fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Terça, 09 Fevereiro 2021

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos confirma nesta quarta-feira (10/02/21) mais 2 óbitos por COVID-19 no município, totalizando 113 mortes pela doença.

Trata-se de um homem de 88 anos, internado desde 13/01 em hospital público e óbito nesta terça-feira (09/02). Também morreu na noite desta terça-feira (09/02) um homem de 53 anos, internado desde 04/02 em hospital público.

Um paciente de Descalvado de 82 anos, internado desde 30/01 em hospital público de São Carlos teve óbito registrado nesta terça (09/02). Como determina protocolo do Ministério da Saúde os óbitos são contabilizados para a cidade de origem do paciente.

São Carlos contabiliza neste momento 9.056 casos positivos para COVID-19 (66 resultados positivos foram divulgados hoje), com 113 óbitos confirmados e 113 descartados.

Dos 9.056 casos positivos, 8.502 pessoas apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, 6 óbitos sem internação, 548 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 390 receberam alta hospitalar e 107 positivos internados foram a óbito. 8.612 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 25.459 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus (167 resultados negativos foram liberados hoje).

 

Estão internadas neste momento 77 pessoas, sendo 32 adultos na enfermaria (29 positivos e 3 suspeitos). Na UTI adulto estão internadas 42 pessoas (40 positivos e 2 negativos). Neste momento 2 crianças estão internadas na enfermaria, 1 com suspeita da doença e 1 com resultado negativo. Uma criança está internada neste momento na UTI/SUS com suspeita da doença. 18 pacientes de outros municípios estão internados em São Carlos (Ibaté, Dourado, Descalvado, Itirapina e Araraquara). 

A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS está hoje (contabilizando os 4 leitos de pediatria SUS e os 28 adultos) em 87,5% (28 pessoas estão internadas em leitos de UTI/SUS, 27 adultos e 1 criança). Se contabilizarmos somente leito de UTI/SUS adulto (28 leitos no total) o índice sobe para 96,4%. Na enfermaria/SUS estão internadas 19 pessoas. Na rede particular 15 pessoas estão internadas na enfermaria e 15 na UTI.

O município conta desde o dia 22 de janeiro com 32 leitos UTI/SUS, sendo 10 no Hospital Universitário (HU) e 22 na Santa Casa (18 leitos na ala adulto e 4 na ala pediátrica).

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 40.912 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 38.566 pessoas já cumpriram o período de isolamento e 2.346 ainda continuam em isolamento domiciliar.

A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes do tipo PCR em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal (quadro respiratório agudo, caracterizado por pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre - mesmo que referida -, calafrios ou dor de garganta ou dor de cabeça ou tosse ou coriza ou distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos), sendo que 25.241 pessoas já realizaram coleta de exames, 19.457 tiveram resultado negativo para COVID-19, 5.576 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos). 208 aguardam resultado de exame.

O boletim emitido diariamente pela Vigilância Epidemiológica de São Carlos contabiliza as notificações das unidades de saúde da Prefeitura, Hospital Universitário (HU), Santa Casa, rede particular e planos de saúde.

Publicado em Coronavírus

 

A segunda dose do imunizante também será aplicada a partir desta quinta-feira 

 

SÃO CARLOS/SP - A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, informa que nesta quinta-feira (11/02) e na sexta-feira (12/02) vai atender, das 15h às 18h30, em 11 unidades básicas de saúde (UBS’s), os profissionais da área da saúde que ainda não receberam a primeira dose da vacina contra a COVID-19.

Serão atendidos médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, que ainda não foram imunizados.

Também poderão receber a vacina assistentes sociais, profissionais da educação física, médicos veterinários e trabalhadores auxiliares como recepcionistas e seguranças, além de trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias, ou seja, todos que trabalham nos serviços de saúde.

As pessoas que se enquadram na ocupação de “cuidador” (Classificação Brasileira de Ocupações – CBO sob o código 5162 -10), doulas/parteiras, bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados também serão imunizados.

