalar, 4 casos continuam internados e 3 casos positivos foram a óbito.
685 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus, já que hoje foram liberados outros 19 resultados negativos para a doença.
Estão internadas neste momento com suspeita de COVID-19, 19 pessoas, sendo 11 adultos na enfermaria e 5 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Na enfermaria infantil estão internadas 3 crianças.

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 2.402 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 2.091 pessoas já cumpriram o período de isolamento de 14 dias e 311 ainda continuam em isolamento.
A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal (febre, acompanhada de um ou mais sintomas como tosse, dor de garganta, coriza, falta de ar). 256 pessoas já realizaram coleta de exames, sendo que 218 tiveram resultado negativo para COVID-19, 23 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos positivos). 15 pessoas ainda aguardam o resultado.
O boletim emitido diariamente pela Vigilância Epidemiológica de São Carlos contabiliza as notificações das unidades de saúde da Prefeitura, Hospital Universitário (HU), Santa Casa, rede particular e planos de saúde.

Publicado em Coronavírus

SÃO CARLOS/SP - A Prefeitura de São Carlos publica no Diário Oficial do Município desta terça-feira, dia 19 de maio, novo decreto municipal que altera o dispositivo do Decreto nº 140, de 20 de março de 2020, prorrogando a quarentena no município até 31 de maio.
Com essa decisão as medidas temporárias de prevenção à disseminação da COVID-19 continuam, entre elas o fechamento do comércio em geral, de serviços de alimentação de consumo no interior do local, restaurantes, lanchonetes, bares, academias; cinemas; clubes de lazer; casas de festas e eventos; boates; buffets em geral e shoppings centers (exceto aqueles que por determinação da justiça podem trabalhar pelo sistema drive thru), cultos e celebrações religiosas e, congêneres, pelo prazo de 20 a 31 de maio de 2020.


Eventos municipais, como reuniões, inaugurações e palestras realizadas pela Administração Pública e setor privado também continuam suspensas até 31 de maio. Nenhum alvará está sendo emitido desde 16 de março para realização de eventos artísticos, culturais, políticos, científicos, comerciais, religiosos ou esportivos.
O retorno de todo o funcionalismo público municipal, com escalonamento do horário de expediente, deve ocorrer somente em junho, uma vez que é necessário disponibilizar EPIs (Equipamento de Uso Individual) para os 4.800 servidores. A suspensão do expediente nas repartições municipais teve início em 20 de março, data em foi determinado o fechamento do comércio em geral. Os serviços prioritários nunca foram paralisados e os servidores que fazem parte do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus continuam exercendo as funções normalmente.
Os radares móveis e o sistema de estacionamento rotativo (área azul) ficarão suspensos até 31 de maio e as novas regras dos cemitérios permanecem em vigor.
As aulas na rede municipal de ensino continuam suspensas. O município possui 60 unidades escolares, sendo 10 Escolas Municipais de Educação Básica (EMEBs), 49 Centros Municipais de Educação Infantil (CEMEIs) e 1 Escola Municipal de Educação de Jovens e Adultos (EMEJA).

PLANO DE FLEXIBILIZAÇÃO – A Prefeitura de São Carlos também está finalizando um Plano de Flexibilização para o mês de junho, porém para determinar essa medida, o município vai depender dos índices de isolamento social e do não colapso da área da saúde até o fim desse mês. Na verdade o plano somente será colocado em prática se houver a colaboração da população com aumento do índice de isolamento e adesão aos protocolos de segurança.
A ideia é que de 1º a 16 de junho de 2020, mediante o cumprimento de todas as medidas sanitárias determinadas ao combate e prevenção da COVID-19, permitir a reabertura de algumas atividades comerciais em dias alternados.
A decisão será tomada se os números da curva epidemiológica permitirem, porém outros fatores serão considerados como o funcionamento integral dos 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Hospital Universitário exclusivamente para o tratamento de pacientes com COVID-19, além dos 44 leitos de enfermagem; a assinatura de termo aditivo com a Santa Casa para aumentar de 8 para 18 o número de leitos de UTI para o tratamento do novo coronavírus; o aumento das equipes de Fiscalização da Prefeitura para intensificar os trabalhos de prevenção e cumprimento as exigências estabelecidas pelo município e a realização de 10 mil testes PCR pela Prefeitura e de 5 mil pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).


