fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 
Radio Sanca Web TV - Quarta, 08 Setembro 2021

BRASÍLIA/DF - Dois dias após fazer ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) durante os atos de 7 de Setembro, presidente Jair Bolsonaro divulgou nesta quinta-feira, 9, uma nota em que afirma que nunca teve “intenção de agredir quaisquer dos Poderes”. “A harmonia entre eles não é vontade minha, mas determinação constitucional que todos, sem exceção, devem respeitar”, afirmou o chefe do Poder Executivo, que ainda faz aceno ao ministro Alexandre de Moraes, a quem chamou de “canalha” durante os comícios de terça-feira, 9.

“Em que pesem suas qualidades como jurista e professor, existem naturais divergências em algumas decisões do Ministro Alexandre de Moraes”, afirma Bolsonaro. A nota foi divulgada pouco após Bolsonaro se reunir com o ex-presidente Michel Temer, responsável pela indicação de Alexandre à Corte.

Na terça-feira, 7, em discursos em Brasília e em São Paulo, Bolsonaro adotou tom golpista ao ameaçar o Supremo, disse que não cumprirá decisões do ministro Alexandre de Moraes, que chamou de “canalha”, voltou a atacar as urnas eletrônicas e afirmou que só deixará a Presidência morto. “Ou o chefe desse Poder (Judiciário) enquadra o seu (ministro) ou esse Poder vai sofrer aquilo que não queremos”, disse. Ele pregou que “presos políticos sejam postos em liberdade”, em referência às detenções de bolsonaristas determinadas por Moraes.

 

Leia a íntegra da nota:

 

Nota Oficial - Presidente Jair Bolsonaro - 09/09/2021

 

Compartilhe:

 

Publicado em 09/09/2021 16h25

 

Declaração à Nação

 

No instante em que o país se encontra dividido entre instituições é meu dever, como Presidente da República, vir a público para dizer:

 

1. Nunca tive nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes. A harmonia entre eles não é vontade minha, mas determinação constitucional que todos, sem exceção, devem respeitar.

2. Sei que boa parte dessas divergências decorrem de conflitos de entendimento acerca das decisões adotadas pelo Ministro Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das fake news.

3. Mas na vida pública as pessoas que exercem o poder, não têm o direito de “esticar a corda”, a ponto de prejudicar a vida dos brasileiros e sua economia.

4. Por isso quero declarar que minhas palavras, por vezes contundentes, decorreram do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum.

5. Em que pesem suas qualidades como jurista e professor, existem naturais divergências em algumas decisões do Ministro Alexandre de Moraes.

6. Sendo assim, essas questões devem ser resolvidas por medidas judiciais que serão tomadas de forma a assegurar a observância dos direitos e garantias fundamentais previsto no Art 5º da Constituição Federal.

7. Reitero meu respeito pelas instituições da República, forças motoras que ajudam a governar o país.

8. Democracia é isso: Executivo, Legislativo e Judiciário trabalhando juntos em favor do povo e todos respeitando a Constituição.

9. Sempre estive disposto a manter diálogo permanente com os demais Poderes pela manutenção da harmonia e independência entre eles.

10. Finalmente, quero registrar e agradecer o extraordinário apoio do povo brasileiro, com quem alinho meus princípios e valores, e conduzo os destinos do nosso Brasil.

 

DEUS, PÁTRIA, FAMÍLIA

 

Jair Bolsonaro

Presidente da República federativa do Brasil

 

 

 

*Por: Lauriberto Pompeu / ESTADÃO

Publicado em Política

SÃO CARLOS/SP - Louça suja, casa empoeirada, mãos que não podem ser higienizadas (Covid-19), roupa pra lavar, comida pra cozinhar, banho para tomar... são os desafios que muitos são-carlenses estão enfrentando, pois falta água na cidade há dias, segundo denúncias que chegam a Rádio Sanca.

São diversos bairros de norte a sul, leste a oeste estão com esse problema de falta d’água, inclusive uma das denúncias na Rua Pastor Bento, no bairro Jacobucci, são de que o relógio fica girando com ar apenas.

Internautas do Cruzeiro do Sul, nos disseram que a água chega nas madrugadas e acaba por volta das 10h da manhã.

“É nítido que a seca que estamos enfrentando poderia ocorrer esse fato de falta d’água, porém como pagador de impostos e da água o mínimo seria o SAAE nos avisar o que está acontecendo e nos dizer que horas vai acabar e que horas voltar a água, porém não temos uma satisfação” desabafou internauta na Vila Nery.