Para receber a vacina os profissionais devem preencher e imprimir o Cadastro antecipadamente disponível no http://coronavirus.saocarlos.sp.gov, preencher e entregar no momento da vacinação; realizar obrigatoriamente o pré-cadastro no site https://vacinaja.sp.gov.br; além de documento oficial original recente com foto (RG, passaporte, carteira de motorista, documento de Conselho de Classe) e CPF. 

Para comprovação da categoria profissional é necessário apresentar: documento de Conselho de Classe (original e cópia que ficará retida) e contrato de trabalho (original e cópia que ficará retida).

No caso da ocupação “cuidador” o CBO de registro profissional para cuidadores de idosos pode ser de acompanhante de idosos, cuidador de idosos institucional, cuidador de pessoas e dependentes gero-sitter.

Continua depois da publicidade

2ª DOSE - A Diretoria de Vigilância em Saúde de São Carlos comunica que também nesta quinta-feira (11/02) vai receber o terceiro lote com 5.719 doses da vacina CORONAVAC desenvolvida pelo laboratório SINOVAC em parceria com o instituto Butantan.

Em 21 de janeiro a Prefeitura de São Carlos recebeu o primeiro lote com 3.960 doses. No dia 3 de fevereiro recebeu a segunda remessa com mais 4.200 doses e agora mais 5.719 no terceiro lote, totalizando 13.879 doses da vacina chinesa. Do total das doses desse terceiro lote, 3.960 serão para aplicação da segunda dose da área da saúde e 1.759 já ficarão reservadas para imunização de idosos.

O imunizante está sendo aplicado em profissionais da saúde da rede pública e privada. Já foram aplicadas 6.725 doses e nesta quinta-feira (11/02) tem início a aplicação da 2ª e última dose da vacina CORONAVAC nos profissionais que receberam a primeira aplicação em 21 de janeiro. Na sexta (12/02) nos que receberam a primeira dose no dia 22/01 e assim sucessivamente. As doses serão aplicadas diretamente nas unidades hospitalares.

Já as doses da vacina AstraZeneca/Oxford da qual o município recebeu 3.050 doses, foram utilizadas para imunizar idosos das instituições de longa permanência (abrigos) e até sexta-feira (12/02) continuam sendo aplicadas nos idosos com 90 anos ou mais. Até o momento já foram vacinados 1.354 idosos em São Carlos.

Somando as vacinas dos dois laboratórios, já incluindo mais essa terceira remessa da CORONAVAC, a cidade contabiliza o recebimento de 16.929 doses do imunizante contra a COVID-19.

Publicado em Coronavírus

SÃO CARLOS/SP - O prefeito Airton Garcia e o vice-prefeito Edson Ferraz, receberam no final da manhã desta quarta-feira (10/02), no Paço Municipal, a nova reitora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), professora Ana Beatriz de Oliveira, a vice-reitora, professora Maria de Jesus Dutra dos Reis e a assessora de Articulação em Saúde da Reitoria, médica Carla Andreucci Polido.
Na pauta da reunião as parcerias já existentes entre a universidade e o poder executivo, a ampliação desses convênios e os desafios da nova gestão da universidade, com campi em São Carlos, Araras, Sorocaba e Buri (Lagoa do Sino).
“Foi uma honra receber a nova reitora. Temos todo o interesse em manter vínculos com uma instituição de ensino como a UFSCar, que certamente tem sempre algo novo a nos oferecer. Esse encontro foi o primeiro do ano para que outras parcerias se firmem”, declarou o prefeito Airton Garcia.
A reitora colocou a universidade à disposição do município e demonstrou interesse em firmar novas parcerias para que mais alunos possam fazer estágios em unidades do município. “Nossa intenção é fortalecer essa parceria, com um convênio amplo para os diversos cursos, assim como já temos na área da saúde e que também pretendemos ampliar”, disse a professora Ana Beatriz de Oliveira.
Durante o encontro, foi reforçada a importância da Universidade para o município e para a região. “A nossa ideia é aprofundar essa relação com todas as áreas da universidade, assim como já mantemos a parceria na área da saúde. Já sinalizamos a oferta de mais equipamentos públicos da Prefeitura para atender na formação, oferecendo mais vagas de estágios que podem servir à cidade e, ao mesmo tempo, à formação dos estudantes”, afirmou o vice-prefeito Edson Ferraz.

