fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Segunda, 17 Agosto 2020

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos informa nesta terça-feira (18/08) os números da COVID-19 no município. São Carlos contabiliza neste momento 1.854 casos positivos para COVID-19 (64 resultados positivos foram divulgados hoje), com 32 mortes confirmadas. 70 óbitos já foram descartados. Dos 1.854 casos positivos, 1.706 pessoas apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, 3 óbitos sem internação, 145 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 107 receberam alta hospitalar, 8 estão internadas, 1 paciente de São Carlos permanece internado na cidade de Jaú e 29 positivos internados foram a óbito. 1.459 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 6.613 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus (115 resultados negativos foram divulgados hoje). Estão internadas neste momento 36 pessoas, sendo 25 adultos na enfermaria (4 positivos, 13 suspeitos e 8 negativos). Na UTI adulto estão internadas 10 pessoas (8 positivos, 1 suspeito e 1 negativo). Nenhuma criança está internada neste momento na UTI. Na enfermaria uma criança está internada com suspeita da doença. 7 pacientes de outros municípios estão internados em São Carlos. A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS está hoje em 41,7%. Na rede privada 1 paciente está internado na UTI adulto com resultado positivo para COVID-19. Na enfermaria estão internados 3 pacientes adultos, sendo 1 com resultado positivo e 2 com suspeita da doença. Esses números já estão contabilizados no total de internações.

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 11.137 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 9.278 pessoas já cumpriram o período de isolamento de 14 dias e 1.859 ainda continuam em isolamento. A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal (febre, acompanhada de um ou mais sintomas como tosse, dor de garganta, coriza, falta de ar). 6.177 pessoas já realizaram coleta de exames, sendo que 4.909 tiveram resultado negativo para COVID-19, 1.215 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos positivos). 123 pessoas ainda aguardam o resultado. O boletim emitido diariamente pela Vigilância Epidemiológica de São Carlos contabiliza as notificações das unidades de saúde da Prefeitura, Hospital Universitário (HU), Santa Casa, rede particular e planos de saúde.

Publicado em Coronavírus

Foram agraciadas equipes do Tático Ostensivo Rodoviário que se destacaram em suas atividades com grandes apreensões de drogas e armas

 

SÃO PAULO/SP - A Polícia Militar Rodoviária homenageou, nesta terça-feira (18), diversos profissionais que compõem seu efetivo pelo bom trabalho realizado, especialmente nos primeiros sete meses deste ano. No período, esses agentes protagonizaram ocorrências importantes que contribuíram com a apreensão de armas e mais de 100 toneladas de drogas.

Na solenidade foram agraciados com certificados integrantes do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR), equipes especializadas e treinadas para lidar com ocorrências de maior complexidade, que exigem técnicas e táticas específicas.

"Este é um ato de reconhecimento a um profissionalismo que vem do verbo professar, que quer dizer fazer com fé", disse o secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos. "Isso que estamos materializando hoje, em um pedaço de papel, ficará guardado na nossa alma. O corpo policial rodoviário está de parabéns", completou.

"É uma satisfação estar homenageando os senhores, que fazem um trabalho exemplar em nossos rodovias. Os senhores têm muita técnica, comprometimento e estão de parabéns por tudo que fazem pelo policiamento rodoviário como verdadeiros anjos dos asfaltos.", complementou o comandante da PM Rodoviária, Lourival da Silva Júnior.

Entre as equipes homenageadas estão os PMs do 5° Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), responsáveis pela apreensão de mais de 10 armas entre fuzil, submetralhadoras, espingardas e pistolas, além de 29 carregadores de diversos calibres e 530 munições.

Do mesmo batalhão também foi reconhecida a equipe que realizou a maior recolha de cocaína do ano - um total de 589 quilos do entorpecente.

Do 3° BPRv foram condecorados os protagonistas da maior apreensão de maconha em 2020, totalizando 9,3 toneladas. E do 2° BPRv os policiais que realizaram a maior recolha de maconha da história do policiamento rodoviário - 11,3 toneladas, em uma ação deflagrada no ano passado.

Durante a cerimônia, além dos PMs rodoviários, foi agraciado o general Campos. Ele foi presenteado com um braçal do TOR, entregue pelo graduado mais antigo dessa modalidade de policiamento.

Publicado em Outras Notícias

SÃO CARLOS/SP - A reforma do antigo prédio do Pronto Socorro Municipal, localizado na avenida São Carlos, no centro, deve ser finalizada nos próximos dias pela empresa vencedora do processo licitatório. O investimento total é de R$ 434.361,07. O local vai abrigar a sede da Secretaria Municipal de Saúde e o Departamento de Gestão e Cuidado Ambulatorial, o setor de regulação e administrativo da área.