Já o munícipe da Vila Prado ressaltou: “Como que se trabalha? Como que se mantém a higiene sanitária inclusive por conta da covid?  É uma vergonha!”

O cidadão que mora no Santa Felícia além de reclamar da falta de água murmurou do desperdício de algumas pessoas. “Falda de água aqui no bairro é constante, com seca, sem seca, pois vira e mexe queima a bomba (o que Saae alega), mas quando tem água, o povo não colabora, pois vemos pessoas lavando calçadas e carros, poxa reutilize água pra lavar calçada e não use água limpa e tratada, pois atitudes assim colabaram para faltar esse liquido precioso”.

A Rádio Sanca entrou em contato com a secretaria de comunicação para ter um posicionamento do SAAE, mas até o fechamento desta matéria não obtivemos resposta.

Publicado em Outras Notícias

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos confirma nesta quinta-feira (09/09) os números da COVID-19 no município. A Vigilância Epidemiológica (VIGEP) informa que devido a atualização da versão do banco de dados E-SUS, onde são inseridas todas as notificações de casos suspeitos da COVID-19 e resultados dos testes, somente foram lançados no boletim desta quinta-feira (09/09) os resultados dos exames liberados pelo laboratório contratado no município. A VIGEP aguarda o restabelecimento do sistema e assim que estiver disponível os dados serão atualizados.

São Carlos contabiliza neste momento 27.573 casos positivos para COVID-19 (02 resultados positivos foram divulgados hoje), com 521 óbitos confirmados e 132 descartados.
Dos 27.573 casos positivos, 25.297 pessoas apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, 51 óbitos sem internação, 2.225 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 1.704 receberam alta hospitalar e 470 positivos internados foram a óbito. 26.934 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 47.860 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus (36 resultados negativos foram liberados hoje).
Estão internadas neste momento 22 pessoas, 4 adultos estão neste momento em enfermaria. 1 paciente está em Unidade de Cuidados Intermediários (UCI - Santa Casa), 1 paciente está em Unidade de Suporte Ventilatório (USV – HU/UFSCar). No total na UTI adulto estão internadas 12 pessoas, sendo 10 em leitos de UTI/SUS e 2 em leitos de UTI da rede particular. 4 crianças estão em enfermaria SUS neste momento. Nenhuma criança ocupa vaga de UTI/SUS. Quatro pacientes de outros municípios estão internados em São Carlos. A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS adulto está em 22,73% (10 adultos estão internados). 

O município disponibiliza 44 leitos adulto de UTI/SUS para COVID-19, já que a Santa Casa voltou a operar com 30 leitos adulto para UTI/SUS, 20 leitos de UCI, 6 de UTI infantil e 8 de enfermaria o Hospital Universitário (HU/UFSCar) opera com 14 leitos de UTI/SUS adulto, 6 de Unidade de Suporte Ventilatório (USV) e 15 de enfermaria. 

CENTRO DE TRIAGEM – Nenhum paciente está sendo atendido neste momento em leito de estabilização do Centro de Triagem do Ginásio Milton Olaio Filho. 

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 85.906 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 85.128 pessoas já cumpriram o período de isolamento e 778 ainda continuam em isolamento domiciliar.

A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes do tipo PCR em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal sendo que 59.410 pessoas já realizaram a coleta de exames, 41.863 tiveram resultado negativo para COVID-19, 17.468 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos). 79 pessoas aguardam resultado de exame.

Publicado em Coronavírus

SÃO CARLOS/SP - O Procon São Carlos recebeu, na tarde da última quarta-feira (08/09), em cerimônia no Memorial da América Latina, a doação de um veículo Renault Kwid, que será utilizado como viatura para defesa do consumidor em ações de fiscalização e em outras atividades diárias do órgão. 

A entrega contou com a presença da diretora do Procon São Carlos, Juliana Cortes, que falou da importância desta doação para o município. “O Procon São Carlos se destaca, pois, tem estrutura e sempre está entre as unidades selecionadas para receber projetos inovadores e investimentos, e agora com essa viatura será possível dar mais mobilidade a defesa do consumidor são-carlense e além da fiscalização, promover a educação para o consumo não só para os consumidores, mas para os empresários também”, destacou Juliana Cortes. 

