fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Segunda, 08 Fevereiro 2021

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos confirma nesta terça-feira (0/02/21) mais 1 óbito por COVID-19 no município, totalizando 111 mortes pela doença.

Trata-se de uma mulher de 85 anos, internado em 07/02 em hospital privado e óbito nesta segunda-feira (08/02). A paciente residia em instituição de longa permanência de idosos que registrou surto da doença em 2020. Outros 2 idosos apresentaram resultado positivo para COVID-19 e se encontram na instituição aos cuidados do médico da clínica particular. Os funcionários foram testados, mas todos com resultado negativo para a doença.

Também morreu um homem de 91 anos da cidade de Descalvado, internado desde 08/02 em hospital público de São Carlos e óbito nesta terça-feira (09/02). Como determina protocolo do Ministério da Saúde os óbitos são contabilizados para a cidade de origem do paciente.

São Carlos contabiliza neste momento 8.990 casos positivos para COVID-19 (68 resultados positivos foram divulgados hoje), com 111 óbitos confirmados e 113 descartados.

O óbito descartado é de uma mulher de 71 anos, internada em 07/02, com resultado negativo para COVID-19 e óbito nesta terça-feira (09/02). Também foi descartado o óbito de uma mulher de 92 anos, internada em hospital privado em 06/02 e óbito em 07/02 com resultado negativo para COVID-19 liberado hoje.

Dos 8.990 casos positivos, 8.440 pessoas apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, 6 óbitos sem internação, 544 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 389 receberam alta hospitalar e 105 positivos internados foram a óbito. 8.560 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 25.292 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus (107 resultados negativos foram liberados hoje).

Estão internadas neste momento 81 pessoas, sendo 37 adultos na enfermaria (32 positivos, 4 suspeitos e 1 negativo). Na UTI adulto estão internadas 41 pessoas (37 positivos, 3 suspeitos e 1 negativo). Neste momento 3 crianças estão internadas na enfermaria, 2 com suspeita da doença e 1 com resultado negativo. Nenhuma criança está internada neste momento na UTI. 19 pacientes de outros municípios estão internados em São Carlos (Ibaté, Dourado, Descalvado, Itirapina e Araraquara). 

A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS está hoje (contabilizando os 4 leitos de pediatria SUS e os 28 adultos) em 84,4% (27 pessoas estão internadas em leitos de UTI/SUS). Se contabilizarmos somente leito de UTI/SUS adulto (28 leitos no total) o índice sobe para 96,4%. Na enfermaria/SUS estão internadas 26 pessoas. Na rede particular 14 pessoas estão internadas na enfermaria e 14 na UTI.

O município conta desde o dia 22 de janeiro com 32 leitos UTI/SUS, sendo 10 no Hospital Universitário (HU) e 22 na Santa Casa (18 leitos na ala adulto e 4 na ala pediátrica).

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 40.510 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 37.893 pessoas já cumpriram o período de isolamento e 2.617 ainda continuam em isolamento domiciliar.

A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes do tipo PCR em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal (quadro respiratório agudo, caracterizado por pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre - mesmo que referida -, calafrios ou dor de garganta ou dor de cabeça ou tosse ou coriza ou distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos), sendo que 25.154 pessoas já realizaram coleta de exames, 19.290 tiveram resultado negativo para COVID-19, 5.522 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos). 342 aguardam resultado de exame.

O boletim emitido diariamente pela Vigilância Epidemiológica de São Carlos contabiliza as notificações das unidades de saúde da Prefeitura, Hospital Universitário (HU), Santa Casa, rede particular e planos de saúde.

Publicado em Coronavírus

SÃO CARLOS/SP -  Uma jovem de 33 anos, que foi identificada como Vânia Aparecida Fernandes Correa foi executada a tiros, na presença de uma criança, na tarde desta terça-feira (9) no CDHU, no Bairro Vila Isabel, em São Carlos

Segundo o apurado pela nossa equipe Vânia estaria transitando pela Rua Professor Francisco Sampaio, próximo a linha férrea junto com uma criança que ainda não foi esclarecido quem seria, quando um veículo parou e começou a efetuar desparos de uma arma de fogo em direção a Vânia, acertando a vítima no peito, no pescoço e na axila.