“Mas isso vai depender do comportamento da população até o final do mês de maio. Uma das exigências do Estado para a diminuição das medidas de isolamento é a cidade possuir taxa de ocupação de leitos de UTI inferior a 60%. Neste momento os números de internação permitiriam, porém vamos ter que analisar isso no fim de maio, já que os números de confirmados estão aumentando”, explica o presidente do Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus, secretário de Esportes e Cultura, Edson Ferraz.
Se for possível, a intenção é que a partir 1º de junho o comércio, os segmentos serão especificados em novo decreto, retorne suas atividades presenciais de forma gradual e parcial com limite de funcionários de acordo com o tamanho do estabelecimento. Já as empresas deverão estabelecer o número adequado de funcionários por turno de expediente, para evitar aglomerações e preservar um distanciamento entre as pessoas de ao menos 2 metros. Para evitar a aglomeração nos espaços e como forma de adotar o distanciamento necessário à prevenção do contágio, a Prefeitura estuda estabelecer horário reduzido, tipo das 10h às 16h.
Os segmentos funcionariam em dias alternados. Nos dias impares lojas de artigos esportivos e afins; lojas de artigos para casa; lojas de vestuário, acessórios, calçados e afins; lojas de móveis e colchões; lojas de variedades; joalherias, relojoarias, lojas de semijoias, bijuterias, artesanatos e souvenires; comércio de objetos de arte e comércio varejista de artigos de caça, pesca, camping, fogos de artifício e de armas e munições;
Nos dias pares poderão funcionar, se aprovado o plano, as lojas de brinquedos, de departamentos e magazine, comércio de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal, lojas de eletrodomésticos, áudio e vídeo; lojas de informática, comunicação, telefonia e materiais e equipamentos fotográficos, livrarias e papelarias, comércio especializado de instrumentos musicais e acessórios, comércio de equipamentos de escritório e floriculturas.
Para a Praça do Comércio (camelódromo) a programação de funcionamento seria diferenciada, funcionando de 1º a 16 de junho, com exceção aos sábados, domingos e feriados e de forma escalonada, por número de Box.
“Se aprovarmos no final do mês essa flexibilização, todos os estabelecimentos relacionados vão ter que preencher um Termo de Responsabilidade que disponibilizaremos no site da Prefeitura. Com isso o responsável vai declarar estar ciente das obrigações e controles sanitários. Mas vamos aguardar os números para depois divulgarmos todas as regras”, complementou Samir Gardini, membro do Comitê e secretário de Segurança Pública.
Os demais segmentos como religioso (igrejas/templos), esportivo (academias), de estética (cabeleireiros/barbearias), bem como a realização de feiras livres por drive thru também estão sendo estudados no Plano de Flexibilização

Publicado em Coronavírus

SÃO CARLOS/SP - Um idoso de 83 anos faleceu na tarde desta segunda-feira (18) na Rua Miguel João cruzamento com a Rua Júlio Fagá no bairro Jardim Bandeirantes em São Carlos.

Segundo apurado pela nossa reportagem, um homem ainda não identificado, teria ligado para o senhor que está vendendo uma casa de sua propriedade no São Carlos VIII, o homem se mostrou interessado e pediu o endereço para que pudesse conversar pessoalmente com o proprietário.

Após marcar uma conversa, o rapaz foi até a casa do idoso e ao chegar, já rendeu o idoso e sua esposa, mostrou estar armado e começou a fazer ameaças de morte e espancando os idosos, pedindo-lhes os pertences.

Em decorrência ao fato, o idoso, que estava amarrado e ferido após ser espancado, teve uma parada cardiorrespitória e o marginal após presenciar o ocorrido teria fugido sem levar nada. 

A Polícia Militar foi acionada e posteriormente uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros e uma Unidade de Suporte Avançado (USA) 400 do SAMU foram até o local, a equipe de socorro tentou reverter o quadro mas o idoso veio a óbito.

A Policia Civil investigará o caso para descobrir quem é possível autor do crime.

Publicado em Policial

SÃO CARLOS/SP - O prefeito Airton Garcia e o secretário de Fazenda, Mário Luiz Duarte Antunes, anunciaram no último dia (30), que três impostos teriam o prazo de pagamento prorrogado por 90 dias em virtude da emergência de saúde e do estado de calamidade pública decretado para o enfrentamento do novo Covid-19.  