O prédio foi totalmente reformado, com a troca de pisos, revestimentos, reformulação do estacionamento frontal, demolição de alvenarias para adequação dos espaços, reforma de esquadrias e troca de toda a parte elétrica e hidráulica. A Secretaria de Obras Públicas acompanhou todas as etapas da obra.

Durante muitos anos o prédio abrigou o Pronto Socorro Municipal e agora vai ser novamente utilizado como equipamento público da saúde, proporcionando uma redução de gastos com o aluguel de prédios para abrigar os vários setores da Secretaria de Saúde.

A área total tem 557,25 metros quadrados e a área construída 370.07 metros quadrados. A previsão é de que em 20 dias a obra esteja finalizada.

Publicado em Política

SÃO CARLOS/ SP - A Campanha de Vacinação contra a Raiva foi suspensa em todo o estado de São Paulo de acordo com a Nota Técnica 01 – IP/CCD/SES-SP 10/08/2020 - por causa da pandemia do novo coronavirus, no entanto a Secretaria Estadual de Saúde, através do Instituto Pasteur, orientou que os municípios mantenham a estratégia de vacinação de rotina nos casos de animais contactantes de morcegos e bloqueio de foco, quando há diagnósticos positivo para a raiva em cães e gatos.

“Apesar da suspensão da Campanha de Vacinação em 2020, a Unidade de Controle de Zoonoses possui um estoque de vacinas para atender os casos descritos acima. Sendo assim, caso seu cão ou gato tenha contato direto com morcegos, procure orientações através do nosso telefone e sempre que possível, guarde o morcego em potes ou sacos plásticos, para que o mesmo seja encaminhado ao Instituto Pasteur para realizar o exame da raiva, orienta Luciana Marchetti, supervisora da Unidade de Controle de Zoonoses e Endemias da Prefeitura de São Carlos.

Segundo Luciana Marchetti não há registro de casos de raiva na área urbana de São Carlos em morcegos há 16 anos, sendo que qualquer animal que apresente comportamento diferente do habitual (se debatendo ou caído durante o dia, ou que adentre residências sem possibilidade de sair) é recolhido e enviado para o diagnóstico laboratorial e desta forma é feito o monitoramento da circulação do vírus na cidade.

“Através da guarda responsável de animais de estimação, que inclui mantê-los domiciliados com acesso à rua apenas com uso de coleira, guia e sob supervisão do tutor, visitas frequentes ao médico veterinário e vacinação anual, é possível manter os animais livres desta doença fatal”, avalia a médica veterinária.

Em 2017 foram vacinados 19.685 cães e 3.707 gatos em São Carlos. Em 2018 foram vacinados 18.504 cães e 3.290 gatos. Ano passado ocorreram problemas técnicos na produção das vacinas e o Estado adiou a vacinação antirrábica.

Outras informações podem ser obtidas na Unidade de Controle de Zoonoses localizado na rua Conde do Pinhal, nº 2.161, no centro ou pelos telefones (16) 3307-7282 ou 3307-7405.

SÃO PAULO/SP - Todo mundo sabe que quarta-feira é dia de futebol, mas a Rede Record quer mudar esta dinâmica. A emissora alterou de terça para quarta o horário das provas de fazendeiro. Ou seja, a disputa por audiência será pesada com a bola rolando e o reality show brigando por cada ponto.

O objetivo da emissora é atingir o espectador de novelas que não assiste futebol e fica sem opção de entretenimento no horário. Segundo o R7, a formação da roça será na terça e, no dia seguinte, os três participantes disputam se livrar da votação. A eliminação seguirá às quintas e todos esses três dias serão ao vivo com uma hora e meia de duração. As edições com as provas foram alteradas de sexta para segunda, com as festas exibidas aos sábados. O restante da semana fica com Vts de vinte minutos.

Atualmente, às quartas, a Record tem registrado os melhores índices de audiência com a novela “Jesus”, que passa no mesmo horário do futebol na Globo. A ideia é consolidar este público em sua faixa. Marcos Mion está confirmado no comando da décima-segunda edição do programa.

A Record reservou valores de cachês que, somados, chegam a cerca de R$1,5 milhão, equivalente ao prêmio recebido por Thelma Assis no BBB 20. Os cachês foram parcelados em três vezes e a estreia está prevista para o próximo dia 8 de setembro. A emissora tem tomando várias precauções para garantir a segurança e a saúde da equipe e dos participantes. Não haverá limpeza de quarto por funcionários de hotel e todos os futuros peões farão quatro testes para o Covid-19 antes de serem confinados na sede, em Itapecerica da Serra. O primeiro teste será no início de agosto, o segundo antes do confinamento no hotel, durante a hospedagem haverá o terceiro e, finalmente, o quarto ocorre antes de entrarem na sede. As refeições serão servidas no quarto.