Os populares acionaram o SAMU que enviou a Unidade de Suporte Avançado (USA) para prestar o socorro a vítima. Vânia foi encaminhada com urgência à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Vila Prado entretanto não resistiu aos ferimentos e infelizmente veio a óbito. 

A Polícia Militar foi até onde ocorreu o crime e fizeram a preservação do local para que a Polícia Técnico-Científica pudesse analisar e investigar, junto à DIG (Delegacia de Investigações Gerais).

O crime foi registrado como Homicídio Consumado Qualificado e até o momento os autores ou o autor do crime ainda não foi identificado ou encontrado.

Publicado em Policial

 

Imunizantes adquiridos pelo Brasil por meio de consórcio já estão sendo avaliados por técnicos da agência no âmbito internacional

 

BRASÍLIA/DF - A Diretoria Colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decidiu por unanimidade, nesta terça-feira (9), dispensar de registro ou autorização de uso emergencial vacinas contra covid-19 que o Brasil receberá por meio do consórcio Covax Facility.

Relatora da RDC (Resolução da Diretoria Colegiada), a diretora Meiruze Freitas afirmou que é "oportuno e atual o momento para aprimoramento de alguns procedimentos e diretrizes da regularidade sanitária, de forma a pavimentar o caminho para promovermos uma apropriada e célere disponibilização das vacinas objeto do acordo Covax Facility por todo o território nacional".

O Brasil tem acordo com o Covax Facility para aquisição escalonada de 42,5 milhões de doses de imunizantes que integram a iniciativa. As primeiras doses — da vacina Oxford/AstraZeneca — devem chegar a partir da metade do mês. 

Com a decisão de hoje, não será necessário uma autorização de uso emergencial para os lotes.

"A proposta de RDC aqui avaliada tem por objetivo deixar claro a dispensa de registro ou da autorização temporária de uso emergencial para as vacinas importadas pelo Ministério da Saúde provenientes da iniciativa global Covax Facility", afirmou Meiruze.

O diretor da Rômison Rodrigues Mota reforçou que a resolução facilita a chegada de mais vacinas ao Brasil.

"Se essa matéria não estivesse sendo trazida à apreciação desta Diretoria Colegiada, de forma, eu diria, antecipada, a cada lote dessas vacinas que chegasse ao Brasil, deveria ser precedida de uma deliberação desta agência. Da forma como estamos fazendo, já fica deliberada a entrada dessas vacinas no país."

O Covax tem em seu portfólio diversas vacinas em estudo, algumas delas já aprovadas para uso emergencial, como a da Moderna e Oxford/AstraZeneca. A Pfizer aceitou recentemente fornecer vacinas ao programa.

Outros imunizantes promissores, como os desenvolvidos pela Novavax e CureVac também devem ser distribuídos por meio da iniciativa assim que os estudos estiverem concluídos.

Medida não afeta qualidade, segurança e eficácia
Os diretores da Anvisa ressaltaram que dispensar as vacinas do Covax de análise da agência brasileira não implica em flexibilizar exigências de qualidade segurança e eficácia dos produtos.

No entanto, como a OMS (Organização Mundial da Saúde) já tem um grupo de pré-qualificação e avaliação dos imunizantes do Covax Facility, é possível se basear nas análises da entidade.

Meiruze salientou que a decisão "é sustentada em uma avaliação que a Anvisa faz no âmbito do grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde".

Ainda assim, foram impostas exigências ao Ministério da Saúde. As vacinas devem ser destinadas exclusivamente ao PNI (Programa Nacional de Imunizações).

A pasta deve também se responsável por todos os procedimentos para obter a licença de importação, assegurar condições da cadeia de transporte, além de mecanismos para garantir a qualidade dos imunizantes no armazenamento e prestar orientações aos serviços de saúde sobre os produtos.

A resolução permite que as vacinas sejam importadas com embalagens e rótulos em outros idiomas, desde que validados pela OMS.

Os imunizantes só poderão ser distribuídos ao PNI após avaliação do INCQS (Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde), ligado à Fiocruz.