Publicado em Outras Notícias

Para colocar os novos leitos em operação, o Pronto Atendimento da Santa Casa vai ser fechado. A decisão foi tomada depois de reunião entre o Secretário de Saúde, representantes do hospital e vereadores

 

SÃO CARLOS/SP - Doze novos leitos de UTI COVID Adulto vão entrar em operação na Santa Casa de São Carlos no dia 18/2. Para que isso aconteça, o Pronto Atendimento do hospital vai ser fechado, já que os profissionais de saúde que trabalham nesse setor vão ser remanejados para o atendimento dos pacientes com suspeita ou diagnosticados com COVID-19.

“Desde o ano passado, temos enfrentado sérias dificuldades para conseguir contratar profissionais de saúde, escassos no mercado em função da demanda alta por atendimentos. Nós temos estrutura, temos respiradores, mas não temos mão-de-obra. A única alternativa é fechar o Pronto Atendimento e remanejar esses profissionais para que trabalhem nos novos leitos de UTI COVID”, explica o infectologista e diretor técnico da Santa Casa, Vitor Marim.

Essa mudança vai ser gradativa. De sexta-feira (12) a segunda-feira (15), o Pronto Atendimento vai funcionar das 7h às 19h. A partir de terça-feira (16), os atendimentos serão suspensos e os profissionais remanejados para preparar os novos leitos de UTI COVID. Quem antes se dirigia ao Pronto Atendimento, deve procurar pela UPA mais perto de casa.

“Vamos reforçar nossas equipes nas três Unidades de Pronto Atendimento e, se necessário, complementar nossas escalas. Vamos absorver os pacientes que hoje são atendidos pelo SMU da Santa Casa, a população não vai ficar desassistida. E, ao mesmo tempo, conseguiremos oferecer novos leitos de UTI/SUS COVID, garantindo vagas aos pacientes em estado avançado da doença”, garantiu Marcos Palermo, Secretário Municipal de Saúde, lembrando que as pessoas com sintomas da COVID-19 devem se dirigir diretamente ao Centro de Triagem de Síndrome Gripal localizado no Ginásio Milton Olaio Filho, deixando dessa forma as UPAS do Aracy, Santa Felícia e Vila Prado para atender emergências de outras áreas.

Para se chegar a essa decisão, foi realizada nesta quarta-feira (10), uma reunião no Auditório da Santa Casa. Participaram desse encontro o Provedor da Santa Casa, Antônio Valério Morillas Junior; o Diretor Técnico da Santa Casa, Vitor Marim; o Secretário Municipal de Saúde, Marcos Palermo; o Presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores, Lucão Fernandes (MDB); a secretária da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores, Cidinha do Oncológico (PP); o vereador Elton Carvalho (Republicanos), a vereadora Professora Neusa (Cidadania); o vereador Sérgio Rocha (PTB) e o vereador Tiago Parelli (PP).  

CUSTEIO DOS NOVOS LEITOS

A Diretoria Regional de Saúde de Araraquara (DRS III), em reunião virtual realizada na manhã desta quarta-feira (10/02) com os prefeitos dos municípios que fazem parte dessa região, anunciou que nenhum dos 11 hospitais da região, neste momento, disponibilizam de leitos UTI/SUS. Por esse motivo, 15 pacientes devem ser transferidos pelo sistema CROSS (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) para unidades hospitalares de outras regiões do Estado.

Em função disso, os 12 novos leitos de UTI COVID da Santa Casa vão ser custeados pelo

Governo do Estado por 3 meses, período em que o credenciamento junto ao Ministério da Saúde vai ser solicitado. A DRS III também estuda a abertura de 8 novos leitos de enfermaria SUS em São Carlos e outros 10 leitos de UTI no Pronto Socorro do Melhado, em Araraquara.