 

 

*Por: JETSS

Publicado em TV

RIO DE JANEIRO/RJ - Desde 15 de março não há competição de vôlei em território nacional por conta da pandemia do novo coronavírus, mas já existe um planejamento para sua retomada. Em 17 de setembro, será realizada a primeira etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 2020/2021, com os primeiros jogos do campeonato feminino acontecendo no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema, Rio de Janeiro.

O Vôlei de Praia foi escolhido para dar início ao processo de retomada do esporte por ser uma modalidade praticada ao ar livre e ter apenas duas atletas por equipe. Para dar sequência a esse plano, o CDV precisará se transformar em uma bolha: protocolos de segurança rígidos, testagem constante, uso de máscaras e outros pontos.

“Nós estamos a 30 dias da retomada de nossas competições, e é uma satisfação enorme recomeçar pelo vôlei de praia. É uma ansiedade grande entre técnicos e atletas com essa retomada”, destacou Virgílio Pires, superintendente de competições de vôlei de praia da CBV, sobre a competição que será disputada com um número reduzido de duplas e sem a presença do público.

“Nós trabalhamos intensamente para desenvolver todo o protocolo de prevenção. Estamos contando os dias para ver o vôlei de praia nas areias de todo o Brasil, mas inicialmente estaremos apenas em nosso centro de treinamento em Saquarema, porque, acima de tudo, nos preocupamos com a saúde das pessoas. Então vamos começar gradualmente, mas a satisfação de começar esta retomada pelo vôlei de praia é muito grande”, completou.

Para Bárbara, medalhista olímpica em 2016, a ansiedade faz com que ela queira entrar em quadra o mais cedo possível e acha positiva a retomada do esporte. Ela formou dupla neste ano com a medalhista pan-americana Carol Horta e ambas trabalham forte nesta pré-temporada.

“A volta inspira todos os cuidados, e a CBV está tomando as medidas e seguindo os protocolos médicos que são necessários. Nós, atletas, estamos muito animados pelo retorno, depois de notícias não muito boas de cancelamentos de eventos em todo o mundo, é bom poder retomar nossa vida de forma segura e responsável. Agora nós encaramos o período de treinos como uma nova pré-temporada. Tivemos tempo para trabalhar a parte física e técnica. A gente precisa se apegar a um desafio, seja de curto ou médio prazo, e ter uma data é bom para este aspecto, bem como o planejamento da nossa comissão técnica na preparação da equipe”, contou Bárbara.

A volta do voleibol brasileiro começa com a primeira etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 20/21, e ocorre de 17 a 20 de setembro, enquanto o torneio masculino acontece na semana seguinte, entre os dias 24 a 27.

A segunda etapa da temporada também será realizada em Saquarema, mas apenas em outubro, entre os dias 15 a 18 (feminino) e 22 a 25 (masculino). As outras três etapas ainda terão locais definidos, porém já possuem datas. A terceira será de 5 a 8 de novembro (feminino) e 12 a 15 de novembro (masculino). A quarta será de 2 a 6 de dezembro, e a quinta de 16 a 20 de dezembro, com possibilidade de realização dos dois naipes.

No Vôlei de Quadra, é previsto que a Superliga C seja realizada entre outubro e novembro. A Superliga Banco do Brasil 20/21 está planejada para começar em novembro.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

Publicado em Esportes

BRASÍLIA/DF - O governo federal regulamentou as ações emergenciais destinadas ao setor cultural durante a pandemia de covid-19, conforme previsto pela Lei Aldir Blanc, sancionada em junho. O decreto foi publicado hoje (18) no Diário Oficial da União e traz as regras para a aplicação dos R$ 3 bilhões de recursos federais liberados para estados, municípios e Distrito Federal para o pagamento de subsídios e auxílio emergencial a trabalhadores do setor.

A Lei nº 14.017/2020, que instituiu o auxílio financeiro, foi chamada de Lei Aldir Blanc em homenagem ao escritor e compositor de 73 anos, que morreu após contrair covid-19, em maio, no Rio de Janeiro. O setor cultural - cinemas, museus, shows musicais e teatrais, entre outros - foi um dos primeiros a interromper as atividades como medida de prevenção à disseminação do novo coronavírus no país.

O texto da lei prevê o pagamento de três parcelas de um auxílio de R$ 600 mensais para os trabalhadores da área. Ele deverá ser prorrogado no mesmo modelo que o auxílio emergencial concedido pelo governo federal aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados.