Por R7

Publicado em Ciência & Saúde


André Pepitone afirma que, 'se nada for feito', custo das usinas térmicas vai chegar integralmente ao consumidor

 

BRASÍLIA/DF - As tarifas de energia do Brasil têm sido pressionadas por questões como o amplo uso de usinas térmicas caras, e a tendência é que tenham um salto neste ano se não forem tomadas medidas de alívio, disse nesta terça-feira (9) o diretor-geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), André Pepitone.

"Nossas áreas técnicas já fazem estimativas de que, se nada for feito, o reajuste 2021, média Brasil, está na casa dos 13%. Por isso temos que buscar alternativas", afirmou ele, durante reunião semanal de diretoria da agência reguladora.

Ele citou o diferimento de alguns pagamentos a empresas de transmissão de energia como possível forma de aliviar reajustes neste ano.

A Aneel também tem avaliado como distribuidoras de energia devem fazer a devolução a consumidores de bilhões de reais pagos a mais em PIS e Cofins na conta de luz nos últimos anos, após a Justiça ter entendido que as cobranças eram irregulares.

A agência deve abrir ainda nesta terça-feira uma consulta pública sobre como tratar esses créditos tributários, que poderiam aliviar reajustes tarifários.

Por R7

Publicado em Economia

IPCA, divulgado hoje (9) pelo IBGE, ficou em 0,25%, o menor patamar do índice desde agosto de 2020. INPC também freou
 

Depois de fechar 2020 em 4,5%, a inflação oficial do país, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), perdeu ritmo em janeiro e ficou em 0,25%, motivada especialmente pela queda na conta de energia elétrica e das tarifas de passagens áereas.

Esse é o menor resultado para o índice desde agosto de 2020 (0,24%). Os dados foram divulgados nesta terça-feira (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

O grupo de Alimentos e bebidas continua a pressionar a inflação (1,02%), mas com menos força. Mudança de bandeira nas contas de energia elétrica e as quedas nos preços de passagens aéreas ajudaram a segurar os preços em janeiro.

“Houve uma queda de 5,60% no item energia elétrica, que foi, individualmente, o maior impacto negativo no índice do mês (-0,26 p.p.) Após a vigência da bandeira tarifária vermelha patamar 2 em dezembro, passou a vigorar em janeiro a bandeira amarela. Assim, em vez do acréscimo de R$ 6,243 por cada 100 quilowatts-hora, o consumidor passou a pagar um adicional bem menor, de R$ 1,343", explica o gerente da pesquisa, Pedro Kislanov.
Outro grupo que perdeu ritmo e pressionou de forma mais tímidas os preços em janeiro foi o de Vestuário (-0,07%), após alta de 0,59% em dezembro, quando as festas de fim de ano aqueceram as vendas do setor.

Impacto por setores
Os demais sete grupos, no entanto, registraram preços maiores em janeiro. O grupo de Alimentos e bebidas apresentou a maior variação e o maior impacto positivo (0,22 ponto percentual) no IPCA desse mês. Apesar disso, a alta foi menos intensa que a de dezembro (1,74%).

“Os alimentos para consumo no domicílio, que haviam subido 2,12% no mês anterior, variaram 1,06% em janeiro. As frutas subiram menos (2,67% contra 6,73% em dezembro) e as carnes caíram de preço (-0,08% contra alta anterior de 3,58%), assim como o leite longa vida (-1,35%) e o óleo de soja (-1,08%). Por outro lado, os preços da cebola (17,58%) e do tomate (4,89%), que haviam recuado no mês anterior, aumentaram”, destaca Kislanov.

Passagem aérea mais barata
O custo dos Transportes (0,41%), grupo com o segundo maior peso no IPCA, perdeu ritmo em comparação com dezembro (1,36%), principalmente devido à queda no preço das passagens aéreas (-19,93%), cujos preços haviam subido 28,05% no mês passado.

No entanto, os combustíveis (2,13%) apresentaram variação superior à do mês passado (1,56%), com destaque para a gasolina (2,17%) e o óleo diesel (2,60%).