“É uma esperança para a nossa região essa abertura de novos leitos. Eu e o Edinho Silva, prefeito de Araraquara, como administradores das maiores cidades da região e que por consequência, são as que recebem maior número de pacientes de outros municípios, solicitamos essa ajuda. Sabemos que não resolve todo o problema, até porque precisamos da colaboração da população para inverter essa curva de contaminação”, avaliou o prefeito Airton Garcia.

O município conta até o momento com 32 leitos UTI/SUS, sendo 10 no Hospital Universitário (HU) e 22 na Santa Casa (18 leitos na ala adulto e 4 na ala pediátrica). Com a abertura de 12 novos leitos o município passa a contar com 40 leitos adulto de UTI/SUS: 30 na Santa Casa e 10 no HU, além dos 4 leitos infantis (2 pediátricos e 2 neonatal) também na Santa Casa.

 

Candidatos podem consultar o resultado no site do Inep

 

BRASÍLIA/DF - O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) publicará ainda hoje (10) os gabaritos das questões objetivas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, versão digital. A previsão de divulgação, segundo o Inep, é por volta das 17 horas, no site do instituto.

As provas da versão digital do exame foram aplicadas nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. A versão impressa ocorreu nos dias 17 e 24 de janeiro. Cerca da metade dos inscritos no Enem impresso e aproximadamente 70% dos inscritos no Enem digital faltaram às provas.

O resultado final, tanto da versão impressa quanto da digital e da reaplicação, será divulgado no dia 29 de março.

As notas do Enem podem ser usadas para concorrer a vagas no ensino superior, por meio de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), em instituições públicas de ensino superior, o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudo em instituições privadas, e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O título da matéria ficou errado das 9h51 até as 10h30. O gabarito será divulgado na tarde desta quarta-feira e não quinta-feira, como publicado incialmente.

Edição: Denise Griesinger

Por Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil - Brasília

 

Publicado em Educação

 

Estudo do InCor mostra que 80% das pessoas diagnosticadas com a doença sofrem com falhas na memória após a recuperação.

 

SÃO PAULO/SP - Um estudo realizado pelo InCor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP), em São Paulo, mostra que 80% das pessoas diagnosticadas com covid-19 sofrem disfunções cognitivas após a infecção. Falhas na atenção, memória e na função executiva do cérebro são algumas das consequências da doença mesmo após a recuperação.

“Lembro-me de fazer o pedido da comida e de pagar por ele. Mas não me lembro de ter comido”. “Dormi em pé tomando banho”. “Tive que vender minha moto, desaprendi a andar, não consigo mais ter coordenação nem equilíbrio para ficar em cima dela”, são alguns dos relatos entre os 430 pacientes em acompanhamento na pesquisa.

 Segundo Lívia Stocco Sanches Valentin, neuropsicóloga responsável por coordenar os estudos e professora da FMUSP (Faculdade de Medicina da USP), os resultados evidenciam que a recuperação física nem sempre implica a recuperação cognitiva do paciente infectado.

“Isso deixa clara a importância de se incluir na avaliação clínica dos pacientes pós-covid de qualquer gravidade sintomas de problemas cognitivos como sonolência diurna excessiva, fadiga, torpor e lapsos de memória, para que, com o diagnóstico precoce, possa haver uma rápida intervenção terapêutica”, explicou a médica por meio de nota.

Segundo a neuropsicóloga, as sequelas cognitivas acontecem porque o vírus entra pelas vias aéreas, compromete o pulmão e, com isso, baixa o nível de oxigênio. “A dessaturação de oxigênio vai para o cérebro, acomete o sistema nervoso central e afeta as funções cognitivas”.

PublicidadeBotão para controlar o volume da publicidade

A pesquisa foi realizada por meio do jogo digital MentalPlus®️, criado pela pesquisadora em 2010 para detectar possíveis disfunções neurológicas em pacientes que eram prejudicados após o uso de anestesia geral profunda. No caso do novo coronavírus, o jogo avaliou pessoas que tiveram covid-19 em variáveis estágios, idades e classes econômicas. A primeira fase do estudo foi feita com 185 pessoas, entre março e setembro de 2020.