Para receber o benefício, os trabalhadores da cultura deverão comprovar, de forma documental ou autodeclaratória, terem atuado social ou profissionalmente nas áreas artística e cultural nos 24 meses imediatamente anteriores à data de publicação da lei. Eles não podem ter emprego formal ativo ou receber benefício previdenciário ou assistencial, ressalvado o Bolsa Família.

Além disso, os trabalhadores devem ter renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos, o que for maior; e não ter recebido, em 2018, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.

O recebimento dessa renda emergencial está limitado a dois membros da mesma unidade familiar e a mulher chefe de família receberá duas cotas. O trabalhador que já recebe o auxílio emergencial do governo federal não poderá receber o auxílio cultural.

 

Subsídios

Os espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas e organizações comunitárias que tiveram as atividades interrompidas receberão um subsídio entre R$ 3 mil e R$ 10 mil, de acordo com critérios estabelecidos pelos gestores locais. Em contrapartida, após a reabertura, os espaços beneficiados deverão realizar atividades para alunos de escolas públicas, prioritariamente, ou para a comunidade, de forma gratuita.

Os beneficiários deverão prestar contas até 120 dias após o recebimento da última parcela do subsídio mensal. Não poderão receber o subsídio espaços culturais criados pela administração pública de qualquer esfera, bem como aqueles vinculados a grupos empresariais e espaços geridos pelos serviços sociais do Sistema S.

Trabalhadores do setor cultural e microempresas e empresas de pequeno porte também terão acesso a linhas de crédito específicas para fomento de atividades e aquisição de equipamentos e a condições especiais para renegociação de débitos, oferecidas por instituições financeiras federais. Os empréstimos deverão ser pagos em até 36 meses e terão carência de 180 dias após o fim do estado de calamidade pública decretado em razão da pandemia.

 

Regras de repasse

Os gestores locais poderão ainda realizar editais, chamadas públicas ou outros artifícios, para a manutenção e o desenvolvimento de atividades de economia criativa e economia solidária, cursos, manifestações culturais, produções audiovisuais, bem como atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou por meio de plataformas digitais. De acordo com o decreto, ao menos 20% dos R$ 3 bilhões deverão ser destinados a essas ações.

Os valores que cada ente da federação receberá será proporcional à população e de acordo com os critérios de rateio dos fundos de Participação dos Municípios e dos Estados e do Distrito Federal. Os recursos serão transferidos por meio da Plataforma +Brasil, do Ministério do Turismo.

O prazo para publicação da programação ou destinação dos recursos será de 60 dias para os municípios e de 120 para os estados e o Distrito Federal, a partir da data de recebimento dos recursos. Caso os municípios não cumpram o prazo, os valores serão revertidos para distribuição pelo governo estadual. E nesse caso, os recursos não utilizados em 120 dias deverão ser devolvidos à União no prazo de dez dias.

A aplicação dos recursos está limitada aos valores liberados pelo governo federal. Caso prefeitos e governadores queiram aumentar o valor dos benefícios repassados, deverão fazer a complementação com recursos próprios.

 

 

*Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil

Publicado em Economia

Dia Nacional de Combate ao Fumo, comemorado em 29 de agosto, tem como objetivo reforçar as ações de sensibilização e mobilização da população para os danos causados pelo tabaco.

 

ARARAQUARA/SP - Uma pesquisa chinesa divulgada no Brasil pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), atestou que as chances de agravamento da Covid-19 são 14 vezes maiores entre as pessoas com histórico de tabagismo em comparação com as que não fumavam. Em 29 de agosto, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Fumo, com o objetivo de conscientizar a população sobre os danos causados pelo cigarro e suas substâncias.

De acordo com o médico oncologista, Dr Luís Henrique de Carvalho, o tabagismo é um fator de risco grave para o desenvolvimento de uma série de doenças cardíacas, pulmonares, vasculares, além de aumentar o risco de doenças infecciosas, como a Covid-19, e principalmente o desenvolvimento de diversos tipos de câncer.

“A nicotina e todas as substâncias que estão presentes no cigarro causam muitas interações moleculares que prejudicam o sistema respiratório. Como já sabemos, a Covid-19 é uma doença que pode ser extremamente agressiva aos pulmões. Isso faz com que os fumantes entrem no grupo de risco da doença”, explicou.

Segundo o médico, o baixo nível de oxigênio no sangue e a exposição a outras toxinas do tabaco levam à disfunção da camada que reveste o interior dos vasos sanguíneos e linfáticos, o que pode levar a um processo inflamatório generalizado.