Reajuste dos planos de saúde
O IBGE lembra que os planos de saúde (0,66%), que estavam com reajuste suspenso em 2020, terão agora em 2021 os aumentos retroativos, isto é, o reajuste não aplicado no ano passado passará a ser incorporado nos boletos deste ano, somado, claro, ao reajuste de 2021 também. 

De acordo com a pesquisa, isso impacta no grupo Saúde e cuidados pessoais, que teve inflação de 0,32%. Em janeiro, já foi incorporada a primeira parcela da fração mensal do reajuste anual que estava suspenso no ano passado.

INPC
O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) também desacelerou, e teve alta de 0,27% em janeiro. Em dezembro, o índice estava em 1,46%. Em 12 meses, o INPC acumula alta de 5,53%. Há um ano, em janeiro de 2020, a taxa foi de 0,19%.

O INPC é calculado com base em famílias com rendimento de um a cinco salários mínimos, sendo o chefe assalariado, em dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília. Já o IPCA abrange famílias que ganham até 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte de renda.

"Isso resultou em uma deflação (-1,07%) no grupo Habitação, do qual esse item faz parte, mesmo com a alta em outros componentes, como o gás encanado (0,22%) e a taxa de água e esgoto (0,19%)”, completa.

Por R7

Publicado em Economia

 

São cerca de 130 vagas abertas em todas as unidades da companhia no País

 

SÃO CARLOS/SP - A Volkswagen do Brasil abre hoje as inscrições para seu Programa de Estágio 2021. Esta é uma oportunidade para os jovens estudantes aplicarem para cerca de 130 vagas disponíveis para atuar nas unidades de São Bernardo do Campo (SP), Vinhedo (SP), Taubaté (SP), São Carlos (SP) e São José dos Pinhais (PR). As inscrições estão abertas até 28 de fevereiro neste link.

"Esta é uma oportunidade para integrarmos nossas experiências, conectarmos histórias com novos integrantes e juntos construirmos uma nova Volkswagen. Fazer parte desse time é somar qualidades que, unidas, formam uma empresa mais dinâmica, diversa, inclusiva, engajada e responsável", afirma Marcellus Puig, vice-presidente de Recursos Humanos da Volkswagen do Brasil e Região América do Sul.

Qual é o perfil do candidato ao programa de estágio VWB?
• Cursando ensino superior ou técnico, com formação prevista para dezembro de 2022
• Conhecimento de inglês é desejável para posições específicas (escrita e leitura serão os mais utilizados)
• Pacote Office

Cursos:
• Administração de Empresas
• Relações Públicas
• Direito
• Marketing
• Jornalismo
• Engenharia Civil
• Engenharia de Produção
• Engenharia Mecânica
• Engenharia Mecatrônica
• Engenharia Automobilística
• Engenharia de Controle e Automação
• Engenharia de Materiais
• Engenharia Elétrica
• Engenharia Eletrônica
• Design/Desenho Industrial
• Publicidade e Propaganda/Comunicação Social
• Secretariado
• Técnico em Administração, Técnico em Mecânica, Mecatrônica e Eletrônica


O processo será 100% on-line e começa com prova de inglês, prova de raciocínio lógico e Fit Cultural (alinhamento dos valores do candidato à cultura da empresa). Depois, seguirão para dinâmicas e entrevistas com os gestores das áreas.

O Programa oferece benefícios como bolsa-auxílio, transporte fretado gratuito (de acordo com as linhas já disponibilizadas pela empresa), ambulatório médico na unidade, almoço parcialmente subsidiado, desconto na compra de veículos e estacionamento gratuito. Os aprovados deverão começar o período de estágio a partir de abril de 2021.

Clique aqui para mais informações.

Publicado em Educação

SÃO CARLOS/SP – Muitos ouvintes procuraram a Rádio Sanca, para informar de que foram até a Santa Casa de São Carlos para tratar coisas mais simples como fortes dores de cabeça e outros sintomas e deram de cara com um papel, na porta do Pronto Atendimento, que dizia o seguinte: “Devido à alta demanda de pacientes graves no Pronto Socorro, favor procurar UPA Vila Prado e UPA Santa Felícia. Fechamento Emergencial”

A Rádio Sanca entrou em contato com a assessoria da Santa Casa de São Carlos e nos enviaram uma nota com os seguintes dizeres:

A Santa Casa informa que, durante a madrugada, os 18 leitos de UTI COVID Adulto ficaram ocupados. Além disso, 3 pacientes precisaram aguardar no Pronto-Socorro do hospital para que fossem acomodados. Diante dessa superlotação, os profissionais de saúde precisaram ser deslocados para esses atendimentos e, por esse motivo, o Pronto Atendimento ficou fechado nesse período. Os atendimentos foram reabertos durante a manhã.