Ficou decidido que o pagamento das parcelas do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e da Taxa de Licença e Funcionamento seriam postergadas. As parcelas do IPTU e ISS que venceram em abril poderão ser pagas até julho, sem juros, correção ou multa. Com vencimento em maio poderão ser pagas em agosto e com vencimento em junho poderão ser quitadas somente em setembro, totalizando 90 dias de prorrogação.

Até aí tudo bem, mas um internauta entrou em contato com a Rádio Sanca, mostrando o contrário. Ele nos enviou fotos – abaixo – da parcela no valor de R$ 21,87, porém o título foi pago no valor de R$ 22,31. Na foto a data está em agosto, porque o munícipe pode imprimir o boleto na internet e com a nova data, ou seja, esse vencimento era em maio e foi prorrogado para agosto. Na impressão do documento saiu com valor sem juros, mas na hora do documento ser pago os juros estão embutidos no código de barras.

Aí o internauta questionou nossa reportagem.

“Segundo matéria divulgada pela própria prefeitura os títulos vencidos não teriam juros, porém teve e isso pode? A diferença não é grande, mas pega um pouquinho aqui e outro ali o quanto dará no final” disse internauta.

O munícipe deve entrar em contato com o SIM (Serviço Integrado do Município), para regularizar e não sendo atendido, poderá procurar a justiça.

Segue o decreto feito pelo prefeito Airton Garcia.

http://www.saocarlos.sp.gov.br/images/stories/diario_oficial_2020/DO_05052020_1559.pdf

 

Publicado em Política

SÃO CARLOS/SP - “Não dá mais para tolerar, infelizmente passou dos limites; o comércio tem que voltar a funcionar na cidade de São Carlos”, afirmou o vereador Sérgio Rocha (PTB) depois de percorrer a área central da cidade neste último final de semana e constatar o encerramento de atividades de diversas casas comerciais. O parlamentar defende a retomada das atividades econômicas, temporariamente suspensas por decreto municipal para evitar a circulação e aglomeração de pessoas diante da epidemia do novo coronavírus.

No domingo (17),  Sérgio Rocha esteve na baixada do Mercado Municipal, área que enfrentou grandes enchentes no inicio do ano que provocaram muitos prejuízos aos lojistas, e verificou que nesses dois meses de comércio fechado “mais de 20 lojas encerraram suas atividades em definitivo”. Segundo ele, o fato pode ser constatado pela existência de placas com anúncio de “aluga-se”. “Em consequência, muitos funcionários perderam seus empregos, infelizmente”, afirmou.

A seu ver “dava, sim, para o comércio ter funcionamento normal, as lojas deveriam estar abertas há mais de um mês, adotando todos os cuidados necessários, como uso de máscara, álcool gel e entrada alternada de dois ou três clientes no estabelecimento”.

Sérgio Rocha observou que enquanto o comércio de roupas e calçados permanece fechado, os supermercados estão lotados, assim como os ônibus que saem dos bairros todas as manhãs, além das filas nas agências bancárias e casas lotéricas. “Como é que essas coisas não contaminam e o comércio vai contaminar a população? Tomando os cuidados, dá pra funcionar”, declarou.

O vereador opinou se for mantida a suspensão das atividades por mais tempo “o comércio de São Carlos vai falir, vai quebrar por responsabilidade dos governos do estado e municipal que não cedem”. “Nosso comercio está morrendo, enquanto que a gente vê outros estados como o Paraná e Minas Gerais reabrindo suas lojas, permitindo a volta de suas atividades”.

Os pequenos comerciantes, no seu modo de entender, são os mais prejudicados e deveriam receber ajuda do poder público. “O governo municipal vai receber 30 milhões de reais do governo federal  para o combate à pandemia  e poderia investir parte desses recursos na economia da cidade. Sergio Rocha sugeriu que uma das medidas de ajuda poderia ser o pagamento de “pelo menos 2 meses de aluguel para para pequenos comerciantes, a fim de que não fechem suas lojas, desempregando trabalhadores”.

“Se nada for feito e o comércio continuar paralisado vai haver um colapso de desemprego na cidade, o comércio estará falido”, disse. O parlamentar afirmou que mantém nestes dois meses a opinião de que o comércio deveria funcionar com medidas restritivas, impedindo  aglomerações: “Sempre cobrei que o comércio deve estar aberto, as lojas de São Carlos precisam funcionar”, concluiu.