Para o prefeito Airton Garcia essa doação demonstra o trabalho eficiente do Procon São Carlos. “Desde o início da nossa primeira administração proporcionamos condições para que o Procon de São Carlos trabalhe em defesa do consumidor, sempre inovando e cada vez mais atuante na fiscalização. Este veículo vai contribuir na agilidade dos serviços”, finaliza o prefeito de São Carlos.

A viatura foi adquirida pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor, através de recursos oriundos de emenda parlamentar do deputado federal Celso Russomanno. O veículo foi doado a São Carlos por meio de Convênio do PROCON/São Paulo e da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon).

Ao todo, foram entregues 115 veículos para diferentes municípios. Além de prefeitos e autoridades de todo o Estado, estiveram presentes o vice-governador, Rodrigo Garcia, o deputado federal Celso Russomanno, o secretário Especial de Defesa do Consumidor de São Paulo, Fernando Capez, e o secretário de Justiça e Cidadania do Estado, Fernando José da Costa.

Publicado em Política

Regularizações de fraudes apresentam alta de 35% frente a 2019 e mantém o patamar de regularização na comparação com 2020

Na região de São Carlos, o número de regularizações foi de 916 no período

 

SÃO CARLOS/SP - Com apoio de denúncias, de tecnologia e da polícia, a CPFL Paulista realizou ações de combate a fraudes e regularizou, apenas no primeiro semestre de 2021, 13.975 gatos de energia em todas as cidades da sua área de concessão.

Na comparação com o mesmo período de 2019 houve aumento de 35%. Já, frente a 2020, o número se manteve no mesmo patamar. Investimentos no uso de inteligência, tecnologia e o uso do canal de denúncias têm coibido as fraudes.

As regularizações contribuem para a redução nas perdas de energia. Em junho de 2021, a perda de energia da concessionária, causada por fraudes e furtos, foi de 9,31% ante 9,4% no mesmo período do ano passado.

Dentro do combate contra fraudes e furtos, a CPFL Paulista realizou, no primeiro semestre de 2021, 51 ações de Segurança Patrimonial, registrou 1.145 boletins de ocorrência e 54 conduções de criminosos à delegacia.

“Esses resultados fazem parte do trabalho contínuo da empresa e são viabilizados tanto por meio de parcerias com órgãos públicos e autoridades policiais, quanto investindo em tecnologia de ponta e especialização das equipes em processos de monitoramento e análise”, afirma Roberto Sartori, presidente da distribuidora.

A CPFL Paulista reforça que furto de energia é crime, pode trazer riscos à segurança das pessoas, prejudica diretamente a população com instabilidade no fornecimento de energia e é perda de arrecadação de impostos importantes para manter serviços públicos no município. 

Clientes da CPFL Paulista podem contribuir - de forma sigilosa - para o combate às irregularidades por meio do aplicativo “CPFL Energia”, disponível para todas as plataformas de dispositivos móveis, pelo site www.cpfl.com.br/fraude, ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. No segundo trimestre de 2021, a CPFL Paulista realizou 13.474 inspeções oriundas de denúncias realizadas.

Entre os municípios com maior volume de fraudes e furtos identificados em todas as cidades atendidas pela CPFL Paulista, no primeiro semestre de 2021, Campinas está em primeiro lugar com 3.386 casos. Ribeirão Preto ocupa a segunda posição com 2.267 e Piracicaba fica em terceiro com 791 casos.     

Já na região de São Carlos, Araraquara lidera a lista com 263 fraudes encontradas e regularizadas, seguida por São Carlos com 206 e Matao com 95 fraudes.

 

Veja as 10 cidades da região de São Carlos com maior número de recuperação:

 

AÇÕES CONTRA FRAUDES E FURTOS DE ENERGIA

CPFL PAULISTA - 1º semestre

 

2020

2021

Município

Inspeções

Fraudes

Inspeções

Fraudes

Araraquara

3.910

443

2.243

263

São Carlos

3.008

349

1.345

206

Matao

1.691

186

716

95

Taquaritinga

325

42

669

87

Itapolis

896

83

492

68

Ibitinga

1.567

144

750

67

Américo Brasiliense

699

62

399

49

Ibate

221

42

118

13

Santa Lúcia

171

20

93

13

Tabatinga

173

13

170

13

 

Eficiência. O investimento em inteligência artificial, acoplado a novos sistemas com geração de alarmes para direcionamento de inspeções, resulta em maior eficiência do trabalho desenvolvido pela Diretoria Comercial do Grupo CPFL em seus processos de monitoramento e análise. Deste modo, a companhia consegue preventivamente identificar possíveis variações no consumo de energia que indiquem perdas comerciais. Além dos investimentos em processos, o grupo também tem trabalhado em conjunto com os órgãos públicos e as autoridades policiais para coibir a prática de fraudes e furtos.