Quem passou em frente ao Pronto Atendimento até as 13h pode ver o papel do aviso, pois por conta da alta demanda, não sobrou tempo para os profissionais retirarem o papel e abrir a porta, entretanto a assessoria nos garantiu que o atendimento está normalizado e que os funcionários estão sim atendendo a população.

Publicado em Outras Notícias

Novo método apresentado prevê a construção da obra sem causar impacto no tráfego de veículos

 

SÃO CARLOS/SP - Representantes de relações governamentais e institucionais da concessionária RUMO apresentaram na manhã desta terça-feira (09/02), ao prefeito Airton Garcia, o projeto de implantação da passagem de nível inferior do pontilhão Praça Itália. Diferente do método apresentado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o novo modelo apresentado, além de prever mais agilidade na obra, causará menos impacto no tráfego de veículos, já que não prevê a demolição da passagem existente para a ampliação das 4 faixas de rodagem.

Além dos representantes da concessionária, Rodrigo Veradino, Bruno Madalena e Marcelo Rodrigues, também participaram da apresentação o chefe de gabinete da Prefeitura, José Pires (Carneirinho), os secretários José Galizia Tundisi (Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Inovação), Júlio Cesar Alves Ferreira (Obras Públicas) e representantes de outras pastas.

Com previsão de início para o próximo semestre, o projeto apresentado pela RUMO prevê manter a passagem existente com a implantação de outra passagem ao lado, permitindo a duplicação das 4 vias de tráfego e faixas para pedestre. O novo método divide a obra em 7 fases:  desvio ferroviário; cravação de estacas; desmontagem da grade ferroviária; escavação e execução das vigas de travamento e laje de cobertura; escavação no interior da PI; execução da laje de fundo e das paredes da passagem inferior, e por último, a execução do pavimento viário.

Além de utilizar um método europeu de empuxe hidráulico, primeira vez a ser utilizado no Brasil, a nova proposta para a construção da passagem inferior do pontilhão da Praça Itália terá o tempo reduzido de 14 meses para 9 meses, sem a interrupção no tráfego de veículos durante a execução.

Para o prefeito Airton Garcia, o novo método realmente trará menos transtornos para a cidade e para os motoristas.

“A praça Itália é um dos lugares que mais passa carros por dia em São Carlos, então, tudo o que for feito naquele local tem que ser rápido e com o mínimo de transtorno possível. E esse novo procedimento de construção com certeza irá trazer agilidade e tranquilidade na tão esperada duplicação do pontilhão”, disse o prefeito.

De acordo com o chefe de gabinete do Prefeito, José Pires (Carneirinho), uma nova reunião será realizada com os representantes da RUMO para a apresentação final do projeto junto às secretarias municipais, para maior agilidade nos trâmites autorizativos para o início das obras. “É uma determinação do prefeito Airton Garcia que a Prefeitura e todas as secretarias façam uma força tarefa para solucionar tudo o que for burocrático, para que essa obra inicie o mais rápido possível”, concluiu José Pires.

Publicado em Política

Estão programadas três dias de apresentações com músicos da cidade

 

SÃO CARLOS/SP - A Secretaria de Esportes e Cultura, por meio do Centro Municipal de Artes e Cultura (CEMAC), retoma neste próximo fim de semana o “Circuito Arena em Casa”, programa que tem como objetivo oferecer boa música, gratuitamente, aos finais de semana e com artistas locais.

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, desde 18 de abril 2020, as apresentações deixaram de ser presencialmente em espaços públicos do município e sim de forma virtual, transmitidas pelas redes sociais do CEMAC.