 

Câncer e tabagismo

Além das doenças infecciosas, o tabagismo também é um dos principais causadores de cânceres de vários tipos. Dr. Luís Henrique explica que a interação da nicotina (entre outras substâncias presentes nos cigarros) modifica o processo celular do corpo e abre portas para o crescimento de tumores.

“Pesquisas estatísticas mostram que o risco de pessoas fumantes desenvolverem câncer é 30% maior que as que não fumam, mas o que vemos no dia a dia é um número ainda maior que este. O tabagismo é responsável por até 90% da mortalidade dos pacientes com câncer de pulmão, ou seja, é uma taxa extremamente alta”, disse.

De acordo com o médico oncologista, o hábito de fumar pode ser responsável pelo desenvolvimento de alguns tipos de leucemia, como a leucemia mieloide aguda, o câncer de bexiga, o câncer de pâncreas, alguns tipos de tumores de fígado, câncer de colo de útero e tumores ligados a toda a parte respiratória e digestiva alta, como o câncer de laringe, cordas vocais, cavidade oral, faringe, esôfago, estomago, traqueia, dos brônquios e do próprio pulmão.

 

Enfrentando o vício

Para o Dr. Luís Henrique, a definição de uma data para abordar o combate ao tabagismo é uma iniciativa importante para demonstrar apoio e incentivo ao enfrentamento do vício. “O cigarro é feito para que a pessoa não consiga parar de fumar e crie dependência química. É extremamente prejudicial”.

Deixar o tabagismo é uma tarefa difícil e, para conseguir êxito, as pessoas podem procurar serviços de saúde, seja na rede pública ou particular, que ofereçam orientação e ajuda. 

“Ganha-se muito deixando de fumar. Há benefícios em qualidade de vida e sobrevida. Se pensarmos então no impacto social e econômico que essas doenças trazem, vamos ter ainda mais motivos para brigar contra esse tipo de disseminação”, disse.

Quem é o Dr. Luís Henrique de Carvalho?

De origem paulista e formado pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP), o Dr. Luís Henrique de Carvalho também tem um coração araraquarense, com vínculo familiar na região. Atualmente é Coordenador do Centro de Pesquisas Clínicas em Oncologia da Clínica Spero e do Centro de Oncologia da Santa Casa de Araraquara.

Atua ainda como Médico Oncologista e Coordenador do Grupo de Cuidados Paliativos da Unimed Araraquara, além de se dedicar como Professor Regente dos Internatos em Clínica Médica e Oncologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Araraquara.

Publicado em Araraquara

SÃO CARLOS/SP - A Polícia Militar deteve H. J. D. (idade não informada), acusado de assaltar dois postos de combustíveis em São Carlos, um localizado na Avenida Getúlio Vargas e o outro na Avenida Bruno Ruggiero Filho.

Com imagens de câmeras de segurança e informações via Copom, os PMs foram até a Rua Aguinaldo Melo Nunes, no Jardim Embaré e deteve o suspeito. Ao ser questionado sobre a autoria dos crimes o mesmo assumiu a autoria.

O indivíduo foi conduzido ao Plantão Policial, onde ficou à disposição do delegado.

 um localizado na Avenida Getúlio Vargas e o outro na Avenida Bruno Ruggiero Filho.

Publicado em Policial

SÃO CARLOS/SP - O 11º BAEP deteve um sujeito com drogas e arma de fogo na noite desta última segunda-feira (17), na Rua Júlio Rizzo, Jardim Cruzeiro do Sul, em São Carlos.

Durante Operação de Ações Especiais de Polícia, pela cidade mais especificamente na Rua Guará, os Militares avistaram um indivíduo em atitude suspeita e de imediato foi realizado a abordagem. Durante revista e busca pessoal foi localizado com o J.B.C, uma sacola plástica contendo em seu interior 412 porções de pedra de crack. Indagado o mesmo informou que a droga seria para a venda, e que em sua residência estaria armazenando e preparando mais drogas, e ainda uma arma de fogo. De posse das informações, os Policiais foram até a residência do abordado pela Rua Júlio Rizzo, onde foi franqueado a entrada da equipe Policial, e em seu quarto foi localizado uma arma de fogo Marca COLT cal. 7.65, 155 porções de pedra de crack, 17 eppendorfs com cocaína, 9 porções de maconha, 1 balança digital e apetrechos para embalar drogas.

Diante dos fatos, o indivíduo, arma e drogas foram conduzidos ao Plantão Policial, para ciência do delegado e demais providências de polícia judiciária. Indivíduo permaneceu preso à disposição da justiça.

Publicado em Policial

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31