Publicado em Política

SÃO PAULO/SP - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta 2ª feira (18) que o governo do Estado encaminha hoje para a Assembleia do Estado 1 pedido para antecipar o feriados e aumentar assim o índice de isolamento social. Doria quer antecipar para o dia 25 de maio, próxima 2ª feira, o feriado de 9 de julho.

 “Ficou muito claro que ao longo dos finais de semana nós temos índices mais elevados de isolamento. Com esta decisão, nós teremos períodos mais prolongados de feriado e maior isolamento”, disse Doria em entrevista à imprensa no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Se a assembleia legislativa aprovar a sugestão do Executivo, a próxima 4ª e 5ª feira (20 e 21 de maio) serão feriados na capital. A 6ª feira (22.mai) será ponto facultativo. São Paulo também terá feriado em 25, 26 e 27 de maio.

A medida tinha sido antecipada pelo prefeito Bruno Covas no domingo (17), em uma reunião online. “É mais uma forma que o Estado tem encontrado para correr contra o tempo e evitar que todo mundo fique doente ao mesmo tempo”, disse.

Na entrevista, Doria reforçou a importância do isolamento social e o seu apoio à ciência. “A economia existe em função das pessoas”, disse Doria, em referência ao cardeal Odilo Scherer. O governador voltou a reforçar que o inimigo da economia é a covid-19 e não a quarentena.

“É muito importante que a população de São Paulo entenda a importância do isolamento social. A desobediência e estar em desacordo com a orientação da saúde e da medicina prejudica o conjunto de ações do governo para a recuperação econômica”, disse o tucano.

Doria comunicou que na manhã desta 2ª feira, empresários e dirigentes fizeram a 9ª reunião do “comitê empresarial solidário”, que conta com 362 empresas, e os integrantes do grupo fizeram uma doação adicional de R$ 76 milhões para comprar cestas solidárias para as pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza.

 

 

*Por:  Mahila Ames de Lara / PODER360

Publicado em Política

CORDEIRÓPOLIS/SP - O inverno está chegando e como manda a tradição, o Fundo Social de Solidariedade de Cordeirópolis engaja a sociedade para aquecer quem mais precisa. Este ano, devido à pandemia do novo coronavírus, a situação agravou a necessidade dos cordeiropolenses de se unirem na Campanha do Agasalho.

A primeira-dama e presidente do Fundo Social, Angelita Ortolan, comenta que o lançamento da Campanha ocorre hoje, 18 de maio e contará com algumas novidades para que a população mantenha o espírito de solidariedade e continue contribuindo para a ação, mesmo durante a pandemia do coronavírus. “Entre as alternativas propostas estão a higienização sobre todas as peças que chegam e saem por meio da campanha. Os agasalhos ficarão por duas semanas em uma sala especial, arejada e ensolarada, para depois serem triadas, embaladas e entregues à população. Importante destacar que durante a pandemia da Covid-19, temos que ficar resguardados em casa e com isso, podemos usar esse tempo para ajudar alguém, reunindo as roupas que estão disponíveis em casa e doando para a Campanha do Agasalho”, ressalta Angelita.

A vice-presidente do Fundo Social, Maria Aparecida Wolf, destaca que as doações ficarão em pontos onde se encontram os serviços essenciais no município, para facilitar o recolhimento e, principalmente, evitar a aglomeração de pessoas. “A partir desta segunda-feira (18) as caixas que receberão as doações estarão na entrada das escolas, supermercados, Prefeitura, Secretaria da Mulher e nos Postos de Saúde. Em vista disso, pedimos para que a população mantenha a solidariedade mesmo nesse período difícil de enfrentamento ao coronavírus. Vamos doar para quem mais precisa, porque essas pessoas não podem ficar ainda mais vulneráveis em meio à pandemia”, disse Maria Aparecida.

 

 

*Por: PMC

Publicado em Outras Cidades

SÃO CARLOS/SP - Com o objetivo de assinalar o “Dia Internacional da Luz”, comemorado em 16 de maio, e enfatizar o papel vital que a luz e as tecnologias relacionadas a ela desempenham diariamente em nossas vidas, o grupo extracurricular USP-SC SPIE Student Chapter lança o II Concurso Fotográfico, subordinado ao tema “Fotografe na Quarentena”. A ideia é incentivar as pessoas a usarem a criatividade durante este período de isolamento social para tirarem fotos, fazendo uso criativo da luz ou de algum efeito óptico.