Essas ações, aliadas aos diversos projetos de blindagem de rede e de medição implementados pela companhia, como o projeto das Caixas Blindadas e atuação em consumidores sem contratos (clandestinos), permitem diminuir a necessidade de inspeções in loco. As tecnologias de monitoramento contínuo e à distância permitem que a distribuidora aumente a produtividade das equipes, intensifique suas iniciativas contra o crime sem a necessidade de deslocar os técnicos e evita a reincidência de furtos.

Para os projetos de blindagem de rede, blindagem de medição e regularização de consumidores clandestinos, a CPFL Energia prevê um investimento de R$ 1,02 bilhão até 2025, o maior valor voltado para ações contra furtos e fraudes realizado pela concessionária. Neste período serão blindados mais de 220 mil clientes com caixas blindadas, 6.600 clientes com conjuntos de medição e serão regularizados 105 mil consumidores com ligações clandestinas em toda a área de concessão.

Crime. Fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal com penas que podem chegar a até quatro anos de prisão. Além disso, a pessoa que for flagrada cometendo a irregularidade terá cobrados os valores retroativos referentes ao período em que deixou de pagar pelo fornecimento. 

As irregularidades também podem deixar a conta de luz mais cara para todos os consumidores, já que a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) reconhece a ação como uma "perda comercial", e este valor é revertido à empresa. Outra consequência das fraudes e furtos é a piora na qualidade do serviço de distribuição de energia, uma vez que as ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas.

Publicado em Outras Notícias

BRASÍLIA/DF - Os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em maio podem sacar ou transferir, a partir de hoje (9), a quinta parcela do auxílio emergencial 2021.

As agências da Caixa abrem as portas, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h. Não é preciso madrugar ou chegar antes do horário de abertura. Todas as pessoas que procurarem atendimento durante o horário de funcionamento serão atendidas.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro só podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

Regras

Pelas regras estabelecidas, o auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até dezembro de 2020, pois não há nova fase de inscrições. Para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.

O programa se encerraria com a quarta parcela, depositada em julho e sacada em agosto, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para o benefício.

 

 

*Por: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Economia

SÃO CARLOS/SP - Na coluna de hoje, vamos replicar um tema de anos anteriores, uma vez que recentemente me deparei com lojas na cidade de São Carlos com placas que violam o direito do consumidor, no entanto a violação se estende a todos os estabelecimentos do país.

Disserto hoje sobre a responsabilidade dos estacionamentos de veículos, seja gratuito ou pago. Infelizmente, ainda encontramos algumas empresas que resistem em ressarcir o consumidor caso ocorra algum dano em seu veículo ou bem que esteja dentro do estabelecimento, chegando a ponto de exporem placas com a informação.

Lojas, empresas, supermercados, hipermercados, shoppings, eventos, shows, entre outros tornam-se a cada dia um local mais agradável, com área de lazer, espaço amplo, opções alimentares das mais diversas naturezas, segurança para locomoção, portanto tudo que se precisa é voltado ao atendimento das necessidades do consumidor e com a comodidade de deixa o veículo de forma segura, pelo menos aparentemente.

Ocorre que a partir do oferecimento do estacionamento, o estabelecimento é totalmente responsável e no caso de avaria, furto e roubo as empresas são totalmente responsáveis na integralidade do dano.

A Súmula 130 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) publicada em 04/04/1995, resolveu a controvérsia acerca da existência ou não de responsabilidade do estabelecimento pelos veículos que permanecem em seus estacionamentos ao preceituar:

"A empresa responde, perante o cliente, pela reparação de dano ou furto de veículo ocorridos em seu estacionamento".

O simples fato de o estabelecimento oferecer o estacionamento, dando sensação de segurança ao consumidor atrai esta responsabilidade.

Face à obrigação de assumir a guarda da coisa depositada, aos estabelecimentos incumbe a responsabilidade civil pela execução de sua prestação, respondendo com perdas e danos se porventura transgredir o respectivo contrato, ocasionando alguma avaria no objeto a ser guardado em seu poder.

O Código de Defesa do Consumidor também assegura o direito ao relacionar a respectiva prestação de serviço como uma relação de consumo, em virtude de termos de um lado do estabelecimento (prestador/fornecedor), que coloca no mercado serviço visando ao atendimento das necessidades do consumidor.