As apresentações em 2021 começam na sexta-feira, dia 12 de fevereiro, a partir das 19h30, com apresentação de samba e samba-enredo com a participação de Gustavo (pandeiro), Vlad, Ricardo e Keila (percussão), Tiago (cavaco), Maurício (violão) e dos cantores Leme, Gustavo, Nara Dom, Leh Lopes, PH (Paulo Henrique), Jota, Du, Regininha e Giovana.

Já o sábado (13/02) será de muito Axé e Forró com a Banda Vinil 78, Banda Doce Veneno e Tempero Brazuca,  com a primeira apresentação às 18h e a segunda a partir das 21h. Participam das duas apresentações os cantores Andréia, Ricardinho, Verônica, Maria, Mih, Rinaldo, Laís, André e Jéssica, Tinho, Veridiana, Thiago Branco, Pedro Vitor e Mariana, Danilo, Pedro Henrique, Aline Braga, Gaby e Rud. Os músicos Izé, Bruninho, Vlad e Binão também participam.

No domingo, dia 14 de fevereiro, O Circuito Arena em Casa começa mais cedo, logo às 17h com a apresentação do Grupo Sambanda, com apresentação de muitas marchinhas de carnaval.

De acordo com o diretor de Cultura, Carlos Alberto Caromano, a retomada do programa já estava programada para esse ano. “Resolvemos fazer nesse fim de semana que seria de carnaval, adiado esse ano em virtude do avanço da COVID-19 em todo o país, para levar diversão e cultura para a população, porém com total segurança. Como sempre acontece todos os músicos convidados são da cidade”, ressalta Caromano.

Para participar do Circuito Arena em Casa basta acessar o FACEBOOK.COM/CEMAC.SAOCARLOS e curtir as apresentações.

Publicado em Entretenimento

Segundo o IBOPE, 77% dos brasileiros acreditam que ação humana é a maior responsável pelo aquecimento global

 

SÃO PAULO/SP - Na última quinta-feira (4), o instituto de pesquisas IBOPE Inteligência divulgou o relatório Mudanças climáticas na percepção dos brasileiros, encomendado pelo Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS-Rio) em parceria com a Universidade de Yale dos EUA. A pesquisa de opinião se baseou em entrevistas feitas entrevistas com 2,6 mil pessoas entre setembro e outubro de 2020, com margem de erro de dois pontos percentuais. Os resultados revelam que a maioria dos cidadãos brasileiros se preocupa com as mudanças climáticas e com o meio ambiente.

Para 77% dos entrevistados, a proteção ao meio ambiente é mais importante do que o desenvolvimento econômico. Quase a totalidade dos participantes (98%) afirmou já ter ouvido falar das queimadas na Amazônia e, para 84%, elas prejudicam a imagem do Brasil no exterior.

A maioria esmagadora dos entrevistados (92%) acredita que o aquecimento global está de fato acontecendo e 78% consideram a questão muito importante. A ação humana é apontada como a principal causa do fenômeno por 77% dos brasileiros.

Além disso, 61% dos participantes se dizem muito preocupados com o meio ambiente atualmente. No entanto, apenas 25% afirmaram saber profundamente sobre as mudanças climáticas. Somente 17% já chegaram a participar de manifestações ou abaixo-assinados sobre o tema. Por outro lado, a maioria dos entrevistados (88%%) acredita que que o aquecimento global pode prejudicar muito as gerações futuras.

A pesquisa foi realizada pelo IBOPE Inteligência com 2.600 entrevistados, maiores de 18 anos, das cinco regiões do Brasil, entre os dias 24 de setembro a 16 de outubro de 2020. As entrevistas foram realizadas por telefone com apoio de questionário eletrônico, no sistema C.A.T.I (Computer Assisted Telephone Interview).

A amostra da pesquisa é representativa da população brasileira com 18 anos ou mais e garante a leitura independente dos resultados por região geográfica do Brasil. A margem de erro do estudo é de 2 pontos percentuais para os resultados pelo total da amostra, considerando um nível de confiança de 95%.

 

 

Fonte: Mudanças climáticas na percepção dos brasileiros

*Por: Equipe eCycle

Publicado em Natureza

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Fevereiro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28

Comércio e Serviços em Geral