 “O resultado foi impactante: independentemente do grau da doença, da faixa etária ou do nível de escolaridade, os pacientes que tiveram sintomas podem sofrer de disfunção cognitiva”, disse. Outra consequência detectada no estudo é a diminuição da capacidade visuoperceptiva, que faz com que as pessoas percam a coordenação motora e as quedas aumentem.

Segundo a médica, isso acontece porque a função executiva é afetada em pessoas que já contraíram o Sars-Cov-2. “Em uma pessoa saudável, essa função faz com que ela planeje o dia e busque estratégias para atenuar problemas, por exemplo. Se a pessoa perde essa função ou se ela ficar comprometida, isso pode interferir no trabalho e nas relações sociais, e, com isso, levar à depressão, ansiedade, angústia e agressividade”, explica.

Segundo Lívia, o quadro é passível de reversão por meio de exercícios cognitivos específicos como os do aplicativo MentalPlus®️ utilizado no estudo. “Essa atividade funciona como uma ‘musculação mental’”, explica ela. Isso acontece porque, ao forçar a atividade do cérebro, o órgão é estimulado a um maior consumo de oxigênio, melhorando paulatinamente seu desempenho.

“Quanto mais cedo tiver início a terapia cognitiva, mais rápida será a recuperação e, consequentemente, menores os prejuízos mental, emocional, físico e social para essas pessoas”, afirma Lívia.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) aguarda os resultados finais do estudo e pretende adotar a metodologia desenvolvida na pesquisa do InCor como padrão-ouro em âmbito mundial no diagnóstico e na reabilitação da disfunção cognitiva pós-covid

Por R7

Publicado em Especial

SÃO CARLOS/SP - O Departamento de Defesa Animal da Prefeitura (DDCA), coordenado pela Secretaria de Serviços Públicos, mesmo com a pandemia do novo coronavírus continua realizando as ações de recolhimento de animais, vistorias e checagem de denúncias de abandono ou maus tratos de animais.

Somente no primeiro mês de 2021 foram realizadas 252 visitas técnicas pelos fiscais e funcionários do DDCA. Em janeiro também foram resgatados 108 animais, sendo que 20 destes animais foram recolhidos devido a constatação de maus tratos e abandono.

Já 41 animais foram adotados nesse período e o Ambulatório Veterinário da Prefeitura realizou a castração, gratuitamente, de 205 cães e gatos.

Hoje estão abrigados 190 gatos e 150 cães no Canil e Gatil Municipal. O posto zootécnico abriga 28 cavalos, 1 vaca e 2 bezerros.

O Canil Municipal, o ambulatório veterinário e o posto zootécnico, estão localizados na Estrada da Água Fria, s/nº. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3374-3239. As denúncias podem ser realizadas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou também pela Ouvidoria no telefone (16) 3362-1080.

Publicado em Outras Notícias

BRASÍLIA/DF - A Comissão Mista de Orçamento (CMO) foi instalada hoje (10) com a eleição da deputada Flávia Arruda (Pl-DF), por aclamação, para presidir o colegiado. A relatoria ficará a cargo do senador Márcio Bittar (MDB-AC). A CMO é formada por 30 deputados e 10 senadores titulares e tem entre suas atribuições a análise e aprovação do Orçamento da União.

Inicialmente, a instalação do colegiado estava prevista para ontem (9), mas foi adiada em razão da morte do senador José Maranhão (MDB-PB) em decorrência da covid-19.

Ontem (9), ao anunciar a nova para a instalação do colegiado, o presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse que a comissão vai se dedicar exclusivamente na análise da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021 (PLN 28/20), cuja tramitação está atrasada. Após a aprovação da LOA, o colegiado será desfeito para a formação de uma nova comissão.