Este concurso estará aberto até o dia 12 de julho e para os interessados terem mais informações sobre as regras, critérios de avaliação e inscrição no concurso, deverão acessar o respectivo link https://forms.gle/FZALxB173akHbfEK9

O SPIE Student Chapter do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP) surgiu em 2014 e atualmente possui membros de diferentes cursos de graduação e pós-graduação, tendo como objetivo promover ações que resultem na disseminação da ciência, especialmente na área de Óptica e Fotônica e no desenvolvimento profissional dos estudantes.

 

Fiquem ligados na redes sociais.

Instagram: @uspsc_spiechapter

Facebook: @studentchaptersc 

Fiquem em casa e seguros!

#FotografeNaQuarentena #IDL2020 #FiqueEmCasa #StopTheSpread

 

*POR: Rui Sintra 

Obra descreve em detalhes as oito sessões de um programa de atenção plena destinado ao bem-estar no trabalho e na vida pessoal da comunidade escolar

SÃO PAULO/SP - A capacidade de levar um indivíduo a se desfazer do piloto automático do cotidiano e trazer o foco para si mesmo vem tornando a prática de Mindfulness conhecida mundo afora. Pensando nisso, o médico e pesquisador especialista Marcelo Demarzo, lançou um livro que descreve um programa desenvolvido ao longo de oito sessões com o objetivo de auxiliar a comunidade escolar, frequentemente afligida por casos de esgotamento. 
Os módulos, ligados à Universidade Federal de São Paulo, são descritos detalhadamente no decorrer do livro “Mindfulness para profissionais de educação: práticas para o bem-estar no trabalho e na vida pessoal”, escrito em parceria com os especialistas Alex Terzi, Daniela Rodrigues de Oliveira e Javier Garcia Campayo. 
Equipada com um texto objetivo e possuindo o apoio de áudios exclusivos para o leitor, a obra completa possibilita que o professor realize as práticas em casa ou em sala de aula, focando no desenvolvimento pessoal. O material serve ainda como incentivo para executar os ensinamentos no ambiente escolar, expandindo-os também para os colegas de profissão, estudantes e até aos pais. 
Um dos autores do livro, Demarzo comenta que durante o processo de criação do programa foram priorizados processos do Mindfulness que pudessem ser úteis no dia a dia do profissional da educação. “É importante que a escola seja um local de embate saudável de ideias e não de pessoas. Para tornar isso realidade é imprescindível que o emocional em sala de aula seja aprimorado, não desperdiçado”, explica. 
Os professores que tiverem interessem em adquirir a obra a fim de entender melhor sobre o assunto e aperfeiçoar sua missão de educar podem encontrá-la no site da Editora Senac. 

O que é Mindfulness? 
Mindfulness é um dos estados da mente, acessível a qualquer indivíduo, que consiste em um exercício de querer vivenciar o momento presente, intencionalmente, aceitando a experiência.
Em Mindfulness, o sentido correto de aceitação é o de se olhar a realidade como ela realmente é, sem julga-la ou reagir a ela no "piloto automático".
Com a prática regular, o processo torna-se mais natural, sendo possível permanecer nesse estado em grande parte do tempo e aumentar a qualidade de vida do indivíduo.
Embora muitos dos termos e técnicas tenham origem nas tradições orientais, o Mindfulness hoje em dia é considerado uma prática laica (secular, não-religiosa), com sólida base científica.

Quem é Marcelo Demarzo?
É médico especialista em Mindfulness para adultos e crianças, com treinamentos na Inglaterra (Mindfulness in Schools Project, em Londres; Oxford Mindfulness Centre, na Universidade de Oxford; e Instituto Breathworks, em Manchester), e nos EUA (Center for Mindfulness in Medicine, Health Care, and Society, na Universidade de Massachusetts).
Fez pós-doutorado em Mindfulness e Promoção da Saúde na Universidade de Zaragoza, na Espanha, e diversos cursos de aprofundamento nas tradições contemplativas e meditativas, incluindo a Psicologia Budista e Tibetana em Dharamsala, na Índia.
Junto com o professor Javier Garcia-Campayo, da Universidade de Zaragoza, desenvolveu a Terapia de Compaixão Baseada em Estilos de Apego (Attachment-Based Compassion Therapy).
É fundador e atual coordenador do Mente Aberta (www.mindfulnessbrasil.com), referência nacional e internacional nos programas e pesquisas sobre Mindfulness.

Publicado em Ciência & Saúde

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Maio 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31