Resumidamente, o estabelecimento que oferece o estacionamento, seja pago ou gratuito, têm responsabilidade independente se o sinistro em suas dependências ocorreu de forma culposa ou dolosa (sem intenção ou com intenção).

Uma dica importante, toda vez que deixar seu veículo em um estacionamento, ao retornar verifique se existe algum problema/dano, se positivo, chame imediatamente o responsável, tire fotos do local, guarde o comprovante de pagamento ou de estacionamento e registre boletim de ocorrência para posteriormente garantir seus direitos por meio dos Órgãos de Proteção e Defesa do Consumidor ou Judiciário.

Até a próxima! Use máscara e álcool em gel, siga as recomendações médicas e sanitárias.

 

 

*Dr. Joner Nery é advogado inscrito na OAB/SP sob o n° 263.064, pós-graduado em Direito e Processo do Trabalho e Especialista em Direito do Consumidor, ex-diretor do Procon São Carlos/SP e ex-representante dos Procons da Região Central do Estado de São Paulo, membro da Comissão Permanente de Defesa do Consumidor da OAB/SP.

Publicado em Comércio

BRASÍLIA/DF - A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou agosto com alta de 0,87%, a maior inflação para o mês desde o ano 2000. Com isso, o indicador acumula altas de 5,67% no ano e de 9,68% nos últimos 12 meses, o maior acumulado desde fevereiro de 2016, quando o índice alcançou 10,36%. Em agosto do ano passado, a variação foi de 0,24%. Os dados foram divulgado hoje (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Entre os nove grupos e serviços pesquisados pelo instituto, oito subiram em agosto, com destaque para os transportes, com alta de 1,46%, puxado pelos combustíveis. A gasolina subiu 2,80% o etanol 4,50%, gás veicular 2,06% e óleo diesel 1,79%.

Já o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teve alta de 0,88% em agosto, 0,14 ponto percentual abaixo do resultado de julho, quando a alta foi de 1,02%. No ano, o indicador acumula elevação de 5,94% e em 12 meses chega a 10,42%, acima dos 9,85% observados nos 12 meses anteriores. Em agosto do ano passado, a taxa variou 0,36%.

Para o INPC, a principal influência foram dos produtos alimentícios, que subiram 1,29% em agosto, acima de 0,66% observado em julho. Os produtos não alimentícios desaceleraram e tiveram alta de 0,75% no mês, após variação positiva de 1,13% em julho.

 

 

*Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil

Publicado em Economia
Quinta, 09 Setembro 2021 09:48

GM detém bandido furtando fios de telefonia

SÃO CARLOS/SP - Um homem foi detido pela Guarda Municipal (GAM), furtando fios de telefonia na noite de ontem, 08, na Rua Coronel Leopoldo Prado, na Vila Prado, em São Carlos.

O Centro de Comando Operacional (CCO), recebeu uma denúncia avisando sobre o furto em andamento. Imediatamente GAM se dirigiu ao local informado e os GMs abordaram L.J.A de 30 anos, e com o mesmo havia uma sacola plástica, que em seu interior tinha mais ou menos 4 metros de cabo que foi cortado da rede de telefonia da via.

Ainda foi constatado que mais de 10 metros do mesmo material já estava cortado em uma das extremidades, estando o material caído sobre uma árvore ali existente. Um representante da empresa de telefonia foi acionado e compareceu ao local reconhecendo os cabos da empresa.

Diante dos fatos, o GAM conduziu o suspeito a autoridade Policial, o qual ratificou a ordem de prisão em flagrante por furto consumado qualificado.

Publicado em Policial

SÃO CARLOS/SP - Estelionatários fizeram mais uma vítima pelo PIX, desta vez foi uma trabalhadora de 31 anos, que perdeu mais de R$ 2.400,00.

Em boletim de ocorrência (B.O), a batalhadora disse aos Policiais que uma mulher entrou em contato com ela via telefone e teria lhe informado que era funcionária da Caixa Economia Federal e que estava entrando em contato para atualizar o seu PIX.

Tudo o que a estelionatária pedia a vítima foi fazendo e no ao terminar os ‘procedimentos’ a criminosa teria dito que a suposta atualização demorava em torno de 2 horas. Durante essas duas horas (até menos) a golpista levou toda grana da conta.

Publicado em Policial

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Setembro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30