No entanto, diversos integrantes do colegiado pediram a prorrogação dos trabalhos por mais tempo, argumentando que precisam analisar o Orçamento com mais tempo. A nova presidente da CMO disse que vai levar a questão para debate junto à presidência do Senado

"A gente tem uma proposta de prazo para a gente votar [o Orçamento], que ainda vai ser levada ao presidente do Congresso. Nós votaremos, sim, porque esse é um compromisso que temos com o país de votar esse orçamento até antes do final de março, mas isso não nos impede de colocar em discussão e votação no plenário a prorrogação da comissão", disse Flávia Arruda.

Disputa

A instalação da CMO chegou a ser anunciada no segundo semestre do ano passado, mas não ocorreu em razão de disputas pelo comando do colegiado. Concorriam à presidência da comissão os deputados Elmar Nascimento (DEM-BA), apoiado pelo então presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e Flávia Arruda (PL-DF), que contava com o apoio do então líder do Centrão e atual presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL).

Nesta quarta-feira, logo após o início da reunião para instalar a CMO, o líder do DEM, Efraim Filho (DEM-PB), anunciou ter chegado a um acordo com Lira e retirou o requerimento indicando o deputado Elmar Nascimento para o cargo de presidente.

“Conversamos bastante com o presidente Arthur Lira e também fizemos um rápido diálogo com a deputada Flávia [Arruda] e temos todas as condições de prosseguir”, disse.

Com a retirada da candidatura, o senador Paulo Rocha (PT-BA) anunciou a eleição de Flávia Arruda por aclamação. “Estamos atrasados na feitura do nosso orçamento, então urge a comissão trabalhar”, disse o senador.

Ao tomar posse, Flávia Arruda disse que, além do Orçamento, uma das prioridades do colegiado será trabalhar no enfrentamento à pandemia da covid-19, pela vacinação em massa e por medidas de distribuição de renda, como a prorrogação do auxílio emergencial e a retomada da economia, com geração de renda.

“Só temos uma grande chance de fazer esse esforço através do diálogo e do entendimento. Os prazos são exíguos, os recursos escassos e as necessidades imensas”, disse Flávia Arruda.

 

 

*Por Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil

Publicado em Política

SÃO CARLOS/SP - Na segunda-feira (8), o vereador Tiago Parelli esteve em reunião com o diretor do Departamento de Fomento ao Turismo, Rykoff Aidar, e com o vice-prefeito Edson Ferraz para entender e resolver a situação do grupo Airsoft Blackwater. Esteve presente também Jeferson, um representante do grupo.

Conforme descrição no site do Blackwater, o airsoft é uma atividade esportiva e recreativa que utiliza réplicas de armas de combate e táticas militares para promover treinamento físico e mental, através de simulações de combate e técnicas de movimentação. As réplicas de armas são de pressão e atiram projéteis plásticos não letais. É praticado em ambientes fechados ou ao ar livre, frequentemente em áreas de grande extensão.

Durante a reunião, foi discutida a necessidade do grupo por um espaço adequado para a prática do esporte.

O vereador Tiago Parelli aproveitou a ocasião para conversar com Rykoff sobre melhorias e possibilidades para promover eventos e outros incentivos ao turismo em São Carlos.

Publicado em Esportes

Atriz, escritora e bailarina gaúcha, a multiartista compila sua pluralidade criativa em 10 faixas que passeiam por canções autorais e novos olhares para músicas atemporais

 

SÃO PAULO/SP - “Sem medo e sem receio de mostrar nenhuma parte minha. ‘Alma Nua’ nasceu assim, numa enxurrada”. É desta forma que a cantora e compositora Ana Carol define a criação da música que intitula o seu disco de estreia. Com produção de Moogie Canazio, nome por trás de lançamentos de Maria Bethânia, Caetano Veloso, Sandy & Junior e João Gilberto, o trabalho chegou ontem, 9 de fevereiro, nas plataformas de streaming (ouça aqui).

O fluxo de criatividade destacado por Ana foi decisivo não apenas para dar nome ao seu primeiro álbum, também para que ela se descobrisse como compositora. “Foi a primeira música que compus. Tenho uma certa noção de vários instrumentos, mas como não toco nenhum efetivamente, pensava que não iria conseguir criar algo”, conta antes de destacar o encorajamento dado por Moogie quando se encontraram em Los Angeles, cidade onde o disco foi gravado, no estúdio East West Studios. 

Também autoral, “Janela” (assista aqui) saiu como primeiro single e chamou atenção assim que chegou ao mundo. Surgida em meio a trivialidade de uma visita imobiliária, a letra nasceu pelo verso “Toda janela convida pra viver” e se desenvolveu no instante em que Ana Carol ouviu a melodia criada por André Moraes - cineasta, músico e compositor já indicado ao Grammy Latino. Nome por trás da aclamada trilha musical de Lisbela e o Prisioneiro (2003), André, também marido da cantora, foi o encarregado por criar a pluralidade dos arranjos que embalam as dez faixas do disco. A parceria profissional e pessoal, inclusive, foi um dos pontos fundamentais para construir o álbum de maneira a ser “conduzido pelo afeto e costurado pelo amor”. Além dos arranjos de André, os dois filhos da cantora também participaram, cada um à sua forma. “Estávamos todos juntos ali, eu grávida de Antonio durante as gravações e Francisco, meu filho mais velho, no chocalho de ‘Janela’, backing vocal de ‘Mas Que Nada’”, lembra. 

Complementando as criações autorais, o equilíbrio para encontrar a dose certa de originalidade também é um elemento presente em Alma Nua. E os artistas homenageados por Ana Carol em suas versões se entrelaçam a símbolos de suas vivências. “Modinha”, por exemplo, representa a influência de Tom Jobim e Vinícius de Moraes - o último, dono de obras responsáveis por instigar Ana a começar a escrever poesias, aos onze anos de idade. Enquanto isso, “Feira de Mangaio”, originalmente conhecida na voz de Clara Nunes, aproxima a figura do pai da cantora, personalidade determinante para a filha despertar os seus ouvidos para uma percepção musical mais perspicaz. “Tive uma enciclopédia musical na minha casa desde muito pequeninha. Eu queria muito fazer essa homenagem pro meu pai e para uma das mulheres que me inspiraram a começar a cantar”, conta. 

“O Tempo Não Para”, de Cazuza, é outro clássico brasileiro que chamou a atenção do olhar de Ana, que também é atriz, escritora e bailarina. “É uma música que fala muito do que eu tenho vontade de dizer no momento político atual”, declara. A aversão aos rumos políticos do país ainda impulsionou a escolha de criar o seu próprio registro sonoro e visual para a música “Bicho Burro” (assista aqui), da banda Dônica - lançada originalmente em 2015, mas pertinente à presente conjuntura governamental segundo a multiartista. “Me alivia poder cantar e colocar para fora um pouco de tudo que me engasga”, confessa. 

Alma Nua ainda resgata “Balada do Louco”, interpretada por Ney Matogrosso e escrita por Rita Lee, para trazer a admiração da artista pelos ícones e fontes para sua inspiração. A mais antiga, “Felicidade”, do compositor conterrâneo da cantora Lupicínio Rodrigues, e “Amiúde”, de Roberta Campos, complementam a pluralidade sonora que reflete a essência de Ana Carol.    

Além do frescor da voz da cantora e da experiência de Moogie, o trabalho de estreia de Ana Carol conta ainda com um grande “elenco”. Os instrumentistas envolvidos no projeto trazem vivências expressivas. Mika Mukti (teclado, piano e escaleta), Rafael Padilla (percussão), Stuart Hamm (baixo em “Bicho Burro”), Vini Junqueira (Baixo), Henrique Petters (piano e teclados), Carlitos del Puerto (Baixo em ‘Mas Que Nada’), Cheche Alara (Hammond em “Mas Que Nada”) e Gary Novak (bateria em “Mas Que Nada), por exemplo, já trabalharam ao lado de nomes como Lady Gaga, Christina Aguilera, Whitney Houston, Shakira, Bruce Springsteen, Alanis Morissette, Joe Satriani, Os Mutantes, Sérgio Mendes e Carlinhos Brown.  


Ouça Alma Nua aqui

Publicado em Entretenimento

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Fevereiro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28

Comércio e Serviços em Geral